21.1.18

Vitó e Abalo no Covilhã

É informação oficial dos serranos.

Vitó precisa de jogar e - infelizmente - o treinador não olha para ele.
Quanto a Abalo, é a correção de uma injustiça: um jogador desta qualidade na equipa B não lembra ao diabo.
Que aproveitem para se afirmar!

Equipa contra o Boavista

A confirmar-se esta informação do Sofascore.com, em relação ao jogo de Belém há a troca de Marcão por Monte no centro da defesa.

A nova estrela da formação

Há quem diga que é o melhor desde Fábio Coentrão mas outros garantem que, aos 10 anos, Flávio mostra ainda mais potencial. Eu, que me lembro de Coentrão nos juvenis, acho que Flávio não fica atrás.
Em comum, além do enorme talento, o facto de serem dois jogadores da nossa formação, ambos avançados.
O Flávio joga habitualmente pelos sub11 e contam-se maravilhas das jogadas que faz e dos golos que marca. Não admira que os empresários e olheiros passem pelos seus jogos...
Ontem fez a segunda parte pelos sub13-B e marcou três  cinco golos (sinceramente perdi a conta). Um deles de antologia. A foto é da festa no final.

Mesmo tendo apenas 10 anos, o Rio Ave não vai conseguir segurar por muitos mais anos este jovem jogador - mas o nosso Clube ficará para sempre ligado à sua carreira como futebolista. Assim tudo lhe corra de feição, aprendendo a lidar com a pressão, são os nossos votos.

É preciso promover os "Ultras Verdes 1939"

Agora que a claque já tem suporte legal, é preciso promovê-la.
Pede-se criatividade ao marketing do Clube!

20.1.18

Equipa B perde 2-1. Falta eficácia

Um filme várias vezes visto esta época: o Rio Ave com mais qualidade e melhores jogadores, a jogar bem mas a falhar muitos golos.
Hoje duas bolas nos ferros.
O Rio Tinto, sem saber ler nem escrever, marcou dois golos. E no fim, quando a nossa equipa já estava toda virada para o ataque, ainda podia ter feito mais.
Mas a derrota é injusta, quando muito o empate.
Falta alguém no ataque que faça a diferença - e não estou a referir-me apenas ao ponta de lança (que neste jogo foi Schutte) mas também aos dois extremos, muito 'macios'.
O futuro? Continuar a trabalhar.

(Diogo Teixeira, para mim o melhor. Grande qualidade de passe e visão de jogo - está aqui o sucessor de Tarantini!)

West Ham quer Monte?

O Record de hoje garante que sim.
O jogador pode sair no imediato por 2,5 milhões, diz o jornal.

A imagem exclusiva do novo reforço do Rio Ave (e não veio a custo zero)

(fonte: facebook Joaquim Queiroz; foto tirada ontem na Feira dos Vinte)

Características: fisicamente muito forte, aguenta qualquer entrada mais dura (menos a queimar...); dá pau como poucos e, com ele na defesa, nunca mais haverá penalties na nossa grande área por mão na bola; preço de mercado 1 euro (o melhor negócio desde que ASC é Presidente)

PS - se alguém souber o autor da colher de pau, divulgaremos o seu nome com todo o gosto.

Paguem mais aos nossos jogadores

Por cada remate à baliza o FC Porto precisa de fazer em média 21,6 passes, o que demonstra objectividade, pragmatismo e um futebol mais “directo”.
É a equipa mais poupadinha.
No outro extremo estão as formigas do Rio Ave, que trabalham como ninguém: 31,2 passes por cada remate que faz.
Só por isso deviam ganhar mais!
(fonte: Goalpoint)

19.1.18

O defesa em mais evidência é... suplente

As estatísticas dizem que Nelson Monte é o defesa com mais posse de bola (é, aliás, o terceiro jogador com mais posse de bola de todo o campeonato!).

Monte também se destaca pela quantidade e qualidade dos passes para a área adversária. É o quinto mais do campeonato!

