31.3.14

"75 anos-75 fotos" (65): a última de 1982/83


Ederson volta à baliza na Luz

Foi Nuno quem o disse, no final do jogo de ontem.
Ederson foi poupado por causa dos 4 amarelos e jogará frente ao Benfica.

PS - injusto para Ventura, que valeu a vitória no Estoril?

Nuno volta aos 42 pontos

No final do jogo no Estoril, Nuno voltou a falar em 42 pontos, «suficientes para chegar à Europa».
O Rio Ave tem 31 - precisa de fazer 11 em 15 possíveis. Impossível?
Impossível não é. E a verdade é que já estivemos mais longe.

PS - tão ou mais dificil do que fazer 42 pontos será ultrapassar as quatro equipas que estão à nossa frente (Guimarães, Académica, Braga e Nacional - o Nacional tem 38, faltam apenas 4 para lá chegar pelas contas de Nuno)

Uma época que não vamos esquecer (por vários motivos)

Seis vitórias fora, até agora (mais só Benfica, 10, Sporting, 8, e Estoril, 7)!
Sete derrotas em casa (ninguém tem mais derrotas em casa do que nós)!

Mas o que importa são os 31 pontos, não há dúvidas!

30.3.14

"75 anos-75 fotos" (64): ainda 1982/83


Rio Ave vence 1-0 no Estoril

Nuno mexeu no onze e ganhou a aposta. Ventura estreou-se e defendeu um penalti. Chegámos aos 31 pontos

(25j Estoril) Rodriguez volta a descansar

Nuno leva 19 a Cascais:
Guarda-redes: Ventura e Ederson;
Defesas: Lionn, André Vilas Boas, Tiago Pinto, Roderick, Edimar e Marcelo;
Médios: Luís Gustavo, Filipe Augusto, Tarantini e Diego;
Avançados: Hassan, Braga, Ukra, Velikonja, Pedro Santos, Joeano e Renato Santos.

Sem Nuno Lopes, lesionado, Ronny e Kriutchuk, a recuperar, ficam em Vila do Conde: Ruben Ribeiro, Julio Alves, Sandro Lima e Rodriguez (repete).

29.3.14

Juniores vencem 2-0

Numa análise muito rápida ao onze, Pedro Cunha manteve a equipa que tantas vitórias conseguiu nesta fase final.

"75 anos-75 fotos" (63): outra de 1982-83 (Luís Saura e Alfredo)

Em cima: Sérgio, Santana, N`Habola, Tó Zé, Duarte e Alfredo.
Em baixo: Quim, Pires, Cabumba, Adérito e Luís Saura.


Juniores: ainda o empate com o Paços de Ferreira

Pedro Cunha fez alinhar:  Maravalhas, André Gomes, Silvério, Monte, Murilo, Abalo, Tiago Esgaio, André Ceitil (Diogo Pereira 86), Ernest (Sérgio 66), Bissourou Touré e Iuri (Fernando 82).

Notas:
- Foi o onze que venceu na Póvoa;
- marcou Nelson Monte.
- manutenção matematicamente garantida.
Logo frente ao Chaves será o mesmo onze?

28.3.14

"75 anos-75 fotos" (62): a primeira de 1982-83


Tu tens qualidade; não, tu é que tens...

«O Rio Ave é uma equipa de qualidade» – Diogo Amado
«Estoril tem muita qualidade» - Nuno Espírito Santo

Nuno volta ao esquema habitual?

Frente ao Estoril Nuno deverá voltar ao 4-2-3-1 (ou o velho 4-3-3...), que é o seu esquema preferido.
A menos que, por causa do jogo de quarta, queria fazer descansar algum dos titulares.

PS - há quatro jogadores em perigo de exclusão (Diego Lopes e Tarantini, com oito amarelos, Nuno Lopes e Ederson, com quatro). Será necessária alguma gestão, sendo que Nuno Lopes está lesionado?

Futebol de praia: jogador do Rio Ave convocado

Rudy Viana (estágio na primeira semana de abril)

Futsal: Fábio Lima a caminho do Sporting

(informação de A Bola)

A confirmar-se, só podemos desejar que Fábio Lima seja muito feliz.
Foi um elemento que valorizou o Rio Ave (da mesma forma que o Rio Ave o valorizou e nesse capítulo deve estar grato a Raul Moreira)!

Quem vai ser o Rei do Ave 2013-14?

Ukra ou Tarantini - um deles deverá vencer o Rei do Ave desta época.
Estamos a seis jornadas do final e tu está em aberto.
Aliás, Marcelo, Braga, Edimar e Diego Lopes não estão fora.
Vamos ter, pois, de esperar.
O que já é normal.
Nas quatro edições anteriores, a vitória mais cedo aconteceu em 2011/12 com Atsu a ser Rei à 27ª jornada.

outros dados:
2009-2010: Gaspar se não pontuasse na última jornada venceria na mesma. vitória à 29ª jornada (ganhou com 22 pontos de vantagem e perdeu 5 para Bruno Gama na última jornada: 18-23; logo os 27 de vantagem da 29ª teriam bastado);

2010-2011: Tomás se não pontuasse na última jornada venceria na mesma. vitória à 29ª jornada (ganhou com 41 pontos de vantagem; Bruno Gama não jogou na jornada 29 e Tomás aumentou aí a vantagem pra 40 pontos; na última jornada Gama só somou 31);

2011-2012: Atsu poderia nem pontuar nas últimas 3 jornadas para vencer. vitória à 27ª jornada (ganhou com 101 pontos de vantagem e se não pontuasse nas 3 últimas ainda teria mais 1 ponto que o Tiago Pinto que não jogou na jornada 30)

2012-2013: Tarantini precisou dos pontos da última jornada para vencer. vitória à 30ª jornada (ganhou com 27 pontos de vantagem; na jornada 29 a vantagem era de 32 e na última Oblak somou 34; se não somasse pontos na última não teria vencido)

27.3.14

"75 anos-75 fotos" (61): a última de 1981/82


Por na agenda: Benfica-Rio Ave

Benfica - Rio Ave 7 de abril, 2ª feira, às 20h (Benfica TV)

Nuno e Paixão fizeram as pazes

Foi uma das coisas boas de ontem em Braga, o abraço entre Nuno e Jorge Paixão.
É certo que Nuno disse ontem na sala de imprensa que nunca houve desavenças entre ele e o Paixão, mas o abraço 'normaliza' um ambiente que estava mais pesado.

O que nos faltou ontem é o que nos vai dar a final

Ontem fomos uma equipa muito retraída, muito contida, sem rasgo ou audácia.
Uma crítica?
Não, porque foi um jogo de duas mãos e o que interessa é o resultado final dos dois jogos.
Mas fica claro, para mim, que um Rio Ave pressionante, com raça e velocidade, perante este Braga, vai estar na final.

