22.3.17

Da seleção sub19 e o Rio Ave [Atual. e Corr.]

A seleção nacional de sub19 vai participar no torneio de elite de apuramento para o campeonato da Europa. Os jogos são nesta zona, mas apenas Paços de Ferreira e Barcelo vão receber a equipa portuguesa. Vila do Conde vai poder ver o Croácia -Polónia, dia 25 às 14horas.
Nada que surpreenda, independentemente do nosso Estádio ter melhores ou piores condições. O treinador Peixe Hélio insiste em ignorar os nossos jogadores, sendo Manuel Namora o caso mais evidente. Ou Carlos Alves. Ou Ruben Pereira. Estivessem eles no Benfica, Sporting ou FC Porto e outro galo cantaria... [basta ver os jogos desses clubes e está feito...]


3 jogos de castigo para Heldon

Parece-me muito pesado, apenas por palavras, [aqui uma versão mais completa do que terá dito] mas não vou contestar.
Seja como for, que sirva de lição a Heldon, para não mais repetir.

PS - Há uma vaga na esquerda do ataque. Para quem? Guedes e Paciência juntos? Guedes e Paciência com Gil Dias? O que é feito de Yazalde?

21.3.17

Qual o jogador certo para ser rei em Guimarães? Cássio!

Cássio, o Rei do Ave em título, bateu a concorrência e foi o melhor em Guimarães.

37 pontos para o guarda-redes, mais seis(!) do que os pontos alcançados por Marcelo e Gil Dias, ambos com 31.
Logo a seguir vem Krovinovic, com 30.
Sem surpresa, o titular menos pontuado foi Heldon, com apenas 13 pontos, menos do que qualquer um dos suplentes (22 para Novais, 16 para Paciência e Traoré).

Mais uma época sem equipa B?

Tanto quanto se percebe [estou errado?] não há alterações na estrutura dos campeonatos que permita ao Rio Ave meter uma equipa B por exemplo no CNS (a antiga terceira).

Resta o que provavelmente já devia ter sido feito, começar com uma equipa no distrital e ter chegado ao CNS por mérito próprio (desde 2013/14, já lá vão quatro épocas, certamente teria sido suficiente).

Ou vamos tentar novamente o Trofense, agora que o clube foi declarado insolvente? Só uma sugestão: não deixem tudo para o Verão porque depois não há nem plano B nem equipa B!

(um-a-um frente ao Guimarães) O zero de Heldon; Cássio e Marcelo no top

Cássio: 4 (segurou três ou quatro bolas dificeis)
Monte: 3 (muito bem a defender, menos bem a atacar)
Marcelo: 4 (muito bem)
Roderick: 3 (alguns lapsos)
Rafa: 3 (cumpriu)
Petrovic; 2 (vários deslizes; foi imprudente em faltas por exemplo dentro da área)
Krovinovic: 3 (há magia nos seus pés, mas não foi decisivo)
RR; 3 (lutou bastante mas não trouxe ganhos à equipa)
Heldon: 0 (inadmissivel a forma como foi expulso)
Guedes; 2 (pouco se viu)
Gil Dias: 3 (lutou muito mas pouco conseguiu)
João Novais: 2 (ainda tentou desequilibrar)
Traoré e Paciência: 1 (sem tempo ou engenho para mais)

20.3.17

A expulsão mais parva do campeonato? [ATUAL.]

A maior parte não se apercebeu de nada e quem viu na televisão nem imagens teve para confirmar.
Mas não restam dúvidas que Heldon terá sido expulso por palavras ao árbitro, ele que já tinha um amarelo, ele que não soube parar ao primeiro amarelo.
Em qualquer dos cenários, continuar a dirigir-se ao árbitro, já com um amarelo, era de evitar. Mas o lance foi limpinho. Para ser expulso só pode ter sido grave...
O que se passou Heldon?
Que desilusão! Um pedido de desculpas é o mínimo... ATUALIZO: o jogador usou o seu Instagram para o fazer

(22 jogos para a Liga, zero golos; que pena um jogador tão talentoso!)

Disparate

De repente dei comigo a pensar se o maior "disparate" deste fim de semana foi  a expulsão do Heldon, se a informação que obtive (não confirmada é certo) que o Rio Ave estará à venda (via SAD, parte do seu capital)  por nove milhões de euros.
Opto, para já, por considerar a expulsão do Heldon como o maior "disparate" do fim de semana, já que sobre a SAD ainda iremos ter algum (pouco?) tempo para debater.
A expulsão por si só não pode ser considerada a culpada da derrota de ontem. Mas que facilitou essa derrota, não temos dúvidas. Agora há que corrigir, para não se cair no mesmo erro.
Quanto ao jogo, ganhou a melhor equipa, a que criou mais oportunidades de golo e que marcou. Assim sendo há que reconhecer que não foi dos nossos melhores jogos.
Cássio: 5. Sofreu três golos, mas evitou uma série deles. O melhor do Rio Ave.
Monte: 2. Incansável, mas com algumas limitações, naturais, ao lugar de defesa direito.
Marcelo, Roderick e Rafa Soares: 3. Cumpriram a defender, mas não chegou para evitar os três golos.
Petrovic: 2. Com boa técnica, continua com limitações em termos físicos.
Krovinovic e Rúben Ribeiro: 3. Trabalhadores no meio campo, tentaram servir o ataque com qualidade, mas nem sempre conseguiram.
Heldon: 1. Expulsão de jovem em início de carreira, marcou a sua prestação no jogo.
Guedes: 3. Luta é mesmo com ele. Mas nem sempre foi bem servido e quando assim é, torna-se difícil marcar.
Gil Dias: 3. Bem marcado, não conseguiu fazer a diferença como em jogos anteriores.
João Novais: 3. Cumpriu, esteve ao nível dos jogadores do meio campo.
Paciência e Traoré: 1. Não conseguiram alterar o rendimento da equipa para melhor (era difícil).

