31.12.13

Mais dois de Ribeirão a caminho do Rio Ave?

Segundo O Jogo de hoje, o Rio Ave contratou dois jogadores ao Ribeirão para a próxima época: Jeferson, médio defensivo, e Diego, avançado, ambos brasileiros e ambos com 20 anos. Completarão a época no Ribeirão e virão em julho, segundo o jornal.

(a ser verdade, juntam-se a um lote já significativo de jogadores que o Rio Ave comprou em Ribeirão, começando em Marcelo e continuando em Feliz e Gilmar; o  meu comentário: como sempre digo, confio nas opções de quem nos dirige, que terá visto nestes jogadores grandes potencialidades; mas não escondo que preferia ter lido que estes dois vão assinar contrato profissional pelo Rio Ave [uma coisa não invalida a outra])

Futsal: uma espécie de balanço

Estava a pensar fazer um balanço da difícil época da equipa de futsal, até ouvir Raul Moreira, sexta-feira passada na Linear.
O que disse o Raul? Algumas ideias:
- "Depois do que fizemos na temporada passada toda gente está um bocadinho frustrada com esta campanha, mas temos que ser realistas pois as condições não são as mesmas, os atletas não são os mesmos, mas estamos dentro dos objectivos acordados entre a direcção e a equipa técnica";
- "quem observa os nossos jogos vê que temos um défice na finalização, mas a ansiedade é muita e existe falta de confiança em alguns jogadores";
- "as oscilações de dois ou três jogadores é que nos está a prender, os casos de Coelho, Vítor Hugo e Fábio Lima. (...) o regresso de Cardinal ao Rio Ave é pura especulação"
- "temos carências, sem mexer no orçamento vamos reforçar o ataque". "o reforço do plantel vai depender de saídas, mas o primeiro reforço (Brasileiro) deverá chegar antes do jogo com o Benfica. O jogador vai chegar de uma equipa da primeira divisão"

Ou seja, 
- tirando o facto de Raul dizer que esta época «os jogadores não são os mesmos» (porque 'apenas' falta Cardinal, embora alguns dos que continuaram realmente não pareçam os mesmos...), é muito lúcida e corajosa a análise do Raul;
- Ficou claro que, desportivamente, 'Preto' não trouxe qualquer mais-valia à equipa. A procura de soluções é por isso bem-vinda. (por falar em reforços: Emerson também não confirmou as expetativas que dele tínhamos)

Amilton vem do Varzim (ATUAL)

Pelos vistos havia uma razão para a cedência de Tiago Silva ao Varzim. É que o nosso jogador está envolvido na troca com Amilton, extremo varzinista que virá para Vila do Conde, segundo A Bola.

Algumas notas:
- vi Amilton jogar contra o Rio Ave no jogo de pré-época e percebeu-se logo que era o melhor jogador daquela equipa. Ao longo dos meses seguintes foram-me chegando boas indicações. É muito tecnicista e lutador. Mas nem sempre titular no Varzim. Veremos se tem futebol (e cabeça) para a primeira divisão.
- Pedro Santos e Amilton ao mesmo tempo não parece fazer muito sentido. O Rio Ave tem oito avançados, com Del Valle. Ficará com nove? Sairá alguém? Renato Santos quase não jogou. ATUALizo: O Record de hoje diz que «Pedro Santos está a uma passo» e A Bola que já é jogador do Rio Ave.
- A Liga só aceita 27 jogadores - vai sair alguém?
- «Tiago Silva, avançado de 21 anos que se encontra vinculado ao Rio Ave e atualmente a jogar no Ribeirão», diz A Bola. Só se ninguém sabe...

30.12.13

Calisto bem e mal

Bem, nas críticas ao exagero dos amarelos; mal ao dizer que o resultado é injusto.

(TdL Paços) Nuno Lopes, o melhor

Ederson: parece estar a subir de rendimento. Um dos melhores.
Nuno Lopes: Lionn voltará em breve ao onze? Nuno foi o melhor em campo e mostrou estar melhor do que Lionn
Marcelo: outro gigante; limpou tudo
Roderick: na sombra de Marcelo; apareceu pouco;
Tiago Pinto: não apareceu em jogo como se esperava; muitas dificuldades para segurar Bebé;
Tarantini: só melhorou quando voltou ao seu lugar natural, na segunda parte;
Braga: gostei bastante, pelo dinamismo e entrega. Rematou várias vezes à baliza e podia ter marcado.
Diego Lopes: o elemento menos do meio campo; roubou algumas bolas, mas isso é mais tarefa do trinco do que propriamente de quem tem de municiar o ataque;
Ukra: ainda não foi o Ukra que já vimos esta época, mas melhorou um pouco face aos últimos jogos.
Joeano: passou ao lado do jogo
Hassan: fez um golo e teve mais uma ou duas boas oportunidades. Por vezes parece que desaparece, que 'adormece' e fica fora do jogo. Precisa de corrigir essa questão;
Luís Gustavo: teve alguns pormenores interessantes, sem brilhar;
Edimar: não se destacou, mas ate teve nos pés um lance que podia ter dado golo
Sandro Lima: pouco tempo em campo, foi suficiente para ganhar o penalti que deu o 2-0

Ruben não é o único que vem?

«O extremo Pedro Santos deverá rumar nos próximos dias ao Rio Ave, por empréstimo do SC Braga. (...) O Rio Ave foi célere em solicitar o empréstimo do atleta, desejado para fazer concorrência a Braga na equipa orientada por Nuno Espírito Santo. Tudo indica que nas próximas horas o SC Braga dê uma resposta positiva ao pedido dos vila-condenses»

(TdL Paços) Rio Ave sempre melhor

Em que é que este jogo foi diferente dos últimos em casa? pareceu-me que a nossa equipa teve mais dinâmica, que as ligações entre meio campo e ataque estiveram mais equilibradas e que produzimos mais futebol de qualidade.
Apesar do Paços ser uma equipa frágil, até podiam ter marcado. E Ederson teve algum trabalho, quer no início (dois lances) quer quando entrou Bebé.
Mas o Rio Ave mostrou mais capacidade durante os 90 minutos e foi um vencedor justo.
Nuno surpreendeu e do meu ponto de vista mal: Tarantini foi o trinco e isso fez com que perdesse acutilância no jogo (quantas vezes tem sido o melhor do ataque, sem ser atacante?); Hassan descaiu para a esquerda, ao lado de Joeano, e não me parece que tenha essas características e Braga foi médio. Aí, sim, Nuno ganhou a aposta, pois Braga quer nessa posição quer depois a extremo foi dos melhores. Também gostei que, pela primeira vez em muitos jogos, tenha abdicado do dois pivôs mais defensivos, para meter dois médios mais avançados, num lógica de 4-3-3. [de não tentar, de não experimentar novas soluções, ninguém pode acusar o míster].
Se acho que, globalmente, Nuno não esteve bem no desenho do onze, tenho obviamente que reconhecer - e com gosto - que ganhou a aposta (tal como aconteceu relativamente a Nuno Lopes).
Também não gostei das substituições, sempre na defensiva (se o Paços calha de empatar, depois de ter trocado Joeano por Luís Gustavo, poderia ter sido complicado).
Insisto nesta ideia: quer a zeros quer a ganhar 1-0 ou mesmo 2-0, o Rio Ave esteve sempre por cima do jogo e mostrou mais qualidades do que tem feito nos últimos jogos em casa.
Para confirmar já no próximo jogo?

29.12.13

Vitória por 2-0

Vitória justa. Com um jogo positivo e bons sinais

Nuno volta a surpreender

Roderick na defesa, Tarantini a trinco com Braga e Diego Lopes e joeano no ataque com Hassan e Ukra

Rio Ave vai emprestar Tiago Silva ao Varzim?

É o que diz O Jogo de ontem. E que Angelo Meneses vai para uma equipa da II Liga.

(Sou dos que acham que a rivalidade com o Varzim é um dos traços da nossa identidade; não é nem nunca pode ser o mais importante, mas é bom que exista. Emprestar um jogador do Rio Ave ao Varzim é, por isso, um erro, do meu ponto de vista. Haverá certamente razões que tornam essa decisão muito válida, mas como não as conheço, fico com a minha. Mais: o meu ponto é sempre o mesmo: para quê ter jogadores emprestados que provavelmente nunca jogarão no Rio Ave?)

Nivaldo e Filipe Augusto não estão prontos?

«Ainda precisam de ser novamente avaliados pelo departamento médico para voltarem à competição e não estão inscritos na Liga por essa razão.»

Quanto a Ronny, a intoxicação renal aguda está curada. Mas o boletim médico desta semana fala em «Paragem. Em tratamento na especialidade hospitalar»

Nuno volta a jogar

... mas por uma boa causa!

28.12.13

(TdL) Lionn de fora

Nuno chamou 18 para o jogo de amanhã:
Guarda-Redes: Salin e Ederson;
Defesas: Nuno Lopes, Tiago Pinto, Edimar, Marcelo, Vilas Boas,
Médios: Wakaso, Roderick, Luís Gustavo, Tarantini, Diego;
Avançados: Ukra, Renato Santos, Braga, Hassan, Joeano, Sandro Lima

Descansam: Lionn, Júlio Alves e Del Valle. Rodriguez na seleção e os três que recuperam (Nivaldo, Ronny e Augusto).
(quando é que Júlio Alves será convocado? E depois de ter sido 19º em paços, Lionn volta a não ser primeira opção para Nuno; Del Valle está mesmo de partida)

Ainda a troca de Del Valle por Ruben

A informação de ontem de A Bola é confirmada hoje pel'O JOgo. O Record revela que Ruben esteve quase, na pré-época.

(Dos nossos emprestados no CNS 14ªj) Igor e André Costa

O Ribeirão está a recuperar, depois de vários desastres, e voltou a ganhar - agora fora, com mais um golo de Igor. Mendes e João Paulo (no centro da defesa) também foram titulares no 1-2 em Joane;
Igual resultado para o Gondomar em Vila Flor. E com um jogador do Rio Ave a marcar o primeiro golo, André Costa. Jogaram também Paulo Jorge, Baldaia e Mansilha entrou na segunda parte.
Finalmente o Tirsense: empate fora (1-1) mas apenas com André Dias no onze.

PS - Igor melhor marcador da série B do CNS com seis golos

(Não é nosso jogador mas foi. Bruno Graça, que está no Mirandela, marcou oautogolo que deu a derrota da sua equipa).

