31.7.11

A adaptação de Jorginho

Como o Gil dizia há uns dias, Jorginho está em adaptação. Qualidade técnica, percebe-se de o ver jogar, não falta, mas não está entrosado nem parece ter a frescura física desejada nesta altura.
Ainda assim será uma surpresa se não for titular no Rio Ave.
Mas Brito, como se viu com Felício ou Saulo no ano passado, não olha a nomes, mesmo que tenha feito força para a sua contratação. Por isso, bem pode suceder que faça os primeiros jogos no banco.
Uma coisa pode estar a complicar a integração do jogador: não sei como era na Turquia, mas em Portugal sempre o vi jogar como médio esquerdo, em 4-4-2. A pivô, (o chamado 10, em que Brito o quer colocar), pode ser mais difícil.

Júlio Alves seis minutos em campo

Jogou, mas quase não deu para aquecer.

PS - por falar em Júlio Alves, o Atlético de Madrid já confirmou oficialmente a contratação? (neste contexto, para o Rio AVe é o menos importante, se o dinheiro já cá está...)

30.7.11

Quantos extremos?

Temos nesta altura Mendes, Feliz, Saulo e Pateiro. Ainda virá Yazalde e, diz-se, falta mais um.
Ficaremos com seis. Jogam dois, mais dois no banco e dois na bancada.
É certo que Mendes ainda tardará e que Pateiro faz outros lugares, mas no ano passado eram cinco (Gama, Yazalde, Mendes, Sidnei e Saulo - e alguns deles poucas ou nenhumas oportunidades tiveram).
Haverá saídas?

«Em plena acção no mercado?»

Se não tiver havido alterações, do actual plantel sairá um jogador e entrará outro.
Daí ter ficado um pouco surpreendido com a frase que li m A Bola de quarta: o Rio Ave ainda está activo no mercado. Falta Kelvin (Christian?) via FC Porto e sairá alguém do meio campo...

PS - o pré-onze de Evian confirma as dificuldades antecipadas para Vitor Gomes

29.7.11

Yazalde está feliz pelo regresso ao Rio Ave - ACT

Mesmo lesionado e só se apresentando depois da recuperação em Braga, Yazalde está contente por voltar a Vila do Conde. Na edição online d' Abola diz que "Em Portugal, foi sempre a minha prioridade" e até já fala em conseguir algo mais que a permanência.

Entretanto, esta manhã o treino decorre com 24 elementos onde se inclui Mendes, ainda que à parte dos colegas. Não vi Tarantini entre os restantes 23.

ACT: Também por A Bola se fica a saber o motivo da ausência de Tarantini: problema na perna esquerda.

As palavras de Brito no final do jogo de Fão

Segundo li em A Bola, Brito no final do jogo em Fão disse que:
- a equipa tem de ajudar os reforços a integrarem-se;
- há alguns titulares longe do seu melhor;

Ou seja, Brito tira peso das costas dos reforços e chama a atenção de alguns titulares (terá sido essa a palavra que usou? Não é normal nele...). A ida a França no mesmo dia terá algo a ver com isto?

Ainda o jogo em França

Para além do resultado, penso que é possível deixar algumas notas sobre o que este jogo pode ter significado:
- julgando conhecer os hábitos e os métodos de trabalho de Brito, devo dizer que esta deslocação a França representou uma pequena dor de cabeça para o míster; ele gosta de fazer 11 mais 11 nos jogos de preparação, de manter a competitividade em todos os jogadores até final da preparação e de chegar à primeira jornada com a motivação dos atletas (tendencialmente) no máximo.
A verdade é que por só poder levar 17 ou porque o adversário não queria experiências (11+11), Brito foi obrigado a fazer as primeiras escolhas 'antes do seu tempo'; e as escolhas tiveram algumas surpresas:
a) desde logo as ausências de Huanderson e Jorginho; a menos que haja alguma limitação física, a exclusão deve ser entendida como um sinal, neste caso não favorável aos jogadores (no caso do guarda-redes é ainda mais inesperado porque Rafa não tem sido sequer opção);
b) Tiago Costa e Pateiro foram os únicos reforços; Pateiro jogou a extremo e deixou Feliz no banco (entrou para o lugar de Saulo);
c) o meio campo foi o do final da época passada: Wires, Tarantini e Braga. A não participação de Bruno China no onze inicial, entrou para o lugar de Wires, também me surpreendeu, até porque me parece que tem estado bem na preparação;
d) Teremos aqui o primeiro onze?
(foto: Rio Ave)
É cerro que ainda virá mais um jogador além de Yazalde, que recupera de lesão. Mas não ficaria espantado que fosse este o onze; mas China e o extremo que o FC POrto vai emprestar têm uma palavra a dizer...

PS - ainda a deslocação a França: o Reis do Ave tentou tudo por tudo para ter um dos seus colaboradores em Evian, mas a organização do jogo ou o Saint Etienne nunca responderam aos nossos vários pedidos. O jogo, por outro lado, também passou despercebido em França, apenas na cidade do Clube houve relatos. João foi o marcador do golo e pouco ou nada mais se soube

28.7.11

E Felício?

Já se passaram 15 dias desde a última vez em que houve novidades sobre Fábio Felício.

Confesso que a situação me causa alguma estranheza. Carlos Brito é quem decide e é quem sabe com quem quer trabalhar, mas numa altura em que a equipa está coxa de extremos, Fábio, que toda a vida foi extremo, está fora das opções. A época passada recheada de lesões não é grande cartão de visita de facto, mas eu acho que o Fábio nos poderia ser muito útil - se jogasse numa das extremas do ataque.

Negócio de Gama por confirmar no site

A imprensa vai dando o negócio por consumado e hoje o Correio da Manhã até já avança com valores e tempo de contrato. Mas no site continua a não haver confirmação. Será porque a equipa e comitiva só hoje regressam de França?

O que também continua por actualizar no site é o plantel para esta época. Sim, o plantel não está fechado, haverá mais entradas e dispensas por definir, mas a pouco mais de 15 dias do 1º jogo oficial impunha-se uma actualização.

500 mil por Gama

Atendendo aos vários factores e numa primeira reacção, parece-me bom.

27.7.11

Rio Ave empate em França (Tomás marca) - ACTx2

1-1, resultado final.
Tomás adiantou o marcador para o Rio Ave logo aos 5 minutos, mas o ASSE empatou ainda na primeira parte.

(foto: Le Progrés)

Nota: O Rio Ave estreou o novo equipamento rosa...

ACT: A Bola diz que todos os 17 convocados jogaram, enquanto que o site do clube francês fala de um Rio Ave que deu muito que fazer à equipa francesa. Uma chamada de atenção ao onze inicial do Rio Ave que o clube apresenta. Alguns nomes são evidentes, outros obrigam a um exercício de pesquisa. Pelo que me parece, o onze inicial foi: Paulo Santos, Tiago Pinto, Jeferson, Gaspar, Tiago Costa, Wires, Tarantini, Braga, Pateiro, João Tomás e Saulo (não encontrei nenhum Salvo no plantel, logo acredito que seja Saulo.)

ACT a 28/7: se jogaram todos, Rafa estreou-se; e logo em França!

E se Gama parece estar de saída, Yazalde regressa!

A notícia está no site oficial e diz exactamente isto:

O avançado Yazalde vai regressar ao Rio Ave Futebol Clube para cumprir mais uma época por empréstimo do Sporting Clube de Braga.
Na temporada de 2010/2011, o jogador mostrou-se uma peça importante na campanha verde e branca nas provas oficiais, facto certamente importante no momento de avançar para novo empréstimo.
A ligação entre Yazalde e o Rio Ave FC tem resultado em excelentes exibições por parte do jogador vilacondense, trabalho reconhecido nomeadamente pela massa associativa.


O meu comentário: é obviamente uma boa notícia! Estamos com falta de gente de qualidade no ataque e Yazalde encaixa nesse perfil. Tudo indica que mais uma vez para jogar nas alas, mas antes nas alas do que não o ter.

Bruno Gama passa da 1ª Liga Portuguesa para a 2ª Espanhola

Parece então que a novela que envolvia o nosso extremo chega ao fim. Interessados haveria mais, mas é o Coruña que fica com o jogador. O clube espanhol anuncia no seu site testes médicos a realizar esta manhã:

El centrocampista portugués Bruno Alexandre Vilela Gama, conocido futbolísticamente como Bruno Gama, pasa esta mañana reconocimiento médico con el Real Club Deportivo. Es centrocampista derecho e internacional Sub-21 con Portugal. La pasada temporada militó en el Río Ave, de la Primera División lusa.

Já no site do Rio Ave até esta hora (faltam 20 para as duas da tarde) não há qualquer referência ao negócio. Fazendo fé nas palavras dos dirigentes que afirmam que o site só fala do que já é certo, faltará formalizar o contrato.

Bruno Gama vai fazer falta e abre uma vaga de vulto no plantel. Que tenha muita sorte em Espanha!

A imprensa que já noticia o negócio não fala em valores. (Record, Visão, Mais Futebol)

26.7.11

Rafinha e Gilmar no Covilhã?

É uma hipotese, diz A Bola.

Jogo em França: algumas surpresas (Jorginho e Huanderson ficam)

Brito só leva 17 para Evian, pelo que há algumas surpresas. Ou curiosidades.
Guarda-redes: Rafa e Paulo Santos.
Defesas: Gaspar, Tiago Costa, Jeferson, Tiago Pinto, Zé Gomes e André Dias.
Médios: Pateiro, Tarantini, Vitor Gomes, Braga, Bruno China e Wires.
Avançados: João Tomás, Saulo e Feliz.

