19.6.19

Rio Ave dá um Cachecol a todos os Sócios!

Foto: Rio Ave FC
Com a renumeração de sócios à porta o clube decidiu premiar com um cachecol todos os sócios que tenham as cotas em dia até ao dia 29 de Junho de 2019. É um prémio e uma iniciativa sempre bem vinda, não tenho a certeza se inédita, sendo que, aqui o grande objetivo é ter o maior número possível de sócios com situação regularizada antes da renumeração se iniciar.
A única critica que posso fazer à campanha de renumeração é a parca informação que existe sobre este tema. Acho que Rio Ave devia tornar este processo claro, e transparente aos olhos de todos. Neste momento não me parece que isso esteja a acontecer. A mim o número não me diz nada, mas sei, que este é muito importante para muitos sócios, ele representa muitos anos de dedicação ao clube, e por isso os sócios merecem respostas concretas quanto á forma como vai decorrer esta renumeração!

Por isso pergunto:
  1. Como vai ser feita a renumeração, quais os seus critérios?
  2. Existe um claro perdão ao sócio que não paga as cotas à muito tempo(mais de um ano), sendo-lhe apenas exigido que pague as cotas do último ano. Como ficam estes sócios em termos de direitos na renumeração? É mantida a sua antiguidade, recua mesmo assim? Vai receber um número novo com apenas um ano de sócio?
  3. Em que casos ou situações os sócios com cotas em dia ultrapassam ou podem ultrapassar os que não têm as cotas em dia? 
  4. Vai ser preciso emitir uma cartão novo? Quando é que vamos ter que levantar o cartão novo? Se vamos ter um cartão novo, porque razão não o podemos atualizar via Internet, e recebê-lo por correio? está previsto algo do género? 
O site refere que em caso de dúvidas devemos tentar esclarece-las através de e-mail ou nos dirigirmos à  loja. Eu acho que umas linhas no site a anunciar os critérios poderia ajudar a compreender as diferenças e problemas que sempre surgem após uma revisão deste tipo.
Ainda vão a tempo!

Fica aqui o mais importante e a saber: 
  • Se é um associado com mais de um ano de quotas em atraso, tem a possibilidade de efetuar o pagamento apenas do último ano de quotas da sua categoria.
  • Se é um associado com menos de um ano de quotas em atraso, ao regularizar as suas quotas tem a oferta de um cachecol RAFC. Esta situação aplica-se também aos sócios com as quotas já regularizadas.

18.6.19

Fumo sem fogo?

Sim, existem fake news e notícias falsas (a diferença é que as primeiras são feitas por qualquer um de nós e as segundas por jornalistas, que também metem água).
Mas a minha experiência diz-me que por regra não há fumo sem fogo.
Se se começa a falar de alguma coisa é porque alguma coisa poderá vir a acontecer.
Peguemos nesta notícia: Afonso Figueiredo na lista do Aves.
Ou interessa ao jogador (via empresário) -  e é sinal de que quer sair;
Ou interessa ao Rio Ave -  e é sinal de que quer que ele saia.
Ou até interessa aos dois - e parece provável que o jogador saia.
(nos jogos finais do campeonato mostrou algumas das qualidades que lhe vimos no Boavista)
Nesse caso, entrará um defesa-esquerdo para o plantel.

17.6.19

Jovem de Santarém assina pelos juvenis do Rio Ave - o que significa

1) Trata-se de um jovem que começou a sua formação no Benfica, passou uma época pelo Sporting, mas na temporada anterior estava no Académica de Santarém. João Guedes tem 16 anos.
2) Guedes vem de Santarém para Vila do Conde, o que representa - imagino - um passo importante na sua vida, sobretudo pessoal. João Guedes vai fazer um grande sacríficio, mas - imagino - entende que vale a pena apostar no Rio Ave, porque ambos acreditam no valor do jogador.
3) O Rio Ave é um Clube atraente para os jovens futebolistas portugueses. No distrito do Porto, é a seguramente a primeira opção, a seguir ao FCP.
4) Há 10 anos, o campo de recrutamento do Rio Ave era Vila do Conde e Póvoa; há cinco, o distrito do Porto; hoje chegam jogadores de qualquer ponto do país.
5) E com isto, já se sabe, será sempre mais difícil aos jovens de Vila do Conde encontrarem espaço no Rio Ave. Se é para os da terra perderem o lugar, ao menos que os que vêm de fora sejam claramente melhores, assim não fica dúvida e o Clube sai beneficiado