27.12.13

Por na agenda: Rio Ave - Setúbal (Taça da Liga) é quarta-feira

É a segunda jornada da Taça da Liga. 18h30

Nuno e a Taça da Liga

«Temos aspirações nesta prova, na época passada atingimos as meias-finais e queremos pontuar neste jogo para que a qualificação fique bem encaminhada», afirmou, em conferência de Imprensa, Nuno Espírito Santo.

Rúben Ribeiro e Del Valle trocam de camisola?

A Bola de hoje diz que o Rio Ave e o Paços de Ferreira estão a negociar a troca de jogadores: o médio Rúben Ribeiro viria para o Rio Ave, que cederia Del Valle.

(é uma excelente ideia: primeiro porque Rúben é um bom jogador, depois porque joga no nosso lugar mais carenciado - 10 - e depois porque extremos temos nós muitos; que o 'negócio' se faça!)

A melhor resposta

Ederson vinha de uma série de encontros em que as críticas não lhe eram muito favoráveis. Mais rodado no lugar, com mais rotina com os colegas e talvez com mais calma, Ederson deu uma excelente resposta em Paços e foi o jogador que mais pontos recolheu para o prémio Rei do Ave! Foi a sua primeira vitória, a segunda dos guarda-redes (Salin ganhou na 2ª jornada).

fonte: jornal Record
Na liderança continua Ukra, seguido por Marcelo e Tarantini que fecha o top 3. Entre os 11 melhores, Edimar passou Diego Lopes e é agora o 4º. Salin caiu até 10º, ele que estava empatado com Hassan que subiu ao 8º lugar ao ultrapassar Wakaso.

Classificação na mesma

pelo menos no que toca ao lugar que ocupámos, o 9º, agora sem mais companhia. De resto é o lugar que mais vezes ocupámos na tabela esta temporada.

Porém, nunca tivemos a linha de água tão abaixo de nós, 9 pontos, nem a Europa tão distante acima, 6 pontos.

26.12.13

14 jogos, 10 equipas

Nuno voltou a inovar no onze inicial. Não tendo castigados e, que se saiba, não tendo lesionados para além dos azarados já de longa data, Lionn ficou de fora por opção e Joeano foi chamado pela  1ª vez à titularidade. 

fonte: galeria de imagens do site oficial do Rio Ave
Ficou assim encontrado o 10º onze inicial diferente de 2013/2014. Por outro lado, Diego Lopes continua como sendo o atleta mais vezes substituído. Tiago Pinto, o seu substituto entrou para o seu lugar pela 3ª vez, o que significa que, até agora, se Tiago Pinto vai entrar, quem sai é Diego Lopes.

Nuno terá ficado satisfeito com o que viu, porque pela 2ª vez esta temporada não esgotou as substituições.

Os zeros também são novidade

Empates só temos 2, mas a zeros o de Paços foi o primeiro. Ou seja, os nossos jogos tinham tido sempre golos, ainda que às vezes marcados na baliza em que não os queremos ver entrar.

O 14º jogo da temporada foi o 6º em que não marcámos e também o 6º em que não sofremos golos. Terminou assim em 3 jogos a melhor sucessão de jogos seguidos a marcar.

Amarelo de Diego Lopes dá direito a castigo.

Diego Lopes viu o seu quinta amarelo do campeonato no jogo com o Paços. Assim, vai ter de cumprir um jogo de castigo. Diego torna-se no 4º jogador a cumprir uma suspensão disciplinar. Marcelo e Roderick continuam a 1 cartão da suspensão.



Na defesa Lionn falhou pela 2ª vez uma partida da Liga. À falta de mais explicações do site oficial, o defesa terá falhado o jogo por opção técnica.

Natal é quando o Rio Ave quiser

Por isso, uma peça com o Pai Natal foi publicada hoje, dia 26, no site do Clube...

Vilas Boas: adeptos «estão afastados e tenho pena»

Uma página para André Vilas Boas em O Jogo de hoje.
Algumas ideias:
- «Eu sei que o Rio Ave tem adeptos mas estão um bocado afastados e tenho pena. Lembro-me de estar na II Liga a lutar para subir e ter o estádio cheio de adeptos do Rio Ave e isso motiva os jogadores. Sabemos que os adeptos querem bons espetáculos e nós tentamos, mas por vezes é preciso jogar para os pontos e essa mentalidade tem de mudar. (...) temos tentado agradar com bom futebol»;
- «Acreditamos que é possível» chegar à Europa;
- esteve mais perto de ir para o Benfica mas acabou por ir para o FC Porto, estreando-se com Mourinho frente ao Paços de Ferreira;
- recorda a estreia, com 18 anos, frente ao Nacional, em Vila do Conde, na II liga (treinador Horácio Gonçalves);
- «temos outros jogadores (da formação) que podem aparecer, como o Silvério ou o Nelson Monte. Quando for apenas um adepto vou gostar de ver jogadores da terra a jogar».

Desculpa Edimar, mas...

... Você gosta mais de jogar na lateral, mas tem um cara aí no time que  faz bem essa posição, que é o Tiago, e você é mais necessário lá na frente, ajudando a marcar os gols.
Tá?

25.12.13

A "maldição" é só para os jogos do campeonato?

Sábado Domingo há Taça da Liga.
O último sucesso caseiro do Rio Ave aconteceu frente ao Sertanense, para a Taça de Portugal, a 10 de novembro.

DOMINGO não temos Rodriguez

O defesa vai jogar no domingo, em Espanha, pela seleção do Perú.
Vilas Boas? Roderick?
Um dos dois vai ser o titular ao lado de Marcelo, já que não imagino Nuno a mudar o meio da defesa por completo.
(Vilas Boas ou Roderick? Pela lógica, Vilas Boas. Mas Roderick precisa de se afirmar como central, já que na posição que Jesus imaginou para dele, a trinco, não terá grande futuro - no Rio Ave, a começar pela concorrência que parece bem melhor)

Ao olhar para a bancada nova do Paços de Ferreira...

A nova bancada do Estádio da Mata real está parada, ao que ouvi dizer por problemas de dinheiro dos pacenses.
Uma bancada que - penso - raramente se irá encher e que corre o risco de se tornar um elefante branco.
Mesmo sem essa bancada, os lugares disponíveis estavam ocupados a 50%.
O que é isto tem a ver connosco?
Penso que temos de aprender com os erros dos outros para não cometermos os mesmos.

24.12.13

O 'caso' Rafa Miranda

No final da época passada Rafa Miranda, vindo do Varzim, surpreendia por jogar nos juvenis e nos seniores ao mesmo tempo. Fez, aliás, história, tornando-se o segundo jogador mais jovem a alinhar em jogos oficiais com a nossa camisola.
Seria de pensar que o jogador faria a sua evolução na equipa principal e que Nuno continuaria a apostar no avançado. Muito mais porque cedo se soube que iria continuar a treinar com o plantel principal.
Mas Rafa desapareceu das escolhas de Nuno, jogando - ainda que com alguma irregularidade - na equipa junior (ainda que treine com os grandes).

«Filipe Augusto e Nivaldo estão recuperados de lesões que os obrigaram a longas paragens»

«é garantido que vão "reforçar" o plantel vila-condense, nas próximas semanas. Ambos têm trabalhado com o resto do plantel e apenas procuram atingir a condição física ideal para poderem regressar à competição, aumentando as opções de Nuno Espírito Santo»

(Se Nivaldo terá mais dificuldades em entrar no onze, Filipe Augusto parece ter o seu lugar assegurado. A '6', o lugar onde mais rendeu e onde mais brilhou.)
 


(18j Juniores) Do empate em Coimbra

Rio Ave com:
Maravalhas, André Gomes, Silvério, Monte e Raul; Abalo, Tiago Esgaio e Ceitil (Diogo Pereira 88); Sergio (Tiago Abreu 79), Touré e Bruno Sousa (Iuri 60).

Notas:
- Pedro Cunha mudou o ataque, tirando Rafa Miranda e fazendo alinhar Touré.
- Maravalhas continua na baliza;
- Rafa e Alfaiate, os dois elementos que treinam com os grandes e jogam com os 'pequenos', fora do onze;
- de resto a equipa parece estabilizada

23.12.13

20 é melhor do que 19

Aconteça o que acontecer, o Rio Ave já não fará 19 pontos até final da primeira volta, como Nuno queria.
Mas não há problema.
Ninguém se vai importar se o Rio Ave em vez de 19 fizer 20 pontos, ganhando ao Marítimo na última jornada.
(com um empate fechamos a 18 pontos; não será negativo)

E do futsal de ontem, nada?

Fomos goleados - e esta equipa sofrer sete golos não é (era) normal.
O problema com a finalização - que voltou a ser evidente - não atenuaria o facto de termos sofrido sete golos. Vítor Hugo na baliza teria feito melhor?
Não sei responder - só sei que a nossa equipa mistura azar, incompetência e desmotivação.
E não quero estar a repetir o que já escrevi.

Ederson foi o melhor da jornada

Vitória difícil do guarda-redes!
33 pontos para Ederson, mais um do que Edimar.

Seguem-se: Tarantini (29) e Marcelo (28).
Hassan, com 27, aparece logo a seguir, ele que foi suplente (os mesmos pontos que Ukra).
O titular menos pontuado foi Joeano, com apenas 20 pontos.