Geraldes igual a Neymar

O Rio Ave tem dois jogadores entre aqueles que sofrem mais faltas perto da área, nas cinco principais ligas da Europa.
Geraldes, o que mais faltas sofre naquele local, tem o mesmo registo de Neymar.
Ruben Ribeiro iguala Sterling, do Manchester City.
Como lembra o Goalpoint, que fez as contas, "para que Novais tenha a oportunidade de pôr em prática o seu maior talento, são precisos jogadores capazes de ganhar faltas em zonas perigosas do terreno, e o Rio Ave tem dois dos melhores da Europa nesse particular."
Mais uma ideia: "É apenas mais uma prova, entre muitas outras que temos referido ao longo da época, da qualidade estratégica deste Rio Ave. Poucos treinadores em toda a Europa exponenciam ao máximo a qualidade dos seus jogadores como tem feito Miguel Cardoso, e a sua astúcia verifica-se estatisticamente nos mais variados detalhes."

18.1.18

Isto é só um "suponhamos"

Diz o ditado que "rei morto, rei posto". Bem, a "monarquia" rioavista não funciona bem assim. Ruben Ribeiro até já jogou pelo seu novo clube, mas continua a ser o jogador do Rio Ave com mais pontos no prémio Rei do Ave. Ruben irá, mais jornada menos jornada, perder o 1º lugar, mas pode nem sair dos 11 mais pontuados da época. Em 2016\2017, por exemplo, o 11º (Wakaso) só somou 445 pontos contra os 559 que Ruben já leva.

Agora entramos no campo das suposições: imagine-se que a pressão do Sporting sobre Marcelo e o Rio Ave acaba por sortir efeito e o presidente Campos liberta entretanto Marcelo para se juntar de imediato aos leões. O Rio Ave perderia os seus 2 jogadores mais pontuados. Absolutamente insólito: 2 tiros no porta-aviões. Para além do Rei do momento, seguia-se o Príncipe herdeiro.

De concreto que temos? Geraldes melhor em Belém, 2 vez o mais pontuado de uma jornada, subiu ao 4º lugar igualando Pelé. Tarantini passa a ser 3º e Cássio caiu 3 lugares até ao 6º posto. 

foto: proeleven.pt

No indicador de forma do Rio Ave, a 18ª jornada teve menos pontos que os 2 últimos jogos anteriores. No entanto, a média de época continua a subir, tendência que mantém das últimas 6 jornadas.

Bom começo

A pergunta já tinha sido colocada há 10 dias atrás: Uma segunda volta tão boa?
A resposta que começou a ser dada em Belém faz acreditar que sim.

A vitória caseira sobre o Belenenses na 1ª volta iniciou o melhor ciclo da equipa esta época. Foram 3 vitórias seguidas, algo que não voltámos a repetir. Se alargarmos a análise a 4 jogos, encontramos paralelo aos nossos primeiros 4 jogos (VVVE) do campeonato entre as jornadas 13 e 16 (VVEV). As perspectivas são boas. Em 54 pontos possíveis, temos 30 conquistados, é 55,5% do total.

Outro aspecto que deve ser realçado prende-se com os golos. O Rio é uma das 5 equipas da Liga com goal average positivo. Ter uma folga de 7 golos (eram 6 no final da 1ª volta) é algo que nos deixa orgulhosos.

Como nos deixou Ruben Ribeiro?


Em 25 jogos para todas as competições:
- 23 presenças: 1º lugar
- 2098 minutos, jogador mais utilizado;
- 23 vezes vezes titular, 1º lugar;
- 4 golos, 3º melhor marcador
- 9 assistências: 1º lugar
- 559 pontos no prémio Rei do Ave, 1º lugar que ainda mantém apesar de já se ter disputado mais um jogo na Liga após a sua saída.

Os números confirmam o enorme peso de Ruben na nossa equipa. O Rio Ave já venceu sem ele e até já contratou um médio criativo de qualidade, mas Ruben era especial pelo que deixou. Aquele enervante futebol que às vezes pratica e que não tem expressão nos números acima também tem o seu toque de magia e deixará saudade.

17.1.18

Marcelo e Ruben, casos diferentes?

Perguntam-me: o Rio Ave está a complicar com Marcelo o que facilitou com Ruben Ribeiro?
(por outras palavras, há um tratamento diferente em função dos jogadores?)

Respondo com o que se sabe e com a minha opinião:
Relativamente a Ruben, deduz-se que a vinda de Gelson Dala seja uma espécie de contrapartida, mais aquilo que o Clube recebeu (e que segundo a imprensa andaria entre os 400 e os 500 mil euros).

Relativamente a Marcelo, o que o Sporting diz é que não quer pagar nada pela contratação imediata do jogador. Deve o Rio Ave abdicar do seu melhor defesa sem qualquer contrapartida?