PS - o Rio Ave podia ter ganho ontem, se aquele remate de Pedro Santos (ao poste) entra; mas o empate é justo

26.3.14

Expulsão de Rúben Ribeiro - amarelo bem mostrado

O nosso jogador chega tarde e não mede bem o lance.

Empate em Braga

Um resultado positivo ja que jogámos a segunda parte com menos um. Voltámos a mostrar que temos equipa para derrotar o Braga

"75 anos-75 fotos" (60): mais uma de 1981/82

Em cima: Zé Maria (massagista), Sérgio, Figueiredo, Brito, Duarte e Trindade.
Em baixo: Quim, Cabumba, Adérito, Paquito, Pires e Tó-Zé.

Rei Bracelo!

Marcelo ou Bracelo (os de Braga chegaram a reclamar mais um penalty por mão de Marcelo...) foi o grande vencedor da pontuação semanal. Não só venceu como deu um pulo até ao 3º lugar da classificação geral. Foi a sua 3ª vitória semanal.

No topo da classificação Ukra, que ficou de fora das escolhas da 24ª jornada, perdeu a liderança para Tarantini. O novo líder ainda assim não conseguiu distanciar-se muito de Ukra, uma vez que também só jogou 11 minutos. Continuam a ser os únicos com mais de 600 pontos acumulados.

Entre os 11 melhores, Braga caiu 2 lugares e Nuno Lopes entrou no grupo. A sua entrada retirou esse estatuto a Wakaso. O jogador que o Rio Ave emprestou ao Portimonense esteve as 23 jornadas anteriores entre os 11 mais pontuados, mesmo não estando no Rio Ave há 8 jogos. Antes desses 8 jogos, Wakaso esteve os outros 3 anteriores sem ser utilizado por Nuno.

Tudo igual na classificação

ou seja, 11º lugar, 10 pontos acima da linha de água e 7 pontos abaixo do último lugar europeu via Liga.

Rui Silva chumbado

O arbitro do Rio Ave -Braga de sexta teve nota 2,4, claramente negativa.
(Fonte: Record)


Já temos outra cabeça!

Marcelo lê os jornais e está atento à estatística. De tal forma que marcou 2 golos de cabeça ao Braga, para somar ao único que tínhamos apontado por Tarantini. Ok, só um contou, mas Marcelo disse presente! E com o seu golo tornou-se no 13º jogador do Rio Ave a marcar golos na Liga. Pelo lado das assistências para golo, Ruben Ribeiro fez a 2ª da temporada, o que não deixa de ser relevante tendo em conta que tem apenas 202 minutos jogados.

Contra o Braga sofremos o 3º golo de penalty. Foi a 4ª penalidade máxima assinalada contra o Rio Ave, sendo que Salin defendeu um penalty na jornada 2.


4 jogos a somar

O Rio Ave esteve 6 jogos sem ganhar, mas agora convém referir que há 4 jogos seguidos que soma pontos. Sendo certo que só fizemos 6 pontos dos 12 possíveis (o mesmo que se tivéssemos ganho 2 e perdido outros 2 jogos), não deixa de ser importante ver sempre a pontuação a subir.

Na divisão de 10 séries de 3 jogos que fazemos aqui, esta série que findou com o Braga foi a 3ª melhor da época, com 5 pontos, só batida pelos 6 pontos entre as jornadas 1 e 3 e entre as jornadas 7 e 9.

As escolhas de Nuno

Nuno apresentou contra o Braga o 19º onze inicial diferente da época. Numa equipa que teve diversas alterações, o castigo de Braga faria com que a equipa inicial fosse sempre inédita.

Curiosidade táctica na equipa: Vilas Boas e Roderick já tinham coincidido antes na equipa inicial na jornada 8 (recepção e derrota com o Gil Vicente). Nessa altura o central tinha sido Vilas Boas, jogando Roderick no meio-campo defensivo. Desta vez Nuno inverteu os papeis.

O fim do totalista

Antes de mais, tenho de agradecer a atenção do Paulo Vidal que me alertou para algo que me tinha escapado na 23ª jornada: Braga ia cumprir castigo. E cumpriu-o frente ao Braga, o que significa que já não temos atletas que tenham sido titulares em todos os jogos.

O jogador com mais tempo jogado na Liga continua a ser Tarantini. Mesmo não tendo sido titular na 6ª-feira passada, é ainda o único com mais de 1900 minutos de utilização
Em termos disciplinares, Tarantini e Diego Lopes estão com 8 amarelos, enquanto Nuno Lopes está com 4.

Nuno antes do jogo de logo

«Penso que tudo ficará decidido na segunda mão»

PS - não houve qualquer referência ao jogo e aos acontecimentos de sexta-feira na conferência de imprensa de onetm.

25.3.14

"75 anos-75 fotos" (59): ainda 1981/82


Rei do Ave: Marcelo esmaga

Vitória esmagadora de Marcelo!
O central conseguiu 43 pontos, mais nove do que Filipe Augusto.
Filipe Augusto, pelo seu lado, conseguiu mais quatro pontos do que os terceiros Ederson, Tiago Pinto e Ruben Ribeiro.
Joeano, com apenas 23, foi o titular menos pontuado, menos um do que Renato Santos, o suplente melhor avaliado.

Hassan convocado para amanhã - máxima força para Braga

Nuno Espírito Santo vai levar 20 a Braga:
Guarda-redes: Ventura e Ederson;
Defesas: Rodriguez, Lionn, André Vilas Boas, Tiago Pinto, Roderick, Edimar e Marcelo;
Médios: Luís Gustavo, Filipe Augusto, Tarantini, Diego Lopes e Ruben Ribeiro;
Avançados: Hassan, Braga, Ukra, Velikonja, Pedro Santos e Joeano.

Notas: 
sem castigados, e com apenas o guarda-redes russo e Ronny no 'estaleiro', restam Nuno Lopes, Júlio Alves, Sandro Lima e Renato Santos [não é 'normal' destacar um jogador para falar antes de um grande jogo e depois não o convocar].

"Rio Ave é superior ao Braga" diz Renato Santos

Não sei se é superior, mas pelo menos já deu provas de que está melhor, de que joga melhor e de que pode eliminar o Braga.

PS - cuidado com as euforias. Não são boas para o nosso lado e acabam por incentivar o adversário.

Miguel Ribeiro deveria falar (ATUAL.)

O nosso diretor-geral foi notícia nas duas últimas jornadas, primeiro ao ser expulso em Barcelos e depois ao ter-se desentendido com Jorge Paixão.
Penso que faria sentido Miguel Ribeiro dizer alguma coisa.

ATUalizo: Jorge Paixão voltou a referir-se às alegadas ofensas de Miguel Ribeiro na conferência de imprensa desta manhã.

«As imagens de uma noite que envergonha o futebol português»

... é  titulo de um video ontem colocado no Youtube, com as imagens do jogo de sexta frente ao Braga:


PS - Há um mês, após o jogo da meia final da Taça da Liga, o Braga colocou um video que se chamava «As imagens de uma noite que envergonha o futebol português»...