Por exemplo, Huanderson fica; Éder e Marcelo também; vão os dois defesas esquerdos e os dois direitos. Jorginho não vai. E na frente só vão os tres que vão jogar. (Pateiro vai, mas pelo meio campo). Será por falta de visto de entrada em França?
Veremos se estas escolhas se confirmam daqui a três semanas.

A mesma notícia continua a referir Thonon-les-Bains como local do jogo, quando, como já referimos antes, a imprensa francesa e mesmo o site do Saint-Ettiène (ver em "programme de la semaine") dão o jogo como sendo em Evian-les-Bains. Que não se enganem...

Gama convocado, mas não utilizado

Brito chamou-o para Fão, mas Gama não jogou.

Hoje tem sido um dia sem notícias sobre o futuro do nosso extremo. E sobre quem o possa vir a substituir.

Empate com o Marítimo: notas individuais

Huanderson: = (Com pouco trabalho, cumpriu quando foi obrigado a intervir)
Zé Gomes: - (Raramente conseguiu ganhar um duelo com Heldon durante toda a primeira parte)
Gaspar: + (Seguro, como é habitual, no eixo da defesa)
Jeferson: + (Bom jogo. Certinho na ocupação dos espaços e a analisar os lances)
Tiago Pinto: = (Sem trabalho na defesa, porque o Marítimo só atacou pelo lado contrário, tentou apoiar o ataque, mas a bola raramente por lá andou na primeira parte)
Tarantini: = (Jogou demasiado recuado para tentar ajudar a defesa e compensar o companheiro que fazia a dobra de Zé Gomes)
Vítor Gomes: - (Vários passes errados. Exibição apagada)
Pateiro: - (Esforçado nos primeiros minutos, apagou-se com o decorrer do jogo)
Jorginho: - (Espera-se mais do brasileiro. Praticamente não se viu em campo e o ataque do Rio Ave foi quase nulo na primeira parte)
Dinei: - (Tal como Pateiro, apenas se reparou nele nos primeiros minutos)
Saulo: + (Bastante trabalhador. Com a ausência da bola no ataque, recuou diversas vezes ao meio-campo para buscar o jogo. Os colegas do ataque não o acompanharam. Foi o único titular que jogou na segunda parte)

Paulo Santos: + (Viu a bola bater com estrondo na barra após remate de Olberdam, num lance em que nada podia fazer, e negou um golo quase certo ao Marítimo, com uma defesa para canto)
Tiago Costa: + ( Esteve bem a defender e tentou apoiar o ataque sempre que teve oportunidade)
Éder: + (Jogou simples e de forma segura)
Marcelo: = (esteve quase sempre bem, à excepção de um lance perto do fim em que deixou fugir um adversário, que acabou por rematar ao lado)
André Dias: + (Jogou toda a segunda parte, numa altura em que o Rio Ave estava melhor. Seguro a defender e bem no apoio ao ataque)
Bruno China: + (Entrou muito bem no jogo e foi impiedoso na zona mais recuada do meio-campo)
Wires: = (Deu mais força ao meio-campo e o Rio Ave da segunda parte foi melhor que o da primeira)
Braga: + (O melhor em campo do lado do Rio Ave. Bastante dinâmico, tentou o golo quando teve oportunidade)
Feliz: = (Esteve pouco tempo em campo, mas notou-se pela velocidade que deu ao jogo quando a bola estava na sua posse)
Rafinha: = (Jogou pouco tempo, mas fez-se notar pela precisão no passe, nomeadamente na variação de flancos)
João Tomás: = (Apareceu pouco no jogo, mas esteve perto de originar um autogolo a favor do Rio Ave)
Gilmar: = (Entrou para o lugar de Saulo e foi importante ao segurar a bola no ataque)

Empate a zero com Marítimo em Fão.

É o primeiro empate da pré-temporada e também o primeiro jogo sem golos.

É um resultado que se aceita e que era o esperado por quem assistiu ao jogo, quase desde o primeiro minuto. A jogar, claramente, em ritmo de pré-temporada, as duas equipas criaram poucas situações de perigo e, por isso, o resultado é de fácil explicação. Podia ter havido golos no total dos 80 minutos, pois cada parte apenas teve a duração de 40’, porque, embora não muitas, houve situações para ambos os lados e todas aconteceram na segunda parte. As do Rio Ave foram protagonizadas por João Tomás, que cruzou para a área e viu um defesa adversário a desentender-se com o guarda-redes e a cabecear a milímetros do poste, e por Braga, o melhor em campo na equipa de Carlos Brito, que permitiu a defesa do guarda-redes. Antes disso, porém, Olberdam, de fora da área, tinha rematado com estrondo à barra da baliza defendida por Paulo Santos, naquele que foi o lance que deu mais sensação de um golo que nunca apareceu, mantendo o resultado a zero.

Na primeira parte, o Rio Ave foi inferior ao Marítimo, que mostrou mais frescura e um maior entrosamento entre os jogadores que iniciaram o encontro. Os ataques madeirenses pelo lado de Zé Gomes foram uma constante, nomeadamente através da velocidade de Heldon, mas revelaram-se inconsequentes, pois os lances, quando davam cruzamento, eram facilmente resolvidos pela defesa.

No segundo tempo, a equipa de Carlos Brito melhorou, muito por culpa das alterações no meio campo e passou a jogar mais sobre o meio-campo do Marítimo, numa situação completamente inversa à do primeiro tempo.
Bruno China, que entrou para o lugar de Tarantini, funcionou como um autêntico “tampão” e Braga voltou a estar em bom plano, arriscando no remate quando tinha oportunidade para tal, tendo visto o guarda-redes adversário negar-lhe o golo perto do final.

Equipa da primeira parte:
Huanderson
Tiago Pinto, Jeferson, Gaspar, Zé Gomes,
Tarantini, Vitor Gomes, Jorginho
Pateiro, Dinei e Saulo.

Equipa da segunda parte:
Paulo Santos
André Dias, Éder, Marcelo, Tiago Costa
Bruno China, Braga, Wires
Feliz (Rafinha), João Tomás e Saulo (Gilmar)

Câmara paga departamento juvenil

Neste caso não há propriamente novidade, tem sido assim nos últimos anos, mas penso que faz sentido partilhar esta nota com os leitores: dos pouco mais de 400 mil euros que todo o departamento juvenil vai custar na próxima época, a Câmara paga 340 mil.
Ou seja, o Clube pouco gasta com aquele que é o seu maior tesouro (as receitas da televisão dão 1,8 milhões mas as transferências, por exemplo deste ano, têm dado mais).

25.7.11

Duelos aos pares - a baliza e a defesa

Ao longo dos jogos a que temos assistido, temos comparado a prestação dos jogadores que ocupam as mesmas posições em campo. Foram 4 jogos vistos até agora. Os resultados seguem-se.

Baliza:
Paulo Santos - Huanderson: 2 empates, 2 vitórias para Paulo Santos

Defesa:
Tiago Pinto: uma parelha com André Dias, ganha pelo André; 1 DERROTA
André Dias: 2 parelhas com Pateiro, uma com Tiago Pinto; perde uma para Pateiro, vence as restantes. 2V 1D
Gaspar: fez parelha com Jeferson, Marcelo e Éder; empata a 1ª, vence as restantes. 2V 1E
Jeferson: Gaspar, Éder, Marcelo e de novo Éder. Empata a 1ª, vence as restantes. 3V 1E
Éder: Marcelo, Jeferson, Gaspar, Jeferson. Empata a 1ª, perde as restantes. 1E 3D
Marcelo: Éder, Gaspar, Jeferson. Empata a 1ª e perde as restantes. 1E 2D
Tiago Costa: 3 parelhas com Zé Gomes, todas vencidas. 3V
Zé Gomes: Wires e mais 3 com Tiago Costa, todas perdidas. 4 D

Vantagem neste momento para:
Paulo Santos
André Dias, Jeferson, Gaspar e Tiago Costa.

Nestes 5 acho que o menos provável para a defesa do Rio Ave nos jogos a sério é André Dias. Zé Gomes está a começar mal e Éder também não está ao nível de Gaspar e Jeferson.

Duelos aos pares - o meio-campo

Vejamos no meio-campo como vão as parelhas entre os jogadores.

China: parelhas com Felício, Vítor Gomes (2) e Wires. Empate com Felício, vence as restantes. 3 V, 1 E
Wires: foi defesa direito no 1º jogo e cumpriu. Emparelhou com Zé Gomes, Tarantini (2) e China. Vence as 2 primeiras, empata uma Tarantini, perde com China. 2V 1E 1D
Tarantini: Vítor Gomes, Wires (2) e de novo Vítor Gomes. Empata a 1ª, perde as 2 que se seguem e volta a empatar a última. 3E 1D
Felício: só jogou o 1º jogo e empatou a sua parelha com China. 1E
Vítor Gomes: Tarantini, China (2) e de novo Tarantini. Empatou sempre com Tarantini e perdeu com China. 2E 2D
Braga: só emparelhou com Jorginho. Perdeu a 1ª, venceu as restantes. 3V 1D
Jorginho: o registo inverso de Braga. 1V 3D

No miolo do campo, levam vantagem China, Wires e Braga. Jorginho está em adaptação aos colegas, Vítor Gomes está a desiludir ligeiramente, Tarantini terá de mostrar mais para continuar a merecer a perene confiança de Brito.

Duelos aos pares - o ataque.