Aceita-se que Marcelo queira ir já.
Mas tenho a certeza que, ficando, continuará a ser o melhor!
(e não diria isto de todos os jogadores...)

Estamos mais fortes?

Diego Lopes não fará esquecer Ruben Ribeiro porque são dois jogadores diferentes.
Mas basta Diego repetir o que fez na última época em que esteve em Vila do Conde para podermos ficar satisfeitos (e, no mercado nacional, quantos jogadores poderiam substituir RR?).
Quer relativamente a Diego quer ao guarda-redes Makaridze penso que a Direção trabalhou bem.
São reforços, ou pelo menos compensam bem as saídas. Ao oferecer um contrato de longa duração a Diego, a Direção mostrou que queria mesmo o jogador e deu-lhe estabilidade.
(foto: Rio Ave FC)

Já no ataque perdemos dois homens e chegou apenas Gelson Dala. Ficamos com Dala e Guedes. Havendo uma lesão ou um castigo, não teremos ponta de lança no banco (ou teremos de jogar como em Braga, sem avançado). Talvez fizesse sentido inscrever um elemento da equipa B, para uma necessidade [por exemplo Jardiel].

Falta agora saber como é que a equipa vai absorver as entradas.
E se Marcelo sempre sai [o Presidente Campos parece intransigente na defesa dos interesses do Clube, uma vez que o Sporting não quer pagar nada por levar já o jogador].
Mas há condições para uma boa segunda volta. 

(parece que não sairá qualquer guarda-redes; Carlos Alves ficará em exclusivo com a equipa B - mas a treinar com a A?)


16.1.18

O melhor em Belém? E pergunta-se?

D. Geraldes I, agora como na primeira volta, o homem que acaba com os de Belém.
(foto: Rio Ave FC)

45 pontos para Geraldes, mais 10 (!) do que Rui Vieira e Guedes, os segundos mais pontuados.
Aparecem depois Marcelo, Lionn e Pelé, com 33.
Barreto e Tarantini dividem entre si o indesejado título de suplente menos pontuado (26 pontos).
Os suplentes não conseguiram mais do que isso.

Yazalde Irão embora...

Yazalde rescindiu e já partiu para nova aventura no estrangeiro.
Abraço Yazalde.
E sucessos, que este regresso a Vila do Conde não foi feliz.


Makaridze até final da época. Diego Lopes por 5 épocas (ATUAL.)

Diz o Record.
Falta confirmação oficial.

(ficamos com quatro guarda-redes; alguém vai ter de sair)

ATUALizo: é oficiial. Diego Lopes rescindiu com o Benfica e assinou por 5 épocas.

Paixão Rioavista 27


Nuno Santos (e o direito à informação) (ATUAL.x2)

A alguns dos nossos leitores terá acontecido o mesmo: já me perguntaram várias vezes, nas últimas semanas, se Cássio está fora da equipa por causa das notícias do fim do ano, relacionadas com os jogos para perder.
Tenho respondido que é coincidência, que Cássio está lesionado (o mesmo acontecendo, penso, com Nadjack e que prova disso é a presença de Marcelo no onze - ainda por cima em grande forma), mas a verdade é que, à força de não querer dar informação genérica sobre eventuais problemas físicos dos atletas, o Clube acaba, neste caso, por involuntariamente prejudicar os jogadores.
Já não é apenas o direito dos sócios a um mínimo de informação, é que - afinal - essa informação favorecia toda a gente.
Vem a isto a propósito da ausência de Nuno Santos dos convocados nos dois últimos jogos, coisa que ainda não tinha acontecido (no jogo da Taça estava na tribuna).
Lesionado?
Opção do míster?
Perguntas sem resposta, infelizmente.
ATUALização: via Facebook ficamos a saber que Nuno Santos está mesmo lesionado, tal como Cássio, Nadjack e Yazalde.
ATUALização a 18/1: parece que as nossas palavras não cairam em saco roto. Muitas semanas depois, uma informação sobre o estado físico de alguns atletas (curta mas informativa, como se pretende).

