28.2.11

Dói um bocado.

«se estivesse no Rio Ave ou num clube desses estava preocupado com a minha saída», disse Fábio Coentrão à TSF.

Por muito que entenda o que quer dizer não gostei de ouvir e ler. Não havia necessidade, Fábio. Afinal o Rio Ave não é o teu clube do coração?

Gaspar: um profissional extraordinário

Gaspar jogou porque é um extraordinário profissional e aceitou fazê-lo em sacrifício - perante a falta de alternativas da equipa.
Ainda por cima fez um excelente jogo, não se escondendo e dando o corpo à luta (por duas vezes foi ao relvado, mas não desistiu).
Um grande capitão e um grande profissional são feitos desta massa. Todos os rioavistas devem estar, penso, gratos a D. Gaspar

PS - Gaspar merece o aplauso pela coragem mas a decisão de jogar nunca seria apenas sua; é justo, penso, fazer uma referência ao departamento médico do Rio Ave e, parece-me, ao fisioterapeuta Vítor Pimenta em particular.

João Tomás a três golos do seu recorde

Como lembra A Bola de hoje, João Tomás está apenas a três golos do seu recorde - 16 golos quando jogou no, em 2000-2001 Benfica (marcou 15 quando jogou em cada um das duas épocas em Braga).
13 golos numa equipa com a ambição do Rio Ave é muito mais do que 15 ou 16 no Braga ou no Benfica, mas estou convencido de que Tomás 'impôs' a si próprio bater esse recorde.
(foto AVL)
Vai consegui-lo?
(o mais notável é consegui-lo dez anos depois)

PS - Tomás já renovou?
Há dúvidas?

As faltas fizeram a diferença ontem

Lembram-se  disto?
Ontem o Rio Ave fez 26 faltas, contra 18 do Leiria!
(fonte A Bola)

PS - por falar em números, apenas tivemos 37 por cento de posse de bola, contra 63 por cento do Leiria; sinceramente, no estádio, não me apercebi de uma diferença tão grande

Brito esteve bem...

... ao referir o apoio dos sócios.
Dos sete últimos clubes na tabela classificativa, apenas o Rio Ave não mudou de treinador. E isso deve-se a vários factores. Um deles é nunca ter havido grande contestação a Brito, mesmo quando as coisas estavam más (aqui, por exemplo, nunca pedimos a sua saída). Por isso, acho correcto Brito ter dito o que disse ontem.

(Leonardo Jardim rescindiu hoje e Manuel Fernandes deve seguir o mesmo caminho)

Trigueira de partida

... não, não é já, mas parece-me claro que Trigueira não continuará em Vila do Conde na próxima época.
Era, dos três, o único guarda-redes com futuro (Paulo Santos terminará a carreira mais época menos época e Felgueiras regressará a Braga) mas Brito já disse que não vê qualidades suficientes em Trigueira.
Deixou de ser convocado há algumas jornadas e só fez um jogo: o da Taça, com o Estrela de Vendas Novas, que não lhe correu muito bem. A partir daí... [foi também num jogo da Taça de Portugal, mas da época passada, que começou o princípio do fim de Trigueira no Rio Ave...]
O mais curioso é que Trigueira veio muito bem recomendado para Vila do Conde, depois de uma excelente época no Boavista e da várias chamadas às selecções jovens; eclipsou-se em Vila do Conde e precisa de reconstruir a sua carreira quase a partir do zero...

PS - uma nota mais pessoal: não conheço nada de Pedro Trigueira, mas sou levado a pensar que poderá estar um pouco acomodado; eu, no seu lugar, já teria pedido para ser emprestado, porque um jovem que acredita nas suas próprias qualidades não se pode resignar!

Atenção a Renato Santos!

Voltou a marcar ontem pelo Moreirense
E que golo! (é o 1-0)
PS - há que incluir Renato Santos nesta 'equipa' e retirar Januário, que, tanto quanto vou percebendo, não tem qualquer ligação ao Rio Ave;

Tarantini divide

Entre o que escreve o Gil sobre Tarantini e o que eu digo sobre o mesmo jogador vai uma grande diferença.
Este sempre foi um espaço de liberdade e é da diversidade de opiniões que surge o esclarecimento - ninguém é detentor da verdade e situações como esta fazem-nos repensar as coisas.
(Não seria a primeira vez que alteraria uma avaliação, feita menos de uma hora depois do jogo acabar, mas não é este o caso - se defendeu bem, Tarantini atacou muito mal, raros foram os passes certos e numa equipa com a ambição do Rio Ave exige-se mais)

PS - «O combativo médio vila-condense não é jogador de encher manchetes ou decidir jogos mas tem sido de uma utilidade extrema a Carlos Brito que não abdica do esforço de Tarantini na luta a meio campo»

27.2.11

21ª j - Leiria: Muito bem.

Gostei:
- do jogo. Não tendo sido um primor, foi renhido e disputado.
- da nossa defesa. De betão, intransponível. O Leiria não teve uma única oportunidade.
- da estreia de Lionn. Ainda não tem rotinas com os colegas, mas esteve bem.
- de Tarantini. Foi o melhor do meio-campo. Recuperou bolas sem fim, esteve em todo o lado.
- de termos sido melhores que o Leiria. De lhes termos dado a iniciativa de jogo, mas sem nunca lhes termos dado oportunidades de nos incomodar. 70% do jogo foi no nosso meio-campo, em todo esse tempo defendemos com 10 homens, mas nem só de futebol ofensivo se fazem as vitórias. E esta vitória foi mais que justa, até ficámos a dever um golo ao resultado final!
- de vencer pela 3ª vez consecutiva pela primeira vez e de estarmos também há 3 jogos sem sofrer golos.
- do anúncio da presença de Lizarda na tribuna presidencial. Fica-nos bem. Valeu a sugestão.

Não gostei:
- do árbitro. No estádio, sem tv, eu teria invalidado a jogada do nosso golo e assinalado penalty a favor do Leiria num lance com Leandro Lima na primeira parte. Na disciplina não tenho opinião sobre o lance da expulsão de Tomás e teria expulso um jogador do Leiria que rasteirou por trás Yazalde numa saída rápida para o ataque. Lances daqueles têm de ser sempre vermelho.
- em Leiria é que sabem, mas afinal é Caixinha ou Sá Pinto o treinador? O banco do Leiria parecia um vulcão, havia sempre gente de pé e em movimento, gestos, a maior parte das vezes por parte do ex-jogador da selecção nacional.
(foto AVL)
- como diz o João Paulo: Rio Ave, 1 - Visitante, 0???????? É uma vergonha para nós.

Leiria - um a um

Paulo Santos - 3. Pouco trabalho, mas sempre bem.
Tiago Pinto - 4. Sempre bem, sempre concentrado, para mim o melhor.
(foto AVL)
Jeferson e Gaspar - 4. Exibições gémeas, não deram hipóteses a ninguém.
Lionn - 3. Um ou outro erro a sair para o ataque, mas no resto foi uma boa estreia.
Tarantini - 4. Tarantini só não leva o meu voto para o melhor em campo, porque a passar a bola nas saídas para o ataque ainda falha muito. A lutar e a recuperar bolas foi inexcedível.
Braga - 3. Gostei.
Wires - 2. Acho que esteve discreto, pouco eficaz e demasiado perdido em pequenas picardias com adversários.
Gama - 3. Parecia desaparecido de jogo, pelo menos ofensivo, mas andou a ajudar o meio-campo. Isso também conta.
Tomás - 3. Mais um golo e expulsão. Não tenho opinião sobre o lance. Mas o abono de família vai fazer falta.
Yazalde - 2. Bom início de jogo e depois desapareceu. Era um jogo à sua medida, as suas velocidade e força deviam ter feito mais estragos.
- Vítor Gomes - 2. Fresco e combativo, foi importante.
- Saulo e Cícero - 1. Nada a acrescentar.

(Leiria) Justíssimo!

1) Foi 1-0 mas podia e devia ter havido pelo menos mais um golo;
2) Paulo Santos não fez uma defesa digna desse nome enquanto o guarda-redes do Leiria foi o melhor em campo;
3) má arbitragem, cheia de erros, que nos beneficiaram (não é normal um árbitro desmentir o bandeirinha num lance daqueles) e nos prejudicaram (nos cartões amarelos e talvez em duas penalidades não assinalidas); mas não foi pelo árbitro - merecemos ganhar!
4) Lionn fez uma excelente estreia e deu segurança à defesa, que foi o melhor sector - anulámos o ataque do Leiria;
5) Hoje gostei de Braga e tambem de Bruno Gama - merecia aquele golo que esteve quase para entrar (apesar de num ou noutro lance ter sido egoísta)
6) Para Brito nota 3: Lionn entrou apenas porque Zé Gomes se lesionou, não percebi a substituição de Braga (Wires e Tarantini tinham amarelos e podiamos ter ficado em maus lençóis), mas o facto desta ser a terceira vitória seguida e da equipa estar a sair da crise de resultados também é mérito seu;
7) Gaspar é grande: se lesionado joga assim, quando está bem...