16.6.19

Vieira confirma: ASC queria Bruno Lage

É o próprio Luis Filipe Vieira quem o confirma: ASC tentou contratar Bruno Lage antes deste se afirmar como treinador principal do Benfica (na sequência da saída de José Gomes). ""Há um presidente que sabe que o Bruno poderia vir a ser o treinador do Benfica, que é o António Silva Campos [do Rio Ave]. Pediu-mo emprestado e eu disse que não, porque poderia vir a ser treinador do Benfica"


É caso para dizer que o nosso Presidente teve olho!
(para já ainda só falhou com Capucho!)


15.6.19

Prioridades definidas pelo Presidente: um central e um extremo

"Estamos a fazer as coisas com calma, como deve ser sempre. Temos algumas lacunas já bem identificadas e estamos a trabalhar nesse sentido. Falta-nos um central, pois o Rúben Semedo dificilmente continuará, até porque não é nosso jogador. O Galeno também estava emprestado pelo FC Porto e teremos de reforçar as alas. Temos uns pequenos acertos a fazer, mas a estrutura dorsal está já bem definida."

Admite a possibilidade do Rio Ave voltar a receber jogadores emprestados dos três grandes?
"Nós estamos sempre recetivos a bons aletas e pode ser que isso aconteça como tem acontecido nos últimos anos. É normal…"

14.6.19

Vendas (e dispensas) [ATUAL.]

Este será o mês de junho mais calmo de sempre nos Arcos: quase não se fala de vendas nem de compras!
Mas se não é certo que haverá vendas (embora a saída de Leo seja altamente provável, penso. ATualizo: próximo do Mónaco, diz A Bola), já é inevitável que chegarão alguns jogadores.
Inevitável será também reduzir o plantel atual (só Buatu é uma certeza).
E aqui as coisas complicam-se.
Por regra os jogadores nunca estão disponíveis para rescindir da mesma forma que os clubes não lhes querem pagar tudo a que teriam direito se ficassem as duas ou três épocas de contrato.
O que resta?
Empréstimos - que signifiquem ao Rio Ave poupar ordenados e aos jogadores poderem valorizar-se. Não é fácil...
(Nadjack vai estar na CAN e acredito que sairá valorizado)


13.6.19

Empréstimos

Não me admirava se o plantel ficasse fechado apenas no último dia de... agosto!
Ou seja, quer gostemos quer não, para encontrar jogadores que ajudem a fazer a diferença (como tivemos Galeno, Dala e Vinicius) temos de esperar por eventuais empréstimos.
Este ano não será diferente.
A equipa está feita.
Carvalhal vai ter muita gente (gente a mais, no início) para trabalhar, mas ficarão duas ou três posições à espera. Provavelmente até ao fim.

PS - não sei o que vai acontecer a Galeno, mas parece que vai fazer a pré-época no Dragão. Desejo o melhor ao jogador, mas acho que lhe fazia bem sair de Portugal, tão 'queimado' está pelos árbitros portugueses. A menos que jogar no FC Porto mude tudo...

12.6.19

Novo Equipamento - Muito bonito por sinal!

Foto: Rio Ave FC

O Rio Ave apresentou no passado dia 6 de Junho o  
equipamento Oficial para a época 19/20.
Desta vez o Rio Ave voltou a reduzir o número de listas para 2, mantendo o listado vertical verde e branco, acrescentando na frente o escudo dos 80 Anos. Uma ideia feliz, de muito bom gosto, e que teve como resultado uma camisola muito bonita. O equipamento alternativo surge  como todo Branco ou todo Laranja, o que também me agrada.
O Rio Ave através do seu site acrescenta ainda o seguinte: 
" - estamos a tentar preparar uma outra surpresa para o futuro próximo e que será de agrado unânime."
...ficamos à espera!
Foto: Rio Ave FC
Foto: Rio Ave FC

Há doces?