24.3.14

Positivo e negativo

Positivo
A equipa. Com tantas mudanças o colectivo acabou por estar bastante bem.
Marcelo. Muito bem a defender e dois golos sem espinhas marcados nas redes do adversário.
O relvado. Deixou de ser desculpa para o que quer que seja.

Negativo
As declarações das pessoas do Sporting de Braga após o jogo.
A arbitragem.

O jogo de sexta com o Braga

Escrever com esta distância sobre o jogo de sexta-feira deu-me tempo para digerir bem as coisas e não vir para aqui falar sobre coisas que não interessam. Podia chamar idiotas e mentecaptos às pessoas do Sporting de Braga que tiveram as mais infelizes declarações no final do jogo, mas não o vou fazer. Para eles, Viva a liberdade de expressão! Também não vou dizer mal do árbitro, o que tinha para lhe dizer disse-o na bancada do estádio e ainda hoje estou rouco. Adiante.
Quero dizer que gostei do nosso jogo. Entrámos fortes, depois o Braga foi melhor que nós e quando eu temia ver uma segunda parte com o Rio Ave subjugado, a equipa deu uma resposta excepcional. Se não vencemos não foi por falta de vontade de o fazer. Agradou-me muito a garra e a atitude. Agradou-me a equipa que jogou, mesmo não havendo grandes rotinas entre os jogadores. Agradou-me Nuno a quem dou nota 4.

Por na agenda

Estoril-Rio Ave, dia 30 (domingo) às 16h

Quantos titulares vão repetir, de sexta para quarta?

Ederson, Nuno Lopes (?) Marcelo, Filipe Augusto e Diego Lopes/Ruben Ribeiro?
Será caso para dizer que o Rio Ave se vai apresentar mais fresco do que o Braga»?

O elogio que fica por fazer (ATUALx2)

Segundo percebi (via A Bola de ontem), um patrocinador estará a subsidiar a deslocação dos Rioavistas depois de amanhã a Braga (o bilhete e a deslocação), basta inscreverem-se na Loja Verde.
Procurei no 'site' e no Facebook do Clube qualquer referência a esse patrocinador, para deixar aqui o elogio e o agradecimento, mas não encontrei.

ATUALizo: e esta notícia do Record fala apenas numa "empresa vilacondense" (normalmente estas ações são marketing e as empresas querem ter o devido retorno com o reconhecimento) que vai levar 500 adeptos!

ATUAlizo novamente a 25/3/2014: um dos autocarros é organizado pelo blogue Rioavistas.

Olhó Xistra!

Carlos Xistra, da Associação de Futebol de Castelo Branco, será o juiz da primeira mão da meia-final entre o Sporting de Braga e o Rio Ave.

"75 anos-75 fotos" (58): estamos em 1981/82 (a famosa foto de José Mourinho)

Em cima: Valter, Alberto, Dr. Teófilo Bernardes, Rui Palhares, José Mourinho, José
Carlos Passo, Caíca, José Mourinho (treinador), Reis, Dias e Trindade.
Em baixo: Zé Maria (massagista), Samuel, Sérgio, Pires, Paquito, Álvaro, Cabumba e
Quim.

23.3.14

Futsal: a luta pelo 5º lugar

Faltam três jornadas para acabar esta fase regular do nacional de futsal.
O Fundão tem mais um ponto.
O final promete ser emocionante e equilibrado (vamos a Porto Salvo e ao despromovido Vila Verde, recebendo o Cascais e o Fundão recebe o Braga e vai ao Vila Verde e ao Belenenses).
Se ficarmos em sexto jogaremos com o Braga, em princípio.
Mais Braga?????

Ainda da roubalheira de sexta!


Record: «Salvador até avisou que 4.ª feira há mais». Há mais disto?
(do Record de hoje)

JN: o Rio Ave adia uma posição sobre o caso para terça-feira, véspera da meia-final da Taça de Portugal;

"75 anos-75 fotos" (57): mais uma de 1980-81


22.3.14

Evandro teve acidente, mas está a recuperar bem

Evandro sofreu um acidente de mota no Brasil, ao que nos disseram a situação médica esteve complicada, mas, ainda que "todo partido", está a recuperar favoravelmente. E já tem falado no Facebook com alguns amigos Rioavistas.
Um abraço para o Evandro!

Juniores empatam 1-1 com Paços de Ferreira

Golo de Nelson Monte.

Futsal: Rio Ave ganha 5-4 na Póvoa

Jogo muito disputado com Renato Pontes, mais uma vez, a ser decisivo. Dois golos de Jander.
Muito bem toda a equipa que soube sofrer num jogo muito difícil e com várias adversidades.

Unanimidade nos jornais desportivos!

Não é facil os tres diários desportivos mostrarem a mesma opinião sobre o mesmo jogo. Mas isso acontece hoje com Bola, Record e Jogo. Os três fazem a  MESMA análise à arbitragem, criticando a arbitragem de Rui Silva, quer no lance do penalti quer no golo anulado.

PS 1 - pelos vistos terá havido problemas entre Miguel Ribeiro e Jorge Paixão, que acusou o nosso diretor-geral de o ter maltratado. O Record diz que no final do jogo Salvador tentou convencer ASC a sensibilizar Miguel Ribeiro para um pedido de desculpas a Jorge Paixão. Não sei o que se passou, não posso emitir opinião.

PS  2 - Na flash interview Ruben Micael disse isto: «no primeiro jogo, eles foram uma vez à nossa baliza e marcaram um golo. No segundo jogo fomos aqui bem gamados». Nuno reagiu bem: «Incomodou-me, no final, ver o Rúben Micael [jogador do Braga], que julgo que jogou comigo no FC Porto, dirigir-se ao Rio Ave usando a expressão `eles´. Não gosto de responder a essas declarações, mas seria bom que todos tivessem mais respeito por uma instituição com história como é o Rio Ave»

Sabem o que fica deste jogo: a evidência que temos equipa para ultrapassar o Braga e estar na final da Taça de Portugal. Que toda  a equipa do Rio Ave se convença disso!

(24j Braga) Um-a-um: Marcelo nota máxima

Ederson: 3 não teve uma noite cheia mas sempre seguro
Nuno Lopes: 3 (genericamente bem)
Marcelo: 5 (muito bem a defender e ainda marcou dois golos; pena só um ter contado)
Roderick: 3 (um ou outro lapso, menor, mas genericamente bem)
Tiago Pinto: 3 (melhor a atacar do que a defender - mas fez a 'defesa' da noite!)
Vilas Boas: 2 (teve alguns deslizes nos passes, que a bancada nao aceitou, e é penalizado por isso; foi o mais lutador do meio campo; jogou pela primeira vez a trinco com Nuno e por vezes mais parecia um central; noite dificil)
Filipe Augusto: 4 (menos impetuoso e afirmativo do que nos últimos jogos, mostrou classe!)
Diego Lopes: 2 (começou bem, com duas 'arrancadas' mas desapareceu aos 15 minutos; na segunda parte não se viu)
Ruben Ribeiro: 2 (jogou a médio ala esquerdo e não fez a diferença; claramente penalizado pelo sistema tático)
Pedro Santos: 3 (na segunda parte faz uma jogada absolutamente genial, que seria o melhor golo do ano; tentou sempre levar a bola para a área, nem sempre bem)
Joeano: 2 (passou ao lado)
Tarantini e Renato Santos: 2 (ainda conseguiram dar 'um ar da sua graça' no pouco tempo)
Velikonja: 1 não fez melhor do que Joeano, mas teve pouco tempo.