15.1.18

(Um-a-um frente ao Belenenses) Geraldes, sem pavor a Belém

Rui Vieira: 3 (fez uma boa defesa e esteve seguro)
Lionn: 3 (atacou e defendeu bem)
Marcelo: 4 (alguns cortes decisivos. Não tivesse Geraldes estado nos lances capitais e tinha sido o melhor em campo)
Marcão (menos 'vistoso' do que o colega)
Yuri Ribeiro: 3 (atacou muito mas não foi decisivo)
Pelé: 4 (o mais consistente do meio campo, lutou até cair; com ele não há 'depressão)
Tarantini: 2 (fica marcado pelo lance do golo azul)
Novais: 3 (abaixo do que pode, sabe e costuma fazer)
Barreto: 1 (aos 21 minutos fez um bom desarme)
Geraldes: 4 (andou sempre a tentar. E em dois lances fez a diferença; já tinha sido o melhor frente ao Belenenses na primeira volta, repete a proeza uma volta depois)
(foto: Rio Ave FC)

Guedes: 3 (marcou na única oportunidade)
Gabriel, Dala e Pedro Moreira: 1 (sem tempo para mais; Dala ganhou o livre que deu o golo da vitória)

O que há a dizer do (excelente!) pior jogo do Rio Ave?

1) Confirmaram-se os receios: a eliminação da Taça de Portugal, associada à saída de Rúben Ribeiro, deixou - inevitáveis - consequências e a nossa Equipa esteve bastante abaixo do que pode e sabe fazer. Sobretudo na segunda parte.
2) Os adversários estudam cada vez melhor o Rio Ave, à procura dos pontos menos positivos. No final, Paciência explicou que entrou em campo sem ponta de lança, preferindo dois avançados móveis, porque "o Rio Ave é uma Equipa com grandes dificuldades com a bola nas costas e isso viu-se contra o Aves e hoje contra nós."
3) Senti a Equipa menos interventiva, menos pressionante, sobretudo na saída do adversário, que chegava facilmente à zona da nossa grande área.
4) Ganhámos com sorte, há que o admitir. Agora é esperar que esta vitória sirva para ajudar a recuperar emocionalmente a equipa. Afinal, há muito que esperávamos chegar isolados ao 5º lugar. E parece que o Marítimo atravessa uma crise de confiança. Há que aproveitar.
5) Monte saiu do onze. Rotação? Descanso?
(foto: Rio Ave FC)

PS - Quando chega a hora de criticar um ou outro jogador, o adepto vê-se numa encruzilhada: critica, porque acha que isso pode ajudar a mudar, trazendo outros jogadores à Equipa; critica e ainda 'deprime' mais o jogador em causa. Dito isto: Barreto continua a dececionar. Não tem mostrado as qualidades técnicas que tem nem revela intensidade necessária para aquela função.

Um por todos ...

Não era um jogo fácil quer física quer psicologicamente. 
O mais importante era a vitória e essa foi conseguida em cima do apito final.
Retomou-se o clima de vitória, o que era essencial (sabendo que nó,s adeptos, passamos rapidamente do 8 para o 88 e vice-versa).
Pontuando os jogadores: a todos com 3, pela vitória, e Geraldes, 4, pelo lance do primeiro golo e pelo livre que deu a vitória no último segundo.

14.1.18

1-2 em Belém. Os deuses estiveram connosco

Os deuses  do futebol, que nos abandonaram na quarta-feira passada, estiveram hoje connosco.
Após uma péssima segunda parte, Geraldes fez de livre direto o golo da vitória no último  segundo.
Por agora nada mais a dizer a não ser  apreciar os tres pontos que nos isolam no quinto lugar (após aquele que terá sido o nosso pior jogo neste campeonato)

(A importância d)O teste em Belém

Ontem, na conferência de imprensa, Miguel Cardoso mostrou bem a preocupação com o que a equipa vai fazer a partir de hoje.
Como vai a equipa reagir em Belém?
Por isso o míster disse que “o que vai marcar estar equipa não é o que aconteceu mas sim o que ela vai fazer depois de assumir o que aconteceu”.
E já avisou que não vai deixar que a equipa abandone a sua identidade.
(foto: Facebook Rio Ave FC)

PS - O Marítimo terminou a primeira volta com os mesmos pontos que o Rio Ave; há algum jogador do Marítimo em evidência e falado para ser valorizado?

Sportv mostrou o nome do substituto de Ruben Ribeiro, logo!

Muitos dirão que será Barreto.
Mas eu, depois de ter visto isto ontem, durante o Braga-Benfica, acredito que foi um sinal...
(agora a sério: Vitó teve oportunidade frente ao Paços de Ferreira e mostrou qualidades. Merece mais. Aliás, é o míster o primeiro a dizer que «Pode ser que apareça alguém como apareceu João Novais».