Como se sabe na altura do mercado o que os clubes procuram é montar um plantel que colmate as saídas, que vá de encontro aos pedidos do treinador, de preferência com jogadores com perspectiva de rentabilidade não só desportiva mas também financeira, que sejam melhores do que os que cá estão ou estavam e ainda, tal como todos nós nas nossas vidas, procurem o bom e barato... o que por norma é raro.
Contudo, raro não é impossível.
E decidi fazer um 11 com jogadores que não sendo de craques, poderiam encaixar numa perspectiva de bom e barato, visto que estão sem clube ou em fim de contrato...
Acabei por fazer também o banco.
Nem todos seriam titulares no Rio Ave FC, mas acredito que teriam qualidade para ficar no plantel.

Não pensei obviamente em jogadores como Buffon, Godin, Welbeck, Manuel Fernandes ou até Herrera, porque há que ser realista. Nem pensei em Fábio Coentrão embora gostasse que tivesse ficado.
18 jogadores, sobretudo portugueses e um brasileiro que jogou em Portugal, atendendo à nossa realidade:

Baliza: Eduardo
Lateral direito: Diogo Figueiras
Central: Ricardo Ferreira
Central: Rolando
Lateral esquerdo: Tiago Pinto
Médio: Vitor Gomes
Médio: Miguel Veloso
Extremo: Hernani
Extremo: Marco Matias
Avançado: Arsénio
Avançado: Tomané

Banco: Muriel, Ricardo Costa, Ruben Lima, Tozé, André Martins, Ukra, Helder Guedes.

Destes todos os que obrigariam a maior esforço financeiro seriam Rolando, Veloso, Hernani, Matias (mas este já treinado por Carvalhal), André Martins, Figueiras e Tiago Pinto.

As informações foram recolhidas nos diversos sites de informação desportiva e no Transfermarkt (embora neste último não constem nestas listas: Eduardo, Figueiras, Ricardo Costa e Tomané).

18 golos em 34 jogos. Ponta de lança brilha com 18 anos

João Marcello Pistelli, jovem brasileiro que está no Rio Ave há 3 épocas,  destacou-se nos sub19 com 18 golos.
Dizem já que há clubes estrangeiros interessados.
E dizem que é o melhor avançado da formação desde Hassan - não sei, não vi, posso dizer mais nada.

Acrescento apenas isto: Manuel Namora também tinha talento.
Saiu de Vila do Conde à pressa, pensando demasiado alto. Não se conseguiu impor até hoje.
Talvez fizesse bem a este jovem (que hoje faz 18 anos) continuar a evoluir.
A equipa sub23 pode ajudá-lo.

PS - o empresário do jogador chama-se Flávio Campos.

11.6.19

Um guarda-redes que pode ser Cláudio mas não Paulo

A notícia de que o Rio Ave está interessado em Cláudio Ramos tem  - acho - uma explicação simples: Léo Jardim vai sair. Acredito que a Direção tenha essa convicção (baseada em propostas/ofertas que possam ter chegado) e que, portanto, seja preciso preparar o substituto.
Outra ideia que me parece fazer sentido: Paulo Vítor vai continuar mas não é visto como primeira aposta. Estarei errado?
A verdade é que vimos pouco Paulo Vítor esta época.


10.6.19

Quantos pontas de lança?

Há Bruno Moreira e há Ronan.
Carvalhal, se jogar em 4x2x3x1, só vai precisar de um de cada vez.
Mas ainda há Said e Strkalj.
São quatro.
Para entrar alguém, alguém tem de sair.
Será a época de afirmação de Ronan?
De Bruno Moreira sabemos o que esperar: entrega e qualidade técnica, mas menos de 12 golos por época.
Acredito que está aqui uma 'dor de cabeça' do míster...

8.6.19

Agora o lado esquerdo da defesa

O Rio Ave teve três defesas esquerdos na época passada.
Começou com Matheus Reis, passou para Coentrão e acabou com Afonso Figueiredo.
Coentrão saiu, ficaram os dois, ambos com contrato.
Pensava-se que estava o assunto arrumado.
Uma notícia no Record esta semana diz que Afonso pode ser emprestado - o que me surpreendeu, até porque este é o último ano de contrato connosco.
Não estamos a falar de dois defesas top, mas são jogadores que mostraram alguma qualidade e que -acredito - podem mostrar mais ainda.
Além do mais, as rescisões muitas vezes custam dinheiro. Ou seja, não basta querer um novo jogador, é preciso perceber o que vamos fazer com aqueles que estão no plantel.
Eu mantinha Matheus e Afonso.