Pateiro: foi tantas vezes defesa como avançado. Emparelhou com André Dias 2 vezes, 1 com Gama, outra com Feliz. Venceu a 1ª, perdeu as restantes. 1V 3D
Feliz: esta espécie de formiga atómica fez 5 parelhas nos 4 jogos que vimos. Venceu todas! Duas a Gama, uma a Saulo, uma a Renato Santos, a restante a Pateiro. 5 V.
Gama: Feliz (2) e Pateiro. Perdeu com Feliz, venceu Pateiro. 1V 2D
Saulo: Renato Santos (2), Feliz. Venceu o Renato, foi outra vítima de Feliz. 2V 1D
Renato Santos: 3 derrotas com Saulo (2) e Feliz. 3D
Dinei: Tomás (2), Dinei e Tomás. Melhor que Tomás no primeiro jogo, depois sempre a perder. 1V 3D
Gilmar: Tomás e Dinei no mesmo jogo. Perde a 1ª e vence a 2ª. 1V 1D
Tomás: Dinei (2), Gilmar, Dinei. D, V, V, V= 3V 1D.

De facto não há muitas opções no ataque. Os nossos escolhidos seriam Feliz, Tomás e Saulo. Pateiro foi um remendo nos primeiros 2 jogos e depois desiludiu quando passou a actuar mais na frente. A seu favor o facto de ter sido contra os adversários mais complicados.

Resumindo, o 11 que para este blogue pelo desempenho nas suas parelhas constituem de momento a melhor equipa, são:
Paulo Santos,
André Dias, Jeferson, Gaspar e Tiago Costa;
China, Wires e Braga;
Feliz, Tomás e Saulo.

Bruno Gama quase, quase...

Gama já anunciou aos seus colegas de balneário que está por dias a partida. Se não for amanhã não passará muito daí.
Por via das dúvidas Brito chamou-o para amanhã, em Fão.

Futsal: de 130 mil para 58 mil euros (CORR)

A aposta é na subida de divisão, mas isso tem de ser conseguido com uma redução do orçamento face ao ano anterior.
Passou de 130 mil euros para 58 mil, uma redução de mais de 100% (Correção: de 55% - Obrigado Renato).
Enquanto no ano passado havia uma rubrica de honorários (jogadores, sobretudo) de mais de 96 mil euros, agora serão 50 mil euros.
Outra grande diferença: na época passada estava previsto um saldo negativo de 125 mil euros (ou seja, toda a actividade da secção seria feita com despesas e quase sem receitas), nesta há uma previsão de apenas 12 mil euros negativos, porque a Câmara dará um subsídio de 53 mil euros à actividade.
(fonte: plano de actividades e orçamento de base-zero para 2011/12)

24.7.11

Renato Santos já foi (ACT)

Dos três que estavam para sair, Renato Santos já foi (sem surpresa).
Faltam Rafinha e Gilmar?

ACTualizo: RS está um pouco desiludido com a saída do Rio Ave, mas por aquilo que pude ver (não foi muito, é certo) não deslumbrou;

Da AG: outros temas

- foi confirmada a transferência de Júlio Alves («um dos melhores negócios de sempre do clube») e a venda de Bruno Gama. Tanto quanto se percebe as verbas resultantes da venda de Júlio Alves vão ser investidas «na melhoria das infraestruturas. Em tempo oportuno vamos dar a conhecer os detalhes do negócio»;
- Na Assembleia Geral foi ainda apresentada e aprovada a proposta para aquisição da Sede Social do Clube localizada na Praça da República;
- O nosso médico Teófilo Bernardes é o elemento que entra para o Conselho Geral;

PS: do plano de actividades (no tópico 'A publicidade e a comunicação): «continuaremos a implementar uma coordenação clara que impeça o despontar de vários suportes de notícias»; isto significa o quê?
-

Da AG: números (sem venda de jogadores) CORR

3,097 100 euros, menos 10%.
Este seria um orçamento que eu aprovaria, basicamente por estas razões:
- confirma uma redução que me parece sensata, face aos tempos que vivemos;
- os vencimentos dos jogadores passam de 1 milhão, 520 mil previstos para a época que acabou para 1 milhão, 425; os vencimentos da equipa de Brito mantém-se iguais;
- surpreendente é o facto de o orçamento de base-zero não estar suportado (pela primeira na história do Rio Ave?) na 'venda de direitos desportivos de jogadores da formação', que habitualmente 'aguentam' o défice entre receitas e despesas; desta vez a previsão de receitas não inclui receitas extraordinárias, porque a autarquia vai aumentar a sua comparticipação (passa de 259 mil para 393 mil euros) e há um claro aumento dos direitos televisivos, que passam de 1 milhão e 550 mil para 1,8 milhões.
Ou seja, sobem a receitas e diminuem as despesas.  (a autarquia vai dar ao Rio Ave, entre futebol profissional, jovem e futsal, quase 800 mil euros);
Só posso aplaudir. CORRIJO a 30/7/11: a formulação atrás pode pressupor que estou a aplaudir o financiamento da Câmara ao Rio Ave. Nada disso. As minhas palavras têm a ver com o orçamento apresentado pela Direcção do Rio Ave.

PS - e assim se explica que o dinheiro (ou pelo menos uma parte) da venda de Júlio Alves vá para obras;

Derrota em Penafiel (2-0)

O Rio Ave jogou com:
1ª parte Huanderson; Zé Gomes, Eder, Jeferson e Tiago Pinto; China, Tarantini e Rafinha; Gama, Gilmar e Feliz;
2ª parte: Paulo Santos, Tiago Costa, Éder, Marcelo e ANdré Dias; Braga (depois Saulo), Vitor Gomes e Wires; Pareiro (depois Dinei) Tomás e Jorginho;

Algumas notas que nem eu nem o Gil vimos:
- Eder fez os 90 minutos; Gaspar descansou;
- Gama jogou, o que é surpreendente (ou talvez não, só para se manter ocupado?);
- Rafael, guarda-redes, continua sem a sua chance;
- Jorginho foi extremo? Se sim, foi uma estreia;
- desta vez foi Dinei a encostar à linha esquerda;
- diz quem viu que o Rio Ave na segunda parte não teve qualquer oportunidade de golo;

Primeiro balanço da pré-época (3): as expectativas

Primeira observação: raras vezes a pré-época fornece indicações precisas; muito mais numa equipa como o Rio Ave que faz 11+11 em cada jogo de preparação e em que são experimentados os mais diversos onzes.
Ainda assim, e por aquilo que pude ver (o Reis do Ave viu os quatro jogos até agora), não há razão para alguma euforia, que em certos sectores rioavistas se sente.
Do meio campo para trás a equipa é a mesma e dá as mesmas garantias (Paulo Santos, Tiago Costa, Gaspar, Jeferson e Tiago Pinto [ou André Dias]).
O meio campo foi reforçado com Jorginho (e há Bruno China) e só pode melhorar.
O ataque é que é um problema.
Sem Gama e sem Yazalde estamos pior.
Saulo até está bem e Feliz tem sido uma revelação, mas (ainda?) não chegam a Gama e mesmo ao melhor Yazalde.
Não estou pessimista, nada disso.
Mas o que vi não me deixou animado. Os reforços ainda não estão a render.
Normal? Nesta fase sim.
Vamos ver mais...

23.7.11

Primeiro balanço da pré-época (2): os 11 reforços

Aqui vai telegraficamente:
Huanderson: não convenceu;
André Dias: a revelação;
Marcelo: precisa de mais tempo para ser avaliado, mas deu algumas boas indicações;
Tiago Costa: bom jogador (falta saber como é a atacar)
Pateiro: ainda não mostrou tudo o que sabe e pode fazer;
Jorginho: não perdeu qualidades, mas naquele lugar (10) não está (ainda) a render o que se espera;
Rafinha: esteve lesionado e não se viu;
Feliz: não só evitou a dispensa como tem condições para ser titular;
Renato Santos: mostrou pouco; sabe e pode fazer mais;
Dinei: preocupante a falta de adaptação;
Gilmar: tem jogado pouco e até já foi extremo; marcou em Guimarães; a merecer mais atenção;

22.7.11

Primeiro balanço da pré-temporada (I) Wires é o maior!

O Rio Ave completou uma série de quatro jogos e isso permite fazer um primeiro balanço.
Para já estatístico: em função das 'notas' que demos nesses quatro jogos, aqui ficam algumas ideias:
Paulo Santos: 2 neutros 2 positivos
Huanderson: 2 neutros, 1 negativo, 1 positivo
Zé Gomes: 2 neutros e 2 negativos
Tiago Costa: 1 neutro e 2 positivos
Gaspar: 3 positivos e 1 neutro
Jeferson: 3 positivos e 1 neutro
Éder: 2 neutros, 1 positivo e 1 negativo
Marcelo: 3 neutros
André Dias: 2 neutros e 2 positivos
Tiago Pinto: 1 neutro
China: 2 neutros e 2 positivos
Wires: 4 positivos
Vítor Gomes: 1 neutro e 3 negativos
Tarantini: 2 neutros, 1 positivo e 1 negativo
Jorginho: 1 positivo, 2 neutros e 1 negativo
Braga: 2 neutros, 1 positivo e 1 negativo
Pateiro: e neutros, 1 positivo e 1 negativo
Rafinha: 1 negativo
Feliz: 3 positivos e 1 neutro
Saulo: 3 positivos e 1 negativo
Renato Santos: 1 neutro e 1 negativo
Dinei: 2 neutros e 2 negativos
Gilmar: 2 neutros e 1 negativo
Tomás: 2 neutros, 1 negativo e 1 positivo

Principais notas (extrapolando apenas os casos mais evidentes):
- Wires é o único que soma 4 positivos (sem dar nas vistas, mostra que está em forma);
- Com três positivos há Gaspar, Jeferson, Feliz e Saulo;
- Só há um jogador com mais negativos do que positivos, Vítor Gomes (Renato Santos também, mas só fez três jogos);
- Rafa continua a ser o único que não se estreou;

Bruno Gama: Saragoça ou Inglaterra?