22.12.13

(14j Paços de Ferreira) Positivo e negativo

Positivo:
- aqueles 20 minutos finais;
- a entrada em jogo de Hassan;
- a mudança feita a 20 minutos do fim por Nuno;
- Nuno a puxar pela equipa depois do jogo acabar, junto do adeptos;
- mais de 100 adeptos do Rio Ave em Paços;
Negativo:
- os jogadores que foram diretamente para o balneário no final; [a foto não é cem por cento rigorosa, mas ajuda a esclarecer que Tarantini, Ukra, Luis Gustavo e Marcelo foram dos que apareceram; está um jogador junto à rede, Edimar]
- a primeira parte, ao nível do que se tem visto nos últimos 10 jogos, pelo menos;

Nuno e Joeano

«Temos três pontas de lança e contamos com os três. O Joeano fez um trabalho fantástico, mas é prematuro dizer se continua como titular

(Hassan entrou muito bem, Nuno só tem de repetir na próxima jornada o trio atacante que acabou o jogo em Paços: Edimar, Hassan e Ukra, com Braga a meio campo)

(14j Paços) Um-a-um: Ederson

Ederson: 4 (foi o jogador mais consistente ao longo dos 90 minutos mas foi sobretudo aquele que esteve sempre bem. A melhor exibição de Ederson, com quatro ou cinco boas defesas em 90 minutos)
Nuno Lopes: 3 (teve receio de atacar? A defender esteve bem)
Marcelo: 3 (mais um jogo trabalhoso, mas regularmente bem)
Rodriguez: 2 (teve um ou dois lapsos, mas também teve uma duas boas intervenções)
Edimar: 4 (foi o melhor a defender mas também esteve  bem quando passou para extremo; tentou sempre fazer a diferença)
Luís Gustavo: 3 (tem os melhores pés do plantel do Rio Ave, mas +ara fazer aquele lugar precisa de ser menos macio)
Tarantini: 3 (sem ter feito uma grande exibição, foi dos que mais tentou contrariar a apatia da primeira parte e dos que mais empurrou a equipa para a frente na segunda)
Diego Lopes: 2 (quase nota 1; pouco ou nada lhe saiu bem)
Braga: 2 (só se viu nos últimos 20 minutos quando passou para o meio campo. Até lá parecia ter desaprendido...)
Ukra: 2 (esteve bem nos últimos minutos, mas e no resto do jogo? O que se passa Ukra?)
Joeano: 1 (não resultou, mas sobretudo porque a sua presença em campo coincidiu com o pior momento da equipa)
Tiago Pinto: 3 (entrou e jogou muito bem)
Hassan: 3 (sim, fez mais em 15 minutos do que Joeano... Temos o grande Hassan de volta? Pelas indicações parece que sim)

21.12.13

(Juniores 18) Empate a zero em Coimbra

Não é um resultado negativo, mas para quem queria chegar aos lugares da frente acabou por não ser bom - a sorte foi que a concorrência também perdeu pontos.

(14j Paços) Empate a zero mas com 20 minutos finais bons

20 minutos bons do Rio Ave tornaram este resultado justo.
ATUALizo o comentário:
Sinceramente gostei bastante dos últimos 20 minutos do Rio Ave. De tal maneira que preferi ver isso, mesmo com o empate, do que sair com os três pontos em mais uma exibição desinspirada.
A equipa, nestes últimos 20 minutos, tomou conta das operações, subiu no terreno, ganhou ânimo e teve várias oportunidades para marcar. Talvez a melhor de todo o jogo, quando um defesa do Paços tira a bola sobre a linha, com o guarda-redes batido. Também mandámos uma bola à barra.
Para isto muito contribuíram as substituições, sobretudo Edimar na esquerda e Braga no lugar de Diego Lopes, mais uma vez desinspirado. Hassan em 20 minutos fez muito mais do que Joeano e podia ter marcado. 
Muito bem Nuno, portanto a ler e a intervir - ao contrário do que tem acontecido. Nota 3 para o míster.
Já a primeira parte foi um desespero, com o Rio Ave doente, anémico, a deixar o Paços jogar. Não por acaso, Ederson foi o nosso melhor elemento, com pelo menos três excelentes defesas (e sem hesitações, desta vez).
Que estes 20 minutos sejam a viragem psicológica da equipa, é a minha/nossa esperança.
PS - no final do jogo, apenas três ou quatro jogadores vieram agradecer aos cerca de 100 adeptos que apoiaram a equipa, especialmente à claque que nunca se calou (e que abafou os de Paços). Quem liderou esse agradecimento foi Nuno, que merece outro aplauso (como mostra a foto). Já os jogadores que se dirigiram para o balneário sem vir agradecer aos adeptos merecem um... A corrigir, por favor

Intervalo: Zero a zero em Paços

Mau jogo do nosso lado sem oportunidades de golo

(14j Paços) Lionn na bancada

Joeano a titular. Nuno Lopes na defesa.
Lionn foi 19º

Sistema tático frente ao FC Porto - Nuno fala em erro (ATUAL.)

Afinal foi mais do que isto.
«Nuno Espírito Santo, treinador do Rio Ave, reconheceu esta sexta-feira que errou ao montar a equipa para defrontar o FC Porto, na última jornada (derrota por 3-1), algo que não se repetirá diante do Paços de Ferreira, adversário de sábado (16 horas). "Aquele sistema tático não corresponde à nossa maneira de jogar, mas pensei que fosse a melhor solução para esse jogo e até estou satisfeito com a prestação dos jogadores, que estiveram dentro do que se pedia no sistema montado", referiu o técnico na conferência de imprensa de lançamento do jogo em Paços de Ferreira».

(o erro, parece-me, não foi a opção por Edimar. Pelo contrário. Braga a ponta de lança ou um meio campo sem fogo são problemas maiores)

ATualizo após o jogo com o Paços de Ferreira (21/12/13): está esclarecido; o que Nuno considerou um erro foi ter jogado sem ponta de lança frente ao FC Porto 

Paços de Ferreira - Rio Ave: o vencedor é...

ASC!

20.12.13

(Dos nossos emprestados no CNS 13ªj) Igor destaca-se

Já aqui falei de Igor, esta semana, e o jogador merece esse destaque: Num Ribeirão em crise, mas cheio de bons jogadores, é o melhor marcador.
Marcou o golo da vitória frente ao Guimarães B (João Paulo e Mendes também foram titulares).
No Tirsense, só André Dias foi titular (Zé Diogo entrou aos 71 minutos). Depois de ter marcado na semana passada, Gilmar não alinhou na vitória de 1-0 frente ao Famalicão.
Finalmente o Gondomar, apenas com Paulo Jorge e Baldaia (derrota polémica frente ao Salgueiros por 1-0)

O que se passa com Del Valle?

Pode ser apenas um momento mau, mas não é possível deixar de constatar que algo se passa com Del Valle. Depois de ter sido utilizado em todos os jogos, há três jornadas foi 19º (Olhão) e deixou de ser convocado nos últimos dois.
Nuno perdeu a confiança no jogador?

(a mim não me surpreende; já o meu camarada bloguista Gil tem outra opinião)

(14 Paços) Convocatória sem surpresa (Del Valle novamente de fora)

Nuno leva 19 amanhã a Paços:
Guarda-redes: Salin e Ederson;
Defesas: Rodriguez, Lionn, André Vilas Boas, Tiago Pinto, Nuno Lopes, Edimar e Marcelo;
Médios: Luís Gustavo, Tarantini, Wakaso e Diego Lopes;
Avançados Hassan, Braga, Ukra, Sandro Lima, Joeano e Renato Santos

Notas:
- Roderick, Júlio Alves e Del Valle estão fora

Edimar volta a defesa esquerdo (Nuno)

Nuno disse hoje na conferência de imprensa que Edimar não será extremo amanhã em Paços e que voltará ao esquema habitual.
O nosso treinador justificou a opção por causa do jogo com o FC Porto, situação que não se aplica ao jogo de amanhã.

(Ou seja, Braga a extremo-esquerdo? Edimar! Edimar! Edimar! Edimar! Edimar!)

Um protesto

Havia a tradição de todos os dias os jornais desportivos trazerem pelo menos uma pequena notícia dos clubes ditos mais pequenos.
Desde a semana passada que A Bola deixou de o fazer, limitando-se aos três grandes, ao Braga e ao Guimarães e remetendo os outros, por vezes, para uma coluna com as horas dos treinos e os lesionados.
Regra geral essas notícias não são mais do que o banal, o óbvio ou o que está no site, mas sempre são melhor do que nada. Que é o que A Bola nos dá agora.

Vou ajudar Nuno a resolver as muitas dúvidas para amanhã

1) Salin ou Ederson? Ninguém poderá dizer que Ederson está a corresponder. E fará sentido voltar a apostar em Salin.
2) Tiago Pinto ou Edimar? Edimar a extremo esquerdo, Tiago Pinto a defesa;
3) Wakaso ou Luís Gustavo? Luís Gustavo
4) Diego Lopes ou Braga a '10'? Talvez Diego Lopes.
5) Hassan ou Joeano? Joeano.
6) Braga ou Edimar a extremo esquerdo? Edimar.
(seis dúvidas em onze lugares é muito. Apesar de tudo é sinal de que há alternativas)

Futsal: por na agenda

O próximo jogo de futsal, frente ao Sporting, é  domingo às 17h, no Pavilhão e na  RTP 2

JVC pede contratação de novo avançado

Entre várias coisas que diz o JVC desta semana, faço dois destaques:
- o ataque revela falta de agressividade e poder de concentração; «esperemos que algo seja feito e que no mercado de Inverno se consiga alguém que preencha essa indiscutível lacuna».
- Braga a ponta de lança pareceu-nos um erro crasso (afinal para que veio Joeano) não tendo mobilidade nem velocidade?
- Ederson tem qualidades mas ainda não tem o traquejo necessário para transmitir a confiança que Slain vinha a demonstrar;

19.12.13

Edimar teve todo o destaque da jornada

Para além de se estrear a marcar, o defesa esquerdo estreou-se também na condição de jogador mais pontuado da jornada. A vitória manteve Edimar no 5º lugar da geral. Entre os 3 mais pontuados, Marcelo subiu ao 2º lugar por troca com Tarantini. Ukra mantém-se como líder. Ainda entre os 11 melhores, Salin continua a cair e foi passado por Wakaso que ascendeu ao 8º posto.

Perdemos um lugar na classificação,

ou seja, caímos de 8º para o 9º posto. A linha de água mantém-se 7 pontos abaixo de nós, mas a Europa voltou a estar a 4 pontos de alcançar. 

Estatística engana?

Não, a estatística não engana se as contas estiverem bem feitas. Mas a sua crueza não nos diz sempre tudo. Olhando para os golos sofridos, Salin sofre mais que Ederson (9 golos em 835 minutos, um a cada 92 minutos), mas o jovem brasileiro sofre mais em menos tempo de jogo (6 em 335 minutos, um a cada 55 minutos). Se ignorarmos que os golos que Ederson sofreu foram contra Porto e Benfica, então Salin devia ser o titular. Mas depois há tudo o resto, os adversários, o momento de forma e moral da equipa e todos os factores humanos que levam à escolha de um e não de outro. Mas os números não enganam.

Quanto aos golos marcados, tivemos a estreia de Edimar, o 8º jogador do nosso plantel a marcar.