Ultras Verdes 1939

Não estranharam ter ouvido bombos na bancada do Rio Ave na passada quarta-feira?
O dia foi triste mas reservou uma notícia boa: foi criada, oficialmente, a associação de adeptos Rioavistas, que será nova claque, com o nome de Ultras Verdes 1939.

13.1.18

Afinal a transferência de Marcelo não está fechada (O Jogo) (ATUAL.)

Sporting e o jogador pressionam saída, diz a imprensa de hoje (ATUALização: o Rio Ave pede 500 mil euros ma so Sporting não quer pagar, diz o Rcord. Quer levar o jogador de graça, pergunto eu? O Rio Ave perde o sue melhor defesa e não há qualquer compensação???)

PS - por falar em saídas, nem uma linha da parte do Clube sobre a saída de Ruben Ribeiro?

O Rio Ave à procura de um guarda-redes

Com Cássio lesionado, Rio Ave vira-se para Makaridze

Antes que a segunda volta comece, os elogios do Expresso ao Rio Ave

Um prémio para o Rio Ave, diz o jornal na edição da semana passada.


12.1.18

O Rio Ave preferiu morrer a trair-se?

Teriam sido diferentes as coisas se o Rio Ave, a dez minutos do fim, a vencer por 3-1, tem optado por outro tipo de jogo, mais 'negativo', mais chuto para a frente, com mais paragens de jogo [o oposto do que é o seu estilo de jogo]?
A pergunta feita de outra maneira: foi o Rio Ave vítima de si próprio, vítima da sua teimosia? Preferiu morrer a trair-se?

Ninguém pode responder honestamente.
Mas eu digo: Miguel Cardoso tem feito muitas coisas boas no Rio Ave.
Eu dou-lhe o benefício da dúvida!

Uma derrota x 4 (ou eu ainda na fossa...)

Ontem ouvia-se dizer que a derrota com o Aves marcou a época.
Não digo isso - há muito caminho pela frente e uma classificação europeia pode fazer esquecer a maior derrota do Clube em mais de uma década.
Mas é verdade que, com a derrota frente ao Aves, não perdemos apenas a hipótese (desportiva) de voltar ao Jamor.
Perdemos também algum embalo psicológico. Acredito que não vá ser fácil 'limpar' a cabeça dos jogadores (até porque alguns deles podem pensar que esta seria uma derradeira hipótese de disputar uma final).
Mas a minha leitura das consequências não fica por aqui.
O jogo com o Aves concide com a abertura do mercado de Inverno e se perdermos Ruben e Marcelo ficaremos mais frágeis (desportivamente).
No meio campo não temos alternativas à altura (e não vai ser fácil esquecer a péssima exibição de Barreto frente ao Aves), pelo que é preciso ir às compras. [Aliás, Miguel Cardoso deixou claro: "Espero que o mais rápido possível o clube consiga substituí-lo por jogadores de igual valia").
'Comprar' jogadores de classe ou suplentes também terá impacto psicológico na própria equipa, como sinal da aposta que está a ser feita.

E, por tudo isto, agora é a altura certa para o míster dar uma ou duas entrevistas.

(estou totalmente enganado e domingo, em Belém, vamos fazer um grande jogo e trazer uma vitória? Tomara eu)


Um pequeno raio de luz

foto: maisfutebol.iol.pt
Depois de dias em que só temos tido más notícias, aqui está uma que me deixa contente se se confirmar.

"Diego Lopes é o jogador escolhido para substituir Rúben Ribeiro no plantel do Rio Ave, cedido pelo Benfica até ao final da época. Com a saída do médio para o Sporting, e em função da sua importância na estratégia dos vila-condenses, o regresso de Diego Lopes é visto como uma alternativa de qualidade para desempenhar as funções de Rúben Ribeiro, a jogar como 10 ou sobre a esquerda do ataque."

A notícia vem na edição online d'O Jogo e não sendo os emprestados a minha opção preferida, estamos a falar de Diego Lopes, um jogador com passado no Rio Ave, que conhece o clube e a cidade e cujo período de ambientação será virtualmente nulo.

Seja bem-vindo quem vier por bem!

11.1.18

Marcelo já fez exames médicos em Alvalade?

... garante A Bola de hoje.
Deve ser anunciado nos próximos dias.

Adeus ...