O Jogo diz que vai para Saragoça; A Bola desmente e aponta para norte, para Inglaterra.
A imprensa espanhola de hoje fala no jogador do Rio Ave.

Entretanto BG continua a treinar em Vila do Conde.

Ainda a derrota com o FC Porto: as parelhas

Continuamos a comparar jogador a jogador, em função das posições ocupadas:
Paulo Santos vs Huanderson: Paulo Santos
Zé Gomes vs Tiago Costa: Tiago Costa
Eder vs Jeferson: Jeferson
André Dias vs Tiago Pinto: equilibrado, mas com sinal mais para André
China vs Wires: equilibrado, mas um pouco mais para China
Vitor Gomes vs Tarantini: equilibrado
Jorginho vs Braga: Braga
Pateiro vs Feliz: Feliz
Tomás vs Dinei: Tomás
Não faço a comparação para Gaspar (jogou 90'), Saulo (o seu substituto, Gilmar, não é extremo), Gilmar e Rafinha (entrou para o meio campo e com poucos minutos)

Derrota com o FC Porto: notas individuais (China, Feliz))

Paulo Santos: = (podia ter feito melhor no segundo golo?)
Huanderson: - (mal no terceiro golo, antes deixou um ou dois sustos)
Zé Gomes: - (no desarme não esteve mal, mas o problema é a velocidade; é quase sempre ultrapassado; nos cruzamentos também não esteve bem)
Tiago Costa: + (lutador, corajoso, um pouco trapalhão)
Gaspar: + (um dos melhores)
Éder: = (teve um ou dois sobressaltos, por exemplo no primeiro golo, mas compensou-os com coragem e determinação a meter o pé)
Jeferson: + (ao seu melhor nível)
André Dias: + (muito trabalho, muita luta, muitos adversários pela frente; foi o seu primeiro adversário importante e sentiu-se isso no início; mas rapidamente se desinibiu; confirmou que temos homem)
Tiago Pinto: = (está a subir de rendimento, ainda se 'defendeu' um pouco; mas já deu alguns sinais do bom 'velho' Tiago Pinto)
(foto: site TSF)
China: + (talvez tenha sido o melhor jogo que vi de Bruno China até hoje; clarividente, determinado, tacticamente perfeito)
Wires: + (com ele o Porto não faz farinha; mais irregular do que China, mas deu tudo; podia ter arriscado mais no remate?)
Vítor Gomes: - (não gostei; alguma coisa lhe saiu bem? há realmente maus momentos...)

(foto: futebol365)
Tarantini: - (perdido em campo; pouco conseguiu, a não ser correr de um lado para o outro)
Braga: = (não esteve bam, mas compensou em algumas iniciativas individuais)
Jorginho: - (quase não se viu; falta de pernas?)
Saulo: = (outro exemplo de como o desacerto é compensado pela entrega; foi o mais batalhador em campo; entre faltas e perdas de bola, pouco conseguiu...)
Gilmar: - (entrou na segunda parte para se encostar à direita; não tem perfil para isso)
Pateiro: = (errou pouco, mas construiu pouco; o Pateiro que desejamos ainda não se viu)
Feliz: + (está a conquistar os adeptos a pulso; tem sido dos melhores e se o campeonato começasse agora seria titular)
Rafinha: - (poucos minutos em campo)
Tomás: + (marcou e tentou; correu e tentou fazer mais)
Dinei: - (estou preocupado)

Brito assume interesse em Kelvin

O U. Leiria já tinha assumido o interesse no jovem portista e o Rio Ave, que está no mercado à procura de extremos, vê em Kelvin uma boa opção. Foi isso mesmo que Carlos Brito, o técnico da equipa, referiu, antes do embate com o F.C. Porto, de apresentação aos sócios, em declarações à Sport TV.

Tiago Pinto e André Dias

Palavras correctas de Tiago Pinto, com humildade e respeito pelo jovem André Dias. «Partimos em pé de igualdade porque somos da mesma posição. O campeonato ainda não começou e vamos ter de competir. É saudável esta concorrência. Damo-nos bem e cada um procura dar o seu melhor»

Uma equipa de (muitos) rioavistas (futebol de praia) (CORR)

Por existir pouca informação sobre a equipa que representa o Rio Ave no Circuito de Futebol de Praia, aqui ficam alguns dados,os que consegui obter dos nossos jogadores:
Antero Duarte,  Fernando Ferreira (Nandinho), José Sampaio, Paulo Cunha, Paulo Rocha (Rochinha), Renato Pontes, Ricardo Fonseca, Ricardo Silva, Rubén Feiteira e Vítor Flores fizeram a sua formação no Rio Ave; Bruno Santos,  Fábio Marafona, Joel da Silva, Nélson Monte e Tiago Cruz são das Caxinas, tal como Pedro Castro, que é treinador do Caxinas;  há ainda Dinis Peneda (Esposende) e José Luís Moça (Varzim).
(foto: CORR: site do Rio Ave)
Algumas curiosidades mais:
- Renato Pontes é o Renato Pontes do futsal;
- Nélson Monte é um jovem que joga no Benfica;
- Paulo Cunha joga agora no Vianense, tal como Ruben Feiteira;
- José Henrique Sampaio jogou ou joga no Esmoriz, Ricardo Fonseca no Fão:;
(havia mais para dizer, certamente, mas por falta de espaço/tempo e de conhecimentos não me foi possível desenvolver mais)

Logo começa a fase decisiva do campeonato.

Sobre a AG de domingo

Pela primeira vez em muitos anos vou falhar uma Assembleia Geral - e faço-o porque estou fora de Vila do Conde, de férias (como os rioavistas lembravam, os estatutos falam em Junho...).
Algumas notas:
- relativamente ao orçamento já sabemos, mais ou menos, o que esperar;
- sobre a aquisição da sede, podemos esperar alguma coisa à volta disto;
- sobre a entrada de um elemento para o Conselho Geral, obviamente nada a acrescentar;

Quer isto dizer que a AG não tem interesse?  De maneira nenhuma.
Por um lado, tenho curiosidade em conhecer o plano de actividades para a próxima época (quais são os objectivos nas diversas áreas) e, por outro, gostaria por exemplo de saber, aproveitando os 'outros assuntos de interesse', o que se passa com os 20 % da transferência de Sílvio que ficaram na posse do Rio Ave quando o jogador foi para Braga (existem? quanto valeram na recente mudança para Madrid?*).

* Por falar em Sílvio, para além da verba respeitante aos 20%, há ainda os direitos de formação, que podem chegar aos 80 mil euros.

21.7.11

Derrota por 1-3 com o Porto na apresentação (ACT)

Mesmo colocando em perspectiva tudo o que envolveu este jogo, eu não gostei do Rio Ave. Sim era o Porto, sim houve muito vento contra nós na primeira parte e muito menos a favor na segunda, sim era apenas um jogo de pré-época, de apresentação aos sócios, mas mesmo assim acho que podíamos ter feito mais e melhor.

Fomos encostados à nossa defesa durante os primeiros 20 minutos de jogo, sofremos 2 golos, não construímos, não destruímos, não passámos do meio-campo, não fizemos um remate à baliza. Depois arrebitámos ligeiramente, o suficiente para reduzir por João Tomás num penalty claríssimo em que o guarda-redes do Porto devia ter sido expulso (nem amarelo viu, por sinal os cartões contam para as competições oficiais e... ). Mas por muito pobre que me tenha parecido a primeira parte, achei que na segunda as coisas foram ainda piores. Brito mudou 9 jogadores, manteve apenas Gaspar e Saulo. Até houve oportunidades, mas o futebol foi ainda mais desinteressante no seu todo. Acredito que a equipa que vai iniciar o campeonato vai misturar a equipa da primeira com a da segunda, há na minha perspectiva sinais evidentes quanto aos mais fortes em cada uma das posições e sectores. Amanhã faremos a análise individual dos jogadores e voltaremos a este assunto.

As equipas
- primeira parte:
Paulo Santos
André Dias, Éder, Gaspar, Zé Gomes
China, Vítor Gomes, Braga
Pateiro, Tomás, Saulo

- segunda parte:
Huanderson
Tiago Pinto, Jeferson, Gaspar, Tiago Costa
Wires, Tarantini, Jorginho
Saulo (Gilmar), Dinei, Feliz (Rafinha).

Não jogaram: Rafael (gr), Renato Santos e Marcelo

ACtualizo com a opinião de Carlos Brito: «Claro que esperava um bocadinho mais da minha equipa»

Jogo em França - alterações

Será em Evian (água...) às 19h30 (hora local).

Uns e outros

Causou alguma admiração entre os rioavistas com quem falei ontem (e os jornais de hoje dão conta disso) o facto de Bruno Gama não ter sido apresentado, tal como Felício ou Trigueira, mas outros que não vão continuar (Rafinha? Gilmar? por exemplo) terem tido o seu momento na apresentação.
A explicação parece-me simples: Bruno Gama vai sair, independentemente do destino; Gilmar ou Renato Santos só saírão se e quando vierem os reforços que o Clube procura. E como isso ainda não se concretizou, mais vale ter um pássaro na mão do que...
Imaginemos que por alguma razão o FC Porto não emprestava um ou dois jogadores (e viu-se como foi difícil contratar extremos no mercado); nesse caso faria todo o sentido continuar com Renato Santos ou Gilmar (adaptado?) pelo menos até Janeiro.

Brito chama todos para o jogo de apresentação (FC Porto)

os 26 de ontem, menos Mendes = 25.