Taça de Portugal: por na agenda

Rio Ave - Setúbal, dia 4 janeiro, sábado às 17 horas.

Ora dá mais um...

Contra o Porto entrou em campo o 9º onze inicial diferente de 2013/2014. Nuno desta feita estava condicionado pelo castigo de Tarantini que era até esta jornada totalista a par com Marcelo.

Que me lembre, foi a primeira vez que vi Braga iniciar uma partida na condição de capitão.

As (boas) festas do barrete verde

«O Rio Ave FC deseja a todos os seus associados, simpatizantes, colaboradores e patrocinadores um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo»,  cheios de vitórias.

(uma ideia com piada, claro)

Um nota positiva entre as derrotas?

Por entre tanta derrota caseira, não é fácil encontrar algo de positivo para se falar. Somos a pior equipa a jogar no seu reduto, o segundo pior ataque (o Paços faz pior que nós) e a pior defesa. Para encontrar algo menos escuro temos de olhar para a globalidade dos nossos jogos e ver que marcámos golos nestes últimos 3 encontros. É a melhor série de jogos seguidos a marcar golos.

Por outro lado, pela primeira vez este ano, o tempo total jogado a perder ultrapassou o tempo total em que estivemos a ganhar.

Antecipando a jornada 14 e atendendo a que o Paços só fez 3 golos na Mata Real e que nós só sofremos 2 fora de casa e temos um excelente registo na condição de visitantes, as perspectivas para a próxima jornada são animadoras. São?...

Marcelo amarelo

Marcelo viu contra o Porto o seu 4º amarelo da época e fica assim a um da suspensão. Na recepção ao Porto não tivemos Tarantini que cumpriu castigo. Isto fez com que Marcelo se tornasse o único totalista da equipa com 1170 minutos jogados. Já Luis Gustavo e Tiago Pinto somaram o seu segundo jogo completo.




18.12.13

Opções para o meio campo (e Júlio Alves)

Acredito que Nuno tenha pensado em mexer mais cedo na segunda parte, sobretudo no setor que menos força demonstrava, o meio campo. Mas não tinha opções.
Roderick e Vilas Boas não fariam, naquele contexto, a diferença que era necessária - e sem Tarantini o Rio Ave fica muito fraquinho.
Há oito avançados (com Ronny) mas não há uma alternativa válida a Tarantini e a Diego Lopes.
É uma falha, na constituição do plantel.
E isso leva-me a pensar o que estará Júlio Alves a fazer no plantel.
Em que circunstâncias será opção?
Haverá acertos em janeiro para o meio campo?

IgorXJoeano

Aplaudi a contratação de Joeano, por me parecer que o Rio Ave precisava de um marcador de golos. E Joeano não terá desaprendido.
Mas se é para não jogar, se é para entrar na parte final do jogo, não teria feito mais sentido ir buscar Igor ao Ribeirão? Já leva 5 golos e merece uma oportunidade.

Diálogos imaginários 67

- Aquilo que o Lionn disse, deixou-me a pensar...
-... se calhar não é má ideia!

Fez-se história - e ainda mal!

A equipa do Rio Ave igualou, com a derrota frente ao Benfica, o recorde negativo de 1996/97, época em que tivemos seis derrotas seguidas em Vila do Conde (Guimarães, Nacional, Gil Vicente, Estoril, Benfica e FC Porto). 96/97 foi a época da milagrosa recuperação feita por Carlos Brito.

PS - o que todos desejamos é que a equipa não queira bater o recorde absoluto de derrotas em casa, 9, em 1979/80, a primeira época em jogámos no principal campeonato.

17.12.13

(17 juniores) Ainda a derrota com o FC Porto

O Rio Ave alinhou com:
Maravalhas, André Gomes, Silvério, Monte e Raul Tavares; Abalo, Tiago Esgaio e Ceitil (Diogo Pereira 46'); Sérgio, Rafa (Tiago Abreu 46') e Bruno Sousa (Fernando 73').

Notas:
- Pedro Cunha repetiu o onze da semana passada, o que significa que pela segunda semana consecutiva Bissourou e Alfaiate deixaram de ser opção;
- Tiago Abreu voltou a ser opção, embora como suplente;
- O «site» diz que André Gomes fez autogolo mas a ficha publicada no JN de segunda atribui os três golos a jogadores do FC Porto;
- Ao intervalo o Rio Ave já perdia 3-0;

(não é impossível, mas parece bastante difícil o Rio Ave conseguir um lugar entre os quatro primeiros. Faltam cinco jornadas, há ainda muitos pontos para conquistar, mas há oito equipas para três lugares. Dessas oito, o Rio Ave é penúltima pior classificada. Dá para ter esperanças?)

Diálogos imaginários 66

- E agora reza, Marcelo...
- ... para não levares um vermelho!

EdiRio, o melhor da jornada

O avançado Edimar foi o rei da jornada passada.
Edimar somou 33 pontos, mais três do que Diego Lopes.
Seguem-se Marcelo (26) e quatro jogadores com 25 pontos (Ederson, Rodriguez, Braga e Ukra).
O titular menos pontuado foram dois: Tiago Pinto e Lionn (23).

16.12.13

EVANDRO!

Por iniciativa dos nossos amigos Rioavistas, o grande Evandro, herói da Feira, sentou-se hoje à mesa de jantar com um grupo de adeptos do Rio Ave.

Foi um prazer imenso conviver com uma das figuras mais marcantes da nossa história recente. E foi um prazer ainda maior perceber que o nosso ex-atleta vive o clube como nós, que o ama e que mesmo à distância não deixa o acompanhar. Evandro, que amanhã regressa ao Brasil, ainda tem a nossa camisola vestida.



Não és só tu que queres regressar, Evandro, nós também queremos o teu regresso! És daqueles que nos merece!

O Rio Ave precisa de um novo guarda-redes?

1 - Nuno perdeu a confiança em Salin?
2 - Coloca-lo no banco é só um castigo para exigir mais do francês?
3 - Ederson tem estado à altura?

A minha visão:
1 - Sim.
2 - Nim.
3 - Não.

Outras opiniões são bem-vindas.

Eis a minha (JPM): faz-nos falta um guarda-redes indiscutível. Daqueles que valem pontos e vitórias. Salin parece ter alguma dificuldade fora dos postes e Ederson (ainda?) não é aquele guarda-redes que eventualmente poderá vir a ser.

(13 FC Porto) Positivo-negativo

Positivo:
- aqueles 15 minutos na primeira parte, em que estivemos melhor do que o FC Porto;
- o fim do 'tabu' 4-2-3-1, o que significa que Nuno cedeu 'nos princípios'; as coisas não correram como gostaríamos, mas a disponibilidade de Nuno para se adaptar aos acontecimentos é positiva;
Negativo:
- o relvado;
- a segunda parte desgraçada!

Rio Ave empatou ou ganhou ao FC Porto?

Nuno: «Orgulhoso porque sabemos que esta não é a nossa era»

(desculpem, mas tanto criticámos Brito pelo discurso 'pequenino', de perder por poucos frente aos 'grandes' e de sair orgulhoso quando se perde, e agora Nuno faz o mesmo???? O que diria se tivéssemos empatado ou ganhado? Ou jogado bem?)

Porque não falei da arbitragem ontem

(de O Jogo de hoje)

(13 FC Porto) Um-a-um: EdiRio

Ederson: 2 (fez duas boas defesas, mas para mim saiu muito mal no lance do primeiro golo; um guarda-redes tem de chegar com as mãos onde os outros chegam com a cabeça! E houve mais um lance ou dois em que se sentiu que Ederson não estava a dar 'aquela' confiança, nomeadamente aos 28' quando nao saiu a um canto e a bola foi ao poste);
Lionn: 2 (Lionn não deve ter dormido a pensar na maldade que Varela lhe fez e que deu origem ao segundo golo portista; não esteve mal no global, mas atacou menos do que se esperava; é impressão minha ou nesse lance estava a defesa-esquerdo??? terei percebido mal?)
Marcelo: 2 (deixou Jackson sozinho no segundo golo, mas até então esteve muito bem; no terceiro também não escapa 'ileso')
Rodriguez: 2 (quem não arrisca não petisca e Rodriguez expõe-se pouco durante o jogo; por isso falhou muito pouco, sem que - pela positiva - se visse algo que o destacasse)
Tiago Pinto 2 (Edimar protegeu-o e teve menos trabalho a defender. Apareceu algumas vezes no ataque, mas sem consistência)
Wakaso: 2 (foi dos mais lutadores, dos que se viu mais. Entre desarmes limpos e faltas, foi um dos protagonistas do jogo. Mas falta-lhe alguma coisa para fazer a diferença: velocidade e capacidade de construir);
Luís Gustavo: 1 (acho que passou ao lado do jogo, talvez por estar muito preso)
Diego Lopes: 2 (o normal; lutou muito, mas tem uma taxa de 'sucesso' muito baixa: muitos passes falhados, poucas situações de perigo por si originadas; já começa a ser cansativo, mas a equipa teria outro rendimento com um jogador com outras características naquela posição)
Braga: 1 (outro que passou ao lado; teve um lance em que podia ter feito a diferença e falhou)
Ukra: 1 (igual a Braga, mas sem o lance que poderia ter feito a diferença)
Edimar: 3 (pelo golo, mas sobretudo pelo lance, já que é ele que ganha a bola. Foi a surpresa tática, penso que se ressentiu um pouco, mas fez a diferença)
Joeano, Renato Santos, Hassan 1 (com mais ou menos tempo em jogo, nada mostraram)

Diálogos imaginários 65

- Míster, já estive na esquerda, na direita...
-... quer que vá à baliza?

Notas contra o Porto

1 - Ederson, Marcelo, Rodriguez, Tiago Pinto, Luis Gustavo, Ukra, Braga, Joeano, Hassan, Renato Santos.
2- Lionn, Diego Lopes, Wakaso, Edimar.

Positivo e negativo contra o Porto

De positivo, do jogo nada. A única coisa boa que posso inventar para aqui trazer, é lembrar que este foi o último jogo para o campeonato em nossa casa em 2013.

Negativo: tudo, mais o relvado, mais a ausência de controlo nas bancadas ao intervalo.

(13 FC Porto) Levem a equipa ao Pneugiro!