Da derrota ontem em Guimarães. As nossas falhas

Jogo fácil de comentar: com um ataque pouco perigoso (Heldon é apenas uma sombra do Heldon que conhecemos, Guedes pouco tocou na bola, a Gil Dias tudo correu mal), é difícil marcar golos.
O guarda-redes do Guimarães teve uma noite tranquila. Já Cássio foi dos melhores, apesar dos três golos.
O Rio Ave tem um futebol agradável, com posse e troca e bola, mas não chega. Serviu na primeira meia hora para equilibrar, mas apenas até o adversário colocar mais velocidade (e após uma substituição bem apanhada de Pedro Martins, ainda na primeira parte).
Elogio o nosso míster por ter arriscado com RR e Krovi no meio campo, mas, agora, parece-me que não resultou. Ambos atacam bem mas não têm rotinas defensivas, nomeadamente quando os vários homens do ataque adversário chegavam à nossa área. Talvez a equipa tenha ficado desequilibrada. Mas, no essencial, o Guimarães é mesmo melhor e foi melhor. Ainda assim, 11 contra 11 seria diferente, acredito.
(Maisfutebol)
Agora há que ir buscar os três pontos ao Bessa!

19.3.17

Derrota em Guimarães por 3-0. Fraco e exagerado

90 minutos não foram suficientes para o Rio Ave criar uma verdadeira oportunidade de golo.
A equipa troca bem a bola mas não criou perigo.
Derrota justa mas exagerada perante um adversário com melhor qualidade individual. O Guimarães é melhor e ganhou bem. Ainda assim esperava um pouco mais da nossa equipa.
Heldon foi expulso a seguir ao primeiro golo do Guimarães mas não percebi porquê.
Com menos um ainda passou a ser mais difícil.
(Única nota positiva do jogo: Marcelo regressou em grande! )

Petrovic, krovinovic e Rúben Ribeiro no meio campo em Guimarães

Heldon, Guedes e Gil Dias na frente.
Equipa se ataque,  rumo à vitória

Confirma-se: Tarantini out; Ruben regressa ao onze?

Autocarro cheio para Guimarães, com 21 convocados: 
-Guarda-redes: Cássio e Rui Vieira.
- Defesas: Nadjack, Nélson Monte, Bruno Teles, André Vilas Boas, Roderick, Marcelo e Rafa.
- Médios: Pedro Moreira, Krovinovic, João Novais, Petrovic, Traoré e Rúben Ribeiro.
- Avançados: Guedes, Gonçalo Paciência, Jaiminho, Ronan, Heldon e Gil Dias.

Ruben Ribeiro regressa, Tarantini sai, pot causa de uma entorse. Também de regresso à convocatória dos vila-condense, divulgada hoje ao final da tarde, estão Nadjack, Jaiminho, Ronan e João Novais, jogadores que não têm sido opções regulares do treinador.

Assumir ou não a luta pela Europa

Luis Castro diz que até poderá realinhar os objetivos definidos, mas que é cedo para fazê-lo. Estamos em 7º e falamos em ficar nos 8 primeiros.

Por coincidência, o nosso adversário de logo, que está em 5º nesta altura, assume a luta pelo 4º lugar.
(O Jogo de ontem)


18.3.17

Futsal: vitória!

3-2.
Estivemos a ganhar 2-0

Sporting quer Krovinovic?

O Correio da Manhã de hoje garante que sim.
E chama-lhe estrela!

Futsal tem primeira final (em Mindelo)

O Rio Ave tem hoje a primeira de seis finais, tendo em vista a manutenção na primeira divisão.
São seis jogos com seis equipas a quem podemos e devemos ganhar, de modo a chegar à ultima jornada (frente ao Sporting) com o lugar assegurado.
Isso só será possivel ganhando o jogo de hoje - que se realiza em Mindelo, porque o Pavilhão está com setas.
As finais são sempre para ganhar - e vencer o Quinta de Lombos é o único resultado possível.
(foto: Rio Ave FC)

17.3.17

O que diz o JVC sobre o cenário da SAD


Uma equipa de campeões!

O que dizer mais desta equipa de juniores, treinada por Pedro Cunha?
Que surpreendeu por ter conquistado um  lugar na fase final (e quem a viu jogar no início dificilmente apostaria nesse cenário) e que continua a surpreender.
Bate-se de igual para igual com qualquer adversário e não se satisfaz com vitórias morais quando defronta rivais com mais argumentos.
Sábado foi vencer a Braga (1-2).