Algumas notas:
- Tiago Pinto e Rafinha ainda não se estrearam, por terem estado lesionados; jogarão uns minutos, certamente;
- Rafa, o jovem guarda-redes que veio dos juniores, é o único dos 'disponíveis' que não jogou até hoje. Será hoje a sua estreia? Recordo que na época passada, Brito dava 30 minutos a Paulo Santos, Felgueiras e Trigueira e que, portanto, há aqui uma alteração de estratégia;

Os blogues não são o inimigo (ACT)

Durante as (pelo menos) doze horas seguintes à festa de ontem, os rioavistas que quiseram saber como foi puderam ler nos jornais ou via os dois blogues que mais de perto acompanham a vida do Clube. Com informações em cima da hora, com fotos, com videos, ambos tentaram dar aos rioavistas o máximo de informação. E conseguiram, penso (com amadorismo, é certo, mas com paixão, com entrega, com prejuízos próprios).
Com os blogues os rioavistas ficaram mais e melhor informados (sem pôr em causa a informação oficial, necessária).
Quando a Direcção entender que os blogues ajudam a fazer um Clube melhor todos terão a ganhar. (ACTualizo com este texto)
 
PS - há um erro (grave) de português na frase da imagem acima; entre o sujeito (povo) e o verbo (dita) não pode haver vírgula.

Os objectivos para a próxima época: melhor do que o 8º

O Record (papel) cita Carlos Brito, ontem, a dizer que «quero fazer uma época igual à do ano passado». Mas eu tomei nota de outra frase, um pouco diferente, do nosso treinador: «a ambição existe dentro de nós, desejo fazer melhor do que fizemos no ano passado». Esta última frase está, aliás, em sintonia com o que disse o presidente da Direcção do Rio Ave:  prometeu "uma equipa com ambição para lutar, pelo menos, por uma classificação semelhante à obtida a temporada transacta" [8.º lugar].

Ou seja, podemos pensar que a equipa parte com a ambição para tentar tão bom ou melhor do que o 8º lugar da época passada; João Tomás já disse: « Temos um plantel forte e com qualidade e estamos cheios de fé e confiança para a nova temporada»).

Alipio volta ao Brasil

O dirigente Eduardo Rocha confirmou o empréstimo do jogador brasileiro Alípio Brandão. O atleta de apenas 19 anos é um dos destaques do juniores do Benfica de Portugal e vem disputar o Campeonato Brasileiro da Série C pelo América.

O meu comentário: Alípio não está a ter a carreira que sonhou e que merecia; as coisas não lhe estão a correr como desejava, embora continue a ser muito novo; foi para o Real Madrid cedo de mais, sem fazer o seu processo de aprendizagem; um exemplo a ter em conta para outros jovens.

O final de festa (ACT)

O melhor da festa de ontem foi o final, pelo hino, pela apoteose, pelo envolvimento colectivo. Tornou-se um momento memorável - que não podiamos deixar de registar. Aqui fica o video, sem a qualidade sonora desejada, mas ainda assim suficiente para registar, por exemplo, a performance brilhante do presidente da AG (e vejam quem é o primeiro a bater palmas...)
Uma nota que não podiamos deixar de registar: Filipe Fonseca disse que estava a cantar o hino do Rio Ave pela primeira vez ao vivo em 13 anos. Os nossos leitores sabem que não é assim e que se o cantou ontem foi porque o cantou na 2ª festa do Reis do Ave; fico bastante satisfeito por terem aproveitado a nossa ideia, e o destaque aqui dado é disso exemplo, mas gosto menos quando tentam reescrever a história.

ACtualizo a 22/7/11: apesar da deficiente qualidade do som e da imagem ser fraca, o video foi visto 135 vezes em 24 horas; imagine-se se era dos bons...

Gama vai mesmo sair.

Foi o que admitiu ASC, que afirmou que estão a ser estudadas propostas para a transferência do nosso extremo. A necessidade de vender para equilibrar as contas assim obriga, reforçou Mário Almeida que também discursou após a apresentação da equipa. No entanto, o presidente da AG afirmou que os que foram apresentados ontem dão garantias de uma boa época, quem vier, se vier mais alguém, será para elevar a qualidade da equipa. Já Carlos Brito acrescentou que "sem sombras de dúvidas" o plantel ainda não está fechado.

N' O Jogo de hoje surge a notícia que Vítor Gomes "está prestes a mudar-se para o futebol espanhol." O jornal é muito poupado em pormenores, nem clubes interessados, nem valores. Aguardam-se novidades e confirmações.

ACTualizo (JPM): o presidente da Direcção do Rio Ave, no final, em conversa com os jornalistas, deu a entender que irá para o estrangeiro.

Os mais e os menos da festa de apresentação

Menos:
- o vento e o frio. Mas o Rio Ave não manda no tempo...
- a dificuldade em cumprir com as horas marcadas para o início do evento.

Mais:
- eu preferiria que a festa tivesse sido no estádio, hoje antes do jogo com o Porto, mas tenho de reconhecer que a maior proximidade com os sócios e adeptos foi uma mais-valia, algo que o estádio não permite da mesma forma; não mudei de opinião, mas gostei;
- o final empolgante com o hino do clube a ser cantado por Filipe Fonseca em grande estilo, a segunda vez este ano que o cantor vilacondense nos brindou com o tema.

20.7.11

Bruno Gama não vai ser apresentado

O extremo não vai estar na festa de apresentação do plantel. É a resposta à interrogação que já esta manhã ficou aqui no blogue.

Falta agora saber por onde passa o futuro do jogador e que novidades haverá relativamente à chegada de algum novo elemento para o plantel orientado por Carlos Brito.

Dois já estão em Ribeirão

João Vítor e Tiago Silva, médios da formação do Rio Ave, já treinam em Ribeirão.
São os dois primeiros dos cinco anunciados empréstimos.
A eles junta-se Rafinha?

PS - os empréstimos são contrapartida pela compra de Gilmar e Feliz.

Bruno Gama já não será apresentado logo?

Aguardemos.

Entretanto, A Bola diz que já está decidido que Renato Santos vai rodar num clube da Liga Orangina e que Gilmar deve tomar o mesmo caminho; serão menos dois a serem apresentados?
A ser assim, dos 27 jogadores ficarão 24, mais os dois que estão anunciados.

(ou um dos extremos será... Yazalde?)

19.7.11

Michel - um caso especial

O Paços de Ferreira comprou o passe (cerca de 90% diz o Record) do avançado Michel ao Penafiel.
Michel era um jogador muito disputado e que interessava ao Rio Ave.
Se o Rio Ave oferecia 300 mil euros e perdeu para o Paços de Ferreira é porque os de Paços ofereceram mais dinheiro. Legítimo? Claro que sim, mas depois não venham falar em orçamentos de 2,5 milhões de euros (o Record diz que é dinheiro da venda de Rondon).
(não há qualquer crítica à Direcção do Rio Ave por termos perdido o jogador; mais vale perder um bom jogador do que perder a cabeça)

Vão sair dois jogadores

O presidente da direcção do Rio Ave diz hoje em A Bola que vão sair dois jogadores e que vão chegar dois extremos. De onde? Daqui, diz o jornal.
Um dos que sairá é Bruno Gama, o segundo já será mais surpreendente. Daqui?

O Rio Ave no CCO

Se não estou enganado, antes de ontem, a última vez que se falara de futebol no Círculo católico de Operários foi há dois anos, quando se realizou um fórum de discussão. Foi uma boa ideia, infelizmente sem consequências nem continuidade; não se poderia realizar de dois em dois anos, por exemplo, antes de de cada acto eleitoral? (é apenas uma sugestão)

Recuar até 1987

Apareceu-me este video de um Rio Ave 1- Espinho 0, relativo a 1987/88; Grandes cruzamentos de Álvaro, as arrancadas de Isaías e um Roberto, de que não me lembro, a marcar (pelos vistos jogou duas vezes no Rio Ave, num espaço de dez anos). Se não estou enganado, descemos de divisão nessa ápoca.

E já que recordámos António Sousa,

a última vez que eu me lembro de ter a festa de apresentação da equipa aos sócios fora do estádio, foi quando Sousa era nosso treinador. Na altura foi junto à Câmara Municipal e Sousa foi substituído por Eusébio a meio da temporada e o Rio Ave desceu à Honra.
Pessoalmente não gosto de festas de apresentação fora da casa do clube. Entendo que se queira aproximar o clube da cidade, num local muito bonito, mas continuo a achar que é no estádio que se deve fazer a apresentação.

Notícias da Trofa

porque o Trofense pode receber Trigueira por empréstimo do Rio Ave, diz O Jogo:

"A caminho da Trofa poderá estar Pedro Trigueira. O guarda-redes não participou no estágio que o Rio Ave realizou e deverá ser emprestado."

E se realmente rumar à Trofa, Trigueira pode encontrar o nosso ex-treinador António Sousa, esse brilhante ex-jogador de bola que como treinador não me deixou saudades.

O (verdadeiro) 'adjunto' de Brito...

O lançamento do livro de Joaquim Pedro Azevedo, ontem no CCO, serviu para se falar do sucesso de Carlos Brito, enquanto treinador. Quer o autor quer o prefaciador, Luis Freitas Lobo, falaram disso. Mas foi Mário Almeida o elemento-chave ao explicar porque é que Brito não tem tido noutros clubes o sucesso que tem em Vila do Conde: no Nacional, no Boavista ou no Leixões, Brito não tinha... Mário Almeida!
Mais a sério: é interessante ver como o anti-treinador moderno, que é Brito, suporta um livro de carácter científico. Mais: o autor reconheceu que uma das razões para escolher Brito e o Rio Ave foi o facto de estes lhe terem aberto as portas e terem disponibilizado toda a informação, ao contrário do que aconteceria noutros clubes.