PS - No final, Rio Ave, 1 - visitante, 0, pela segunda vez seguida; afinal não foi distracção [ACTualizo: mas felizmente não alastra a todos os espaços]

(Leiria) Lionn mostrou a sua raça

Paulo Santos: 3 (pouco ou nenhum trabalho, mas esteve sempre seguro)
Lionn: 4 (excelente; para estreia foi a exibição perfeita; muito bem a atacar e quase sempre bem a defender; muita força e bom sentido posicional; excelente técnica)

Gaspar: 4 (mesmo de cadeira de rodas continua a ser o grande Gaspar; jogou em sacrificio, esteve duas vezes no chão, mas levantou-se sempre com a mesma força)
Jeferson: 4 (um jogo à Jeferson, como há muito não se via; destemido, bem colocado, sem falhas)
Tiago Pinto: 3 (brilhou menos do que nos últimos jogos, mas bem)
Wires: 3 (lutador até ao fim; um pouco de 'cabeça quente')
Tarantini: 2 (os seus passes foram um desastre, mas esteve bem no desarme)
Braga: 3 (melhorou e fez um bom jogo)
Yazalde: 2 (podia e devia ter feito melhor nas oportunidades que teve; lutar, lutou; mostrou técnica e qualidade; mas não chega)
Tomás: 3 (marcou um e podia ter marcado mais outro)
Bruno Gama: 3 (se tem marcado era uma exibição perfeita; mas o guarda-redes do Leria não deixou)

(foto AVL)
Vitor Gomes: 2 (segurou o jogo mas não fez mais do que isso)
Saulo: 1 (nada de especial)
Cícero: 1 (ganhou um canto, mas não teve tempo para mais)

Juniores garantem matematicamente a manutenção

O empate, ontem em Moreira de Cónegos (1-1), foi suficiente para que os juniores do Rio Ave garantissem matematicamente a permanência no nacional - naquela que terá sido uma das melhores épocas de sempre. (obrigado PV)
Parabéns à equipa liderada por Pedro Cunha.

(agora vamos pedir aos mais crescidos que também o garantam rapidamente)

26.2.11

(Leiria) Gaspar convocado!

Brito chamou 20 para amanhã e Gaspar é um deles:
Guarda-redes: Mário Felgueiras e Paulo Santos.
Defesas: Gaspar, Jeferson, Tiago Pinto, Lionn e Milhazes.
Médios: Júlio Alves, Tarantini, Vitor Gomes, Braga, Wires e Fábio Felício.
Avançados: Bruno Gama, João Tomás, Mendes, Saulo, Sidnei, Cícero e Yazalde.

Notas:
- Se Gaspar está é para jogar, acredito!
- além dos quatro lesionados (Zé Gomes, Chaves, Éder, China e Fernandes, este também por inscrever), resta Trigueira;
- Ou seja, Brito chamou os restantes 20, o que significa que Mendes e Milhazes regressam;

Lizarda evocado amanhã

O mais velho jogador do Rio Ave, vivo, Lizarda faz segunda-feira 95 anos e a Direcção do Rio Ave aceitou a sugestão que fiz para uma evocação no intervalo do jogo de amanhã: «foi conhecida a confirmação da presença de Lizarda, antigo jogador do Rio Ave Futebol Clube, na Tribuna Presidencial no jogo de amanhã. Na véspera de mais um aniversário, Lizarda, a convite da Direcção, vem recordar momentos e individualidades que têm vindo a cimentar a sua longa relação com o Clube verde e branco» [não é melhor maneira de fazer este anúncio, no meio da informação sobre a convocatória, mas enfim, mais vale isto do que...; já agora que a presença de Lizarda não passe despercebida a quem está no estádio, como aconteceu com Trindade]
(gostaria apenas de reforçar esta nota: em todas as colectividades existe muito a ideia de que o Clube são 'eles', a Direcção, e nós, os adeptos, somos outra coisa qualquer; é verdade que a Direcção tem muito mais responsabilidades, mas nós, adeptos, também somos o Clube. E não é apenas simbolicamente que o digo. O que fez o Fernando Soares há 15 dias ou eu agora, por exemplo, não é mais do que a nossa obrigação; nós, rioavistas, somos o Rio Ave. Podemos e devemos ajudar a fazer um Clube maior e melhor)

Dois treinos à porta fechada

Penso que passou despercebido, mas Brito está a realizar semanalmente dois treinos à porta fechada. O habitual, das quintas, e agora ao sábado à tarde.
(a primeira vez que me apercebi foi no sábado anterior ao jogo com o Portimonense; hoje volta a ser com a porta fechada)

Consultar um especialista

Trrrrim, trrrrim... Trrrim, trrrim!

- Consultório da Bruxa do Nada, boa tarde, fala a própria!
- (O número tá certo, presidente!) Sim, sim, boa tarde, senhora! Eu preciso de uma consulta! Há vaga pra hoje?
- Sim, com certeza! Como se chama e que motivo o trará cá?
- Carlos Brito, sou treinador de futebol e...
- Não conheço! É do Sporting? Consta que estão mal... Mas olhe que com a bola não me meto, não gosto. Bolas só de cristal.
- Não, dos lagartos não, que diabo! Ainda não desci assim tanto! A questão é que tenho muitos jogadores magoados e será que não tem por aí umas mézinhas, uns pós, uns chás, pau de cabinda, qualquer coisa...
- Disso não tenho, há por aqui uns sapos coxos, uns corvos depenados que posso transformar em jogadores, mas estão em baixo de forma. Às vezes empresto-os ao Varzim e olhe como eles estão! Já lhe disse que não me meto com a bola! O que você precisa é de ir a pé à Sra dos Remédios a Lamego! Aqui é perder o seu tempo e o meu!
- Ora mer...! Olhe, obrigado por nada!
- De nada, não me chamam a Bruxa do Nada por nada!
(Tututututututu... Desliga-se o telefone)
- E agora, presidente? Vamos a Lamego?
- A pé?! Ó mister, porque não mete o Felício a central?

25.2.11

Ainda a lesão de Gaspar (ACT)

A Bola: «Carlos Brito vai estar privado de Gaspar na recepção ao União de Leiria»
ACtualizo com O JOgo de 26/2: «Gaspar, que está a contas com uma tendinite no adutor esquerdo e dificilmente será recuperável. Desta forma, Jeferson é o único central de raiz disponível, obrigando Brito a inventar uma solução»

Brito: vamos fazer o que ainda não foi feito...

«Atingir os vinte pontos nesta fase do campeonato foi essencial, mas, nem de longe nem de perto, está resolvida a nossa situação. Não temos muitas razões por nos envaidecermos. Poderíamos ter mais pontos ou até mesmo ter os mesmos vinte pontos, mas conquistados de forma diferente. O futebol é o momento. Vamos entrar no último terço do Campeonato e a minha perspectiva é a de esquecermos o que já conquistamos e lembrar do que ainda temos para conquistar: os pontos necessários para a manutenção»

PS - volta a haver estágio, que deu sorte com o Portimonense;

Última hora - Gaspar lesionou-se e não deverá jogar! (ACTx3)

É uma informação vinda do estádio esta manhã: Gaspar lesionou-se no treino e não deverá jogar. (ACT com informações de A Bola: O central Gaspar é o principal ausente do treino que o plantel do Rio Ave está a realizar. Esta manhã, o capitão de equipa sujeitou-se a alguns exames médicos»); via «site»: Gaspar juntou-se ao lote de jogadores afastado do trabalho colectivo. O experiente central cumpriu somente tratamento devido a uma tendinite no adutor esquerdo

Se a isto juntarmos as lesões de Eder e Ricardo Chaves e a indisponibilidade de Ricardo Fernandes, resta Jeferson.
Quem estará ao seu lado na defesa?
Tarantini?
ACTualizo: perante este cenário, talvez a aposta passe por recuperar Gaspar a todo o custo. Até de cadeira de rodas! Amanhã já veremos se é convocado.

BRITO na conferência de imprensa de hoje: «É realmente um caso incrível. Desde o início da temporada temos tido complicações e então no sector defensivo a situação é ainda mais delicada. Tenho tantas soluções para o meio-campo e para a frente, e nesses sectores raramente temos lesões. Temos colmatado as ausências da melhor forma possível e cada jogador tem dado o seu melhor. Se compararmos com o Rio Ave FC do ano passado no qual fomos sempre uma das equipas menos batidas, percebemos que houve sempre elevada regularidade do sector mais defensivo. De facto este ano, as situações foram se sucedendo, como é agora exemplo o Ricardo Fernandes que veio para reforçar a equipa e ainda não conseguiu dar o seu contributo»

Quantos pontos vão ser necessários?

«No ano passado 25 pontos chegaram para a tranquilidade, mas este ano 27 poderão não ser suficientes ou, quem sabe, até 22 poderão chegar; depende muito do que as equipas fizerem daqui para a frente» (Manuel Fernandes no Record de hoje)

É definitivo - Brito vai mexer no onze

Sem Éder (e sem Ricardo Fernandes e Ricardo Chaves), Brito vai chamar Jeferson ao onze.
Esta é uma alteração garantida.
Mas há mais uma, face ao onze de Coimbra: mesmo que Wires se mantenha a defesa-direito (coisa em que não acredito), terá de entrar alguém para o meio-campo; Vítor Gomes é o principal candidato.

Equipa que ganha é em equipa em que se mexe!

Acabou o castigo de Ernesto Ramalho

Nunca mais se soube nada, sinal de que não houve recurso por parte do Rio Ave e de que o castigo foi aceite. Por isso, um mês depois, acaba hoje o castigo imposto ao nosso dirigente.

(foi um jogo para não esquecer mas este não terá sido um caso que valha a pena propriamente recordar)

24.2.11

«Repouso e tratamento»

Éder Monteiro?
Repouso e tratamento

Zé Gomes?
Repouso e tratamento

Ricardo Chaves?
Repouso e tratamento
(do boletim médico de 23/2/11)

No caso, de Éder, é novamente uma lesão na perna direita, a mesma que o deixou de fora cerca de dois meses. Espero (esperamos todos) que esta não seja tão grave e que possa regressar rapidamente.
Faz falta!

O primeiro dos três 'reforços' de Janeiro a estrear-se...

foi Molina, ontem num jogo da Liga do Futuro.

Mais um reforço para domingo!

O nosso amigo João Ricardo Pateiro está apto para o jogo de domingo, diz A Bola.
É mais um reforço, numa altura em que o Rio Ave tem várias lesões!