7.6.19

Luis Nascimento deixa Benfica para integrar equipa de Carvalhal

Nascimento, que era o treinador dos sub19 do Benfica , é lembrado nesse clube como alguém que, ao longo de 14 temporadas contribuíu para a formação de jogadores como Hélder Costa, Gonçalo Guedes, Renato Sanches, João Cancelo, Bernardo Silva, Rúben Dias, Ferro, Florentino, Gedson, Jota e… muitos outros que virão a afirmar-se no futuro próximo.


PS - Nascimento é irmão de Bruno Lage; Consta que antes de contratar Daniel Ramos, o Presidente Campos tentou trazer Lage. Luis Filipe Vieira já tinha visto uma luz e não deixou...

O 4x2x3x1 de Carvalhal

Não vejo futebol suficiente para poder ter uma ideia rigorosa, mas penso que não andarei muito longe da verdade se disse que o 4x2x3x1 é o sistema preferido de Carvalhal. O que não significa que seja o
único que vá ou possa utilizar.
Neste sistema, para além dos quatro defesas convencionais, o míster irá querer dois médios mais de contenção/construção (Filipe Augusto e Jambor? Filipe Augusto e Tarantini?) e apenas um ponta de lança (falaremos disso daqui a uns dias).
A questão nesta altura serão os 3 médios/avançados. Gabriel e Nuno Santos nos lados, Diego no meio? Gabriel e Nuno como extremos ou a virem para dentro?
Ou médios como os que Miguel Cardoso tinha, dos que evitam as linhas e jogam sempre para dentro? No plantel não há muitos...
PS - Carlos e Said, chegados em janeiro, precisam de fazer uma boa pré-época para convencer Carvalhal. E não são os únicos...

6.6.19

Furtado

Por causa das lesões, Furtado apareceu na ribalta no início da época passada. Talvez demasiado cedo.
A verdade é que as coisas até lhe correram bem, com vários golos mas - é a minha opinião - de uma forma inconsequente.
Quando 'regressou' aos sub23 não mostrou aquilo que José Gomes viu nele para o escolher para a equipa principal - em detrimento de Rafa Miranda ou Jaime, por exemplo.
Furtado está na infografia que tenho apresentado com a equipa para a próxima época, mas não acredito que venha a fazer parte do plantel.
Tem 22 anos e pode tentar aproveitar - de uma vez por todas - o campeonato sub23 para mostrar as suas qualidades.

5.6.19

No topo da agenda de CC

O Presidente disse que Costinha vai fazer parte do plantel principal.
Deduz-se, portanto, que será um dos dois defesas direitos.
Na imagem que temos vindo a publicar estão Costinha e Nadjack, mas há algo a acrescentar a isto: quando Junió foi contratado as primeiras notícias oficiais diziam que assinou por cinco épocas. Depois a informação foi corrigida e passou para um ano de empréstimo.
Alguma coisa se passou, mas até ser esclarecido devidamente não excluo a hipótese de o Rio Ave ter nesta altura não dois mas três defesas direitos.
Um terá de sair.
Espero que não seja Costinha.
Como se isto não bastasse, O Jogo de ontem dizia que encontrar um defesa-direito é uma prioridade para Carvalhal.
Nadjack vai sair? (o jogador já deixou claro que quer continuar...)
E Junió não continua?