Jogaram: Carlos Alves; João Pedro, Rúben Pereira, Kelechi, Nuno Namora; Diogo Teixeira (Pauleta, 90′), Leitão (Godwin, 46′), Ruben Gonçalves; Manuel Namora, Ricardinho (Diogo Almeida, 36′) e Rogério.

Marcaram Ruben Pereira e Rogério.
Destaque, pela negativa, para a lesão de Ricardinho (algumas semanas de paragem).
Estreou-se Godwin, irmão de Kelechi.

Na próxima jornada a equipa visita o Vitória SC em nova jornada do Nacional de Juniores.

Petrovic e Pedro Moreira em Guimarães?

Tarantini não vai recuperar, diz o Record.
Pedro Moreira será titular, acrescenta o jornal.
Petrovic e Pedro Moreira será um meio campo de muita contenção?
Um pouco mais de ousadia para surpreender o Guimarães?
Petrovic, Krovi e Ruben?
Petrovic, Traoré e Krovi?

16.3.17

O imparável Gil Dias!

Gil Dias, um 31 para as defesas contrárias
foto: rioavefc.pt
O homem está on fire! Marca em jornadas consecutivas e ganha também a pontuação semanal em 2 jornadas seguidas. Até agora só Filipe Augusto tinha conseguido esse feito. No total são agora 5 jornadas em que o nosso 31 foi mais pontuado.

Fazendo contas ao acumulado de pontos: Cássio continua líder e é o único jogador com mais de 800 pontos somados; Roderick e Tarantini continuam 2º e 3º respectivamente; Gil Dias é o 4º e Rafa subiu a 5º; Ruben Ribeiro que falhou o jogo por lesão caiu até ao 6º posto. Relevante é a entrada de Krovinovic entre os 11 melhores (10º lugar), empurrando Pedrinho para o 12º posto.

Agora uma palavra para Marcelo. O defesa é 6º classificado, mas é o único entre os 11 melhores que nunca foi o mais pontuado numa jornada. E para mim, é algo que se percebe. Marcelo não está ao mesmo nível de outras épocas. Tem tido uma época de maior utilização porque felizmente as lesões não têm aparecido, mas o seu rendimento desportivo tem ficado aquém do que eu esperava. De Marcelo eu espero sempre muito, mas ele lá saberá por que é que este ano a estrela dele não tem brilhado tanto.

Os melhores deram o seu melhor.

Guedes e Gil Dias, cúmplices dos golos
foto: rioavefc.pt
A imagem acima junta os nossos 2 melhores marcadores de 2016/2017. Gil e Guedes marcaram ao Estoril e agora ao Moreirense. No domingo passado, entre os seus golos tiveram o golo de Rafa. O lateral esquerdo é o nosso defesa goleador desta edição da Liga. Fez o seu 3º golo e isolou-no 3º lugar dos melhores marcadores. Antes integrava um grupo um grupo de 5 jogadores com 2 golos. 

O balanço actual indica que estamos ainda deficitários em 1 golo, 30 marcados e mais 1 sofrido. Temos o 6º melhor ataque da Liga, mas apenas a 11ª melhor defesa.

Sozinhos na escalada

E voltamos a subir na tabela! Estamos agora isolados no 7º lugar e encurtámos diferenças para o 6º e 5º. Foram duas vitórias muito importantes as que conseguimos nas duas últimas jornadas e que nos levam até a casa do 5º com um espírito completamente diferente.

De resto, temos 2 jogos seguidos fora (depois de Guimarães vamos ao Bessa). Conseguir resultados positivos nesses encontros pode ser o elan que nos falta para o assalto final a um lugar europeu.

Duas mãos cheias de vitórias

O que significa que temos o mesmo número de vitórias e derrotas, 10. Foi a 6ª em casa. 
Foi a 3ª vez que ganhámos marcando 3 golos, sempre em casa, mas a 1ª em que ao marcar 3 permitimos ao adversário marcar 2. Das outras vezes só sofremos 1.

O jogo de domingo acentuou uma tendência que fica cada vez mais vincada: foi o 6º jogo que ganhámos estando em vantagem ao intervalo, num total de 8 jogos com vantagem no final dos primeiros 45 minutos. Os outros 2 terminaram empatados. 

Se Traoré é o 28º,

a equipa inicial que venceu o Moreirense foi a 21ª diferente da temporada.
Nunca Monte, Petrovic, Krovinovic e Héldon tinham estado juntos numa equipa inicial. Do Estoril para o Moreirense a diferença esteve na ausência por lesão de Ruben Ribeiro. O médio que tem sido extremo nos últimos jogos foi então substituído por Héldon que já não era titular desde a jornada 20 quando perdemos com o Feirense. 
Héldon entra em campo com uma jovem adepta no dia da homenagem às mulheres.
foto: rioavefc.pt
Já Tarantini foi substituído pela 4ª vez nos 8 jogos que a 2ª volta já leva. Foi o 3º jogo consecutivo a sair, o 2º em que Pedro Moreira entrou no seu lugar.

Tudo a jogo!

Bem, pelo menos por motivos disciplinares não há ninguém impedido de ir a Guimarães na próxima jornada. Foi o segundo jogo consecutivo a ganhar e a ter um registo de cartões completamente limpo. No total são 5 os jogos em que o Rio Ave terminou sem que os nossos jogadores vissem cartões. Curioso é que venceu 4 deles (Feirense e Arouca na 1ª volta, Estoril e Moreirense na 2ª) e só perdeu 1 (Benfica).