Imbatíveis

Estamos há 263 minutos sem sofrer golos, o maior período da época sem ver os adversários marcar. O último jogador que nos fez sofrer foi Varela na 18ª jornada, aos 8 minutos do jogo no Dragão.

Por outro lado, iniciámos uma série inédita: nunca estivemos dois jogos completos sem sofrer golos.

23.2.11

«nas Escolas do concelho de Vila do Conde»

Eis um erro que, e muito bem, não volta a ser cometido.

A inscrição de Ricardo Fernandes...

... não está feita.
Ou seja, na prática não é nosso jogador e não pode 'dar o seu contributo à equipa'.
Não está em causa a qualidade do jogador, mas apenas o facto de não podermos contar com ele.
Tanto quanto veio a público assinou por duas épocas, pelo que, se esta estiver perdida, ainda tem a próxima, mas pessoalmente não considero uma boa opção ter um jogador apenas para 2011-2012.
Vamos esperar que a inscrição se possa fazer rapidamente (porque ficou suspensa na Liga/FPF), até porque está a fazer bastante falta.
(Pelos vistos a rescisão com o Dinamo de Bucareste não é pacífica, pelos vistos por causa dos dinheiros envolvidos; uma coisa é certa, o Dínamo contratou um substituto para o seu lugar)

A equipa que sofre mais faltas...

... é o Rio Ave.
Tem 359 sofridas, mais 10 do que o Sporting e mais 15 do que o Olhanense.
(fonte Record)

Provavelmente é apenas estatística (alguma tinha de ser...).

A primeira vez que Vítor Gomes substituiu o irmão...

... é evocada em O Jogo de hoje, num trabalho sobre os dois e o jogo de Coimbra.

Éder lesionado - Jeferson?

Azar para Éder, que hoje não treinou, e que se afirmava no onze do Rio Ave.
Ricardo Fernandes também ainda não está em forma, pelo que se Éder não recuperar, Jeferson é o candidato natural!

PS - 7-1 aos juniores? Devia mudar aos 3 e acabar aos 6 (não é justo...)!

(Bruno) Braga = vitória

A Bola lembra hoje uma curiosidade interessante: sempre que Braga foi titular o Rio Ave ganhou.
Braga só fez três jogos a titular, os dois últimos e a vitória sobre o Paços de Ferreira, na 11ª jornada. Participou em 12, mas nove como suplente)

(Está explicado por que é que o Rio Ave não ganhou mais vezes! Agora a sério: penso que a esmagadora maioria concorda que Braga dá outra agressividade ao meio campo do Rio Ave, independentemente das coisas lhe saírem melhor ou pior; Brito tem tido dificuldade em ver isso! Mas só jogando pode ganhar confiança e mostrar qualidades. Mas agora está para ficar?)

Bruno Gama e as substituições

Como é dito no texto abaixo, foi apenas a 4ª vez que Bruno Gama começou e acabou um jogo. Atendendo ao tempo de jogo a que aconteceu o golo, fica-se com a impressão que Carlos Brito já não iria fazer a 3ª substituição, o que sucederia pela 3ª vez esta época. As duas primeiras foram forçadas, pelo que Gama, o mais substituído da temporada e em metade das 14 vezes o 2º a ser substituído, acabou por ser a estrelinha da sorte do treinador: sofreu o penalty e fez de seguida golo.
Há males que vêm por bem.

20 estatísticas

De significativo após a 20ª jornada:

- igualámos a melhor classificação da época e a maior vantagem sobre o 15º lugar;
- Gama destaca-se em 3º na lista dos melhores marcadores;
- foi o 4º penalty a favor do Rio Ave, o 3º transformado em golo;
- já temos mais 1 vitória no final dos jogos que ao intervalo;
- foi apenas a 2ª vez que repetimos o mesmo 11 inicial em jornadas consecutivas;
- Gama fez os 20 jogos da temporada, 18 como titular. Domingo cumpriu apenas pela 4ª vez os 90 minutos de jogo;
- Também Gama e também pela 4ª vez foi eleito o Rei da jornada. Recuperou 10 pontos para o indiscutível líder da geral, João Tomás.

22.2.11

O rei da semana

Como já foi dito, é Bruno Gama. O ala só não foi o mais votado pela Linear. Hoje no 12º jogador (da Linear), foi Wires que recebeu o voto de melhor da jornada nas escolhas de Vítor Carvalho. Como é salutar a divergência de opiniões quando bem fundamentadas como foi o caso!

Também no mesmo programa Carlos Costa lançou a ideia de se criar um movimento "Rio Ave Sempre", que chamasse ao estádio ex-atletas e ex-dirigentes do clube, dando-lhes sempre destaque nos dias de jogo. É uma ideia que eu aplaudo e que está na linha do que já aqui expressei. Avante Rio Ave! Sempre!

A aproximação de Lionn ao onze?

A lesão de Zé Gomes pode precipitar a entrada de Lionn no onze (será muito difícil Zé Gomes recuperar para domingo).
Depois de ter ficado de fora da convocatória nas primeiras semanas, no fim de semana foi chamado mas foi para a bancada.
Agora, na sequência desta aproximação ao onze, poderemos ver finalmente Lionn em campo.

PS - há sempre a hipótese de Wires ser defesa-direito e Vítor Gomes a trinco (repetindo o onze da vitória em Coimbra), mas penso que Brito entende que Wires faz mais falta no meio campo

Eu não queria Hélder Postiga no Rio Ave

(do Record de hoje)

Visitas do Rio Ave às escolas

Pela terceira semana seguida, jogadores do Rio Ave (futebol e futsal) vão a escolas do concelho falar de si e do seu/nosso Clube. Hoje é na Areia.
Nem vale a pena estar a dizer quão positivo isto é e se há alguma nota a fazer é apenas parecer uma iniciativa irregular, episódica. Por isso, por ser a terceira semana seguida, o meu aplauso.

PS - o departamento de relações públicas do Clube (de marketing?) deveria ter como objectivo ir, anualmente, a todas as escolas do concelho que estejam interessadas em receber os nossos jogadores!

Ainda a venda de Sílvio

Volto ao tema, para tentar esclarecer algumas informações que fui recolhendo e que penso estarem correctas [e porque nem o Rio Ave nem os jornais nos deram mais informação]:
- Realmente o Rio Ave não terá pago ao Odivelas, que tem direito a uma parte do passe (15%?), o que dá menos de 50 mil euros, se fiz bem as contas (e que receberá via tribunal?);
- Sílvio foi vendido (apenas 80%?) por 300 mil euros ao Braga;
- Quanto aos jogadores, não estão incluídos no negócio, de acordo com o Rio Ave, porque rescindiram com o Braga e assinaram pelo Rio Ave; estamos a falar de Tiago Pinto e de Mendes, mas também de Januário? Ouvi as duas versões;

Bruno Gama é o rei da semana

Vitória clara de Bruno Gama.
32 pontos contra os 27 do segundo classificado, Paulo Santos.
Todos os restantes jogadores titulares tiveram entre 27 e 24 pontos (excepção para Zé Gomes, que saiu cedo).
Vítor Gomes, suplente que somou 25, conseguiu mais um do que Yazalde, o titular menos pontuado.

PS - se Júlio ALves não tocou na bola, porque é que teve dois pontos dados pelo Mais Futebol?

21.2.11

Três vitórias seguidas...

... faziam o nosso melhor ciclo esta época!
As vitórias na 11ª e 12ª jornadas (Paços e Figueira) deram 6 pontos (foram 11 da 9ª à 13ª).
Mas ainda não conseguimos três vitórias seguidas.
Por isso, vamos lá aproveitar o bom momento!

«Um jogo polémico»?

Só para a Renascença!
Além do que nos disse a Linear, também a Bola e o Record elogiam hoje a arbitragem de Capela.
(outra coisa diferente é ter havido contestação ao árbitro, que houve)

PS - curiosa foto: Zé Gomes e João Tomás (substituídos por lesão) felicitam Bruno Gama pelo golo!

Só ganhamos às quatro da tarde?

Até parece, mas o jogo com o Braga foi às sete...

PS - domingo é outra vez às quatro!

João Tomás já se lembra como é que se marcam golos?

«João Tomás sofreu um traumatismo na cabeça, com perda momentânea de memória»

PS - Zé Gomes tem uma entorse no pé direito; é coisa para parar duas ou três semanas?

ACtualizo: no final do jogo João Tomás já estava em forma e pronto para outra!!!!

Vingar Leiria?

O Rio Ave já tinha perdido um jogo com um penalti nos descontos - em Leiria.
Foi a 'vingança'?
De alguma forma sim: também nesse jogo o Rio Ave teve as melhores oportunidades, também nesse jogo dominou quase sempre o adversário, também nesse jogo não merecia sequer empatar.
Por isso...


PS - e já que se fala em sorte e azar, a equipa ganhou um novo 'amuleto': tanto quanto percebi foi o segundo jogo que Mário Almeida viu fora de Vila do Conde, depois da Naval; segunda vitória! Não pode falhar o próximo...

A 5 pontos

do 10º lugar pedido por ASC e a quantos da salvação?

Esta é a 5ª época com 16 equipas. Nos 4 anos anteriores, só em 2007-2008 25 pontos não garantiram a salvação. Estamos a duas vitórias de arrumar com a época? Não me parece. 3 vitórias seria bem mais seguro.

Um raio de sol

Também eu sofri a ouvir o relato da Linear. E quando ouvia as oportunidades falhadas sobretudo a bola no poste, lembrei-me de Brito dizer que a sorte andava de costas voltadas para o Rio Ave.
Depois não foi precisa essa sorte, apenas concretizar aquela que foi a mais flagrante de todas as oportunidades.

Esta vitória vale assim por 3: a do jogo, o aumento da vantagem sobre o 15º lugar e vantagem directa no confronto com a Académica. Um domingo muito bom!

20.2.11

Para evitar a humilhação...