Que dizer de um jogo que a dois minutos do final dos 90 minutos se estava a ganhar por 3-1 e se acaba eliminado?
Que dizer de um jogo em que as decisões de arbitragem não prejudicaram o Rio Ave?
Que dizer de um jogo em que um ou mais jogadores do Rio Ave estão de saída?
A resposta é Adeus. 
Adeus às meias finais da Taça de Portugal.
Adeus a desculpas da eliminação por culpa da arbitragem.
Adeus, pelo menos a,  Rúben Ribeiro que vai partir para outra equipa (despediu-se dos adeptos quando marcou a grande penalidade).
Nesta eliminatória existe muito para refletir.
 Sofrer dois golos entre o minuto 89 e 90 não é nada normal, ainda por cima numa equipa que tem por apanágio ter muita posse de bola.

Arroz de trombas

É certo que hoje não vou ler jornais. Nem amanhã, nem provavelmente em toda a próxima semana.

Se houvesse um buraco aqui ao lado enfiava-me nele. Não sei explicar como foi possível perder, nem quero procurar explicações. Sou apenas um adepto que vive picos de humor, já passei da raiva à depressão, mas que rapidamente inverto esta ordem quando me esboçam um sorriso por muito inocente que seja. Ainda bato em alguém.

Ontem jantei um intragável arroz de trombas, hoje ainda estou de jejum. Não preciso de Rennie, nem de emigrar, preciso é de uma vida nova e diferente que esta por estes dias está uma valente merda.

A maior desilusão em mais de uma década

Deitei-me com a expectativa de que iria acordar melhor.
Afinal tudo continua igual.
Não sei bem descrever o que sinto.
Mas posso dizer-vos uma coisa, sem qualquer dúvida: ontem vivi a maior desilusão Rioavista em mais de 10 anos (sinto-me como naquele ano em que, com muitos pontos de avanço, não subimos de divisão).
Dirão alguns: então perdemos três finais e isto não se compara? Não. Nesses (com o Benfica) e noutros jogos não eramos favoritos.
Ontem não só tinhamos a obrigação de ganhar como estávamos a ganhar 3-1 a poucos minutos do fim. [e - custa-me dizer isto - o Aves é um justo vencedor].
Não sei descrever o que sinto nem sei explicar o que aconteceu.
Talvez mais tarde.
Mas hoje de manhã, ao ver o que tinha trazido do Estádio, encontrei uma boa metáfora naquele cartão que nos deram para apoiar a equipa.
Amarfanhados é como se sentem os Rioavistas hoje!
PS - as lágrimas de João Novais no final foram as lágrimas de todos os Rioavistas.

10.1.18

Eliminados da taça. Nos penaltis

Não  me sai nada.
A não  ser : estivemos a ganhar 3-1

São Pedro, São Pedrinho...


Vá lá, S. Pedro, pelo menos enquanto decorrer o Rio Ave - Aves de hoje...

Prometemos esmola generosa!

Só uma coisa nos pode derrotar logo

O excesso de confiança!
Será - acredito - o nosso maior inimigo.
Há um sentimento no ar de que já estamos no Jamor e isso, se é aceitável nos adeptos, é ou pode ser  perigoso nos jogadores.
A equipa não pode entrar em campo a pensar que o golo vai aparecer.
Tem de trabalhar como se fosse uma final.
Tem de se entregar como se não houvesse amanhã.
(foto: Facebook Rio AveFC)

Não é por acaso que o míster ontem se preocupou em dizer que "Qualquer atitude de menor atenção ou sobranceria no jogo desvia-nos do nosso objetivo. Temos um grau de responsabilidade grande, mas sabemos que no outro lado estará uma equipa com igual propósito e que respeitamos".

Várias duvidas no onze até à hora do jogo?

O treinador dos vila-condense reconheceu que plantel está com algumas limitações em termos de lesões, e que só perto da hora de jogo terá certezas sobre a disponibilidade de alguns atletas.
Cássio, Nadjack, Guedes, Yazalde estão limitados devido a lesões, assim como Rúben Ribeiro, anunciado recentemente como reforço do Sporting, mas que continua em dúvida.

9.1.18

Alterações no ataque

Penso que é uma opinião generalizada: comparando os quatro setores, o ataque é o nosso elo mais fraco.
Será por isso que as primeiras alterações se fizeram no ataque, com a saída de Karamanos (não é oficial, mas o jogador desapareceu dos convocados há várias jornadas) e a entrada de Gelson Dala?
Mais alguns dados para reflexão: frente ao Paços de Ferreira não havia ponta de lança no banco e em Braga Dala já estava de prevenção.
Ou seja, não foi apenas Karamanos que desapareceu. Yazalde também saiu dos convocados nestes dois últimos jogos (foi titular frente ao Leixões). Já Guedes foi o único dos titulares que nem no banco esteve (problema físico?).
(Dala no banco em Braga; foto: Rio Ave FC)

Sporting aperta o cerco a Marcelo?