(24j Braga) Fácil, o comentário (Rio Ave, 1 - António Salvador, 1)

Apesar de uma boa entrada, que durou apenas 15 minutos, a primeira parte foi fraquita e o Braga, sem jogar bem, teve depois dois lances para marcar (grande 'defesa' de Tiago Pinto sobre a linha).
Na segunda parte, ao contrário, até nem entrámos bem, mas fomos crescendo com o passar dos minutos e criando oportunidades. a última meia hora é de domínio completo do Rio Ave, antes e depois do golo do empate deles.
Uma excelente segunda parte, suficiente para ganhar o jogo, que só a arbitragem não permitiu!
O Rio Ave a entrar bem pelas laterais, a colocar velocidade e pressão e a rematar à baliza.
Só haveria um resultado possível, avaliando os 90 minutos, e esse era a nossa vitória por 2-0.
Nuno, que apresentou uma espécie de equipa-B, tal a quantidade de alterações, acabou por ganhar a aposta, embora, como disse, na primeira parte estivessemos um pouco apáticos. Nuno diz que não, mas acho que pensou ontem no jogo de quarta-feira. E, do meu ponto de vista, bem. Nota 3 para Nuno.

PS - vencedor do jogo? António Salvador; ganhou 1 ponto quand deveria ter regressado a casa de bolsos vazios.


Ainda do nosso 'amigo' Rui Silva

De 2009: «Os árbitros Rui Silva e os auxiliares Bruno Pereira e Nuno Fraguito lamentaram a suspensão de 20 meses confirmada pelo Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol, no âmbito do processo Apito Dourado. Em comunicado hoje enviado à Agência Lusa, através de uma sociedade de advogados, estes árbitros anunciaram ser sua intenção regressar à arbitragem, findo o castigo». E regressaram mesmo! Foi pena...

E não só!
Como lembra Paulo Vidal, «foi o mesmo que num célebre jogo na Marinha Grande num jogo entre União de Leiria e Rio Ave mostrou dois cartões amarelos ao mesmo jogador (Anselmo do Rio Ave) e não o expulsou. Depois teve a lata de alterar o relatório dizendo que mostrou o amarelo ao André Vilas Boas».

Nuno parece que adivinhava: "Passado terá peso no jogo".  Assim se (a)pagou o jogo da Taça da Liga.
PS - esperava uma reação mais enérgica. Já os adeptos não deixaram de exprimir a sua indignação no final do jogo

"75 anos-75 fotos" (56): estamos em 1980-81

Em cima: Soares, Reis, Brito, Trindade, Babalito e Duarte.
Em baixo: Quim, Pires, Paquito, Álvaro e Camegim.

21.3.14

Golo aos 90 minutos (Marcelo) é limpinho!

Arbitragem escandalosa que retirou a vitória ao Rio Ave.
Além do golo anulado a Marcelo aos 90 minutos, há ainda o penalti muito duvidoso (a bola bate no braço do jogador do Rio Ave) e duas expulsões perdoadas ao Braga.
Mas o golo anulado aos 90 minutos é escandaloso.
Como irá o Rio Ave reagir?
Um coisa é certa: António Salvador deve estar a rir-se nesta altura...

Já agora fixem este nome: Rui Silva, de Vila Real, foi o árbitro!

Braga: empate a um golo

Boa segunda parte do Rio Ave. Que fez para ganhar.  Arbitragem não deixou.  Varias excelentes oportunidades deveriam ter outro resultado.

Zero zero ao intervalo

Duramos 15 minutos.  Melhores oportunidades para o Braga.  Fraco

Onze surpresa para o Braga

Ederson, Nuno Lopes,  Roderick e Tiago Pinto. Vilas Boas, Filipe Augusto , Rúben Ribeiro e Diego Lopes. Joeano e Pedro Santos. O onze mais revolucionário da história de Nuno no Rio Ave!

RR ou DL?

A imprensa especializada divide-se entre a utilização de Ruben Ribeiro e Diego Lopes, logo.
Eu acho que será Ruben, depois do jogo de Barcelos, mas Nuno pode estar a jogar em dois campos, hoje, tendo em vista a partida de quarta.
Não acredito que o Rio Ave apresente os mesmos onze hoje e dia 26, pelo que alguns ajustes serão normais (e desejáveis, digo eu).

«Rio Ave e SC Braga lutam por um lugar europeu»

Não será um bocado exagerado?

"75 anos-75 fotos" (55): a última de 1979-80


20.3.14

Diego Lopes: «falta-me um pouco mais de calma a finalizar»

Em O Jogo de hoje: «falta-me um pouco mais de calma a finalizar. Pode ser que apareça nas decisões que temos pela frente, começando já pelo jogo com o Braga», promete Diego Lopes que «desespera por um golo», escreve o jornal.

Expulsão de Miguel Ribeiro em Barcelos valeu

... multa de 103 euros e repreensão.
O nosso diretor-geral insurgiu-se contra a marcação do penalti que favoreceu o Gil Vicente (um pequeno toque de Tarantini, que deixou algumas dúvidas), depois de já ter ficado por marcar um penalti a nosso favor sobre Hassan (sem dúvidas para mim, que estava mesmo perto).
Eu compreendi a sua atitude.

PS - o Rio Ave evita meter-se em polémicas de arbitragens, o que pode ser merecedor de elogios, mas o outro lado da moeda é que deixa 'os outros' construírem, sem oposição, as versões que lhes interessam.
Para o Record somos a equipa mais favorecida pelas arbitragens, com mais seis pontos!

Sandro Lima apagou-se

A ausência de Sandro Lima da convocatória para amanhã é sexta consecutiva.
A última vez que o avançado brasileiro foi convocado foi frente ao Arouca. E fez os 90 minutos.
Depois eclipsou-se por completo.
Sinal de alguma coisa para a próxima época?

(24j Braga) Rodriguez e Sandro Lima de fora por opção

Nuno chamou 20 para o jogo de amanhã:

Por opção ficam de fora Rodriguez (a descansar) e Sandro Lima:
Braga está castigado.
Hassan, Ronny e Kriutchk estão lesionados ou a recuperar.