Para mim, a equipa de futebol do Rio Ave nesta época é um carro que tem um problema no motor que o impede de andar a mais do que 80 quilómetros por hora. Há qualquer coisa entupida na mecânica que não deixa dar mais. O carro anda, às vezes até chega primeiro do que os outros, mas quando é preciso não dá mais. Vai certamente atingir os seus objetivos finais, devagarinho, mas ninguém espere outras velocidades.
É um Rio Ave triste, desinspirado, com pouco fôlego, que defende bem e marca raros golos.
Ontem o Rio Ave só se mostrou quando empatou e se manteve por cima nos minutos seguintes.
Qualquer um de nós reconhece mais capacidade aos jogadores do FC Porto, mas daí até não ter havido Rio Ave na segunda parte vai uma distância muito grande.
Eu acho que é uma distância preocupante.
Mas se o 'míster' está satisfeito, que interesse tenho eu em discordar?
Não critico Nuno por mudar  (pelo contrário, até tenho de elogiar) a frente de ataque.
Critico por NUNCA conseguir antecipar os movimentos adversários, através das substituições, por apenas reagir e nunca agir. As substituições acabam por ser inócuas.
E, claro, critico Nuno por não levar o carro à oficina. Ou, então, Nuno é como aqueles condutores que vão a 40 na autoestrada e comentam para o lado que o resto do pessoal é que anda em excesso de velocidade. Nota 1 para o míster em jogo de nota 1

15.12.13

Quem tem medo do bicho papão?

O Rio Ave e o seu treinador.

Foi um jogo de nota 1, fraco, sem ideias, sem combatividade, sem nada para recordar. Jogámos contra o Porto mais débil dos últimos anos e quase nem cócegas lhes fizemos. Se fossemos defrontar um rolo compressor, eu entenderia que se tivessem tantos cuidados, contra este Porto não. Já se adiantaram mil explicações para os maus resultados em casa, mas hoje o que me fica na memória é apenas medo, um medo que se entranhou de tal forma que se calhar nem um mergulho com as bençãos de S. Bartolomeu nos ajuda. Custa-me perceber esta inibição, custa-me perceber a apatia de Nuno para com o jogo, custa-me ver tanto potencial desperdiçado. E mais não digo, porque corro o risco de falar demasiado com a voz da emoção.

Rio Ave perde 3 - 1 com Fc Porto

Uma segunda parte miserável sem uma unica jogada de perigo acaba por justificar este resultado. 45 minutos francamente maus em que a equipa se limitou a defender.

Rio Ave empata ao intervalo 1-1

O Porto marcou primeiro mas uma boa jogada de Edimar deu empate. Edimar está a jogar a extremo.
O Rio Ave defende bem e Braga até podia ter aumentado. Mas o empate é justo nesta altura.

Nuno surpreende

Edimar e Tiago Pinto no mesmo onze. Rio Ave sem ponta de lança. Ukra e Braga na frente

Juniores perdem 3 - 0 com FC Porto

Ainda aquele frango do guarda-redes do FC Porto...

Em complemento a isto, mais isto....

PS - e vimos Nuno a (sor)rir numa conferência de imprensa!

Coragem não falta a Luís Gustavo

«Temos um coletivo forte, podemos bater qualquer adversário e esperamos realizar uma grande exibição».

Quatro jogos, quatro vitórias.
Cinco jogos, cinco vitórias?????

Jeferson sai do Rio Ave e vai para Angola

Garante o Record, que diz - e eu concordo - é uma saída sem surpresa. «Aos 27 anos, o defensor prosseguirá a carreira em Angola, mais precisamente ao serviço do Benfica de Luanda»

(Tenho pena já que sempre fui fã das qualidades de Jeferson e acho que - apesar do seu estilo desengonçado - foi dos jovens mais talentosos que passos pelo Rio Abve, naquela posição, nos últimos 10 anos).

Boa sorte para a nova vida na carreira de Jeferson!

14.12.13

(Futsal 15) Empate a dois com o Belenenses

Resultado que se pode considerar positivo face a uma das revelações do campeonato, o Belenenses.
O Rio Ave, sem Vítor Hugo (expulso no final do jogo com  o Braga) alinhou de início com Bruno Santos, Coelho, Fábio Lima, Israel e Formiga.
Mas foi Tiaguinho, com dois golos, na segunda parte, o homem da partida. O Rio Ave esteve a perder 2-0, mas conseguiu sair do Pavilhão Acácio Rosa com um ponto.
Sábado: jogo com o Sporting em Vila do Conde

(13 FC Porto) Del Valle de fora

Nuno chamou 19 para amanhã:
Guarda-redes: Salin, Ederson;
Defesa: Rodriguez, Lionn, André Vilas Boas, Tiago Pinto, Nuno Lopes, Edimar e Marcelo;
Médios: Luís Gustavo, Diego Lopes, Roderick e Wakaso;
Avançados: Hassan, Braga, Ukra, Sandro Lima, Joeano e Renato Santos.

Notas: Nuno repete a convocatória do Algarve, sem Tarantini mas com Wakaso. Del Valle, excluído, é a grande novidade (foi 19º no Algarve) 

13.12.13

Nuno lembra frango que deu última vitória do Rio Ave

«Lembro-me desse golo, foi um erro meu, um frango» (golo de Miguelito; Gama foi titular; André Vilas Boas estava no banco portista - dez anos depois, as voltas que a vida dá!)

Fabinho continua muito pretendido

«O futuro do brasileiro Fabinho pode bem continuar a passar por França, ainda que o mesmo queira dizer que continue a vestir a camisola do Mónaco. Segundo a publicação francesa Le 10 Sport, o lateral está a ser alvo de atentas observações por parte do Paris Saint-Germain interessado em recrutar no próximo verão um lateral direito, até porque é provável que Christophe Jallet deixe o clube parisiense no final de 2013/14».

Sem lesionados!

Ainda há Ronny, Filipe Augusto e Nivaldo, mas estão em plena recuperação, em pleno relvado.
Pela primeira vez em muito tempo, Basil Ribeiro e companhia estão de mãos nos bolsos.

(16j Juniores) Ainda o empate em Paços de Ferreira

Jogaram: Maravalhas, André Gomes, Silvério, Monte e Raul Tavares; Abalo (Jean 83), Tiago Esgaio e Ceitil; Sérgio, Rafa (Bissourou 76) e Bruno Sousa (Fernando 90+2).
Algumas notas:
- depois de duas exibições menos positivas por parte de Alfaiate, Pedro Cunha deu oportunidade a Maravalhas;
- Bissourou e Jean, dois habituais titulares, foram suplentes.
- o trio Sérgio, Rafa e Bruno Sousa no ataque foi uma novidade;
- Tirando Silvério e Monte, o único titular claro para Pedro Cunha é o médio Tiago Esgaio.
- O Rio Ave fez o 2-1 por Bissourou aos 89 minutos mas ainda consentiu o empate três minutos depois da hora; Sérgio marcou o outro golo do Rio Ave (estreou-se a marcar)

12.12.13

Ukra bem lançado para ser o Rei?

Calma, é muito cedo e, sobretudo, a luta está renhida.
Mas  as suas cinco vitórias semanais, até agora, prometem pulverizar o recorde: até esta altura o rei mais 'vitorioso' conseguiu ser melhor em 10 jornadas (Tomás e Atsu).
Tarantini venceu sete vezes e o varzinista Gaspar em nove.
Ou seja, a manter este ritmo, Ukra vai fazer história.
Faltará, depois, perceber se será suficiente para ganhar (até hoje o Rei foi também aquele quye teve mais vitórias semanais).

Colombo & Zappa - 74

(Dos nossos emprestados no CNS 12ªj) Gilmar marcou

Mendes e Igor foram titulares pelo Ribeirão, na derrota em Vizela por 1-0.
André Dias e Gilmar alinharam de início no empate do Tirsense em Joana (1-1). O golo do Tirsense foi marcado por Gilmar.
Finalmente o Gondomar, com Paulo Jorge, Baldaia e André Costa. 2-2 frente ao Perafita (um dos golos do Perafita foi marcado pelo vilacondense/varzinista Tó Coentrão).

(na semana passada este inventário falhou; fica o pedido de desculpas)

11.12.13

Ukra mais destacado

Ukra que venceu pela 5ª vez a pontuação semanal do prémio Rei do Ave, está mais confortável na liderança da pontuação acumulada. São agora mais 5 pontos que Tarantini que continua em 2º. Marcelo fecha o pódio.
Entre os 11 melhores várias alterações: Salin voltou a cair 2 lugares trocando com Braga que agora é 6º; Hassan trocou com Wakaso e é agora 9º, enquanto Rodriguez entrou no top 11 atirando Del Valle para 12º.

De regresso à metade superior da tabela

Subimos até ao 8º lugar, recuperando fôlego e estando a apenas 4 pontos do 4º lugar e a 2 pontos dos lugares europeus. Olhando para os lugares de despromoção, temos 7 pontos de vantagem sobre o 15º lugar, a maior vantagem da época.

Temos a melhor defesa da Liga fora de casa e como visitantes só Sporting e Estoril fazem melhor que nós.

Ukra matador!

Ukra voltou a marcar e desta vez deu vitória. O extremo igualou Tarantini no comando dos melhores marcadores com 2 golos. 2 golos é também a diferença entre os sofridos e os marcados.

Fotografia © Virgilio Rodrigues / Algarvephotopress / Global Imagens

O Rio Ave continua a marcar e a sofrer mais golos na segunda parte. Curioso é notar que ainda nenhum dos suplentes utilizados conseguiu agitar as redes adversárias.

Wakaso-Luís Gustavo

A imprensa de hoje é unânime: sem Tarantini, a dupla de pivôs do meio campo será constituída por Wakaso e Luís Gustavo - que assim se estreará a titular em Vila do Conde.
(curioso como Roderick deixou de ser opção)

PS - o nosso Rei Tarantini viu o amarelo e vai estar na bancada. Podia ser contra qualquer adversário, menos contra o FC Porto; Helton deve ter sido o primeiro a agradecer...

Mais novidades na equipa

A combinação de jogadores eleita para iniciar o jogo em Olhão foi a 8ª diferente de 2013/2014. Luis Gustavo foi a novidade do 11 inicial que voltou a contar com Ederson na baliza. Del Valle, apesar de convocado acabou por ficar na bancada com Nuno Lopes. O venezuelano não foi utilizado pela primeira vez. Hassan e Diego Lopes voltaram a ser substituídos e continuam lado a lado como os mais mais substituídos da temporada.