De domingo contra o Moreirense regista-se ainda a estreia de mais um atleta a Liga. O maliano Traoré que nos chegou emprestado pelo Mónaco tornou-se no 28º jogador a ser utilizado.
Traoré, 5 minutos em campo contra o Moreirense
foto: abola.pt



15.3.17

SAD: Direção entrega dossier ao Presidente da AG

Vem no JVC desta semana: Mário Almeida revela que a Direção do Rio Ave lhe entregou um dossier sobre o assunto, que ele está a analisar, para emitir a sua opinião.
[em atualização]

Assumir a luta pela Europa?

Luís Castro não assume, pelo menos diretamente.
Diz que o objetivo desde o princípio é o oitavo.
No final do jogo com o Moreirense disse mesmo "não vou aceitar a pressão da possibilidade da Europa, já que o objetivo definido foi ficar nos oito primeiros".
O míster é que sabe, mas eu acho mal.
E fiquei mais satisfeito quando admitiu essa possibilidade.

PS - os jogadores, pelos vistos, atiram para os seis primeiros lugares, como me parece que faz mais sentido.

Guimarães: condicionamento já começou

"A polémica arbitragem de Tiago Martins no V. Guimarães-Estoril de domingo deixou marca na cidade vimaranense (...) Agora, na promoção da receção ao Rio Ave, as palavras do dirigente serviram de mote à criação de uma nova hashtag no D. Afonso Henriques: "#contratudoecontratodos", pode ler-se no site do Vitória, que volta a jogar em casa no domingo".

14.3.17

Por um Dias se ganha, por um Krovi se perde

Gil Dias voltou a ser o mais pontuado nesta jornada, um ponto à frente de Krovinovic.
(foto: Facebook Rio Ave FC)

43 pontos para o avançado, 42 para o médio!
A grande distância (39) surge Rafa e depois, ainda mais distante., Guedes, a três pontos.

O titular menos pontuado voltou a ser Marcelo.
Os suplentes não conseguiram riscar, mas Pedro Moreira ainda somou 27 pontinhos.

Krovi entre Capucho e Castro

Luis Castro pode vir a ser reconhecido como o treinador que lançou Krovinovic!
Como? Então, está na segunda época, fez 17 jogos em 2015/16 e agora é que se fala em lançar o jogador???
É irónico, evidentemente, mas penso que todos concordarão que pela primeira vez Krovi é aposta e que pela primeira vez está a mostrar as suas qualidades.
(curiosamente, os adeptos pediam há muito oportunidades para o jogador, o que mostra que por vezes os treinadores de bancada também dizem umas certas...).
Com Capucho, Krovi não jogava.
Agora é um dos melhores do plantel.
O jogador é o mesmo.
Só precisava que apostassem nele!

13.3.17

Um a um no jogo de ontem

Cássio, 2. Ó Cássio, pá, estiveste tão bem, mas que te aconteceu no 1º golo do Moreirense? Nem um movimento esboçaste. Encandeado?
Rafa, 4. Muito bem e... sem se dar ele já marcou 3 golos e é o 3º melhor marcador.
Marcelo, 2. Ontem não gostei dele. Não sei se foi o vento que o desnorteou, mas teve uma série de acções pouco coincidentes com aquilo que vale.
Roderick, 3. Mais acertado e decidido que o colega do lado.
Monte, 3. E cuidado com o Monte que está um defesa direito como se manda. Mais disponível para atacar à medida que fica mais familiarizado com o lugar sem nunca comprometer a defesa. Muito interessante.
Petrovic, 3. Outro jogo muito interessante do sérvio, que mais uma vez foi tacticamente perfeito. Só continua a faltar ali um bocadinho mais de arrojo a subir.
Tarantini, 3. Um 3 tremidinho, porque apesar do seu voluntarismo e valor, ontem as coisas pareciam não lhe sair muito bem.
Krovinovic, 4. Continua a ser um jogador muito esclarecido, sempre virado para o ataque e que ontem teve um passes excelentes para Gil Dias no 1º golo e para Héldon dar o 3º golo a Guedes.
Héldon, 3. Várias iniciativas interessantes, ainda que me parecesse não estar no ritmo certo. Muito positivo, mesmo assim.
Gil Dias, 4. Soberbo golo e um penalty que lhe tiraram. 
Guedes, 3. Bom golo à ponta de lança e uma oportunidade que não conseguiu finalizar numa bola traiçoeira. 
Pedro Moreira, 3. Trouxe mais pulmão e mais esclarecimento a um meio-campo que estava a afundar. 
Traoré. 1. Mal tocou na bola naqueles poucos minutos que jogou.
Paciência, 1. Pouco tempo, mas que ainda deu para ajudar a segurar a bola.