No 'campeonato de palpites' que o Terras do Ave organiza quinzenalmente estou a ter, como já é da praxe, um comportamento lamentável - vou em penúltimo, somando desaires em cima de desaires!
Esta vitória em Coimbra vai dar-me alguns pontos, finalmente (entre os 12 painelistas apenas dois apostavam na vitória do Rio Ave e eu era um deles [a minha regra é sempre a mesma: vitórias em casa e vitórias fora, excepto na Luz, Dragão e Alvalade, onde aposto em empates - com os resultados que se conhecem!)
Até que enfim!

(Académica) Grande vitória!

O Rio Ave não podia perder - tantas as oportunidades de golo desperdiçadas (que sofrimento ouvir o relato na Linear) e ganhou!
Três pontos super-saborosos.
João Capela, que nos tem dado tanto azar, fez, por aquilo que se percebeu, uma grande arbitragem (corajoso ao apitar o penalti nos minutos finais)

Outras notas:
- Brito repetiu o mesmo onze do Portimonense, o que já não acontecia há muito; Vítor Gomes foi, portanto, suplente pela segunda jornada consecutiva;
- Zé Gomes lesionou-se; Wires foi defesa-direito, porque Lionn estava na bancada (falhei redondamente!);
- Tomás também se lesionou (mas não deve ser nada de grave) e saiu; Cícero voltou à equipa cinco jornadas depois;
- Bruno Gama marcou!

Mais uma frase de Brito

«Não é por termos comido ontem que vamos deixar de comer hoje», disse Brito na conferência de imprensa de sexta-feira (via Record de ontem), referindo-se ao facto do Rio Ave ter ganho no passado domingo e querer ganhar outra vez hoje.

Sai Wires e entra Vítor Gomes?

É pelo menos o que diz o Record de ontem. Vale o que vale, como é óbvio, mas os jornalistas são pagos para estarem bem informados.
Eu não acredito - Vítor pode jogar ao lado de Tarantini, saindo Braga, e mantendo-se Wires [Vítor Gomes não entrou a trinco esta época]. Mas para mim seria Wires,Vítor e Braga!

(quanto à defesa, a outra dúvida do Record, Éder vai jogar. E Lionn!)

19.2.11

(Académica; convocados) Lionn entra, Milhazes e Mendes não (ACT)

Brito levou 20 para Coimbra:
Guarda-redes: Mário Felgueiras e Paulo Santos.
Defesas: Gaspar, Jeferson, Tiago Pinto, Zé Gomes, Éder e Lionn.
Médios: Júlio Alves, Tarantini, Vitor Gomes, Braga, Wires e Fábio Felício.
Avançados: Bruno Gama, João Tomás, Saulo, Sidnei, Cícero e Yazalde.

Algumas notas:
- Trigueira prossegue a sua via sacra;
- Além de Bruno China, Ricardo Chaves e Ricardo Fernandes também estão de fora por lesão [ACT a 20/2: Record diz que Ricardo Fernandes levou pontos depois de uma entrada mais dura de Wires];
- Lionn estreia-se e Júlio Alves volta a estar, juntamente com Felício;
- Milhazes e Mendes ficam por opção técnica [são dois jogadores em que Brito deixou de apostar, embora me pareça que há razões diferentes: no caso de Milhazes, Tiago Pinto está  muito bem; já Mendes deixou de ser aposta depois de ter jogado bem na última vez que foi chamado; apagou-se?)

Juniores vencem

A equipa de juniores iniciou esta segunda fase do nacional da melhor maneira, vencendo o Merelinense por 2-0 - e mostrando que ñão se deixou abater pela desilusão do 5º lugar.

Quando Carlos escrever um livro vai ser um sucesso!

«O técnico do Bucaspor, equipa onde alinha o guarda-redes Carlos (ex-Boavista e Rio Ave) pagou do próprio bolso para ter uma nova solução para a baliza. Samet Aybaba queria contratar Pavel Londak, internacional pela Estónia e que alinhava nos noruegueses do Bodo/Glimt. No entanto, as condições financeiras do clube turco não permitiam a contratação. Aybaba não perdeu tempo e colocou em acção o seu cartão de crédito»

(O Bucaspor já andou pelos lugares de descida, mas agora está como o Rio Ave...)

Humildes? Ok, mas também fortes!

Diz Brito: «Temos de ser humildes e encarar a Académica como uma das equipas fortes deste campeonato para que tal nos obrigue a estar concentrados e dar o nosso melhor»

18.2.11

Setúbal-Naval

'X' no totobola com vitória do Rio Ave em Coimbra, ou '1' no totobola com vitória nossa em Coimbra?

Da vitória em Coimbra não abdico!

Para domingo: «Equipa está mais confiante» (ACT)

"Carlos Brito está «esperançado em fazer bom jogo para dar sequência à vitória alcançada com o Portimonense», um resultado que quebrou um ciclo de seis derrotas e «libertou um pouco a equipa, aumentando os índices de confiança para Coimbra.»"
«O Rio Ave tem possibilidades de trazer pontos de Coimbra. Temos de ser humildes e encarar a Académica como uma das equipas fortes deste campeonato para que tal nos obrigue a estar concentrados e continuarmos a dar o nosso melhor para atingir o objectivo."

ACT com as declarações do treinador da Académica: «É um jogo muito importante, porque temos de vencer, é diante de um adversário directo e que está a apenas 3 pontos. Tudo faremos para vencer. O único resultado que nos serve é a vitória

Outra desilusão chamada Saulo - ACT

O jogador é provavelmente o mais desiludido e com este texto não o quero responsabilizar - apenas constatar que Saulo é apenas mais um dos jogadores em que o Rio Ave tanto apostou no início da época e que está muito longe de corresponder (Felício é outro exemplo).
Depois da experiência em Vigo não ter sido bem sucedida, mais uma época negativa não vinha nada a calhar. Mas é a realidade e Saulo vai ter de voltar a mostrar que tem valor. Só não se sabe se em Vila do Conde?

PS - a época até lhe começou bem (não por acaso, liderou o Rei do Ave) mas depois entre lesões e a opção de Brito por Yazalde Saulo ficou sem espaço. Já voltou ao onze, mas sem chama. Já participou em 11 jogos da Liga, mas apenas 7 como titular. Já foi suplente não utilizado e até 19º, condição a que não estará habituado. Saulo pode queixar-se de falta de oportunidades? Brito disse que ele seria uma referência no ataque; ou Brito calculou mal ou o jogador desiludiu!


ACT (Gil): Saulo faz hoje 29 anos. Que a data o inspire para se no domingo for chamado, fazer toda a diferença! E parabéns...
ACT (JPM): se soubesse não tinha escrito o texto hoje; foi galo...

Júlio Alves + Jorge Mendes = Bebé?

Continuando eu a pensar que o futuro de Júlio Alves não passa pelo Rio Ave, poderá ele ser o nosso Bebé?

17.2.11

«E não se pode extingui-los?»

A propósito disto, há duas coisas que me parecem óbvias:
- ainda existe preconceito em citar blogues, mesmo quando é óbvio que a fonte de informação é um blogue; é um preconceito temporal, que com o tempo vai passar, mas a verdade é que, por serem muito recentes, os blogues ainda são olhados com desconfiança [eu que escrevo em blogues sobre o Rio Ave desde 2003 sei-o muito bem];
- neste blogue nunca deixaremos de citar os jornais que têm informação relevante, mesmo quando o contrário não acontece; não fazemos aos outros aquilo que não queremos que nos façam a nós!

O optimismo do JVC

«(...) A equipa esteve bem, desenhou jogadas de qualificado recorte técnico e foi acutilante. A massa associativa incentivou e mostrou estar com os jogadores. Cremos que vamos mesmo arrancar para um final de campeonato em bom nível, obtendo os resultados que correspondem ao valor do plantel. O lugar do Rio Ave FC é e será na I liga»

(saúda-se o optimismo do JVC, que no fundo deseja o que todos desejamos. Uns não estarão tão optimistas, mas para calar esses mais pessimistas, nada melhor do que confirmar a previsão do JVC já no domingo!)

Dos jornais de hoje

Varzim empatou ontem com o Ribeirão

(pudera, Júlio Alves não jogou...)

LFLobo e o meio-campo no jogo de domingo: (ACT)

«(...) o Rio Ave quis dar mais profundidade ofensiva ao triângulo do meio campo do seu 4-3-3. Para isso meteu Braga (talvez o médio do plantel com maior poder de remate), mas para isso inverteu o triângulo, passando a jogar com duplo-pivot: Tarantini mais perto de Wires, protegendo a vocação mais ofensiva de Braga. A meio da primeira parte, porém, já Carlos Brito pedia a Tarantini para subir no terreno, para ficar mais perto de Braga, com quem, apesar de posicionamento próximo, ainda não tinha trocado a bola. Aumentaram os índices de pressão e foi comendo o meio-campo (...).  O Rio Ave nunca tira da cabeça o que lhe pode acontecer se perder a bola. O pormenor (ou grande competência), que, quase sempre, decide a luta pela permanência» (in A Bola de Hoje)

ACtualizo: tendo o texto do Luís como pretexto, Brito irá manter o mesmo meio campo em Coimbra (Wires e Tarantini são indiscutíveis, falta saber de Braga sai para entrar Vítor Gomes)? E o mesmo onze (sobretudo na defesa)?