4ª vitória fora

Continua a nossa brilhante saga fora de portas. No Algarve somámos a 4ª vitória na condição de forasteiros e mais uma vez sem sofrer golos, tendência que se verificou em todas as nossas 5 vitórias. Fora de casa conquistámos 72% dos pontos em disputa e no total da Liga somámos 44% dos pontos já disputados

Luis Gustavo juntou-se aos titulares

São agora 19 os jogadores que Nuno usou na equipa inicial. Luis Gustavo foi o eleito para substituir Wakaso que cumpriu um jogo de castigo depois de ter sido expulso contra o Benfica e estreou-se na condição de titular.
No campo disciplinar, Tarantini viu o 5º amarelo e vai falhar o nosso próximo encontro contra o Porto em casa. Fica assim impossibilitado de repetir o belo golo que marcou na época passada.

10.12.13

Carlos, lembram-se?

Lembram-se de certeza, foi o último grande guarda-redes a passar pelo Rio Ave (uma só época).
Continua a fazer das suas...

PS - a minha definição para um grande guarda-redes: aquele que, através de através de defesas, muito vezes 'impossíveis', vale vitórias e segura resultados. Carlos era desses.

Provavelmente isto nunca aconteceu!

Vilacondenses têm a melhor defesa fora de casa: «Os vila-condenses consentiram golos em apenas dois jogos na condição de visitantes - Arouca (derrota por 0-1) e Sporting (empate a uma bola) - e depois da visita a Alvalade os comandados de Nuno Espírito Santo só têm ganho, mantendo a baliza inviolável, com três triunfos por 1-0: Olhão, Braga e Académica»

A criança Coentrão (e não só)

Interessante texto de António Barros no último Vilacondense.
Fala-se dos extintos torneios inter-escolas, de onde surgiram talentos, com destaque para Fábio Coentrão.
(Clicar para aumentar)

Ukra rei x 5

Mais uma vez Ukra foi considerado o melhor em campo e, portanto, o melhor da jornada.
30 para o goleador, mais três do que os seguintes.
Edimar, Tarantini, Diego Lopes e Braga somaram 27.
O titular menos pontuado foi Hassan com 23 (quatro de diferença), o que mostra o equilibrio geral.

9.12.13

400?

Espectadores. Pelo que consultei nas fichas de jogo d' A Bola, foi a pior casa do Olhanense este ano. 400 pessoas num jogo de futebol da 1ª Liga é... pobre, pobre, paupérrimo!, sejam lá quais foram as razões.

fonte: jornal "A Bola"
ATualizo (JPM): 40 eram do Rio Ave

Colombo e Zappa - 73

Ainda a 'estória' de Jesus no balneário

quem ler isto


















...até pensa que é verdade.O video foi filmado no acesso aos camarotes

Diálogos imaginários 64

... e por isso quero aqui anunciar que vamos passar a ter...
... dois treinadores, um nos jogos fora, que será Nuno, e outro para os jogos em Vila do Conde!

Da vitória de ontem em Olhão (em atualização)

Algumas notas sobre o terceiro jogo que não vi esta época:
-Luís Gustavo estreou-se;
-Joeano continua sem ter uma oportunidade;
- ataque com Braga, Hassan e Ukra;
- Nuno Lopes e Del Valle ficaram na bancada (no caso de del Valle é uma estreia em muito tempo)
- Tarantini viu amarelo e falha o próximo jogo;
- remates do Olhanense, 1; do Rio Ave, 10 (4 perigosos);
- De A Bola: «Quem joga tão mal só tem o que merece; Vilacondenses jogaram o suficiente...»;
- O Jogo: «ontem até foi fácil a vitória, num jogo em que o Olhanense rematou uma vez à baliza»;
- Nuno: «Penso que fomos superiores, fomos uma equipa equilibrada, com critério. (...). Dou os parabéns aos jogadores, fizeram um jogo exemplar»

(14j Futsal): começa a ser cansativo explicar

Em complemento a isto:
Não foi apenas o velho problema de eficácia. É verdade que o Rio Ave falhou três ou quatro golos 'feitos', mas sejamos claros - no futsal isso até é normal. Não é como no futebol, em que uma equipa pode ter uma oportunidade e marcar um golo (e ganhar 1-0). No futsal é normal haver várias oportunidades de golo e concretizar apenas uma percentagem (razoável...) desses lances. A percentagem atual do Rio Ave é que é muito baixa.
Mas além de produzir pouco ataque, o Rio Ave esteve ontem (mais uma vez) desastrado. Os três passes falhados de Formiga nos primeiros minutos foram um sinal do que viria a acontecer a seguir.
Não falta querer a esta equipa, como se viu na segunda parte, mas a primeira foi humilhante. O Braga parecia estar a jogar contra uma formação amadora ou pelo menos de um escalão secundário.
E parece-me claro, nesta altura, que muito dificilmente as coisas mudarão daqui para a frente. Temos de nos habituar a este Rio Ave, que - para mim, a partir de ontem - deixou de ser favorito a entrar no lote dos oito primeiros.
Por mim continuarei a apoiar, porque acredito que os jogadores e todos em geral estão a dar o  máximo que podem (não o que sabem...), mas há muito que não levava cinco golos sem resposta em 20 minutos.

PS - O Braga apresentou-se em Vila do Conde com uma pequena mas muito organizada claque. A nossa claque é só do futebol ou é do Rio Ave? Já agora: quando perdíamos por 5-0 levantaram-se uns jovens (com ligação à ESEIG?) começaram a gritar Rio Ave, para se sentarem 30 segundos depois. Às vezes prefiro pensar que sou eu que preciso de mudar de óculos...

8.12.13

Futsal : Afinal o Braga ganhou 6-2

Uma segunda parte melhor não chegou para empatar.
Virar 5-0 era quase impossível,  mas a equipa deu alguns sinais de vida,  quando - da primeira parte- parecia morta.
ATUALizo: juro que estive até final e não me apercebi do 6º golo do Braga; vi que houve confusão no final com alguns jogadores, mas já não estava com cabeça para perceber porquê. «Quando os jogadores já se cumprimentavam na quadra, o SC Braga chegou ao sexto golo de uma forma algo lamentável por André Coelho, levando a que os jogadores se envolvessem em algumas picardias, contribuindo mesmo para que a equipa de arbitragem expulsasse o guardião Vilacondense com o vermelho directo»

(o lance polémico nos segundos finais)

Rio Ave vence no Algarve por 1 - 0

Golo de Ukra

Futsal: derrota por 5-0 ao intervalo

Esta sim é a pior exibição da época. Um Rio Ave completamente adormecido,  sem criatividade,  sem soluções, perante um adversário que joga muito bem. Mas ha muito demérito da nossa parte.  Não ha equipa,  não ha coletivo.

Juniores empatam 2-2 mas fazem excelente exibição

Depois de sofrerem um golo aos 30  segundos,  a equipa reagiu e mostrou qualidade. Quase dava para ganhar

Três vitórias logo?

É mais uma daquelas tardes - 'grandes' no Algarve, miúdos em Paços de Ferreira (15h) e futsal às 17h.
Pedir três vitórias é exagerado?

Pontuar logo

É muito mais importante do que se possa pensar uma vitória ou pelo menos um empate logo à tarde.
É que não é tanto pelos pontos em causa - que são importantes - mas sobretudo porque a equipa precisa de mostrar que não caiu numa crise geral. Pontuar significará que o problema dos jogos em casa existe mas que não é dramático e que a equipa tem a qualidade que todos lhe reconhecemos.
 Voltar do Algarve em branco poderá atirar a equipa para uma situação, sobretudo psicologicamente, desconfortável.

7.12.13

(12j Olhanense) Sete avançados para o Algarve

Vão 20 ao Algarve:
Guarda Redes: Salin, Ederson;
Defesas: Edimar, Lionn, Marcelo, Rodriguez, Vilas Boas, Nuno Lopes, Tiago Pinto;
Médios: Roderick, Luís Gustavo, Tarantini, Diego;
Avançados: Renato Santos, Ukra, Del Valle, Braga, Sandro Lima, Joeano e Hassan.

Notas:
- com três lesionados (Filipe Augusto, Ronny e Nivaldo) e um castigado (Wakaso), Nuno deixou em casa apenas três do plantel: Júlio Alves, Jeferson e Ângelo Meneses

Futsal: objetivos para esta segunda volta

Raul Moreira:
- «Se tivéssemos pontuado nesses jogos estávamos em 5º lugar, que é a meta a que todos nós apontamos para o final da fase regular»

- «queremos alertar as pessoas que o Rio Ave está num lugar que, neste momento, é o lugar onde merece estar e dentro dos objectivos traçados. E isso é o mais importante para o Rio Ave. Queremos consolidar o clube nos 8 primeiros lugares e introduzir jovens valores na equipa, atletas de Vila do Conde»

(amanhã, às 17h, com o Braga; no Pavilhaõ ou, se não for possível, via RTP2)

Mas cada vitória continua a valer 3 pontos...

"É muito difícil conquistar pontos nesta I Liga», diz Nuno.

Diálogos imaginários 63

Se tirei o Vilas Boas depois do mau jogo com o Estoril...
... também devia tirar o Ederson neste jogo do Algarve!

6.12.13

Informação atualizada, por favor

Ontem, pelas 20h, o que se via no placard informativo era uma referência ao Rio Ave - Vila Verde, em futsal e ao Rio Ave - Benfica, em futebol.
Quatro dias depois?

Nuno assume incidentes no balneário com Bruno Paixão (ATUAL.)

Nuno acabou por falar, aproveitando a conferência de imprensa de antevisão do jogo com o Olhanense.
No essencial, o nosso treinador confirma o que ontem veio a público, justificando a a entrada no balneário com aquilo que considerou um comportamento de Paixão, que no seu entender desrespeitou o Rio Ave.
Nuno aguarda agora o processo da Liga para se defender.
(ATUAL. mais sobre o que Nuno disse)

PS - irá o Rio Ave tomar uma posição "definitiva" contra Bruno Paixão?

O meu comentário: Nuno muito bem!

3548 minutos desde o último golo de livre!

Edimar marcou o último golo de livre. 
Foi em Braga na 2ª jornada da época passada, minuto 52, na altura deu empate, mas perdemos 4-1.
Contas feitas, são 3548 minutos desde então sem marcarmos um golo de livre direto.