(um-a-um frente ao Moreirense) Dias...novic

Cássio: 3 (podia ter feito melhor no primeiro golo do adversário? Penso que não, daí a nota positiva)
Monte: 4 (muito bem, quer a defender quer a atacar)
Marcelo e Roderick: 3 (algumas hesitações)
Rafa: 4 (mais um golo; esteve muito no ataque)
Petrovic: 3 (um jogo normal para ele: defende muito bem, tem algum dificuldade em contribuir no ataque)
Tarantini: 3 (lutou muito, mas não mostrou as suas qualidades)
Krovinovic: 4 (momentos de grande inspiração, está no primeiro e terceiro golos. Tirá-lo do onze é um crime!)
Heldon: 2 (não foi o heldon que esperamos e desejamos)
Guedes: 3 (pelo golo e pouco mais)
Gil Dias: 4 (um golo daqueles é sempre motivo de grande elogio. Tentou sempre, correu quilómetros e foi o melhor do ataque)
Pedro Moreira: 2 (a tempo de ajudar)
Paciência e Traoré: 1 (sem tempo para ajudar)

Contra o Moreirense, positivo e negativo

Positivo
A homenagem às mulheres. Boa ideia, colorida, animada. Gostei.

Golos. Foram 3, mas o 1º e 3º são excelentes. A pontaria dos nossos jogadores parece estar agora mais afinada.


Negativo
Inácio, o discurso de. O discurso do treinador do Moreirense no final do jogo é o discurso da mentalidade instituida, é algo já cultural. Eu concordo que pouco se jogou nos minutos finais, mas um jogo não são só 10 minutos. Enquanto o resultado esteve empatado a 0, o guarda-redes do Moreirense abusou do anti-jogo. Reduzir um jogo a um determinado período não é muito honesto, sobretudo quando no restante tempo não se fez muito para que o resultado final fosse diferente do que foi.

Que regalo

Jogos como o de ontem trazem público aos estádios.
Que nortada, que frio, qual quê? Quando o jogo que praticam é futebol, do verdadeiro, do genuíno, o público não arreda pé, não se lembra das condições dos estádios, não se lembra do frio, não se  lembra da nortada. Antes pelo contrário, como que se envolve no jogo, participa nele e sai radiante. Parabéns pelo belo espetáculo que nos proporcionaram.
E quando assim é, a pontuação que sobe:
Cássio - 4. Que grande defesa logo no início do jogo. Deu sempre confiança à equipa.
Monte, Marcelo, Roderick - 4. Mais do que certinhos. Jogaram simples, mas com ou outro pormenor de muita classe, como as condições climatéricas exigiam.
Rafa - 5. O mesmo que os restantes colegas da defesa, mas marcou um golo (o segundo) na hora certa para o Rio Ave.
Tarantini e Petrovic - 4. Pendulares, agressivos (no bom sentido), lutadores. O Petrovic ainda com alguma lentidão, mas boa ocupação de espaços e jogo simples.
Krovinovic - 5. Classe pura em campo. Tomou as rédeas do jogo, abriu espaços, ganhou faltas, fez desmarcações só ao alcance de poucos.
Heldon e Guedes - 4. Batalhadores, pressionantes, obrigaram os defesas contrários a trabalhos reforçados.
Gil Dias - 5 mais. Endiabrado na primeira parte, muitas vezes bem servido por Krovinovi, marcou um golão. Na segunda ajudou a defesa e espreitou o ataque.
Pedro Moreira - 3. Entrou na fase de ajudar a equipa a não sofrer. Cumpriu, mas não estava em campo no melhor período do Rio Ave.
Traoré - 2. Não me lembro de o ver tocar na bola (defeito meu, concerteza).
Gonçalo Paciência - 2. Pouco tempo em jogo.

25j - Moreirense: O jogo devia era ter acabado ao nosso terceiro golo

Inácio (voltarei a ele mais tarde) dizia no fim do jogo que a partir dos 80 minutos de jogo não houve mais futebol. Para mim, o árbitro devia ter dado o jogo por terminado logo após o golo de Guedes. A partir desse momento o Rio Ave hibernou, começou a lavar a ferramenta e não jogou mais. A partir desse momento, foi o Moreirense que quis fazer alguma coisita, até conseguiu criar perigo, mas por mais que espremesse a laranja também não saía mais sumo. Mas olhando para antes do terceiro golo, há boas coisas para referir. Havia vento, não era muito fácil jogar, mas o Rio Ave mostrou que está a jogar melhor que há uns tempos. Gil Dias fez um golo estupendo, estivemos sempre por cima e só com um golo quem não lembra a ninguém é que o Moreirense conseguiu manter-se vivo. Mesmo assim, não fez disso grande uso e Rafa aproveitou a apatia geral da defesa adversária para nos voltar a meter na frente. Não era futebol brilhante, mas havia vontade de ganhar e havia qualidade para o fazer. E mesmo contra o vento já depois do intervalo marcámos um golo excelente pela envolvência colectiva. Depois foi o apagão. Inácio foi ousado, mexe na equipa, marca um golo e nós andamos ali tremidos sem reacção. Só 15 minutos mais tarde Luis Castro começa a mexer e para trocar Tarantini por Pedro Moreira. Que pensaria o nosso treinador? Que Pedro Moreira ia trazer a frescura para re-equilibrar o jogo? Que Pedro Moreira serviria para estancar o jogo adversário e que depois entraria alguém para aproveitar o balanço ofensivo do adversário? Tinha sido num contra-ataque que o Rio Ave tinha marcado... Qualquer que fosse o seu pensamento, acabámos por ganhar. Voltámos a ter o jogo mais controlado e, é verdade, há muito pouco para contar dos minutos finais.