"75 anos-75 fotos" (54): continuamos em 1979-80


19.3.14

RRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRREI!

O rato roeu a rolha da garrafa do Rei da Rússia? Roer roeu o Ruben Ribeiro!

Ao fim de 4 jogos na Liga com a nossa camisola, o jogador que o Paços nos emprestou foi o mais pontuado numa jornada. E com isso Ruben subiu ao 23º lugar da classificação geral passando Renato Santos.

Em termos gerais a jornada foi atribulada: Ukra voltou ao 1º lugar,  passando Tarantini que ficou 3 pontos atrás do líder. Edimar continua no 3º lugar. Entre os 11 melhores, Marcelo, Hassan e Lionn perderam um lugar cada um; em sentido inverso Diego Lopes, Rodriguez e Ederson ganharam uma posição cada um.

A 7 jornadas do fim da Liga a luta pela liderança está ao rubro. Vai haver novo Rei ou Tarantini vai ser o primeiro jogador a repetir a coroa?

Subimos na classificação,

afastámo-nos dos lugares de despromoção e aproximamo-nos dos lugares europeus.

Ou seja, subimos ao 11º lugar, deixamos a linha de água a 10 pontos e estamos a 7 pontos do último posto europeu. Ainda lá chegamos pela Liga?

Goleador Ukra

Ukra marcou o golo da vitória em Barcelos e distanciou-se ainda mais como líder da tabela de melhores marcadores. São 4 os seus golos, mais 2 que Hassan e Tarantini. Continua a não haver jogadores a marcar dois ou mais golos num jogo. Entre o deve e o haver, continuamos com as contas no vermelho: 24 sofridos, apenas 18 marcados, menos de 1 por jornada.  Somos o 4º pior ataque da Liga. No entanto, continuamos a ser a defesa menos batida fora de portas.

Juniores: ainda a vitória na Póvoa

Pedro Cunha fez alinhar: Maravalhas, André Gomes, Silvério, Monte e Murilo; Abalo, Tiago Esgaio (Diogo Pereira 90) e Ceitil, Ernest, Bissourou (Rafa 85) e Iuri (Sérgio 60').

Notas:
- Pedro mudou a equipa, depois de quatro jornadas sem alterações; saíram a João Cunha, Rafa e Kevin, que tinham jogado na semana anterior; dos 'novos' só se manteve Iuri (Bruno Sousa  não esteve no banco, sequer).
- Golos por Ernest (3º golo em seis jogos, se não estou enganado) e por Bissourou;
(com a manutenção garantida, Pedro Cunha vai começar a dar oportunidade a outros jogadores, tendo em vista a próxima época, ou manter-se-á a aposta neste núcleo que tão bons resultados tem conseguido na fase final?)

Qual é o melhor 11?

O melhor onze será sempre aquele que vencer jogos, digo eu. Nuno que, por castigos lesões ou opção própria, já escolheu 18 onzes iniciais diferentes, deverá concordar comigo. Em Barcelos acertou em cheio nas escolhas: Ruben Ribeiro que foi opção para o lugar de Diego Lopes que ficou no banco, marcou o primeiro golo. E Diego Lopes que entrou para o lugar de Ruben na segunda parte, ganhou o penalty que acabou por ser convertido por Ukra no golo da nossa vitória.

Falta agora saber se na próxima jornada, regressando Marcelo e Nuno Lopes dos seus castigos, Nuno vai manter a equipa de Barcelos. Ou se repete a das duas jornadas anteriores. Ou se cria mais um onze inicial diferente...

Repetiu-se e cumpriu-se!

A vitória em Barcelos trouxe a repetição de uma série de 3 jogos a somar pontos. E tal como sucedera entre as jornadas 14 e 16, a dois empates seguiu-se uma vitória. Agora é preciso não repetir o resultado que se seguiu à primeira série de 3 jogos seguidos a pontuar...

Contra o Gil Vicente foi o quarto jogo que chegámos como vencedores ao intervalo. Desses 4, vencemos 3. Por isso, ganhando o intervalo não perdemos no fim do jogo, pelo menos parece essa a regra da temporada.

Braga x 5 = 5 vitórias?

Vamos jogar com o Braga cinco vezes esta época.
Duas para o campeonato, duas para a Taça de Portugal e uma para a Taça da Liga.
Dos cinco, dois jogos já foram realizados, com duas vitórias para nós.
Venham mais três?

"75 anos-75 fotos" (53): mais uma de 1979-80


Braga, o cativo

Vamos ver mais adiante que Nuno teve de inventar em Barcelos mais um onze inicial. Enquanto não chegamos lá, destacamos Braga que é o único jogador que esteve em todas as equipas iniciais para a Liga deste ano. Aconteça o que acontecer e não havendo lesões, Braga está sempre nos eleitos. Em termos de produção, o jogador não tem tido a fortuna de outros anos. Leva apenas um golo marcado (logo na jornada inaugural) e duas assistências.

Este lugar cativo na equipa inicial não lhe garante, porém, o prémio para o jogador com mais tempo de jogo. Esse é Tarantini que é o único com mais de 1900 minutos. E por falar em Tarantini, o amarelo que viu em Barcelos deixa-o a 1 de ter de cumprir um jogo de suspensão.

18.3.14

"75 anos-75 fotos" (52): estamos em 1979-80


O que nos tem faltado este ano é cabeça?

(clicar para aumentar - não é só haver apenas um golo; é a média mais baixa do campeonato)

Frente ao Braga, duas alterações? Ou três?

Sem Braga, castigado, e se Hassan não recuperar a tempo, Nuno terá de fazer duas alterações. [parece-me claro, à luz das últimas opções, que Pedro Santos e Velikonja serão os substitutos].
Isto pressupõe que Ruben Ribeiro continuará no onze.
Faz todo o sentido.
Porque jogou bem e porque não faz sentido fazer mais alterações.
A menos que Nuno opte por guarda Ruben para o jogo da meia final em Braga.

Futsal: Renato Pontes, o reforço

Renato Pontes tem sido titular na equipa do Rio Ave e tem marcado vários golos.
Nos últimos quatro jogos, marcou em três (só falhou frente ao Módicus).
E para se ver a influência que o capitão tem na equipa, dos quatro golos marcados até agora, três foram nestas jornadas finais.
Vai a caminho dos 33 mas está a mostrar que, muito mais no futsal do que no futebol, a idade está sobretudo na cabeça.

PS - a luta pelo 5º lugar não vai ser fácil, até porque o Fundão foi ganhar a Porto Salvo. Mas mesmo em 6º, acredito. O Braga não tem melhor equipa do que o Rio Ave. (sábado é na Póvoa e é para ganhar, que nos desculpe o Paulo Morim)

17.3.14

Hugo Vieira homenageou a namorada, quando marcou (ATUAL)

Estive lá e não me apercebi, mas a imagem...
ATUALIzo: O avançado do Gil Vicente, Hugo Vieira, dedicou à namorada, que enfrenta uma doença oncológica, o golo que marcou ao Rio Ave. Um gesto bonito para recordar.