Nuno quer fazer mais seis pontos

Nuno disse no final do jogo de domingo que pretende fazer 19 pontos até final da primeira volta.
Faltam quatro jogos, dois em casa (FC Porto e Marítimo) e dois fora (Olhanense e Paços de Ferreira).
Não dará para fazer mais do que duas vitórias?

JVC: Salin, Joeano e substituições

Desta vez concordo com o que diz o JVC sobre o jogo de domingo; o articulista critica a chamada de Ederson, a entrada tardia de Joeano e as três substituições já no fim do jogo. Nada diz sobre Bruno Paixão, curiosamente. 

5.12.13

João Viana, lembram-se?

O caxineiro jogou duas épocas no Rio Ave (88-89 e 89-90) e está daqui a pouco no Memórias Vivas da Linear.

Sobre o processo disciplinar a Nuno

Algumas considerações da minha parte, em complemento a isto:
1) pode haver polémica com o lance do segundo golo, se foi falta ou não. A mim pareceu-me, desde logo, falta, mas na televisão fiquei com dúvidas. Como acho que Bruno Paixão não tem condições para apitar, desfaze-lo seria sempre um prazer. Mas neste caso, não me pareceu que a arbitragem tenha sido muito má. Só má.
2) Nuno é super-calmo, nunca o vimos perder a compostura. Os factos descritos por A Bola contrariam o que sabemos de Nuno. Alguma coisa muito grave teria justificado esta atitude. Não acredito que tenha sido apenas pelo lance do livre que deu o segundo golo.
3) por todas as razões, sem saber realmente o que se passou, entre Bruno Paixão e Nuno, não tenho duvidas em defender convictamente Nuno.
4) acho importante o Rio Ave reagir. Fica claro que o outro lado já se mexeu (A Bola cita o relatório que só o árbitro é que tem...). E que vai alimentar as notícias. Se não trouxermos o nosso ponto de vista, só poderemos perder. E não tem de ser Nuno. Alguém na estrutura diretiva o pode e deve fazer. Além disso, se não o fizer antes, a próxima conferência ficará marcada por esse assunto e não me parece vantajoso misturar as coisas. Um comunicado resolveria o assunto.

Nuno, Bruno Paixão e o castigo; (ATUAL.)

Pelo menos fica esclarecido que não foi pelo que disse no final. Não tinha lógica.
(a noticia online)
Aguarda-se agora uma posição do Clube, para marcar a posição e defender Nuno.
ATUALizo: Só A Bola é que conta o caso; tanto quanto soube, a reação de Nuno foi sobretudo um protesto pela forma como Bruno Paixão se estaria a comportar no balneário, naquilo que terá sido considerado pelo míster um desrespeito ao Clube.

Diálogos imaginários 62


Futsal: balanço da primeira volta

Raul Moreira é o primeiro a reconhecer que a equipa está abaixo das expetativas, falando em mais seis pontos (as derrotas nos Olivais e no Boavista).
O míster atribuiu o fraco desempenho nesta primeira volta a dois fatores: incompetência da equipa (no sentido de estar a fazer mal o que antes fazia bem ou quase sempre bem) e falta de sorte.
Para os adeptos - que não assistem aos treinos, que não convivem com a equipa nem conhecem os jogadores - tem sido uma desilusão.
Mais uma vez, o fantasma de Cardinal é muito forte.
Mas não se esperava que a equipa, recheada de jogadores talentosos, fraquejasse psicologicamente. Ninguém mais do que eles sentiu essa orfandade.
Faz falta um pivô que marque (mais) golos.
Por mim, que não percebo nada e só vejo os jogos em casa, continuo a ver o Rio Ave como uma da quatro melhores equipas do campeonato.

PS - sobre a utilização de jogadores do Caxinas prefiro não me pronunciar, enquanto não perceber o que é isto. Até porque já meti água quando disse que tinha os dados que faltavam para compreender o acordo.

27 de agosto de 1979

Jogo de estreia do Rio Ave no principal campeonato português:
Na foto, Duarte e José Rachão, que viria a ser nosso treinador em 92/93 e em 93/94.
Mais sobre a época 79/80.
(obrigado Rui)

4.12.13

Uma pequena revolução.

Ukra foi o jogador mais pontuado da semana e com isso regressou ao 1º lugar da geral com 334 pontos no total, tendo Tarantini 2 pontos abaixo. Marcelo fecha o pódio com 322 pontos. São os únicos jogadores que já passaram a marca dos 300.

Nos 11 mais pontuados, Salin caiu de 4º para 6º e foi passado por Diego Lopes e Edimar. Braga desceu até 8º, sendo passado por Lionn. Wakaso, Hassan e Del Valle fecham a lista, sendo que este último está ainda abaixo dos 200 pontos.

Futsal é domingo, às 17h

e não sábado, como estava 'previsto'.

Liga abre processo a Nuno

Pelas declarações no final do jogo com o Benfica?  Se sim, é uma vergonha. Nuno foi muito correto, tenha ou não razão.  Aliás deve ser difícil encontrar um treinador mais correto na primeira liga.

A perder lugares

O Rio Ave voltou a cair na tabela classificativa, parando agora na 11ª posição, com os mesmos pontos de Marítimo e Setúbal. Com as derrotas de Arouca e Paços, mantemos 5 pontos de vantagem sobre os lugares de despromoção.

Mais 11

Nuno estreou contra o Benfica uma nova equipa inicial, a 7ª deste ano. A novidade absoluta foi o guarda-redes Ederson. Quanto aos jogadores de campo que completaram o onze inicial, jogaram juntos de início pela 6ª vez. Nesses jogos o Rio Ave venceu 2 vezes, perdeu 3 e empatou 1.


Luís Freitas Lobo explica o que se passa no Rio Ave (ATUAL.)

Para ler com muita atenção nos Arcos
Ainda há algumas horas escrevi isto...

ATUALizo: e Rui Rodrigues, no Vilacondense, também não anda muito longe da mesma análise.

Há quanto tempo!

O golo de Ukra contra o Benfica não deu pontos, mas pelo menos deu para matar saudades. Já não marcávamos em casa desde a jornada 2 contra o Setúbal, única vitória caseira de 2013/2014 até à data. Foram 456 minutos em casa sem vermos a bola no fundo das redes dos adversários.

Estreias nos golos:
- Ukra estreou-se a marcar, o 7º jogador a marcar;
- Hassan estreou-se a assistir;
- Ederson sofreu os seus primeiros golos a contar para a Liga.

Temos 9 golos marcados contra 12 sofridos. O Rio Ave é o pior ataque em casa a par com Olhanense, Arouca e Académica e a pior defesa em casa a par com o Estoril. Em termos globais somos o 11º melhor ataque e a 6ª melhor defesa.

Jesus no balneário, domingo

Fontes do Rio Ave metidas nisto?

Igualada a pior série de derrotas

São duas seguidas, tal como entre as jornadas 3 e 4. No jogo seguinte a essa série empatámos.
Foi a primeira vez que marcámos um golo num jogo em que perdemos.

(juniores 15) Ainda a derrota com o Braga

O Rio Ave alinhou de início com Alfaiate; André Gomes, Silvério, Monte  (Neiva, 25), Raul Tavares, Abalo, Tiago Esgaio, Jean (Iuri, 66), Sérgio, Bissourou e Fernando (Rafa, Intervalo).
Notas:
- Monte saiu lesionado aos 25 minutos;
- Pedro Cunha mexeu no onze, retirando Neiva, Rafa, Bruno Sousa e Iuri;
- Sergio estreou-se a titular e André Gomes regressou ao onze, o que não acontecia desde a segunda jornada!;

Nuno e o problema dos jogos em casa

Nesta curta notícia há muito para concluir:
1) «Até para nós é difícil de perceber. Não temos explicação para isso, mas cabe-nos encontrar uma solução»
2) «o Rio Ave vai encontrar formas de resolver a questão dos jogos em casa. Até porque joga da mesma forma, com o mesmo modelo, em casa e fora».

O meu comentário: parece-me que será difícil encontrar uma solução sem encontrar, primeiro, uma explicação (é como tratar uma lesão só pelos sintomas, sem diagnóstico). Mas a explicação não será precisamente o facto de o Rio Ave jogar de igual forma em casa e fora? É que os adversários não o fazem e temos de ter isso em atenção.

Três novidades

Ukra marcou o seu 1º golo na Liga e Wakaso foi o 1º jogador a ver um cartão vermelho em 2013/2014.

Mas há mais: Ederson estreou-se a titular e Salin não jogou pela 1ª vez. Agora Marcelo, Tarantini, Braga e Ukra são os únicos jogadores titulares em todos os jogos deste campeonato. Totalistas apenas Marcelo e Tarantini. Quanto aos que jogaram em todas as partidas são 7.

3.12.13

Esmael marcou três

Com Mário Sérgio, Nuno Morais e Hélder Cabral de início, foi um outro português a destacar-se. Esmaël Gonçalves, que está em Chipre por empréstimo do Rio Ave, fez três golos, aos 30', 56' e 84', num jogo em que o ex-benfiquista Gustavo Manduca também marcou.

Mundial do Brasil: Quem é o jogador do Rio Ave que...

... o Record de hoje coloca numa lista de potenciais convocáveis para o Mundial?
Luís Gustavo, que pelos vistos (a imprensa de hoje diz que será Roderick a substituir o castigado Wakaso) não consegue que lhe deem 90 minutos...
Sinceramente, não compreendo - porque nem Wakaso nem sobretudo Roderick mostraram até agora qualidade para aquele lugar.

(13j Futsal) Ainda o jogo de sábado. Bom? Mau?

Fiquei surpreendido com o que ouvi Raul Moreira dizer na Linear: que foi o pior jogo do ano!
Se Raul o diz, quem sou eu para contrariar?
O Raul falou na fraca exibição da equipa adversária, que eu também referi, mas não valoriza a exibição da sua equipa.
Resta admirar o seu nível de exigência.

PS - sábado começa a segunda volta; ainda aqui se fará um balanço, até lá

Somos os bombos da festa...

três pontos de 18 possíveis para o Rio Ave em Vila de Conde, haverá melhor anfitrião? Não, não há.