PS - Luis Freitas Lobo explicou que se o Rio Ave não ganhar mais nenhum jogo no próximo campeonato isso deve-se ao facto de os treinadores adversários terem lido o livro e terem percebido como joga o Rio Ave!!!!!

18.7.11

(Ch)AVES

«Ricardo Chaves, de 33 anos, assinou por uma temporada com o Desportivo das Aves»

Bruno Gama continua?

Ao mesmo tempo que se diz que Bruno Gama pode sair a qualquer momento, A Bola de hoje diz que «ganha viabilidade a permanência do extremo em Vila do Conde» (alegadamente por não haver clubes interessados em pagar a cláusula de rescisão)

João Ferreira passa-se para o 'inimigo'

João Ferreira, guarda-redes da formação do Rio Ave e que andou emprestado, vai jogar pelo Varzim na próxima época.
(tanto quanto julgo saber, já não é jogador do Rio Ave, depois de terminado o contrato; as elevadas expectativas que foram sendo criadas em relação ao jogador não se concretizaram, mas João não teve sorte em Vila do Conde)
(que tudo lhe corra bem)

Dois extremos emprestados do FC Porto?

O JVC da semana passada não fala no FC Porto, diz apenas que se «aguarda a contratação de dois extremos, podendo ser que venham de um 'grande' por empréstimo'».
Como há este caso e mais este, já agora, e o FC Porto é o clube que tem mais extremos para emprestar...

Um novo fisioterapeuta?

Não, não são as consequências das mudanças anunciadas mas felizmente não concretizadas.
É mesmo erro dos responsáveis do Vitória de Guimarães, na ficha do jogo de sábado.

PS - António Pais é Toni Passo!

Brito e o plantel (25+2-BG=?) (ACT)

"O plantel não pode estar fechado. Hoje em dia já nem os hipermercados fecham... O Sílvio por exemplo, na época passada, saiu no último minuto do mercado. Alguns jogadores que vieram esta época podem sair para rodar na Liga de Honra (...) O Bruno Gama também pode sair a qualquer momento. Neste avião as asas não estão totalmente prontas. Precisamos de extremos..." (Brito no Record de ontem).

O meu comentário: Brito tem 27 jogadores neste momento e se vierem mais dois (descontando a saída de Bruno Gama) ficam 28. Três vão ter de sair. Rafinha (porque teve o azar de se lesionar e não pôde mostrar o que vale), um dos avançados (porque só há lugar para um, parece-me) e Renato Santos (porque Feliz está melhor) são os principais candidatos nesta altura.

ACTualizo, com a notícia do Record que acabo de ler: Rafinha vai sair, para rodar; ou para um clube da 2ª liga ou para o Ribeirão.

Futebol de praia: limpinho...

V. Guimarães e Rio Ave apuraram-se para a final four a ter lugar no mesmo local, a praia das Caxinas, no próximo fim-de-semana, faltando conhecer os representantes da zona sul (...) Diante dos vilacondenses, o Varzim não teve tarefa fácil devido ao apoio por parte dos adeptos locais, como também, pelo facto destes estarem apurados à partida. O Varzim tudo fez para inverter as situações, mas acabou derrotado por 5-4.

Ainda a vitória em Guimarães: as parelhas

Tal como fizemos com o Aves, aqui ficam:
Paulo Santos vs Huanderson: Paulo Santos (isento de erros)
Tiago Costa vs Zé Gomes: Tiago Costa (Zé Gomes não está bem)
Gaspar vs Éder: Gaspar
Jeferson vs Marcelo: Jeferson esteve brilhante
André Dias vs André Dias: André Dias!!!!
China vs Vítor Gomes: China (esteve mais interventivo)
Wires vs Tarantini: equilibrado
Jorginho vs Braga: Braga (muito mais presente e consequente)
Pateiro vs Bruno Gama: sem margem para dúvida, Bruno Gama
Feliz vs Saulo: equilibrado, com um ligeiro destaque para Feliz
Feliz vs Renato Santos: Feliz
Tomás vs Gilmar: Tomás (Gilmar só teve o lance do golo)
Gilmar vs Dinei: Gilmar ainda teve o lance do... 
(fotos: site do VSC)

17.7.11

Brito confirma continuidade de André Dias

«Não fui eu quem disse que havia dúvidas sobre a permanência do André Dias. Só temos o Tiago Pinto e, por isso, conto com ele. Já na época passada fazia questão que treinasse quase sempre connosco, só ai ao fim de semana jogar pelos juniores e até se estreou na Liga, na última jornada. [se poderá ser o próximo Sílvio] Não sei, com todo o respeito, não sou a Maya. Prevejo-lhe um bom futuro, mas ainda tem de andar muito para vingar e chegar ao topo. Tem carácter e raça e só se continuar humilde poderá ser um excelente defesa-esquerdo», palavras de Carlos Brito no final do jogo de Guimarães, no Record de hoje.

(foto A Bola)

PS - estas decisões são tomadas à revelia do treinador?

Pateiro, a desilusão? (ACT)

Pateiro foi dos reforços mais sonantes do Rio Ave.
Será justo dizer que tem sido a maior desilusão nestes três jogos já realizados?
Vamos precisar de mais um ou dois jogos para fazer uma avaliação desta pré-temporada, mas parece-me que o jogador será o primeiro a não estar completamente satisfeito com a prestação.
É certo que jogou a defesa-esquerdo nos dois primeiros jogos e a extremo no terceiro, o que não facilita a integração.
Vamos esperar um pouco mais!

PS - a revelação? Há dúvidas?

ACtualizo a 18/, com as opiniões de O jogo («do seu pé esquerdo saem quase sempre bons lances») e de A Bola («destilou veneno pelo lado esquerdo. Carrega também o rótulo de futuro titular indiscutível») sobre Pateiro em Guimarães. Não temos a mesma opinião, como se percebe, mas poderei ser a estar errado.

Novos equipamentos

O Rio Ave estreou em Guimarães a nova camisola. Principal diferença: apenas três listas verticais verdes na frente. A do ano passado tinha sete, a do anterior cinco. Não tenho memória recente de uma camisola com três listas.

(foto: site do VSC)
Gostei!
Quarta-feira teremos mais pormenores.

16.7.11

Sobre André Dias (ACT)

O André foi ontem o improvável destaque do Rio Ave. Este teste foi superado com brilhantismo e mostra que a aposta em manter o jovem com o plantel principal está, para já, a dar frutos.
Como diz Carlos Brito, futebol é o momento e o lateral esquerdo está a agarrá-lo. Eu defendi há dias o empréstimo do André e não mudei de ideias, acho que lhe faria muito bem. Tiago Pinto leva vantagem, mesmo estando lesionado tem de crédito uma muito boa campanha em 2010-2011. O André tem contrariado o meu vaticínio. Não há mais laterais esquerdos no plantel e até Pateiro tem sido uma adaptação ao lugar (honestamente pensei que Brito testasse Feliz nesse lugar, Pateiro é um jogador feito, Feliz é jovem e podia resultar numa boa solução, tal como aconteceu com Miguel Lopes, por exemplo). Mas quem prevalece é o André. Não me custa admitir que posso estar errado ao defender o empréstimo. Se o André puder corresponder em campo é o Rio Ave que ganha e é isso que interessa.

ACTualizo com o meu comentário (JPM): sempre defendi o contrário e, muito mais agora, gostaria que o André continuasse em Vila do Conde. Não só é uma alternativa válida a Tiago Pinto como, acredito, poderá ser titular em muitos jogos. E é disso que precisa para crescer futebolisticamente (e pensar que poderia estar no Ribeirão...). Posso estar enganado, mas acho que, sexta-feira à noite, nasceu uma estrela!

Vitória em Guimarães: notas individuais (André Dias, BGama e Jeferson)

Paulo Santos: + (tranquilo, seguro)
Huanderson: = (teve um deslize a sair dos postes, mas no resto, sem muito trabalho, segurou)
Zé Gomes: - (quase sempre mal; o Zé não está a começar bem a época)
Tiago Costa: + (quase sempre bem, ataca e defende com galhardia)
Gaspar: + (o normal)
Jeferson: + (exibição brutal, a resolver vários problemas difíceis, intransponível)
Éder: + (seguro)
Marcelo: = (teve um deslize, mas registou duas ou três boas intervenções; entrou na segunda parte para o lugar de Jeferson)
André Dias: + (Guimarães saiu do estádio não a falar de Pedro Mendes mas de André Dias; ia para o Ribeirão???? Tranquilo, sempre presente, com nível a resolver; excelente a defender, apesar de muito trabalho)
Vitor Gomes: = (seguro, mas sem chama, sem vibração)
Wires: + (lutou e pareceu o velho Wires)
Jorginho: - (parece ainda perdido no lugar; não rouba bolas e não fez a diferença)
China: + (mais dinâmico do que o habitual; seguro como sempre)
Tarantini: + (o Tarantini dos melhores tempos: sempre em pé, para trás e para a frente)
Braga: + (voltou o velho Braga que nunca perde uma bola?)
Saulo: + (está em forma e pode fazer a diferença)
Pateiro: - (à procura de ? Não fez a diferença, mas deu um outro sinal de que...)
Feliz: + (excelentes pormenores; vai ficar!)
Bruno Gama: + (por vezes genial!)
Renato Santos: = (também deu alguns sinais interessantes, mas com menos resultados; entrou na segunda parte para o lugar de Feliz)
João Tomás: - (teve dois lances que mostram a sua qualidade, mas foi muito pouco)
Gilmar: = (marcou quando pôde, mas não se viu mais)
Dinei: - (não se viu; entrou para o lugar de Gilmar na segunda parte)

(fotos: site oficial do Vitória)

A jogada do golo do Rio Ave em Guimarães

Excelente abertura de Bruno Gama, bom passe de Feliz e encosto correcto de Gilmar (a partir do minuto e 33) (ou aqui, se for mais fácil)