4.6.19

Gama e João Mário completam a equipa técnica

Pensava eu que Rifa iria voltar a Vila do Conde, já que este tem acompanhado Carlos Carvalhal nos últimos anos. Enganei-me Rifa, confirmou-me ontem que vai acompanhar João Pedro no Famalicão. Uns dias atrás, também se ficou a saber que João Pedro decidiu deixar o Marco Silva como adjunto,  iniciando a sua carreira como treinador principal do Famalicão, um desfalque na equipa de C. Carvalhal, mas este desfalque também abriu uma vaga, e assim vai permitir que Augusto Gama se mantenha na estrutura técnica. Já, João Mário decidiu continuar a sua carreira de Treinador adjunto de C. Carvalhal, e será portanto o braço direito do nosso treinador esta época. Está portanto assim fechada a questão da equipa técnica, lembrando que fazem parte desta equipa ainda os técnicos César Gomes Treinador de Guarda Redes, e Pedro Gomes responsável pela observação e vídeo.
O Rio Ave vai Iniciar a sua época desportiva no dia 1 de Julho.
Ontem no Jornal o Jogo.

A única coisa boa de um ano mau

Fiz e faço um balanço negativo da época (não apenas desportivamente).
Só encontro uma coisa boa: foi um ano em que não se falou da SAD, sinal de que - pelo menos por agora - o cenário está ultrapassado!



Orgulhosamente sós (apesar do Paços também ser SDUQ);
#muitonossosemigual!



3.6.19

Ainda a ligação de Carlos Carvalhal a Jorge Mendes (ATUAL.)

Escrevi aqui que me garantiram que Carvalhal nada tem a ver com Mendes.
'Eurico Seabra' tratou de me desmentir, o que agradeço duplamente, sobretudo se for verdade...
Por um lado, enviou-me diversos links de peças que mostram como, formal ou informalmente, a carreira do treinador e do empresário têm andado de mãos dadas, sobretudo no Besiktas mas também no Swansea (ou até no Sporting).
Por outro lado, se isto é verdade, então faz sentido especular que Carvalhal vem para Vila do Conde com algumas garantias ao nível do plantel. Dito de outra maneira, Mendes ter-lhe-á garantido alguns reforços de qualidade, em articulação com o Presidente.
(isto sou eu a pensar, claro).
Atualizo: Carlos Carvalhal tem um empresário e chama-se Pedro Serpa Pinto.

2.6.19

2019, ano de renumeração de sócios

Vai arrancar no próximo mês mais um processo de renumeração dos sócios, atualizando aqueles que, pelas mais variadas razões, deixaram de o ser.
A última vez que isto aconteceu foi há dez anos e criou alguma polémica (sócios que eram sócios-estudantes e perderam esses anos; o assunto foi discutido em pelo menos duas assembleias gerais).
Em 2009 foi a primeira renumeração realizada por esta Direção; esta correrá certamente melhor.
E que não falte informação.

31.5.19

Léo Jardim a caminho do Lille.

O Lille parece estar na frente para a contratação de Léo Jardim, são alguns dos ecos da imprensa de hoje...
Alguns,  ainda falam também da saída de Nelson Monte para o Gijon da 2ª liga Espanhola. Será?

Jornal de VC não compreende a saida de Daniel

Foto: Jornal de Vila do Conde
O jornal de Vila do conde não encontra explicação para a saída de Daniel Ramos.
Já aqui escalpelizamos o assunto e mesmo no Reis do Ave  a opinião não foi unânime.
Hoje e depois de sabermos que o novo treinador do Rio Ave é Carlos Carvalhal, eu diria que à pergunta:
Gostaria de trocar Daniel Ramos por Carlos Carvalhal?
Penso que a resposta seria unânime: - Claro que sim!
Da minha parte eu explico porquê: O Daniel pode vir a ser um grande treinador, mas ainda não é, faltam-lhe essencialmente títulos...E certamente  não está ainda ao nível do  Carlos Carvalhal que já se pode considerar um grande treinador mediante os títulos e CV internacional, por isso esteve bem o Presidente, pois ao trocar-los mostrou bastante ambição.
Embora todos saibamos que "ser grande treinador" não garante resultados, sabemos também que nos podemos apróximar dos resultados com mais "velocidade" com este tipo de treinadores.
O futuro o dirá, mas a fasquia subiu muito em relação ao ano passado como aqui refere o JPM.