Paixão Rioavista 6

(a equipa do Rio Ave na coleção de cromos da Panini, devidamente autografada por todos; como sempre, clicar para aumentar)


Ukra volta a reinar

Vitória clara de Ukra.
O marcador do golo Rioavista conseguiu 34 pontos, contra os 29 de Tarantini.
Seguem-se Lionn e Edimar, com 27; com 26 Rodriguez e Diego Lopes.
O titular menos pontuado foi Ederson, com apenas 16, mais dois do que Wakaso.

2.12.13

Do zelo ao desmazelo?

Já aqui se falou das restrições colocadas aos sócios que se fazem acompanhar pelos filhos pequenotes também sócios e que os querem levar para a bancada coberta. Entretanto essas restrições já terão sido levantadas. Desse zelo no acesso à zona da bancada coberta, ontem passou-se a um aparente desmazelo. No intervalo, descia-se e subia-se a essa zona sem qualquer controlo. O mesmo se passava na zona dos cativos. Escapou-me alguma coisa?

Sub10 vencem o FC Porto

Já não é - felizmente - insólito quando isto acontece, mas merece sempre um destaque: a equipa de sub10 do Rio Ave venceu este fim de semana o FC Porto. 1-0.
A equipa está a fazer um excelente campeonato, com apenas uma derrota.

Será que o Benfica

vai ser o Esmoriz de Ederson?

A foto oficial 2013/14

Via Record de ontem, aqui fica, até que a foto em condições seja disponibilizada pelo Clube:
Em cima, da esquerda da direita:
Salin, Sandro Lima, Hassan, Nivaldo, Marcelo, Tarantini, Vilas Boas, Jeferson, Ângelo Meneses, Ronny, Filipe Augusto, Roderick, Rodriguez e Ederson.
A meio:
Luís Rocha, Basil Ribeiro, Manuel Barbosa, "Toni" Passo, Miguel Ribeiro, Edmundo Alexandre, António Silva Campos, Nuno Espírito Santo, Rui Silva, António Dias, Rui Barbosa, Ian Cathro, Augusto Gama, ? [desconheço o nome, mas penso ser roupeiro] e Lino Castro.
Em baixo:
Ukra, Diego Lopes, Luís Gustavo, Edimar, Nuno Lopes, Braga, Julio Alves, Del Valle, Lionn, Tiago Pinto, Wakaso, Joeano e Renato Santos.

Notas:
- plantel com 27 jogadores
- faltam Tiago Silva (saiu para entrar Joeano?) e o fisioterapeuta Luís Pinto?
- Rodriguez não faltou...

(11j Benfica) positivo/negativo

Positivo: vou pensar um bocadinho e depois digo alguma coisa.
Já sei: a arbitragem de Bruno Paixão! Foi boa? Claro que não. Isso seria o mesmo que pedir o impossível. Mas não houve disparates nem parvoíces nem nos deixou de cabelos em pé. Quando Bruno Paixão se limita a fazer uma má arbitragem, afinal como tantos colegas seus jornada após jornada, isso só pode ser positivo! [o segundo golo do Benfica? A mim pareceu-me falta sobre Matic, mas não ponho as mãos no fogo...]

Negativo: além do que o Gil disse, não gostei do novo símbolo que marcará os 75 anos do Rio Ave. É tão discreto que provavelmente não daremos por ele.

(11j Benfica) Mais do mesmo, infelizmente

Uma pergunta: foi este jogo do Rio Ave melhor do que os últimos?
Vejamos: escassa produção atacante (dois lances de perigo?), jogadores sem inspiração, alguma consistência defensiva e pouco mais.
Tivemos um frango, mas até isso já não é propriamente novidade. E tivemos um treinador a reagir tarde às incidências.
Não há, assim, grande novidade. A expulsão de Wakaso é que foi anormal, a arbitragem não teve influência, apesar de fraca.
Eu esperava que os jogadores aparecessem com outra motivação, com outro brilho, mas se calhar sentiram-se intimidados pelo que disse o míster... (estou a brincar...).
Pensava que aproveitassem o jogo com o Benfica para dar a 'chicotada' na letargia em que vivem(os) há algum tempo.
Mas todas as expetativas saíram furadas.
Nem perante um Benfica-a-gasóleo conseguimos dar outro sinal - lembram-se do jogo frente ao Benfica, na época passada? Foi muito diferente!
Foi, portanto, mais do mesmo.
Infelizmente.
A Nuno, nota 1. Pelas trocas na equipa, pela má resposta nas substituições mas sobretudo pela incapacidade, até agora, em conseguir acordar a equipa!

(11j Benfica) Um-a-um: Não há no plantel quem faça melhor?

Ederson: 1 (há, claro, o golo. Que tão cedo não esquecerá. Mas tenho algumas dúvidas se não podia ter feito melhor no terceiro golo do Benfica. Um guarda-redes muito bom talvez tivesse conseguido evitar)
Lionn: 2 (atacou melhor do que defendeu; na segunda parte teve vários lapsos e 'esqueceu-se' do adversário. Mas a nota é também pela coragem que demonstrou sempre a tentar atacar)
Marcelo: 2 (hesitante em alguns lances, mas sempre muito voluntarioso, sempre presente, sempre a dar o corpo à bola)
Rodriguez: 1 (por estilo ou sorte, esteve muito menos exposto do que Marcelo - a primeira vez que tocou na bola foi aos 32 minutos, se não estou enganado. No 1-3 esqueceu-se de marcar Lima e o avançado, sozinho, pôde chutar como quis)
Edimar: 2 (sem brilhar, esteve regular, ativo e constante. Dos menos maus);
Wakaso: 1 (hesitei entre o 1 e o zero, já que aquele segundo amarelo, naquele local do jogo, é completamente parvo. E pode ter comprometido o próprio jogo da equipa [não me apercebi do primeiro amarelo]; sobre o jogo propriamente dito, fracote; um ou outro desarme, mas é pouco para um jogador naquela posição);
Tarantini: 3 (o melhor da defesa, o melhor do meio campo, só não apareceu tantas vezes no ataque; nem brilhou, como todos gostávamos e precisávamos...)
Diego Lopes: 1 (mais uma vez, é a média das duas partes, na primeira ainda tentou agitar o ataque, sem sucesso, mas na segunda desapareceu por completo);
Ukra: 3 (o golo e pouco mais. Mas neste contexto já não é pouco...)
Hassan: 1 (um passe para golo e pouco mais)
Braga: 1 (custa-me escrever o que se segue, porque quero acreditar que Braga não desaprendeu e sempre me bati pelas qualidades do jogador: mas para fazer o que fez ontem, também eu! Não haverá no plantel quem esteja 'mais em forma' do que Braga?)
Roderick, Joeano e Del Valle: 1 (sem tempo para mais e melhor)

Positivo e negativo

Positivo: muita gente nas bancadas, o que deve significar um interessante encaixe de bilheteira.

Negativo:
- Ederson esteve infeliz no lance do primeiro golo, foi um daqueles perús natalícios. A aposta de Nuno no jovem brasileiro foi ousada, mas correu muito mal. Falta saber se a aposta se vai manter nos próximos jogos.
- O relvado continua a mostrar sinais de não estar nas melhores condições.
- Nuno demorou muito tempo a reagir à desvantagem e depois à expulsão. O próprio disse na flash interview que ia ajustar a equipa, mas entre o 2º golo e a expulsão há um hiato de 6 minutos e entre a expulsão e as substituições 13. Não é tempo a mais, mister?

1.12.13

Contra o Benfica, um a um

Ederson 1. Tão pouco trabalho e... o sabonete escorregou das mãos. Ederson vai ter pesadelos e nós também, infelizmente.

Edimar 2.
Rodriguez 3
Marcelo 2. Achei-o nervoso e pouco confiante.
Lionn 1.
Wakaso 1.
Tarantini 3. O nosso capitão e o melhor da noite.
Diego Lopes 2. Perde muito tempo a jogar em sítios onde não faz a diferença, batalha e empenha-se muito mas depois o físico ressente-se.
Braga 1.
Hassan 1. Um avançado quase sempre sem bola. É dele o cruzamento para o golo de Ukra.
Ukra 2, Bem no golo, mas desinspirado no resto.
Roderick, Joeano, Del Valle 1.

Benfica: ter e não ter

Este era um jogo em casa talhado para o estilo de jogo do Rio Ave: as despesas do jogo seriam do adversário e depois era esperar por aberturas na defesa contrária para tentar marcar. O adversário era mais forte, por isso as oportunidades teriam de ser aproveitadas se surgissem. A defender teríamos de criar uma muralha intransponível. Quanto às nossas oportunidades elas não surgiram, mas a defender foi tudo perfeito até Ederson borrar a pintura e oferecer um golo ao Benfica. Merecido pelo domínio do adversário? Não. O Benfica não teve qualquer alma. A diferença esteve naquilo que sempre se soube, eles têm executantes que nós não temos. Um Rio Ave motivado e com outra história caseira teria feito misérias deste adversário. Mas como o futebol não vive de "ses", vale o que foi e não o que podia ter sido.

Este jogo não serve para avaliar a nossa condição caseira. O adversário é do nosso campeonato, tem de jogar connosco, mas tem outras ambições e possui capacidades que nós não. O que deu para ver mais uma vez é que no banco do Rio Ave se raciocina muito devagar. Vê-se a "doença" alastrar mas nada se faz para a parar, reza-se, acendem-se velas, mas não se vai ao médico. Custa-me perceber como se espera 13 minutos e se sofre mais um golo do adversário até reagir à expulsão. A Nuno dou nota 1. A paciência já está esticada. Quando se tem um treinador pouco apreciado nas bancadas, mas com resultados, tudo corre bem. Quando se tem um treinador impopular e os bons resultados começam a escassear tudo se precipita e começa-se a pedir-se o afastamento do treinador que afasta os sócios. É bom que nos traga qualquer coisa nova, um presentinho, mister, o Natal está a chegar.

Derrota por 3-1

Ukra ainda empatou no único lance de perigo do Rio Ave em 90 minutos mas a expulsão parva de Wakaso e a maior competência do Benfica ditaram o resultado final. Quem joga para o empate perde mais provavelmente. Foi mais uma vez o que nos aconteceu.

Benfica: Vilas Boas e Salin no banco

Onze surpresa com Ederson, Rodríguez e Diego Lopes, além de Edimar.

Lord a treinar com a equipa principal

Veio para os juniores no final da época passada, deu nas vistas mas uma lesão estragou tudo.
Ontem vi o avançado ganês a treinar com a equipa principal.
Ou não era ele?