Odivelas: 15 por cento (mais Tiago Pinto e Januário) (ACT)

O presidente do Odivelas confirma a A Bola a notícia que ontem aqui avançámos: "Quando Sílvio se mudou para o Rio Ave, o Odivelas abdicou dos direitos de formação, mas ficou acertado que teria direito a 15 por cento do valor de uma futura venda. Esta época o lateral transferiu-se para o Braga e o líder do Odivelas diz que não foi indemnizado: «Fugiram a todas as responsabilidades e quando venderam o Sílvio ao Braga, que terá sido por dois milhões de euros, não explicaram se o Tiago Pinto e o Januário tinham entrado no negócio. Nunca facultaram os documentos que pedimos e por isso tivemos de os solicitar junto da Liga e da FPF»"

ACTualizo, com o resto da notícia, da versão em papel: «nos próximos dias deverá entrar um nova acção, relativa a outras percentagens por pagar. Luís Baptista [presidente do Odivelas] não fecha a porta ao diálogo, mas avisa 'aceito conversar, mas não me venham com habilidades'. Apesar de várias tentativas, ASC nunca se mostrou disponível para falar sobre o assunto»
Comentário:
- O que diz o Gil é o que todos os rioavistas gostariam que acontecesse, que a Direcção emitisse, via «site» uma posição, por curta que seja, tranquilizando-nos;
- se há compromissos assumidos o que se espera é que sejam cumpridos, porque o Rio Ave sempre foi um Clube de bem;
- ... e volta a falar-se em Januário, 'caso' que tenho vindo a acompanhar com atenção... [o jogador está neste momento na Polónia!]
- Sílvio vendido ao Braga por dois milhões de euros????? Alguém acredita?

Curtas notas - III

Ter 16 equipas iniciais diferentes em 19 jornadas deve ser algo insólito. Por pequenas que sejam as mudanças, isto pesa no desempenho da equipa. Que me recorde nunca ouvi o treinador escudar-se nas mudanças que sempre foi obrigado a fazer. E que opinião terá ele sobre o assunto? É um fenómeno do Entroncamento?

Curtas notas - II

Ricardo Martins brilha com outras cores que não as nossas. Brito é que é o treinador e é responsável pelas suas decisões que podem trazer-lhe medalhas ou a porta da rua. É um treinador de apostas fortes em determinados jogadores. Em tempos já afirmou que o Rio Ave tem a melhor escola de formação em Portugal e já lançou vários dos nossos jovens na primeira equipa. A Ricardo Martins faz bem crescer em Ribeirão. Que não se deixe impacientar e, quem sabe, regressando para a próxima temporada pode estar no ponto certo para se afirmar.

Curtas Notas - I

O Odivelas quer dinheiro. Todos querem. A Direcção do RAFC tem explicações a dar. O dinheiro já tinha sido pedido? Não houve acordo? Por que motivo chega isto a tribunal? E já agora, pergunta minha que de leis sou leigo, com tanto tribunal desportivo tem de ser um tribunal cível a julgar o assunto?

Os números após a jornada 19

- com os 2 golos obtidos somámos 19, o que dá 1 por jogo; ainda assim continuamos deficitários em 7 golos;
- mantivemos o 14º lugar, a posição que mais vezes ocupamos esta temporada (6 jornadas);
- Braga foi apenas titular pela 2ª vez;
- foi o 16º onze inicial diferente; esta foi a 6ª jornada seguida sempre a mudar de onze inicial, igualando a maior série sempre com alterações que foi entre a 4ª e 9ª jornadas;
- esta foi apenas a 2ª vez que estando empatados ao intervalo conseguimos vencer o jogo; isto diminui a diferença de pontos comparando intervalos com resultados finais para 4. Esses 4 pontos levariam o Rio Ave ao 11º lugar;
- Tomás e Tiago Pinto foram os Reis da jornada. Bruno China afunda-se na classificação. Gaspar ultrapassou os 500 pontos, sendo apenas o 3º jogador a consegui-lo.

Tudo isto para consultar aqui.

A entrevista de Trindade logo na Linear

Aproveitando o regresso de Trindade a Vila do Conde, Paulo Vidal conversou com o antigo guarda-redes e a entrevista passa hoje, como sempre das 18h às 19h.
(foto PV)
(Se Trindade regressou a Vila do Conde e, em boa hora, a Direcção se associou, temos sobretudo que agradecer ao Fernando Soares - mas essa é, penso, a obrigação de todos os sócios, ajudarem, cada um à sua medida, aqueles que elegemos a fazerem melhor!)

PS - Trindade não foi um dos 69 jogadores votados no Melhor de Sempre. Explicação? Muitos e bons jogadores passaram pelo Rio Ave nestas sete décadas de futebol!

16.2.11

Odivelas pede 570 mil euros ao Rio Ave (em tribunal)

Aí está uma notícia que não gostamos de dar nem de comentar - mas a partir do momento em que é público não vamos meter a cabeça na areia: o Odivelas pôs o Rio Ave em tribunal, exigindo 570 mil euros. Só pode ser pela transferência de Sílvio.
(Para que não fiquem dúvidas, o caso é público no endereço Citius do Ministério da Justiça, em Distribuição de processos: Tribunal de Vila do Conde, 15/02/2011, 1º Juizo Cível)
Um primeiro comentário:
- depreende-se que não será pela aquisição de Sílvio ao Odivelas mas pela venda ao Braga; se é assim, há algumas coisas que não batem certo: por um lado, sabia-se que o Rio Ave tinha menos de metade do passe e por outro não consta que Sílvio tenha sido vendido por tanto dinheiro; é que 570 mil euros é muita massa!
- Se há uma área em que ASC já deu mostras de saber servir bem o Rio Ave é na área financeira; a minha confiança nele nesse aspecto é muito grande.

Qual é a nossa força?

A propósito de Ricardo Martins, falava-se recentemente naquilo que é o 'peso' dos adeptos nas decisões do Clube.
Resumindo: há uma clara injustiça envolvendo este jogador e se no caso de Tiago Terroso nada pudemos fazer, será que vamos deixar que o erro se repita com o 'venezuelano' (ou seja, o jogador está a ser prejudicado mas o Rio Ave também perde!)?
Ontem no 12º jogador, Vítor Carvalho foi mais uma vez porta-voz do sentimento de muitos rioavistas, ao abordar o assunto (e pelos vistos todos pensamos da mesma forma).
O que é que queremos? Que ele possa regressar ao Rio Ave e aqui mostrar o seu valor.

Por mim até podia nem treinar...

(ou então passear de cadeira de rodas pelo relvado, de segunda a sexta..., enquanto os colegas suavam)
«João Tomás faz gestão do esforço e a sua utilização frente aos estudantes não está ameaçada»

«O que está a falhar nos golos do Rio Ave»? Pelos vistos nada!

O diagnóstico ontem aqui feito é 'desmentido' por uma notícia de A Bola de hoje: «(...) Yazalde é outro nome que tem dado notável contributo, com quatro golos, os mesmos que somou com preciosa ajuda de Fábio Coentrão na meia época que fez em Vila do Conde em 2008/2009. No 4x3x3 de Brito, Bruno Gama fica atrás em matéria de golos mas é quem mais assiste, pelo que se explica que o ataque seja o sector mais consistente».

15.2.11

O que está a falhar nos golos do Rio Ave

Há algumas coisas com as quais estaremos todos de acordo:
- Os 19 golos do Rio Ave são um pecúlio fracote (sobretudo para as aspirações da equipa e para a aposta que foi feita no início da época);
- João Tomás tem feito mais do que o que se esperaria e não é por ele que o problema existe*;
- Além de Tomás, só mais quatro jogadores marcaram (Yazalde, Bruno Gama, Braga e Zé Gomes, estes três com um cada);
- Ou seja, dois jogadores marcaram 16 golos, os restantes 20 marcaram três!!!!
A partir daqui só podemos especular;
- Yazalde tem quatro golos e é o segundo melhor marcador; não seria de esperar mais?
- Bruno Gama tem apenas um e, sem dúvida, era de esperar mais;
- há mais de 20 jogadores utilizados e só cinco marcaram!
- Há vários jogadores com mais de mil minutos a quem se poderia exigir mais;
- No meio campo só Braga marcou. É muito pouco.
- Até Gaspar, que em todas as épocas 'molha a sopa', este ano está em branco (na defesa apenas Zé Gomes).
Não tenho é uma explicação.
Desinspiração? Azar? Medo? O sistema táctico?
* Há um fenómeno que não podemos ignorar: a equipa joga muito - e bem - para Tomás, o que faz com que os outros jogadores se anulem um pouco. Não podemos ignorar, mas não explica nem metade do que se passa.

Tomás e Tiago Pinto são os reis da semana

Tomás desta vez teve companhia - a de Tiago Pinto, e cada um somou 36 pontos.
Um atrás ficou Bruno Gama (35).
E em terceiro lugar aparecem dois jogadores, com 31, Yazalde e Paulo Santos.

Desta vez não há suplentes menos pontuados do que titulares, mas por pouco. Gaspar, Éder e Zé Gomes conseguiram 27 pontos, apenas mais três do que Vítor Gomes. [uma nota pessoal: não consigo encontrar uma razão para os defesas, sobretudo os centrais, terem sido os menos pontuados; a defesa não esteve bem?].

PS - é a segunda vez que Tiago Pinto é o melhor da semana; na 13ª jornada, no empate com o Beira Mar, também foi, ali na companhia de Yazalde.

Tirar partido da intranquilidade da Académica

É certo que se o Rio Ave fosse ganhar a Coimbra despedíamos mais um (e porque não? Não é impossível!), mas o mais importante é pontuar - tirando partido da intranquilidade que se vive na equipa.

Ainda 'O melhor de sempre'

O melhor de sempre, iniciativa que realizámos de Novembro a Janeiro deste ano, está toda sistematizada aqui (o ficheiro é um pouco pesado, mas vale a pena...).

Jeferson ou Éder?

Com Jeferson pronto, Brito mantém Éder na equipa? Ou abre-se a porta a Ricardo Fernandes?