Resumindo, não foi um jogo brlhante, mas acho que foi um resultado ajustado ao valor das equipas em jogo.

... E foi antes do golo...


Com os olhos no sexto

1) Os jogos em Alvalade, com o Paços e no Estoril marcaram uma viragem na forma como a equipa se apresenta em campo. Para melhor, sem dúvida. Por isso, esperava uma exibição de qualidade e uma vitória.
2) Tivemos uma exibição de qualidade na primeira parte e ganhámos. Mas fomos abaixo na segunda e o adversário teve as melhores oportunidades.
3) Porquê a quebra? Física? Apenas porque o adversário mostrou mais determinação a perder? Por causa do vento contra?
4) Um jogador com as qualidades de Ruben Ribeiro faz sempre falta. Ontem a equipa venceu sem ele e isso é de elogiar.
5) Um golo para a lista dos melhores do ano: Gil Dias.
5) O sexto lugar está mais perto. O Marítimo não está tão forte como se pensaria. Há que acreditar!
(Lusa)

12.3.17

3-2 ao Moreirense. Sofrido

Excelente primeira parte, que resultou em três golos.
Na segunda, contra o vento,  estivemos muito abaixo e as melhores oportunidades foram do adversário.
Melhor o resultado do que a exibição mas na primeira parte estivemos em bom nível e marcámos três golos

O Rio Ave quer renovar com Guedes

Vem em A Bola de hoje.
(o que dizer? A mim parece-me que o Rio Ave precisava de meia dúzia de novos avançados, atendendo a que uns são emprestados [Heldon, Gil Dias, Paciência] e outros não estão a corresponder [Ronan, Kizito, mesmo Yazalde]. Mas se é para renovar, que fique e marque muitos golos (9 na época passada e 5 até agora).

O que diz o sócio de Jorge Mendes sobre o investimento no futebol

Guo Guangchang, o o sócio chinês de Jorge Mendes e o homem que, alegadamente, estará por trás do investimento numa hipotética SAD Rioavista, dá uma entrevista ao Expresso desta semana.
Diz que adora "Portugal,  o futebol, a comida, o clima e as pessoas". E quando lhe perguntam se vai investir no futebol português responde assim: "Não é preciso ser só investimento. Podemos fazer mais do que isso. Ficarei contente mesmo que só contribua para a formação de jovens jogadores chineses e portugueses". Investir em escolas de futebol? "Ainda não decidi como fazê-lo".
(ou seja, ainda não é por aqui que ficamos a saber novidades. Mas a entrevista não é indiferente: ficamos a saber que o sr. Guo quer investir no futebol em Portugal)
 

11.3.17

Traumatismo estorilista deixa RR de fora

Grande ausência para amanhã.













Também Ronan e João Novais, mas por opção técnica, ficam de fora do lote dos eleitos do técnico da formação vila-condense Luís Castro. Em sentido inverso, o treinador volta a integrar na convocatória os avançados Gonçalo Paciência, que recuperou de problemas musculares, e o jovem Jaime Pinto.
Entregues ao departamento médico estão, além de Rúben Ribeiro, Pedrinho, Lionn, Yazalde e Leandrinho.

Juniores ganham 2-1 em Braga

10.3.17

"Valorizar melhor os seus ativos no momento de venda"

Um texto que encontrei no jornal Renovação e com o qual genericamente concordo.
Um destaque, porque representa uma perspetiva interessante: "É importante que o clube comece a valorizar melhor os seus ativos no momento de venda, para que se torne num clube financeiramente mais forte, podendo, assim, competir com clubes da grandeza do Sporting de Braga. Relembramos que, por exemplo, no ano de 2015, o clube viu partir três “jóias da coroa” por um valor total simbólico de 1,5 Milhões (Ederson, Marvin Zeegelaar e Ahmed Hassan)".

SAD hoje na capa de O Jogo - mais do mesmo

Quem, como eu, hoje comprou O Jogo porque na primeira página se diz que a SAD está em estudo no Rio Ave, não pode ter deixado de ficar desiludido.
É basicamente o que já se sabia, sem qualquer outro pormenor, desde 27 de fevereiro.
Mesmo a informação de que estará uma Assembleia Geral para breve me merece reservas, tendo em conta que o Mário Almeida disse no JVC da semana passada.

Gonçalo, Guedes

Há quem  ache que o assunto faz pouco sentido mas perceber se deve jogar Guedes ou Gonçalo Paciência é uma questão importante no universo Rioavista.
Guedes falha mas marca.
Gonçalo só tem um golo (em cinco jogos).
É normal que Guedes seja o titular domingo, mesmo sendo Paciência um jogador mais dotado tecnicamente (isto, independentemente de Paciência estar recuperado fisicamente ou não).

Aqui ficam os golos de Guedes.

9.3.17

Ninguém ganha tanto como Gil Dias

É o que dizem os números: Gil Dias que voltou a ser o jogador mais pontuado da jornada alcançou esse feito pela 4ª vez. Tem agora mais uma vitória semanal que Cássio, Tarantini e Ruben Ribeiro.
foto: maisfutebol.iol.pt
No acumulado de pontos, Gil juntou-se aos 3 da frente no restrito grupo dos atletas com mais de 700 pontos. Lá em cima continua Cássio destacado seguido de Roderick e Tarantini que têm apenas 2 pontos entre si. Entre os 11 melhores Rafa igualou Marcelo no 6º lugar. Krovinovic que tem sido mais utilizado nos últimos jogos aproxima-se rapidamente do top 11, beneficiando da lesão de Pedrinho e da saída de Wakaso para o Lorient.