"75 anos-75 fotos" (51): mais uma de 1978-79

Em cima: José Maria Cardoso (massagista), Duarte, Tininho, Hermógenes, Serrão, Anderson, Samuel, Álvaro, Rodrigues Dias, António Rodrigues (roupeiro).
Em baixo: Fernando Ferreira, Varela, Quim, Reis, Paquito, Pedro Gomes (treinador), Ladinho, Zuledo, Rocha, Moreira, Maravalhas e Luís Raposo (diretor)  

RR = R (Rúben Ribeiro é o rei!)

Ganhou Rúben!
34 pontos para o médio que marcou em Barcelos.
Seguem-se Filipe Augusto (32) e Ukra e Roderick (ambos com 30).
Hassan voltou a ser o titular menos pontuado, com apenas 23, menos um do que Diego Lopes, o suplente mais pontuado.

Insólito ontem em França

Os dois defesas-direitos do Lyon e do Mónaco, que se defrontaram ontem, são jogadores emprestados pelo Rio Ave: Miguel Lopes e Fabinho (mesmo que o Clube seja minoritário no passe dos jogadores, sobretudo de Fabinho, são formalmente jogadores do Rio Ave). Quantos clubes, no mundo, podem dizer isso?

Previsão do mestre Meneses

27 pontos vão ser suficientes para garantir a manutenção, esta época.
(depois das derrotas do Belenenses e do Olhanense, que ficaram com 17 pontos)

A meia final da Taça de Portugal

Tem de ser uma grande festa e tem de haver grande mobilização.

Porque não convidar os jogadores do Rio Ave que estiveram na final de 1984? (até podem não vir todos, mas uma grupo grande já era bom)?
Também seria uma forma especial de assinalar os 75 anos.

Coitado do Renato Santos: não joga mas...

... mas nem por isso o seu nome deixa de aparecer.
Não será Pedro Santos?

16.3.14

Ainda a arbitragem de ontem: a verdade que não interessa

O Gil Vicente protesta - não sei se bem, a mim pareceu-me que o jogador bate com a mão na bola, mas não sei se dentro se fora - pelo penalti que nos deu a vitória.
Até pode ser que tenham toda a razão, mas esquecem o penalti, na primeira parte, sobre Hassan - que motivou, aliás, grandes protestos por parte do banco do Rio Ave.
Assim não custa!

"75 anos-75 fotos" (50): 1978-79 - o ano da subida à primeira divisão; a primeira de Paquito e Quim

Em cima: Anderson, Rodrigues Dias, Mário Reis, Carlitos, Serrão, Moreira, Fernando Ferreira e Maravalhas.
Em baixo: Varela, Paquito, Tininho, Álvaro, Quim, Duarte, Ladinho e Rocha.

(23j Gil Vicente) Um-a-um: Ruben Ribeiro (e Filipe, o caxineiro!)

Ederson: 2 no lance do golo do Gil, que dá origem depois ao penalti, não estará isento de culpas; além disso, saiu uma ou duas vezes mal dos postes;
Lionn: 2 (uma tarde infeliz, em que pouco ou nada lhe saiu bem)
Rodriguez: 3 (também teve um ou outro deslize, mas no geral esteve bem)
Roderick: 2 (teve um ou outro acerto, mas no geral esteve mal)
Edimar: 3 (melhor do que Lionn, subiu várias vezes, mas não foi o seu dia)
Filipe Augusto: 4 (Filipe Augusto, o caxineiro! Mostra tanta raça e tanta combatividade que até tem de moderar os ímpetos, caso contrário os amarelos começam a aparecer. Limpou o que havia para limpar, só lhe falta - como acontece com os grandes trincos - aparecer mais no ataque, pelo menos no chuto de longe)
Tarantini: 3 (aquele toque que deu origem ao penalti era evitável? De resto, esteve ao seu nível, ainda que me pareça que jogar com Filipe Augusto esteja a exigir a Tarantini uma adaptação diferente)
Ruben Ribeiro: 4 (o homem do jogo; explosivo e desequilibrador, joga menos para a equipa e mais para o resultado. Marcou um, podia ter marcado mais dois. Em grande!)
Ukra: 3 (não está aquele Ukra de outros tempos, porque não tem conseguido ser fundamental no um-para-um; não tem sido feliz nos duelos individuais e leva menos a bola para a área; marcou e garantiu a vitória)
Hassan:2 (bem nos duelos individuais para ganhar a bola,  mas se as minhas contas estão certas, recebeu duas vezes a bola na área para cabecear ou chutar; é muito pouco; um pouco lento)
Braga: 2 (passou um pouco despercebido)
Diego Lopes: 2 (joga para equipa, vai ao choque e ao adversário, mas não fez a diferença)
Pedro Santos: 2 (em menos tempo, conseguiu estar melhor do que Braga)
Velikonja: 1 (sem tempo)

Nuno bem no final: empate seria justo

«Do que tenho visto ultimamente, raramente algum treinador tem a capacidade de analisar o que a outra equipa produz. Raramente se reconhece justiça aos resultados. Não consigo, neste momento dizer que a vitória é justa, mas atribuo esta vitória ao trabalho. A reação do Gil Vicente em desvantagem foi ótima. Se hoje estivéssemos a falar de um empate não seria nada absurdo».
Contraditório com isto: «"Vitória totalmente justa»? Sim, se Nuno tivesse dito isso, assim, mas se lerem a própria notícia não é isso que o míster diz..

15.3.14

Futsal - vitória por 4-2 sobre o Boavista

(23j Gil Vicente) Um pouco de sorte não faz mal a ninguém; empate seria mais justo (Atualizado)

A primeira parte do Rio Ave, muito à custa de Ruben Ribeiro, foi boa. Tivemos várias oportunidades, não deixámos o Gil Vicente jogar com uma pressão forte na linha do meio campo e até podíamos ter marcado mais um golo (ainda que a melhor oportunidade, e única, penso, tenha sido dos da casa - de baliza aberta).
Na segunda parte o Rio Ave caiu. Ruben Ribeiro saiu demasiado cedo (por causa do amarelo? por cansaço? ATUALizo: pelos vistos sim)  e Diego Lopes tem características muito diferentes - não é um desequilibrador.
O Gil Vicente empatou de penalti (Tarantini dá um pequeno toque, provavelmente desnecessário) e foi mais perigoso e o Rio Ave desempatou de penalti (há bola na mão do gilista, dentro ou fora fica a dúvida) a dois minutos do fim. Só por isso falo em forte. O empate teria sido mais justo.
Houve dois penalties, mas o mais flagrante não foi assinalado: ainda na primeira parte, a nosso favor, quando um defesa do Gil (Danielson?) trucidou Hassan quando este ia cabecear. Este foi dos três o mais evidente. E Jorge Sousa, que fez uma arbitragem com erros, não assinalou.
Nuno surpreendeu com Rúben Ribeiro - e ganhou a aposta; já tenho mais duvidas quanto à saída do jogador aos 50 minutos de jogo. Nota 3 para Nuno.