A minha opinião:
- se Brito fizer como fez antes, quando Jeferson saiu da equipa na 12ª jornada, não voltou imediatamente. E Éder fez vários jogos a titular (até sair por cartão);
- por outro lado, Éder esteve bem no domingo e Brito costuma manter a regra de não trocar de jogadores quando eles estão bem (a saída de Felgueiras em Leiria terá sido uma excepção);
- finalmente, não acredito que Ricardo Fernandes passe numa semana de 'não convocado' para titular;
Por isso o mais certo é voltarmos a ver Éder ao lado de Gaspar, em Coimbra.

Tiago Costa esteve ontem em Vila do Conde (ACT)

... diz o Record.
ASC já tinha confirmado o acordo, mas o jogador ainda não assinou.

PS - é apresentado como lateral direito, embora já tenha jogado a médio no Estoril. É o sucessor de Zé Gomes? ACTualizo: nos dois últimos anos a renovação do Zé Gomes foi uma telenovela - e fez épocas melhores do que está a ser esta, penso. Com Tiago Costa e Geraldes deixou de haver espaço para o Zé? Bem, há uma coisa que me parece importante: um jogador de Vila do Conde para transmitir aos que chegam uma certa mística e garra!

Azenha do (Rio) Ave (ACT)

Mais um treinador que despedimos - embora no caso de Azenha isso fosse inevitável mais cedo ou mais tarde. ACTualizo: afinal...

PS - quando é que Azenha ganhará um jogo na primeira liga?

14.2.11

Uma leitura com que me identifico

Eugénio Queirós no Record de hoje: «Não se pode tirar mérito a esta vitória do Rio Ave, que quebrou uma série de 6 derrotas, mas importa referir que este Portimonense de Carlos Azenha é uma caricatura de uma equipa de futebol»

PS - no penalti cometido sobre Tarantini, Eugénio Queirós escreve que é uma penalidade que até quem estava apenas a ouvir o relato viu!; mas tambem diz que Bruno Esteves perdoou a expulsão a Wires (puxou Candeias pela camisola, depois de já ter visto o primeiro amarelo); tem razão, penso.

Tiago Pinto, o primeiro reforço

Penso que todos concordarão, há um sentimento de uma certa orfandade no que diz respeito aos reforços contratados esta época.
Podia alargar a lista (Felício, Saulo, Braga), mas falo apenas daqueles que vieram ocupar directamente posições de jogadores que saíram.
- Paulo Santos ou Felgueiras, por aquilo que mostraram, não são tão bons quanto Carlos;
- Jeferson ou Éder (ainda?) não compensaram a saída de Fábio Faria;
- Bruno China estava a fazer um bom campeonato, mas o Rio Ave tinha melhores resultados com André Vilas Boas (eu gosto mais do estilo de AVB, em detrimento da suavidade e elegância de BC);
[João Tomás é um caso à parte; já cá estava na época anterior, saiu e voltou; Sim, este João Tomás é tão bom como o João Tomás da época passada e muito melhor do que Nélson Oliveira, Bruno Moraes e Bruno Fogaça juntos!]
- Falta referir o lado esquerdo da defesa; vieram Milhazes e Tiago Pinto para compensar Sílvio e, como nos casos anteriores, pensava-se ainda em Sílvio, jornada após jornada. Ontem, pela primeira vez, vimos um Tiago Pinto tão bom ou melhor do que Sílvio, embora no jogo do Dragão já tenha dado boas indicações. A continuar a jogar assim não estará em Vila do Conde na próxima época!

(foto AVL)
Ou seja, Tiago Pinto é o primeiro verdadeiro reforço desta época, o que significa que afinal não há tanta qualidade nesta época como na anterior (e também por esta razão estamos a fazer um campeonato pior!)

PS - só revelou à 19ª jornada! É tarde mas mais vale...

Portimonense

1 – não estive em Vila do Conde, não pude ver o jogo nem ouvir o relato.
2 – era indispensável vencer por 2-0 ou por mais de 2 golos de vantagem se sofrêssemos 1. Foi conseguido.
3 – João Tomás continua a fazer a diferença.
4 – hoje já me falaram num penalty a nosso favor que ficou por assinalar, algo inacreditável. A fazer fé no que me dizem, a saga com as grandes penalidades parece que continua.
5 – Braga foi titular apenas pela 2ª vez esta temporada.
6 – uma vitória sem continuidade na soma de pontos não faz sentido.
7 – a Académica que nos recebe na próxima jornada foi adicionada a esta luta pela sobrevivência.
8 – a Naval continua em alta e está ali ao virar da esquina, são 4 passos.

O golo que falta a Bruno Gama

Há duas coisas que Augusto e Bruno têm em comum, além do apelido Gama: a raça de nunca desistirem e o facto de, sendo ambos avançados, não serem grandes marcadores de golos. Na época passada marcou 3 no campeonato, esta época vai com um, mais dois na Taça de Portugal. É pouco, contribuindo para que o Rio Ave seja uma equipa pouco concretizadora e fique refém de João Tomás.
A verdade é que o Bruno tem tido azar. Está numa boa forma, ontem criou algumas oportunidades (fez uma segunda parte de classe) e mandou uma ao poste.

(nesta excelente foto de AVL, vê-se a classe de BG, passando entre três, um deles o seu ex-colega André, que já evocámos aqui)

Vamos lá Bruno, pelo menos igualar os três golos do campeonato passado!

A lesão de André Vilas Boas

Não sou supersticioso - mas até me arrepiei quando vi o André sair de maca e me lembrei disto!
Não era desse azar que eu falava, claro!
Aliás, o aplauso que provavelmente o André teve oportunidade de ouvir por parte de muitos rioavistas (um dos quais eu) foi o melhor sinal de que não o esquecemos.

PS - é uma época negra para o André; passa a primeira volta lesionado e depois sem ser convocado; consegue ser aposta numa equipa que é candidata a descer de divisão e quando está no onze inicial lesiona-se! Com gravidade,  mas sem ser tão grave como se pensava... [vários elementos da nossa equipa dirigiram-se ao André, quando ele saía, não só o Vítor Pimenta mas também, por exemplo, Gaspar - um grande capitão é assim!] O melhor é mesmo o André apagar este ano da sua vida e recomeçar na próxima em Vila do Conde, assinando por dez épocas!

13.2.11

(Portimonense) Ganhar bem sem jogar bem (ACT)

1) Sim, já houve jogos que o Rio Ave perdeu tendo jogado bem (o Nacional, claro) e desta vez ganhou sem ter feito um bom jogo. O Portimonense é uma equipa fracota, que pouca oposição deu [e tem um treinador que é um azenha: mal sofreu o primeiro golo, tirou o ponta de lança e meteu um médio...];
2) O Rio Ave fez uma segunda parte com algum nível, mas a primeira foi bastante fracota; acho que ao intervalo não havia rioavista que não estivesse preocupado (excepto Brito, que deixou tudo como estava e saiu-se bem);
3) O Rio Ave entrou sem surpresas, a não ser a titularidade de Braga, que desiludiu, em vez de Vítor Gomes. No ataque, o trio do costume [e Júlio Alves esteve na bancada].
4) A defesa esteve sempre muito segura (a oposição, reconheça-se, não foi pesada) mas o problema era sair para o ataque; ou isso acontecia pelas extremas ou então não saía; como Tarantini não é esse jogador, competia a Braga fazê-lo. Mas Braga teve um jogo desastrado e a equipa ressentiu-se disso.
5) Para Brito nota 2. A equipa continua sem jogar bem e quem joga mais vezes mal tem mais probabilidades de perder (além disso, Tomás - o melhor em campo mais uma vez, mas Tiago Pinto ficou pertinho - continua a disfarçar algumas insuficiências).
(foto AVL)
6) Resultado justo? Sem dúvida. Até podia e devia ter sido 3-0, já que o Portimonense, em todo o jogo, teve uma oportunidade, num remate que Paulo Santos defendeu bem.
(foto AVL)

ACTualizo a 14/2: 7: não falei do penalti cometido sobre Tarantini, perfeitamente evidente, apenas para não valorizar a arbitragem;
PS - «Rio Ave 2, visitante 0», como se ouviu no final??? Isso é o que se ouve no Dragão, quando recebem o Benfica! Defendo sempre uma postura de fair play, de respeito pelo adversário e nessa postura de respeito não cabem expressões dessas (penso eu...)

(Portimonense, um-a-um) Tomás e Tiago Pinto

Paulo Santos: 3 (pouco ou nenhum trabalho, respondeu bem nas poucas vezes em que foi chamado; menos bem a repor a bola em jogo)
Zé Gomes: 2 (interventivo, mas quase sempre trapalhão)
Gaspar: 3 (autoritário na antecipação; sempre certo)
Éder: 3 (idem)
Tiago Pinto: 4 (o seu melhor jogo em Vila do Conde; muito determinado no desarme e a partir para o ataque)
(foto AVL)
Wires: 3 (um jogo estranho, este de Wires; entrou desorientado, apanhou um amarelo e parece que acordou; perdeu muitas bolas, porque ñão esteve bem no passe, mas teve garra, que naquele lugar é importante)
Tarantini: 2 (quase marcava por uma ou duas vezes [além do penalti que sofreu], quase desmarcava bem, quase...; honestamente, alguém se lembra de algo que tenha distinguido Tarantini?)
Braga: 2 (não justificou a chamada; ao contrário de Tarantini, esteve muito interventivo, rematou várias vezes à baliza, mas era difícil ter feito pior; só não é 1 pela sua garra e vontade de fazer mais; ele dinamiza muito a equipa, mas tudo lhe saiu mal);
(foto AVL)
Yazalde: 2 (marcou um golo, correu muito, mas não fez um bom jogo; está, parece, sem confiança, e na primeira parte não deu uma para a caixa...)
João Tomás: 4 (por ter marcado? nem pensar! pelas bolas que veio buscar ao meio campo, pelo que correu, por nunca desistir, pelo que fez jogar; e ainda marcou!)
Bruno Gama: 3 (quase quatro; quatro pela segunda parte, em que esteve endiabrado, mas 2 pela primeira em que pouco ou nada fez...);
Vítor Gomes: 2 (segurou o jogo, mas parece-me que entrou 'zangado', descrente; parecia apático)
Saulo: 2 (mexido, no pouco tempo que teve)
Sidnei: 1 (sem tempo para mais)

Recordar Trindade (ACT)

Em boa hora a Direcção decidiu convidar um dos nomes mais recordados pelos rioavistas que assistiam aos jogos no final da década de 70 e início da de 80: o guarda-redes Trindade. Foi sobretudo na mítica época de 81/82 que Trindade mais brilhou.