Oupa!

Demos um pulinho na classificação e estamos agora entre o grupo de 3 que ocupa os lugares entre o 7º e o 9º. Foi bom ganhar 4 jogos depois, mas é preciso continuar no mesmo registo se, de facto, queremos continuar a ter ambições de chegar ao 5º lugar. Uma vitória sobre o Moreirense poderá quando muito isolar-nos no 7º lugar e encurtar distâncias para o Guimarães. 

Vamos contentar-nos com um posto entre os 8 melhores ou o melhor Rio Ave vem nesta recta final para surpreender toda a gente?

"G" de Golo

e de Guedes e de Gil. Os melhores marcadores voltaram a marcar. Guedes continua a liderar a lista dos marcadores, mas Gil Dias não se quis deixar atrasar. (Guedes ficou a dever-nos uns quantos na Amoreira, deve tê-los guardado para derrotar o Moreirense. Estamos atentos, ó Guedes!)

O panorama dos nossos golos é como se vê abaixo. Ainda estamos deficitários, mas temos tudo para reverter a situação. (certo Guedes?)
clicar na imagem para aumentar

Já não sobram dedos

para contar as equipas iniciais diferentes usadas pelos nossos treinadores. A de segunda-feira foi a 20ª. O que houve de novo? Guedes nunca tinha jogado de início com Petrovic. E por falar no sérvio, confirma-se que tomou conta do lugar 6 do nosso meio-campo. 4 jogos em 5 possíveis, só falhou Alvalade porque sendo o seu passe dos leões não podia jogar. 
Guedes regressou à equipa inicial e Monte manteve-se à direita da defesa.
foto: rtp.pt
Monte também se manteve na equipa inicial apesar de Nadjack já não aparecer como estando entregue ao Departamento médico. Domingo será diferente?

O segredo está em chegar ao intervalo a ganhar

Não há dúvidas:

em 7 jogos com vantagem ao intervalo ganhámos 5 e empatámos os outros 2. Bem bom.

E quando chegámos ao intervalo a perder, temos perdido sempre. Mau, muito mau.

No que toca a sofrer golos, igualámos a nossa melhor série de jogos sem sofrer, 2 jogos. Concordo, é pouco. Domingo vamos esticar a série para 3 jogos. E temos de chegar ao intervalo a vencer, não esqueçam.

Jogámos contra amarelos, mas não vimos nenhum

Foi mesmo assim. Fomos à Amoreira jogar com os canarinhos de lá e saímos com o registo disciplinar limpinho. Assim, Tarantini e Marcelo que estavam à bica de suspensão por acumulação de cartões amarelos não falharão a recepção ao Moreirense, pelo menos por motivos disciplinares.
clicar na imagem para aumentar
Tarantini, de resto, ainda não falhou nenhum jogo da Liga este ano. Cássio, Roderick e Gil Dias também não, mas só o guarda-redes é totalista. O registo disciplinar de Cássio é imaculado, nem um cartãozinho. Para um totalista é algo a registar. Já Roderick irá defrontar domingo um adversário que lhe deu um jogo cheio na 1ª volta: fez o golo que nos deu o empate e viu os únicos cartões que regista nesta Liga, 

8.3.17

Foi um daqueles (Gil) Dias

Vitória disputada até ao último ponto entre Ruben Ribeiro e Gil Dias, com este último a conseguir a vitória de melhor jogador da jornada.

42 pontos para GD, 40 para RR.
seguem-se Rafa (38) e Krovi (36).
O titular menos pontuado foi Marcelo, com 32, menos um do vários colegas, como Cássio, Roderick ou Monte.
Os suplentes, mais uma vez, não fizeram a diferença.

[contas feitas por JF Menezes]

Colombo & Zappa - 93

Ainda os 50% de Ederson - A Direção devia esclarecer

Sucedem-se as notícias sobre os 50% que o Rio Ave detém pelo passe de Ederson.
Agora que foi chamado à seleção principal do Brasil, o seu preço ainda vai subir mais.
Poderá ser vendido por 30 milhões, o que representaria uma venda absolutamente incrível para o Rio Ave.
Mas será mesmo assim?

Vejam as proporções que isto tomou: "uma decisão de Guardiola em Manchester poder ajudar à remodelação do mítico estádio dos Arcos, em Vila do Conde".

Todos sabemos que não tem havido disponibilidade da Direção para esclarecer questões relacionadas com contratos dos jogadores, mas este é um caso especial.

7.3.17

O melhor foi ...