Carlos Carvalhal, o plantel e os objetivos

Carlos Carvalhal não vem para o Rio Ave para lutar pelos 8 primeiros.
Nas primeiras declarações que fez o míster não se comprometeu com classificações, mas não cabe na cabeça de ninguém que um treinador com o currículo dele venha para ficar na primeira metade da tabela (ou, lá está, nos 8 primeiros).
Carlos Carvalhal vem para o Rio Ave para somar prestígio (internacional) à sua carreira e isso só será conseguido se ficar nos 5 primeiros (o acesso europeu) ou chegar a uma final de uma das taças. Carvalhal só conseguirá que o Rio Ave seja marcante na sua carreira se conseguir o que não é fácil. Sexto? Não é mau, mas Daniel Ramos ficou em sétimo e saiu...
Dito isto, acredito que CC conhece o plantel que vai treinar e terá obtido garantias do Presidente de que serão contratados três ou quatro jogadores de qualidade para as posições em aberto.

CC hoje: "Vou tentar passar uma mensagem positiva, não ser intoxicado, falar e valorizar o futebol. Quero fazer parte da solução e dar o meu contributo para que o Rio Ave anime o campeonato. É a nossa expetativa».

PS - tanto quanto julgo saber, Carvalhal não tem qualquer relação com Jorge Mendes (apesar do que aconteceu quando treinou o Besiktas). O que não signfica que o 'parceiro do ano do Rio Ave' não possa colocar aqui um ou dois jogadores, se sobrar alguma vaga em Famalicão...😂😂😁

Época 2018/2019 - Balanço



Campeonato do Rio Ave FC:
O objectivo mínimo dos 8 primeiros foi conseguido.
O 5º lugar apontado por José Gomes foi falhado. Isso não torna a época totalmente falhada dadas as circunstâncias que vivemos ao longo da temporada.
Tirando os 4 da frente na segunda volta, melhor que nós só o Boavista.

Taças do Rio Ave FC:
Na taça de Portugal caímos em Alvalade: um resultado normal - azar no sorteio que nos vinha bafejando com melhor sorte nos últimos anos.

Na Taça da Liga no nosso grupo passou o Benfica. Também é normal.
Uma época normal tendo em conta a vertente da nossa realidade e de quem nos eliminou.


Liga portuguesa no geral:
Principais destaques positivos: Moreirense, Boavista e Santa Clara.
Decepções: Chaves, Marítimo, Braga (tinha plantel para estar mais próximo do SCP) e Vitória SC (tinha um treinador e plantel com jogadores para fazer mais de 60 pontos); e claro, a arbitragem - já era difícil entender algumas decisões em tempo real, mas com VAR não consigo mesmo perceber tantos erros.
Melhor jogador da Liga: Bruno Fernandes.

Rio Ave FC - destaques:
Melhor guarda-redes: Léo Jardim.
Melhor defesa: Rúben Semedo.
Melhor médio: Filipe Augusto.
Melhor extremo: Galeno
Melhor avançado: Vinicius. 
Melhor Treinador: Daniel Ramos.

Regresso do ano: Nuno Santos (pena ter sido tão tarde).
Revelação: Léo Jardim.
Melhor jogador:
1º Léo Jardim;
2º Galeno;
3º Vinicius.

Onze da temporada:
Guarda-redes: Léo. 

Lateral direito: Júnio
Centrais: Bore e Semedo
Lateral esquerdo: Coentrão.

Médios: Filipe Augusto, Tarantini  e Dala.

Extremos: Nuno Santos e Galeno. 
Ponta-de-lança: Vinicius.

"Declarações de voto":

Tenho necessidade de justificar Júnio no onze: apesar daquele início assustador e dos 24 jogos de Nadjack, não conseguiria pôr este num onze ideal e não era ético pôr uma defesa a 3 quando nunca foi utilizada;

Tenho necessidade de justificar Galeno como melhor extremo e como 2º melhor jogador do ano: apesar da ponta final de Nuno Santos, quando não havia mais ninguém houve muito Galeno e que nos deu pontos com golos, com assistências, com arranques que condicionam defesas contrárias, com arranques a queimar linhas quando não tivemos equipa capaz de o fazer. É o jogador do campeonato com mais ataques, apesar de não ter jogado praticamente nos últimos 7 jogos. Na primeira volta ficamos a dever muito a este jogador. Jogador que aparece também como um dos que mais faltas sofreu... assinaladas. Porque levou muito pancada não assinalada pelos árbitros.