Na jogada anterior vê-se como Éder faz falta, mas fora da área (e no estádio ficámos todos convencidos de que seria penalti)

Vitória em Guimarães: um resultado (relativamente) fácil de explicar

No final da primeira parte não seria injusto o Rio Ave estar a perder pela diferença mínima, devido ao facto de pouco ter feito para marcar (duas oportunidades em 45 minutos) e também devido à maior preponderância do Vitória.
Na segunda tudo foi diferente, explicado desta forma: os de Guimarães estiveram mais desarticulados mas, sobretudo, o Rio Ave teve um meio campo muito mais trabalhador, mais 'humilde', a roubar bolas e a construir jogo, e teve Bruno Gama, verdadeiramente endiabrado. Este é o Bruno Gama de que temos saudades, desequilibrador, por vezes genial, decisivo (é dele o passe brilhante para Feliz, que vai dar o golo). Bruno Gama só não marcou por duas vezes, porque o guarda-redes adversário não deixou.
(e contudo Gama não foi o melhor em campo, esse foi André Dias, que fez um jogo inesquecível).
Ou seja, e em resumo, houve sobretudo mérito do Rio Ave nesta vitória, que teve outro lado bom: alguns jogadores que me pareceram adormecidos nas Aves ontem voltaram cheios de energia (não apenas B. Gama, mas também Braga, Tarantini ou Feliz).
(daqui a algumas horas, a análise individual)

15.7.11

Vitória, mas nossa!

Guimaraes, vitória! 1-0, golo made in Ribeirão: aos 12 minutos do segundo tempo Feliz cruza da direita e Gilmar encosta para golo.
Bom ensaio geral do Rio Ave, com alguns momentos de futebol bastante agradável. Amanhã analisamos o jogo mais em detalhe.

Guimarães, segunda parte (ACT)

Carlos Brito faz uma série de alterações, e vamos jogar com:
Huanderson;
André Dias, Jeferson (Marcelo aos 75), Éder, Tiago Costa;
China, Tarantini, Braga;
Feliz (Renato Santos aos 80), Gilmar (Dinei aos 80), Gama.

Guimaraes, intervalo

Resultado: 0-0.

André Dias é muito grande!

Rio Ave em Guimarães para apresentação do Vitória


Está prestes a começar o Guimarães - Rio Ave, terceiro jogo de preparação da pré-época 2011-2012.
A equipa que começa a primeira parte é:
Paulo Santos;
André Dias, Jeferson, Gaspar, Zé Gomes;
Wires, Vítor Gomes, Jorginho;
Pateiro; João Tomás, Saulo.

«Por dentro da táctica» (Carlos Brito) (ACT)

Está à venda o livro de Joaquim Pedro Azevedo, de que os nossos leitores ouviram falar aqui.
ACTualizo para dar conta do lançamento do livro, já na próxima segunda-feira, no CCO; 19h; Luís Freitas Lobo (que prefaciou), Carlos Brito e Mário Almeida são os convidados especiais.

Um reparo construtivo («site»)

Tenho evitado, por várias razões, falar do site, mas não posso deixar de fazer este reparo, que, espero, seja encarado construtivamente (já estive para o fazer várias vezes, mas como o problema persiste...).
Qualquer pessoa que tenha umas luzes do que é comunicar com o grande público sabe que quanto mais directa e simples for a linguagem melhor.
Nos últimos tempos temos podido ler coisas como estas:
- «O exalto internacional ganha assim os primeiros contornos (...) o que vem possibilitar também um abeiramento às comunidades»;
- «A arena desportiva promete apresentar os ingredientes necessários para se tornar em mais um fabuloso momento de visão desportiva»;
O problema é duplo (eventual dificuldade em compreender tudo o que é dito e uso de vocabulário desajustado ao meio usado), mas o resultado o mesmo: provavelmente menor eficácia na comunicação.

Rio Ave quer Kelvin (FC Porto) (ACT)

... garante A Bola.
(o meu comentário: não estando em causa as qualidades de um jovem a quem chamam prodígio, a minha dúvida é: tratando-se de mais um médio, que sentido faz no actual plantel? [«Embora franzino, nos 65kg com 1,71 metros, o jovem não tem receio de enfrentar defesas. É rápido e tecnicista. Joga pela esquerda, mas também ao centro. «Sou um médio ofensivo. Gosto de pegar na bola e ir para cima»] Um jogador emprestado pelo FC Porto só faz sentido se jogar, porque o FC Porto só paga o ordenado se ele jogar mais de metade dos jogos num mês; ora, como me parece que temos médios a mais...)

ACTualizo a 16/7/11: «Quero muito jogar pelo FC Porto, mas se for emprestado vou lutar no outro clube para depois regressar. Estou no começa da minha carreira e vou lutar para crescer cada dia mais»,

Rio Ave - Varzim domingo à noite.

Quem sabe se não será o único Rio Ave - Varzim desta época, em seniores.
É domingo à noite, no campeonato de futebol de praia.

Bruno Gama no Sporting?

«Segundo o que o Notícias Leoninas conseguiu apurar, o jogador já está a negociar com o Sporting a sua vinda para Alvalade. Se o negócio se concretizar, será o colmatar de um amor antigo entre o Sporting e Bruno Gama, visto que o Sporting já tentou contratar o jogador em Janeiro último».

(Se é para ir, que vá o mais depressa possível, apenas por isto; e que o rio Ave ganhe algum com isso, como é evidente)

14.7.11

Não há férias

Estamos em Julho, mas os rioavistas não vão de férias, como esta imagem prova: esta está a ser uma das melhores semanas de sempre ao nível de visitas e pageviews neste ano.
(No final, essa é a única recompensa)

Goba e Diaby no Gondomar

Os dois jovens marfinenses em quem o Rio Ave aposta para o futuro vão jogar no Gondomar, da 2ª B, diz O Jogo de hoje.
(são dois avançados que nunca vi jogar)

Então?

Não chegam os dois jovens angolanos anunciados como reforços do Rio Ave?

Gilmar, terceira opção

Como saí antes do fim não vi Gilmar entrar em campo ontem. Mas já confirmei que jogou e, com alguma surpresa, a extremo direito, no lugar de Renato Santos.
Se exceptuarmos o jovem guarda-redes Rafael (que ainda não teve oportunidade), Gilmar tem sido o jogador mais sacrificado. No primeiro jogo quase não tocou na bola e ontem fez uns minutos; ou seja, até agora pode ser considerado como terceira opção.
Acredito que terá a sua chance (até porque Dinei desiludiu ontem), mas vai ter de mostrar muito para garantir um lugar entre os 25.

São precisos extremos?

A pré-época ainda está muito no início, há diversos jogadores que vão melhorar de rendimento, mas devo dizer que ao nível de extremos fiquei um pouco preocupado com o que vi ontem. Só Saulo esteve realmente bem e parece-me que faz falta mais um elemento que possa fazer a diferença (e não estou a falar da saída de Bruno Gama; nesta altura está na equipa).
O mesmo não se passa com o meio campo, em que - acredito - Braga e Jorginho vão melhorar e podem resolver a questão das transições para o ataque (não me lembro de ver Jorginho a jogar a 10, ele gosta mais das alas, mas quem tem talento adapta-se mais facilmente).
Num esquema táctico tão fixo como o Brito, os extremos são fundamentais - por isso, acredito, o nosso treinador olhe com preocupação para o sector (a menos que Feliz e/ou Renato Santos venham a melhorar muito).

PS - todos os anos, nos últimos dias de Agosto, Jorge Mendes anuncia uma série de transferências; se isso acontecer com Bruno Gama não podemos ficar 'descalços'... Em A Bola de hoje diz-se que o Rio Ave espera a concretização da saída de Bruno Gama para avançar para esse extremo; será suficiente apenas um?

Ainda o jogo com o Aves: quem vence as parelhas

Como o Rio Ave joga sempre em 4-3-3 e houve onze mais onze, é possível fazer uma análise das parelhas, exclusivamente tendo em vista o jogo de ontem:

Huanderson vs Paulo Santos: equilibrado
Tiago Costa vs Zé Gomes: Tiago Costa
André Dias vs Pateiro: André Dias
Gaspar vs Marcelo: Gaspar
Éder vs Jeferson: Jeferson
China vs Vítor Gomes: China
Wires vs Tarantini: Wires
Jorginho vs Braga: Jorginho
Bruno Gama vs Feliz: equilibrado mas a descair para Feliz
Saulo vs Renato Santos: Saulo
João Tomás vs Dinei: Tomás

13.7.11

Derrota nas Aves: notas individuais (Saulo e Wires os melhores)

Huanderson: + (interventivo e seguro; sem culpas no 1º golo)
Paulo Santos: + (chapéu no segundo golo)

Tiago Costa: = (subiu algumas vezes, nem sempre bem)
Zé Gomes: - (início desastroso, depois equilibrado; desinspirado)
Gaspar: + (podia ter feito mais no primeiro golo? de resto, igual a si próprio)
Éder: - (baralhou-se uma ou outra vez)
Jeferson: + (seguro)
Marcelo: = (não serviu bem na construção, mas esteve bem no desarme e na antecipação)
Pateiro: - (nervoso, lento; melhor nas raras vezes que atacou)
André Dias: = (muito interventivo e com muito trabalho; no ataque menos bem)
China: = (igual a si próprio; discreto e eficiente)
Wires: + (superactivo, apareceu no ataque e na defesa; está em grande forma)
Vítor Gomes: - (pouco ou nada se viu)
Tarantini: = (outro igual a sia próprio; mais recuado hoje)
Jorginho: = (começou bem, mas desapareceu depois; qualidade não falta, mas ainda não está enquadrado com a equipa)
Braga: - (acho que não fez uma coisa de jeito)
Saulo: + (o melhor em campo; correu em todo o campo, rematou, roubou bolas)
Bruno Gama: - (não foi por não tentar, mas tudo saiu mal)
Feliz: = (bons pormenores, mas inconsequentes no colectivo)
Renato Santos: - (viu-se pouco; muito nervoso, paraceu-me)
Dinei: - (lento, atrasado, estático)
João Tomás: - (poucas bolas lhe chegaram mas fez um ou dois remates; para Tomás é pouco...)
(saí a 15 minutos do final, volto a dizer)

Rio Ave perde nas Aves (fraquinho...)