No Coimbra da Mota o Rio Ave demonstrou mais uma vez ser superior ao Estoril. Se existe estádio talismã, esse é mesmo o Coimbra da Mota.
Lá o Rio Ave, além de não saber perder, tem apresentado um bom futebol. E ontem não foi exceção. Pena foi que as inúmeras oportunidades criadas não tivessem tido uma boa finalização. poderia ter sido um resultado histórico.
O Rio Ave foi uma equipa personalizada que fez tremer o Estoril que a continuar a este ritmo poderá sofrer algum dissabor no final da época.
Cássio, Monte, Marcelo e Roderick: 3. Não permitiram que os atacantes adversários criassem jogadas de muito perigo.
Petrovic, Tarantini e Krovinovic: 3. Lutaram muito no meio campo. Taparam as linhas de passe, obrigaram o adversário a perder muitas bolas em zonas perto da sua área.
Guedes: 3. Castigado pelas três ou quatro oportunidades que não conseguiu concretizar.
Rafa Soares, Rúben Ribeiro: 4. Verdadeiros quebra cabeças para os adversários. Estes tiveram de recorrer consecutivamente às faltas para os travarem..
Heldon, Ronan e Pedro Moreira: 3. Cumpriram a missão em pleno.
Gil Dias: 5. O melhor. Criou desequilíbrios, fez mudanças de ritmo, rápidas transições, nos golos estava no sítio certo no momento certo.

(Frente ao Estoril, um-a-um) Ruben reibeiro

Cássio: 3 (três defesas em todo o jogo. Duas delas de qualidade)
Monte: 3 (genericamente bem)
Marcelo e Roderick: 3 (não houve muito trabalho. Genericamente bem)
Rafa: 4 (o melhor da defesa, sobretudo porque esteve muito no ataque)
Petrovic: 4 (entrou mal mas recuperou pouco depois. Mostrou qualidade, sobretudo no desarme)
Tarantini: 3 (lutou muito)
Krovinovic: 3 (até cair, mas não foi uma noite inspirada)
Ruben Ribeiro: 4 (classe. Terá sido o seu melhor jogo esta época. Apareceu várias vezes na defesa, a ajudar a equipa. Com um RR assim, estamos na Europa!)
(foto: Record)

Guedes: 3 (2 ou 3, tantos os golos falhados? 3 pelo golo marcado)
Gil Dias: 3 (um 3 quase 2, pois tambem teve uma noite de pouco acerto)
Heldon: 2 (ainda deu uma ajuda)
Ronan e Moreira: 1 (sem tempo para mais)

Frente ao Estoril: podiam ter sido mais

1) Frente ao Paços, mas sobretudo frente ao Sporting o Rio Ave até jogou melhor do que ontem. O azar que teve nesses dois jogos ontem não apareceu;
2) Isto não é dito para tirar mérito ou brilho à vitória. Foi completamente justa, até podia ser mais dilatada.
3) No meu onze, Heldon teria sido titular e Ruben Ribeiro teria começado no banco. Foi, para mim, o melhor em campo!
5) A equipa parece mais consistente animicamente e se não houvesse tantos golos falhados (ups, Guedes!!!) já estariamos noutro lugar.
6) Três jogos a jogar bem podem indiciar uma recuperação por parte da equipa. Faltam 10 jornadas. Ainda vamos a tempo?

6.3.17

2-0 ao Estoril. Finalmente!

Vitoria mais do que justa do Rio Ave no Estoril. Mais uma vez vários golos falhados.
O adversário não deu muita luta mas a vitória é indiscutível.

11º lugar (Capucho, lembram-se?)

Antes do jogo com o Estoril, o Rio Ave ocupa o 11º lugar.
Ainda não é a pior classificação da época, mas estamos próximos (quando Capucho foi despedido).
Uma vitória atira-nos para o 8º lugar, muito mais compatível com a qualidade do plantel.
Luis Castro diz que sente os jogadores confiantes.

5.3.17

Paciência de fora no Estoril

Não recuperou.
Novais e Traoré na lista de 19.

Imprensa do Brasil insiste na contratação de avançado para os juniores

Não é a primeira vez que surgem notícias, cá e no Brasil, sobre a contratação de um jovem avançado brasileiro, de nome Jadson, por parte do Rio Ave.

O nosso Clube nunca o confirmou mas as notícias continuam a sair por lá.

Nesta - divertida - apresentação do plantel, Jadson não está.

4.3.17

Juniores: derrota em casa com o Belenenses (0-1)

Jogo equilibrado.
Equipa pareceu cansada.
Derrota inesperada.

Coisas que acontecem nas SAD (2)

(JN de 1/3/2017)

3.3.17

SAD - o que ai vem

Acredito que desta vez será mesmo de vez: haverá um investidor e será proposta a passagem a SAD.
Acredito que o investidor fará promessas desportivas (uma equipa a lutar pelos lugares europeus) e patrimoniais (um estádio novo?).
E acredito que a intenção será arrancar já na próxima época (para isso, as coisas terão de ser aprovadas até maio, penso).
Não quero que isso aconteça, mas acredito que assim será.

Os sócios do Rio Ave terão de tomar a decisão mais importante desde o dia do nascimento do Clube. Que seja uma discussão à altura, com informação e debate.

Eu, que estou do lado da 'brigada do reumático' (como li um destes dias na Internet), tentarei dar um contributo.


Niquinha, nova época como treinador do Francana

Niquinha vai voltar a orientar o Francana, na segunda divisão paulista (o campeonato começa a 9 de abril).
PS - uma realidade difícil de compreender? "A Francana pede a colaboração de todos com a doação de arroz, feijão e óleo. Os alimentos doados serão utilizados para alimentação dos atletas no decorrer das próximas semanas."