Trindade vai estar logo na tribunal presidencial (e é entrevistado na Linear na próxima quinta)

ACTualizo a 12/2: Trindade esteve na tribuna mas teria ficado bem uma referência ao intervalo, para um aplauso dos rioavistas; assim foi um pouco 'clandestino'

12.2.11

(Portimonense) Sem reforços na convocatória mas com Vítor Gomes

Brito convocou 19:

Guarda-redes: Paulo Santos e Felgueiras
Defesas: Gaspar, Tiago Pinto, Milhazes, Zé Gomes, Eder
Médios: RChaves, Júlio ALves, Tarantini, Vitor Gomes, Braga e Wires
Avançados: BGama, Joao Tomás, Saulo, Sidnei, Cicero e Yazalde.

Algumas notas:
- os reforços não estão (e eu estava mesmo a contar com Lionn);
-Julio Alves continua a ser aposta em detrimento de Fábio Felício;
- Mendes, Trigueira ficam de fora por opção técnica
- China, lesionado, e Jeferson, castigado, completam os 26 da equipa;

(Futsal) A melhor exibição (1-0 ao Fundão)

O melhor jogo da época? Provavelmente.
O melhor jogo desde a péssima exibição de há um mês, sem dúvida!
O Fundão é uma boa equipa, mas o Rio Ave, sobretudo na segunda parte, jogou bem, na antecipação (destaque para Lipa) e contou sempre com a segurança de Alex. Todos, em geral, estiveram bem.
Uma equipa com vontade, com garra e com força até ao último segundo (também tivemos alguma sorte, com o Fundão a falhar algumas oportunidade de baliza aberta, mas a sorte que tem faltado esteve hoje em Vila do Conde).
Vamos ver se ainda dá!

PS - a Direcção em peso no Pavilhão, em apoio à equipa; muito bem!

Os cinco minutos de fama de Júlio Alves

Aqui ou aqui, é de Júlio Alves que se fala

«o livre tão bem apontado por Júlio saiu de umas chuteiras de Bruno Alves. «São um talismã para mim. Tenho muito orgulho em usar as botas que o meu irmão me ofereceu. Calçamos o mesmo número e assim não tenho de comprar. É uma vantagem»,

Os seis mil sócios do Varzim

Se o Varzim consegue ter seis mil sócios nós também conseguimos!
(A Póvoa não tem mais habitantes do que Vila do Conde; e o Varzim já quase se esqueceu da primeira divisão; mesmo assim conseguem ter seis mil sócios? Só prova que também conseguiríamos...)

11.2.11

Totobolas para o pinhal desta semana

Paulo Santos ou Felgueiras: X
Lionn ou Zé Gomes: 1
Eder ou Ricardo Fernandes: 1
Milhazes ou Tiago Pinto: 2
Wires ou Ricardo Chaves: 1
Vítor Gomes ou Felício: 1
Tarantini ou Braga: 2
Yazalde ou Saulo: 2

Brito e domingo com o Portimonense: «extremamente importante»

«Julgo que há momentos importantes na vida de cada um e no futebol muito mais, por isso, eu não vou estar com meias palavras. O jogo é extremamente importante para nós, pelo facto de ser um adversário directo, pela hipótese de ganharmos uma vantagem confortável e depois porque vimos de seis derrotas consecutivas»

PS: Brito e os empates «Para mim os empates são importantes e sabem que eu penso desta forma. Uma equipa que luta para não descer tem seis ou sete vitórias, depois os empates é que se tornam importantes. O Rio Ave FC nem isso tem este ano. Por exemplo, ter neste momento seis ou sete empates significava ter uma almofada para a situação actual»

O JVC e o jogo do Dragão

Do jogo do Dragão, o JVC desta semana diz que «a diferença mínima é justa», que o FC Porto só dominou até à meia hora  e que na segunda parte o jogo foi muito equilibrado e que o Rio Ave deu boas indicações para os jogos que aí vêm. Nas declarações de Brito refere-se que «está satisfeito com o rendimento da equipa, apenas lamentando a falta de pontaria dos seus jogadores, embora reconhecendo ñão ter tido muitas oportunidades mas também ter faltado o último toque»

(Penso que a maior parte dos rioavistas não se revê neste retrato feito pelo JVC; a única explicação é querer pôr o mau para trás das costas e pensar apenas no jogo de domingo; se assim é, que resulte!)

Dupla de centrais contra o Portimonense (ACT)

Dupla Gaspar-Chaves: 7 jogos, 4 derrotas, 2 empates, 1 vitória; 9 golos sofridos, média 1.5 golos por jogo.
Dupla Gaspar-Éder: 3 jogos, 1 derrota, 1 empate, 1 vitória; 6 golos sofridos, média 2 golos por jogo. (esta dupla sofreu a maior goleada da época, 5-2 na Luz).

Quaisquer outras duplas serão inéditas.

ACTualizo (JPM): os jornais dão como segura a utilização de Éder no domingo ao lado de Gaspar

Algumas notas sobre Yazalde

Penso que é justo reconhecer que Yazalde, de há algumas jornadas para cá, não tem rendido o que dele se esperava; depois de ter agarrado bem o lugar que começou por ser de Saulo, e de se ter adaptado melhor ao lugar de 'falso-extremo', a verdade é que desde o final do ano tem andado 'em crise de confiança'; deixou de marcar golos, poucas ou nenhumas oportunidade de golo cria e apenas se safa a sua vontade de fazer sempre mais.
Com Saulo, Mendes e mesmo Sidnei no banco, não seria de admirar alguma mudança.

Vítor Gomes já treinou sem limitações (ACT)

Temos Vítor para domingo!

ACtualizado: está confirmado.

10.2.11

O que gostava de ver no fim de semana

A equipa de futebol, sábado à tarde, no Pavilhão, a apoiar a de futsal e a de futsal, no domingo à tarde, no Estádio, a apoiar a de futebol.

Vítor Gomes ainda não treina

cada dia que passa fica mais difícil a sua utilização no domingo. Mas ainda há esperança...

Ricardo Fernandes é surpresa para domingo?

Pelo que se tem visto nos treinos, Brito parece apostado na utilização de Ricardo Fernandes já no domingo (o que pressuporia a regularização da inscrição até lá).

Para mim seria uma grande urpresa, primeiro por pensar que Éder seria a primeira aposta, mas sobretudo pelas limitações físicas de Ricardo Fernandes. Que, afinal, podem estar ultrapassadas.

«Obrigatório ganhar ao Portimonense» (ASC)

ASC falou à TSF para dizer que
- o jogo de domingo é fundamental, é obrigatório ganhar;
- o lugar de Carlos Brito não está em causa («nos momentos mais difíceis é que devemos estar unidos, não é a pensar em chicotadas psicológicas que se resolvem os problemas»);
- que Júlio Alves está na montra, para ser vendido;

É correcto deduzir que se João Tomás...

... não fosse João Tomás, teria sido castigado pelas declarações que fez?

(como em tudo na vida, há sempre duas formas de encarar os problemas: culpando quem fala deles ou tentando contribuir para os resolver; Tomás foi corajoso e quis contribuir para resolver, por sentir que era preciso um abanão no balneário, depois de esgotadas outras tentativas, mais discretas; mas há sempre quem pense que o melhor é matar o mensageiro, porque dá muito mais trabalho intervir sobre esses mesmos problemas; eu acho que devemos estar gratos a Tomás, que não falou sem pensar nas consequências e pôs , parece-me, o interesse do Rio Ave acima dos seus interesses)

Fazer justiça a Ricardo Martins (ACT)

O «site» do Rio Ave esqueceu-se da chamada de Ricardo Martins à selecção de sub21 (e a prática é noticiar em casos semelhantes).
E não é que Ricardo foi titular (meio campo), contribuindo para a vitória sobre a Suécia?! Saiu ao intervalo, para entrar o milionário Bebé. ACT: no Record e em A Bola podem ler-se elogios à exibição do jogador.
Por quanto mais tempo vai o Rio Ave continuar a ignorar este seu jogador - que tem mais um ano de contrato e tem de regressar!
Ou estamos à espera que se vá valorizar para outra equipa?

(quem diria que um jogador que o Rio Ave desprezou é passado poucos meses titular da selecção????)

Quem é o 'boi preto'?

A história, surpreendente, é contada pelo antigo massagista do Rio Ave Joaquim Costa na entrevista que vai para o ar logo às 18h na Linear.
(Joaquim Costa aqui ao lado de Manuel Barbosa, em Maio de 2005, através de uma foto alojada no footpages)

Para descobrirem quem é 'o boi preto' e porque é que ele não expulsou quem lhe chamou assim vão ter de ouvir a conversa...

(PS - posso dizer que é um árbitro...)

9.2.11

Mário Almeida hoje no treino

Quem passou hoje pelo estádio pôde ver Mário Almeida no relvado, assistindo a uma parte do treino e conversando no final com Carlos Brito e com alguns jogadores (nomeadamente os capitães, como Tomás).
Já nos habituámos a ver o presidente da AG do Rio Ave presente nestes momentos mais complicados, pelo que se imagina que foi transmitir à equipa solidariedade e confiança, pedindo-hes que dêem o máximo no domingo (no fundo, é isto que pensam todos os rioavistas!)