Tenho necessidade de justificar Dala no onze e como médio: Para mim é um 10 e um 10 é um médio ofensivo, mas médio. Jogou o primeiro e o último terço do campeonato. Foi onde fizemos mais pontos. Quando não tivemos Dala não pontuamos. Essa influência não pode ser descartada. Custou-me preterir Diego, mas após ponderar bem optei por Dala.

Quanto às outras escolhas, como não tive dúvidas não sinto necessidade de as justificar.


PS: Dala foi votado pelos seguidores do Facebook do Rio Ave FC como o melhor da época. Todos percebemos o que ia acontecer. Não concordo, mas ainda bem. Mau demais era só haver um angolano e depararmo-nos com Buatu a Bola de Ouro do Rio Ave FC. Há sempre um lado positivo.

30.5.19

Dala Ganha mas...Fake News está no "ar"

Omitir é mentir? sim é, neste caso é no mínimo injusto!
A Rádio Linear anuncia que Dala foi escolhido como melhor jogador do Rio Ave FC para época 2018/2019, citando como fonte a página do clube. O problema é que esta votação foi feita na página do clube, mas no facebook onde a falange de apoio a Dala em Angola é assustadora. Nada contra o facto de os adeptos de Dala votarem, em parte todos percebemos como funcionam estas coisas das votações online nas redes sociais, como sabemos, nem sempre estas refletem o verdadeiro sentimento dos que de perto seguem o nosso clube. Parabéns ao vencedor, mas claro está, eu não concordo com esta votação, pois Dala esteve a maior parte da época lesionado, fez poucos golos, foi amplamente preterido com a chegada de Vinícius, e mesmo com a sua saída(Vinícius), Bruno Moreira sempre foi ganhando a posição a Dala. Dala não me convenceu como ponta de lança, é de baixa estatura, e nos jogadores jovens essa questão é muito importante, falta-lhe o jogo de costas para a baliza, e é fraco no jogo de cabeça. Talvez evolua para jogar a 8, acho que nesta posição consegue mais espaço, o que lhe permitirá jogar de frente para a baliza onde ele é muito melhor com o seu futebol de passe longo, e drible rápido... mas ainda não é jogador feito para jogar no nosso campeonato, tem que correr muito mais, e sem dúvida evoluir bastante em termos defensivos.  
Quanto a mim o vencedor desta época teria que ser Leo Jardim, e de seguida e apesar de ter saído na reabertura do mercado, Vinícius. Só não é Vinícius, porque me parece manifestamente injusto não referir o Leo como melhor, ele que fez praticamente todos os jogos da equipa, sempre com uma "bitola" muito elevada!
 

A primeira dor de cabeça para Carvalhal

Não me lembro do Rio Ave chegar a julho e ter uma equipa pronta a jogar! Ou seja, pela primeira vez em muitos anos a nossa equipa vai apresentar-se nos primeiros jogos com aquilo que lhe faltou na época passada.
Ainda assim, à partida e nesta fase, há alguns lugares por preencher:
- Um guarda-redes, se Léo sair, como parece óbvio;
- um ponta de lança
- um central
(a lista que hoje publicamos tem duas atualizações: Miguel Rodrigues não foi - ainda? - para o Moreirense e juntámos Strkalj, o jovem avançado croata que em janeiro assinou por 4 épocas e meia). São 27 jogadores e - acho que se pode dizer isso - a primeira dor de cabeça para Carvalhal.

29.5.19

Leandrinho

Leandrinho tem mais um ano de contrato com o Rio Ave. Haverá algum Riovista que peça a renovação?
Leandrinho fez 16 jogos esta época, somou mais de 1000 minutos. Foi aposta a titular em muitos jogos e não guardamos nada de especial na memória (é macio a defender, raramente aparece no ataque).
Acredito que está na hora de Leandrinho (que já está em Vila do Conde há 3 épocas) dar outro rumo à sua carreira.
Duma coisa não se pode queixar: de falta de oportunidades.
Se jogou na posição onde rende mais (foi sistematicamente usado a '6', sem ter perfil para isso, na minha opinião) é outra conversa.