Em três dias, duas notícias no Record sobre o assunto.
A de domingo:
E a de hoje, na primeira página:

(o meu comentário: como já escrevi, preferia que - a ir embora - fosse no final da época. Não há em Portugal três centrais melhores do que Marcelo, pelo que ficaremos - provavelmente - a perder. Mas, não sendo possível manter o jogador, fico satisfeito que as notícias do final do ano não tenham diminuído o interesse do eventual comprador)


Vamos encher pelo menos a bancada coberta!

Saúdam-se as várias iniciativas que têm sido realizadas no sentido de, amanhã, termos 3 ou 4 mil a apoiar o nosso Clube na 'final' frente ao Aves *.
À noite o Presidente levou Monte e Carlos Alves e foi aos treinos da formação explicar-lhes  a importância de todos apoiarmos o Clube; antes, Marcão e Vitó tinham estado na Escola dos Correios, para mais uma iniciativa - que originou belas fotos, como esta:
O Clube tem uma dívida de gratidão para com Pedro Soares, pelos vistos o único diretor de uma escola de Vila do Conde que abre as portas ao Rio Ave.
* a previsão de aguaceiros não vai, certamente, ajudar a compor a bancada nascente [se é que o Clube está a promover a presença de adeptos Rioavistas para essa bancada, o que desconheço].

8.1.18

Esta semana é meu (Ruben), na outra é teu (Novais)

Ultimamente tem sido assim: ou ganha Ruben ou ganha Novais.
(foto: Rio Ave FC)

Em Braga RR foi o melhor, Novais ficou em segundo.
36 pontos para o reforço sportinguista, 31 para o nosso médio
Segue-se Pelé com 30 pontos.
Na outra ponta, Nuno Santos não vai recordar a presença no onze de forma muito positiva: foi o titular menos pontuado, com apenas 22 pontos (menos do que os suplentes Monte e Geraldes)

O SMS de Miguel Cardoso no meu telemóvel

Chegou de manhã.

(Míster, lá estaremos depois de amanhã, como é óbvio)

Uma segunda volta tão boa?

O Rio Ave termina a primeira volta com 27 pontos, empatado com o Marítimo no 5º posto . na segunda volta recebemos a equipa de Daniel Ramos em Vila do Conde.
Miguel Cardoso tem pela frente um grande desafio: atendendo às saídas reais (Ruben Ribeiro) e possíveis (ainda ontem o Record dizia que Marcelo também pode ir embora esta semana), manter a equipa ao mesmo nível não é para qyualqier um.
("é óbvio que preocupa perder jogadores. Se chegarem jogadores novos, é normal que qualquer treinador na minha posição perceba que é difícil substituir os que saem. Esta equipa tem, neste momento, um princípio de jogo muito claro e é normal que, caso haja troca de jogadores, isso possa acontecer. O que eu desejo é que a estrutura da equipa seja mantida para que o impacto seja o menor possível", admitiu Miguel Cardoso antes do jogo de Braga).Não vai ser nada fácil, porque perdemos jogadores titulares.


7.1.18

(um-a-um frente ao Braga): O Ribeiro que corre para o Ave

Rui Vieira: 3
Lionn, 2 (o primeiro golo do Braga foi demais?)
Marcelo, Marcão e Bruno Teles: 3
Pelé, Leandrinho, Barreto e Nuno Santos: 3
Ruben Ribeiro e Novais (4). Mas Ruben foi o melhor! Mostrou que podemos contar com ele até ao último dia. E que na quarta vai ser decisivo!
(foto: Rio Ave FC)
Monte, Geraldes e Tarantini: 3(ajudaram)

Guedes a caminho da Polónia?

A Bola de hoje diz que sim, que o diretor desportivo do Lech Poznan (o antigo jogador do Sporting Juskowiak) quer levar Guedes - em final de contrato - para a Polónia no imediato.

(curioso é que o Record dizia há dias que o o mesmo Juskowiak tentou contratar... Guedes, do Aves, mas não conseguira; afinal havia outro?