PS - sinal da importância especial do momento, vai haver estágio de sábado para domingo

Vítor Gomes é baixa para domingo?

Péssima notícia, esta.
(esperemos que seja só susto)

Os números enganam?

O Rei do Ave é um prémio acumulativo (como diz Brito, mais vale somar do que sumir...) e o vencedor será aquele que, no final do campeonato, tiver mais pontos.
Mas os números permitem outro tipo de leituras.
Por exemplo, a de dividir as somas pelo número de jogos, criando uma média.
Tomás lidera na mesma, com 30,9 (557 por 18 jogos), mas Gaspar, que tem menos um jogo, ultrapassaria Gama no segundo lugar. Bruno China tem os mesmos 28,6 de Gaspar.
Antes dos 28 pontos de média de Gama, ainda há por exemplo os 28,4 de Paulo Santos e de Felgueiras (coincidência curiosa, não?).
Mas o grande penalizado por este exercício contabilístico seria Tarantini, que sairia dos 10 primeiros (é 4º). Por exemplo, Jeferson, que é 12º no Rei do Ave, tem uma média de 26,7, contra os 24,3 de Tarantini (Jeferson tem 9 jogos contra os 17 de Tarantini).

Acabou o castigo de Bruno Paixão... (ACT)

... e já vai dirigir o Gil Vicente - Freamunde deste fim de semana.
(já está toda a gente preparada para o pior...)


ACT: não temos Bruno Paixão, como é óbvio, mas temos Bruno Esteves. E também de Setúbal. É aliás o terceiro árbitro seguido em jogos em casa que vem de Setúbal; coincidência, certamente. Não há árbitros d Vila do Conde para mandarmos para Setúbal?

Vítor Gomes - a sorte grande do Rio Ave???

A Bola diz hoje que a cláusula de rescisão de Vítor Gomes está, agora, em 10 milhões de euros - a maior, certamente, da história do Rio Ave.
Se algum clube pagar isso, o Rio Ave pode começar a construir o estádio!!!!!

Mesmo 'em baixo', Tomás mantém a concorrência à distância

Foi uma má jornada para João Tomás (há muito que não acontecia ser um dos menos pontuados), mas isso não serviu aos concorrentes mais directos para se aproximarem.
Tomás tem uma super-confortável vantagem de 53 pontos sobre Bruno Gama, o único que parece poder fazer-lhe frente. Para o terceiro, Gaspar, já são 80 os pontos...
Júlio Alves, ao estrear-se, somou os primeiros pontos.
PS - Foi a terceira vez que Paulo Santos ganhou o 'rei da semana'; Nos onze primeiros só há dois jogadores que nunca foram, pelo menos uma vez, 'reis da semana': Tarantini, que é 4º, e Chaves, que é 9º.

Pastilhas Rennie?

Quem também tem dado um excelente contributo para a promoção do Rio Ave é a Rádio Linear. O 12º jogador é já uma referência. Só não ouço se não puder e quando não ouço, fico a lamentar a inexistência do programa em formato podcast.
Ontem de novo ouviu-se um Carlos Costa muito caustico e crítico com a equipa de futebol do Rio Ave e seu treinador, com João Tomás e as suas declarações.
É evidente que o mau estar está instalado no universo Rio Ave. Para além dos bilhetes que vão ser distribuídos entre os mais jovens, talvez não fosse má ideia distribuir umas pastilhas Rennie entre os mais velhos. Antes prevenir que remediar!

Crise não só de resultados

De identidade também?

Será que o termo usado pelo site "cidade" foi distracção? Devia ter sido "concelho"? A Bola fala precisamente em "escolas do concelho". Eu não me sinto discriminado (macieirense, mas residente em Vila do Conde atenua isso...) como o nosso amigo Nelson, mas percebo e subscrevo os argumentos que apresenta. Por outro lado e a propósito disto, dei por mim a pensar que identidade é a nossa. O que é o Rio Ave de hoje? Quem somos nós rioavistas? Que figuras, que história temos nós que servem de íman para agregar as pessoas em torno do clube? Em quê e em quem nos revemos? O que é que nos distingue, o que é nos faz imediatamente reconhecíveis em qualquer lugar e a qualquer instante? O Rio Ave é o clube dos caxineiros? Não me revejo minimamente numa definição tão redutora.

Como se constrói essa união em torno do clube, o que se faz para se mobilizar o clube e atrair as pessoas? Modéstia à parte, o Reis do Ave tem feito alguma coisa: eleição do melhor 11, eleição dos melhores jogadores por temporada, uma tertúlia, eleição do melhor jogador de sempre, ..., . Mas o clube tem obrigação de fazer mais, de se promover muito mais, de alargar horizontes.
Há dias o João Paulo destacava a necessidade de um livro sobre a história do Rio Ave. Mais que uma necessidade, acho que é um imperativo. E não parar por aí.

Brito não quer entrar para a história...

Com oito jogos na primeira divisão, Azenha procura a primeira vitória (seis derrotas e dois empates).
Vai ficar na história o primeiro treinador que perder com Azenha.
Brito, de certeza, não quer essa 'vergonha'...

«Como os clubes enganam os adeptos»

Sim, passou despercebido, mas aqui não: entre o que o Benfica diz que pagou por Fábio Faria e o que Rio Ave recebeu há uma grande diferença.
Vem isto a propósito de quê?
De um excelente artigo do Expresso desta semana, chamado precisamente «Como os clubes enganam os adeptos», e de que aqui está um excerto relevante.

PS - desta vez não falei em Jorge Mendes!

8.2.11

Choque de gerações no balneário?

Ainda as palavras de Tomás.
Estaremos perante um choque de gerações, que, mais do que de idade, é de cultura e de mentalidade?
Nesse caso, sou levado a pensar que os mais jovens deveriam aprender com Tomás, Gaspar, Zé Gomes e companhia.
Primeiro porque têm currículo e resultados e já passaram por situações como esta; em contrapartida, os jogadores mais jovens do plantel têm tudo a provar!

PS - não faltou alegria no treino desta manhã...

André, tu sabes que...

tens aqui um amigo e que a generalidade dos rioavistas anseia por te ver regressar!
Mas, neste final de época, a tua sorte será muito provavelmente o nosso azar!
Por isso não leves a mal, mas...

Geraldes quer regressar

Geraldes dá uma entrevista a um jornal de Chaves e diz que o seu objectivo é regressar a Vila do Conde no final desta época (também fala da sua primeira chamada a treinos da selecção).

PS - lembram-se de aqui ter escrito, há cerca de um ano, que Geraldes estava ligado à Gestifute? O jogador confirma isso agora! Mas via site de Jorge Mendes nunca chegaríamos lá...

Paulo Santos volta a ser rei da semana

Paulo Santos venceu de forma clara o rei desta semana (3ª vez em 13 jornadas).
(foto AVL)
Tem mais 6 pontos (32) do que os segundos, Tiago Pinto e Yazalde (surpresa, para mim).
Em terceiro aparecem dois defesas, Gaspar e Zé Gomes, com 25.
O titular menos pontuado foi Chaves, com 17 pontos (Jeferson, com 19, e Tomás, com 20, aparecem logo a seguir).
Mais, 23, tem Wires. E Saulo - que quase não se viu - também consegue 17 pontos. (Júlio Alves somou os primeiros 15).

Na soma de todos os pontos, Tomás continua líder destacado, apesar de ter perdido 5 para Bruno Gama. Nos 10 melhores, China continua a descer, perdendo agora o 5º lugar para Yazalde .

Brito debate o 'buraco' com a equipa esta manhã

Via A Bola ficámos a saber que «O primeiro treino da semana do Rio Ave arrancou mais tarde do que o previsto, devido a uma conversa prolongada de Carlos Brito com todo o plantel, já no relvado. Os titulares do jogo com o FC Porto deram, entretanto, início a um programa de gestão de esforço: os quatro capitães do plantel - José Gomes, Gaspar, Ricardo Chaves e João Tomás - continuaram reunidos com o técnico, pelo que se juntaram mais tarde a este grupo»

(obviamente que há muito para falar, sobretudo desde que Tomás decidiu 'partir a loiça'; e como o mesmo Tomás dizia ontem na Linear há coisas que são para tratar apenas no interior daquele grupo; espero que seja isso que fizeram esta manhã; ainda assim, não penso - e concordo com o Gil - que seja suficiente. A Direcção tem de tocar os sinos...)

«Nas escolas da cidade de Vila do Conde»?

Um nosso leitor chamou-nos a atenção para algo que também nós consideramos errado, mas que nos passou despercebido (ou como uma boa ideia pode ser estragada com uma má execução).
O Rio Ave anuncia que, para dinamizar o jogo de domingo,«vão ser distribuídos vouchers promocionais nas Escolas da cidade de Vila do Conde»
Fazemos nossas as palavras do Nélson Silva, no email que nos enviou:
«(...) Confesso a minha estupefacção. Primeiro, porque não se entende a razão de tal discriminação; não há explicação (teria de haver?) para tal. Em segundo, porque se o objectivo é encher o estádio, não acredito que as escolas da cidade, por si só, o consigam. Posso estar enganado, mas não creio. Penso que percebem o sentido das minhas palavras. Gosto bastante do Rio Ave apesar de não ser sócio. A minha contribuição, admito, é residual (para não dizer inexistente). Mas também sabem que há uma crítica generalizada pelo facto de poucos vilacondenses serem adeptos do clube da terra. E isso não é admissível de escutar quando o clube pouco faz para se promover junto das populações. Não se pode querer mais adeptos do Rio Ave no concelho sem se promover o clube - realmente - no concelho! (...)»

PS - Não era necessário, mas o Nélson lembra que é da Junqueira; eu vivi 12 anos em Mindelo; o Gil é de Macieira... e ASC de Guilhabreu!