PS - por falar em Nuno, já com a equipa a caminho do balneário, o treinador esteve largos instantes junto à dos cerca de 100 adeptos que estavam atrás da baliza (incluindo a claque), agradecendo o apoio. Um gesto que caiu bem. E nota muito positiva para a claque (a velhinha) que nunca se cansou de apoiar aos longo dos 90 minutos (abafando os adeptos gilistas).

Rio Ave ganha 2-1 em Barcelos

Golo de Ukra a acabar deu a vitória

Juniores ganham 2-0 na Póvoa

Sexta vitória seguida.
E o Varzim vai descer

Ganhamos 1-0 ao intervalo

Grande golo  de Rúben Ribeiro.  Estamos a jogar bem e a merecer a vitória

(23j Gil Vicente) Rúben Ribeiro é surpresa no onze

Roderick no lugar de Marcelo. Diego Low no banco

"75 anos-75 fotos" (49): 1977-78 (Washington... Alves)

Em cima: Serrão I, Hermógenes, Carlitos, Washington, Duarte e Varela.
Em baixo: Rui Manuel, Mário Lima, Serrão II, Ladinho e Carlos Vitor.


14.3.14

(23 Gil Vicente) Regressam Roderick, Ruben Ribeiro e Lionn; Júlio Alves sai

Nuno chamou estes 19 para amanhã:
Guarda-redes: Ventura e Ederson;
Defesas: Rodriguez, Lionn, André Vilas Boas, Tiago Pinto, Roderick e Edimar;
Médios: Luís Gustavo, Filipe Augusto, Tarantini, Diego Lopes e Rúben Ribeiro;
Avançados: Hassan, Braga, Ukra, Velikonja, Pedro Santos e Joeano.

- Regressa Lionn
Quem não está?
- Marcelo e Nuno Lopes, castigados;
- Júlio Alves sai e entram Roderick e Ruben Ribeiro.
- Ronny e Kriutchk, a recuperar.
- Restam Renato Santos e Sandro Lima.


JVC também critica saída de Braga

Por regra esta época tenho estado mais vezes em desacordo com o que escreve o JVC, mas neste ponto estamos em sintonia: a substituição de Braga («que estava a ser dos melhores»), frente à Académica, não terá sido compreendida por nenhum Rioavista. O JVC também estranha a não entrada de Luís Gustavo, «que havia brilhado, dias antes, ao serviço da seleção nacional sub 21»

(a esta distância, e voltando ainda ao jogo, parece-me claro que Sérgio Conceição, com aquelas duas substituições em simultâneo, aos 60 minutos de jogo, esteve bem melhor do que Nuno nas substituições; Joeano não deveria ter entrado mais cedo?)

«É uma pena, com um plantel destes, não estarmos mais acima na classificação»

É Edimar quem o diz, no Record de ontem
Outras ideias:
«O campeonato sempre foi a prioridade»
«Infelizmente as coisas não têm corrido da maneira que nós queríamos, mas temos confiança num triunfo sobre o Gil Vicente»;
«A barreira dos jogos em casa está ultrapassada. [depois do jogo com o Gil Vicente em Vila do Conde] o treinador falou connosco e disse que as coisas iam mudar. Agora estamos mais confiantes e jogamos da mesma forma em qualquer campo. Basta ver os últimos resultados»
(sobre a continuidade, já que o contrato acaba nesta época) «Tanto posso continuar como lançar-me noutros voos»

"75 anos-75 fotos" (48): a última de 1976-77

Em cima: Dr Orlando Taipa, Manuel Barroso, Duarte, Leonardo, Licínio, Santino, Ricardo, Cleo, Rola, Hélder, Cruz, Maravalhas, Casimiro, António Pires, (roupeiro) José Maria Cardoso (massagista), Dr Teófilo Bernardes, José da farmácia (massagista) e Luís Raposo.
Em baixo, da esquerda para a direita: Simães, Hermógenes, Lima, Capellini, Álvaro, Orlando, Toia, Alan e João Alvão.
(agradeço ao Duarte e ao Hermógenes que fizeram a identificação desta importante foto)

Por na agenda: meia final em Braga

26 de março, 19horas, na Sporttv, para quem - como eu - não quiser/puder ir a Braga.

Rio Ave nada recebe da final da Taça da Liga?

No Jogo de ontem?
Como é possível?

13.3.14

Prémio Rei do Ave: novidades!

Filipe Augusto venceu pela primeira vez a pontuação semanal do prémio Rei do Ave. É uma vitória com grande significado. Recentemente assinalávamos que Augusto era dos jogadores com mais de 25 jogos pelo Rio Ave que nunca tinha alcançado uma vitória semanal. Assim, aos 30 jogos com a nossa camisola, Augusto entra na galeria dos vencedores.

Mas neste prémio há uma grande novidade! Temos novo líder! Ao fim de 11 jornadas como cabeça de pelotão, Ukra foi destronado. E por quem? Pelo Rei em título, D. Tarantini! Ainda assim, aconteça o que acontecer, Ukra será sempre o jogador que mais jornadas foi líder esta temporada, com 14 jornadas em 1º lugar. Já o novo líder ocupa a posição pela 2ª vez.

Na restante tabela, não há muitas novidades: entre os 11 melhores, Edimar continua a fechar o pódio; Júlio Alves estreou-se e passou Ronny e o vitorioso Fulipe Augusto passou Tiago Pinto subindo ao 21º lugar.

Claques?

Tem havido movimentações relacionadas com uma claque jovem, mas depois de ler isto ainda fiquei mais confuso. Afinal são três grupos?

Continuamos em queda na tabela

O Rio Ave voltou a descer um lugar na classificação. O nosso anterior 11º lugar foi tomado pelo Gil Vicente que vamos defrontar na próxima jornada. Essa queda na tabela não significou porém que os lugares de despromoção estão mais perto. A vantagem mantém-se nos 7 pontos. Já a Europa (pelo menos via Liga) está 10 pontos acima de nós.

Nuno antes do Gil Vicente

«Para o futebol que praticamos, faltam claramente pontos. Nestes dois últimos jogos que empatámos, deveríamos ter ganho pela forma como os encarámos, pela nossa prestação e pelas oportunidades de golo criadas. Faltam golos e pontos ao Rio Ave. Esta situação não se contorna, porque temos a sensação clara de que estamos no caminho certo e que o golo vai chegar de forma natural. Jogamos com muito critério, defensivamente estamos estáveis e temos que enfrentar os jogos, insistindo neste caminho. A qualidade existe e temos confiança absoluta neles»
Mas e a segunda parte frente à Académica?