Segundo jogo do Rio Ave, primeira derrota (0-2) - sem espinhas!
(nota: saí a 15 minutos do fim, com o resultado feito)
(Dinei)

1ª parte: Huanderson, Tiago Costa, Gaspar, Eder e Pateiro; China, Wires e Jorginho; Saulo, Dinei e Bruno Gama;
(Pateiro voltou a ser defesa-esquerdo)

2ª parte:  Paulo Santos; Zé Gomes, Marcelo, Jeferson e André Dias; Vítor Gomes, Tarantini e Braga; renato Santos, João Tomás e Feliz.
Alguns comentários:
- aquele que terá sido o principal problema da época passada, a transição e a organização do meio campo, continua.  Jorginho foi o pivô da primeira parte e nota-se que tem classe, mas não veio buscar a bola; na segunda Tarantini e Vítor Gomes também deram pouco ataque e Braga parece que ainda não acabou as férias...
- por falar em jogadores que estiveram mal: Pateiro teve muitas dificuldades a defender e Zé Gomes começou muito mal (o segundo golo nasce do seu lado); Bruno Gama bem tentou mas nada saiu bem; Feliz também não esteve bem;
-  o Rio Ave criou poucas oportunidades de golo e por isso não marcou; só o remate (livre) de Wires à barra criou verdadeiro perigo;
- por falar em livres: tirando esse de Wires, pareceram-me todos mal batidos; falta um marcador? Tomás? Braga?
- demasiados foras de jogo, normal nesta altura da preparação;
Em resumo: uma derrota aceitável, face a uma boa equipa, com muita garra (e que jogou com um onze-base, que foi refrescando). A meio da segunda parte um dos jogadores-chave do Rio Ave gritou durante um canto do adversário, para todo o grupo: «não pode acontecer isto». Evidentemente que não pode, mas os jogos de preparação também servem para isto!

(logo: análise individual)

Sem problema?

«Eu e o clube estamos a tentar resolver a situação mas, para já, não há propostas. Tenho contrato com o Rio Ave, e se tiver de ficar, trabalharei sem problema»

12.7.11

Vamos todos a França? ACT

E por que não?


Sei de quem já deve estar a pensar em alugar uma navette e fazer os 578 km ou meter-se no TGV e rumar a Thonon-les-Bains dia 27. Quero um postal ilustrado.

(o jogo a 26 com o Marítimo em Fão será para cancelar? ACT a 13/7: O Jogo diz que essa partida passou para as 10horas do mesmo dia, também em Fão; o embarque será a seguir, portanto)

Excesso de jogadores no meio campo - alguém vai sair

Volto a um tema que não tem sido muito discutido entre os rioavistas: confirmando-se que Brito aposta em Pateiro para o meio campo e que, como tenho aqui escrito, Jorginho não é extremo, teremos na próxima época China e Wires como trincos, e, mais adiantados, Braga, Vítor Gomes, Tarantini, Pateiro e Jorginho (e já dou como certo que Rafinha não ficará ou poucas hipóteses terá). Há claramente gente a mais, mesmo que Pateiro ou Jorginho subam para o ataque.
Vítor Gomes, por exemplo, ou arranca muito bem ou, atendendo ao que vimos na época passada, terá muitas dificuldades.
Curiosamente pouco ou nada se tem falado da saída de Vítor Gomes, ele que todos os anos está de partida. Porque falo no Vítor? Por várias razões: porque Braga e Tarantini não são prováveis, porque é o que tem a cláusula de rescisão mais elevada e o único, destes cinco, que, parece-me, pode dar dinheiro ao Rio Ave.
PS - Acho que já aqui o escrevi, o Vítor só não saiu no início da época passada porque se lesionou (e porque Jorge Mendes deixou a transferência para o último dia de inscrições!).

Uma foto que dá gozo repescar

(tirada do site da Sábado)
(se alguém souber a época, agradeço; de qualquer forma, a Sábado diz que ele tinha 11 anos; algures entre 2000 e 2011?)

Jogos da pré-temporada

Tal como aconteceu na época passada, vamos acompanhar o máximo possível de jogos de pré-temporada e vamos fazê-lo, como sempre acontece, com a nossa visão crítica, para podermos formular uma opinião com algum sentido.
Aqui vão poder encontrar tudo sobre esses jogos, com uma novidade: não pontuaremos, por razões que parecem lógicas, os jogadores, mas haverá uma «nota artística» (positivo, negativo e neutro).

Adivinhem quem é?

(uma dica: foi jogador do Rio Ave e neste momento não se sabe se ainda é...; seja como for já chegou ao PES!)

27 em Ofir

Brito levou 27 para Ofir e, ao escolher, ficam algumas ideias mais definitivas: «As ausências mais notadas foram as do guarda-redes Pedro Trigueira e do médio Fábio Felício, que, apesar de terem ligação contratual com o Rio Ave, não fazem parte das opções do treinador Carlos Brito para a nova época e permanecem em Vila do Conde até ser encontrada colocação. Também os juniores Tiago Silva, Diaby e Gouba, que evoluíram na primeira fase da pré-época com o plantel principal, não integram o estágio da equipa».
Como Brito disse que queria ficar com 25, há dois que vão sair nas próximas semanas (vamos ficar com três pontas de lança?). Tiago Silva é um dos que vai para Ribeirão.

11.7.11

Ribeirão, sim ou não?

A propósito desta notícia sobre o André Dias, estou convencido que o empréstimo ao Ribeirão servia melhor os interesses do jogador e mesmo do Rio Ave. Um jogador na idade do André precisa de jogar para evoluir. Por muito boa que seja a experiência de ficar no plantel, estar a competir será sempre melhor. E sejamos realistas, quantas vezes irá o André jogar ficando no Rio Ave? Para a Taça de Portugal?
Eu vi o jogo de sábado, achei o André um valor interessante, como já pensei o mesmo no início da época passada. Mas daí a estar pronto para o Rio Ave acho que ainda vai uma distância razoável. Ele que me perdoe, mas é de momento o que eu acho.

Wires - treino sem limites

Entre os jogadores para quem não há mialgias nem 'precauções' nem 'limitações' está Wires.
O que pensar disto, já vão quase dois meses?
Estará Wires recuperado psicologicamente?

Rio Ave - FC Porto na Sporttv

Há muito que não tínhamos um 'grande' na pré-época e, portanto, há muito que um jogo da pré-época não tinha transmissão televisiva. O do dia 21, com o FC Porto, vai ter (ainda sem hora).

(é uma receita-extra, seja em bilheteira, seja, sobretudo, em direitos de transmissão)

ACT: a transmissão que a Sporttv anuncia pressupõe que a iluminação estará substituída a tempo, certo?

Olhanense com orçamento de 1,4 milhões

Sinceramente não acredito que seja possível: «"a questão financeira limita mas não tira ambição. Em ano de centenário temos de estar à altura e já pedi aos jogadores e equipa técnica disponibilidade total para nos darem novas alegrias". O orçamento para 2011/12 é de cerca de 1,4 milhões de euros, um orçamento mais baixo que, todavia, "não impedirá o Olhanense de estar sempre entre a elite do futebol"».

Das duas uma:
- ou é possível fazer uma época «entre a elite» e gastar apenas 1,4 milhões, o que significa que clubes, como por exemplo o Rio Ave, são uns tótós, gastam mais do que é preciso;
- ou é uma forma de atirar areia para os olhos, de enganar tudo e todos (30 pessoas a ganhar uma média de 4000 euros dá 120 mil euros mês; vezes 10 meses dá 1,2 milhões; e prémios? e deslocações? e tratamentos?)

Ainda ecos de sábado (André Dias e Tiago Costa)

- Sobre a ausência de Tiago Costa: «Por uma questão de precaução, no teste de sábado, frente ao Sindicato dos Jogadores, os responsáveis do Rio Ave preferiram deixar Tiago Costa de fora e utilizaram como justificação oficial um ligeiro problema físico. Tratava-se precisamente do último dia de suspensão»;
- sobre a participação de André Dias: «A boa impressão que André Dias causou nos 35 minutos em que foi utilizado no jogo de anteontem frente a uma equipa do Sindicato dos Jogadores, primeiro ensaio do Rio Ave esta época, fez com que os responsáveis vila-condenses repensassem a decisão de ceder o seu lateral-esquerdo ao Ribeirão»;

Os meus comentários:
- Sobre Tiago Costa: ainda bem que o castigo terminou e que está operacional; aproveito para pedir desculpa por me ter enganado nas contas, uma vez que escrevi (e sempre pensei) que a pena só terminaria em meados de Setembro. Fiz as contas a partir daqui, mas  - ainda bem - enganei-me! Depois de amanhã já o vamos ver nas Aves;
- Sobre André Dias: acho que todos os rioavistas ficam satisfeitos com o cenário do André continuar. Eu fico. Não me convence o argumento dos 35 minutos (acho que foi mais a lesão de Tiago Pinto...), mas os motivos aqui pouco contam; eu aposto no André!