«Vantagem de jogar em casa já não é bem o que era»

O psicólogo desportivo Jorge Silvério apresentou o seu estudo sobre a vantagem de jogar em casa na principal Liga portuguesa ao longo dos últimos 18 anos.
Há um capítulo especial sobre o Rio Ave?

2 x 2 = V

Com o empate da jornada 22, foi a segunda vez que o Rio Ave empatou dois jogos seguidos. Antes tínhamos empatado em jogos seguidos nas jornadas 14 e 15. No jogo que se seguiu a esses vencemos o Belenenses. Se a história se repetir, vamos a Barcelos vencer. 

Este empate sem golos significa que a pior série de jogos a sofrer golos foi interrompida, ficando-se nos 5. Já a melhor série a marcar, 3 jogos consecutivos, não foi igualada.

Nuno repetiu o onze da jornada anterior

Ver um onze inicial repetido no Rio Ave é motivo de notícia. Em 22 jornadas vamos com 17 combinações diferentes. Desta vez Nuno optou por repetir com a Académica o 11 que alinhou de início contra o Nacional. O resultado final manteve a tendência de empate. Também repetidos, ainda que não pela mesma ordem, foram os jogadores substituídos. Já os suplentes utilizados não foram os mesmos.

"75 anos-75 fotos" (47): mais uma de 1976-77

75

Marcelo de novo castigado

Marcelo chegou aos 9 amarelos e vai ter de cumprir um jogo de castigo. Marcelo, que é o único jogador do plantel que cumpriu integralmente os 90 minutos dos jogos em que participou, vai assim falhar o seu 3º encontro da temporada, 2º por castigo.

Do jogo de sexta com a Académica chegou uma novidade. Júlio Alves somou os seus primeiros minutos de 2013/2014 e tornou-se no 27º jogador a ser utilizado por Nuno.

12.3.14

Entrevista imaginária a um jogador do Rio Ave

Reis do Ave - como se explica aquela segunda parte frente à Académica?
Jogador - queremos fazer história, achamos que estamos perto de o conseguir...
Reis do Ave - sim, será a segunda final da história do Rio Ave. Mas até lá ainda é preciso acabar bem o campeonato.
Jogador - sabemos disso, a equipa está muito concentrada para fazer história e não é só numa Taça. Acreditamos que podemos ir à final da Taça de Portugal, o que seria fantástico.
Reis do Ave - Faltam dois jogos até à meia final com o Braga; como vai ser?
Jogador - a equipa está muito moralizada, há uma grande união no balneário e...
Reis do Ave - sim, já sabemos que pode ser histórico. Mas não seria importante tentar evitar o 12º lugar, que será, com a manutenção garantida, uma classificação fraca?
Jogador - temos consciência do que está em causa, queremos sempre vencer e não apenas no campeonato. Será muito importante fazer...
Reis do Ave - ... história, exato.

Kritciuk reintegrado

O mesmo aconteceu com Lionn.

"75 anos-75 fotos" (46): estamos agora em 1976-77

Em cima: Luís Raposo (diretor), Santana (treinador), João, Cruz, Allan, Zé Maria (massagista), Casimiro, Ricardo, Licinio, Duarte, Rola, Maravalhas e António (roupeiro).
Em baixo: Toya, Orlando, Hermógenes, Hélder, Álvaro, Capellini, Leonardo, Santino e Lima.
(avançámos 75/76, porque não há foto disponível)

11.3.14

Sobre Filipe Augusto

O rei da jornada, Filipe Augusto, regressou em grande, depois de longa paragem.
A este propósito, o cronista do Terras do Ave, Duarte Leite Sá, escreve no último número o seguinte: «o facto de Filipe Augusto, depois de uma paragem de muitos meses motivada por uma lesão grave, ter começado a jogar de forma continuada e a um nível tão ou mais elevado do que o que apresentava antes da lesão, é um assunto que merece que sobre ele digamos algumas palavras. E essas palavras de elogio e de congratulação são dirigidas naturalmente ao atleta, à equipa médica, à equipa técnica e a todos aqueles que de alguma forma trabalharam na recuperação do Filipe Augusto. Parabéns a todos, porque fizeram um trabalho extraordinário».

"75 anos-75 fotos" (45): mais uma de 1974-75 (xadrez!)

Em cima: Jorge, Duarte, Isaac, Luís Manuel, Orlando, José Manuel.
Em baixo: Manuel Fangueiro, João Carneiro, Domingos, Jaime, Albino.

A propósito de Júlio Alves

Sempre me pareceu - e continua a parecer - que Júlio Alves merece mais do que aquilo que tem tido. Não será jogador para valer  7 milhões de euros, o que funcionou contra si, pelas expetativas, mas não já vi o suficiente (na época em que saiu) para saber que merecia uma oportunidade.
Dito isto, já estranho o apagamento de Ruben Ribeiro, que deixou de ser opção para Nuno.
Aliás, não será exagerado dizer que de Joeano a Velikonja, de Pedro Santos a Ruben, passando pelos dois guarda-redes (por razões diferentes), os reforços de janeiro não fizeram a diferença, já que nenhum é titular.

42 pontos

Nuno disse no final que o Rio Ave persegue a marca dos 42 pontos da época passada.
Ouvi e fiquei admirado.
Nuno não é 'espalha-brasas' nem o tenho na conta de mandar 'bocas'; às vezes até o acho 'cinzento' demais, o que pode ser um elogio.
Por isso, quando falou em 42 pontos, quase parava.
Aos 24 atuais, seria preciso juntar mais 18.
Faltam 8 jornadas, o que dá 24.
Eu não acredito - ainda por cima, em 8, temos cinco jogos fora e três em casa (mas isto pouco quer dizer).
Façamos 30 e já não se fala mais no assunto.

10.3.14

"75 anos-75 fotos" (44): chegámos a 1974-75

Em cima: Graça, Mário Fangueiro, Manuel Fangueiro, Barros, Agostinho, Licínio, Duarte e Jorge.
Em baixo: Domingos, Orlando, Raúl, Hermógenes, Vasco e Albino.  

Lionn recuperado

Sem Nuno Lopes, e com Lionn a recuperar, poderia haver um problema no lado direito da defesa - até porque Marcelo, que já fez esse lugar com Nuno, também estará fora.
Mas os jornais de hoje garantem que Lionn está recuperado.
É uma boa notícia, sem dúvida.
(que faça uma grande exibição e seja o melhor em campo, já agora!)

Filipe Augusto estreia-se a ganhar

Depois de Diego Lopes ter-se estreado a  vencer na semana passada, Filipe Augusto não quis ficar com o recorde e ganhou pela primeira vez esta jornada.
Filipe Augusto foi o mais pontuado da semana, com 34 pontos, mais um do que Rodriguez e Diego Lopes (33).
Seguem-se Marcelo (32), Ederson e Tarantini (31).
Hassan, com 23, foi o titular menos pontuado, ainda assim com mais cinco do que Pedro Santos.

Juniores: ainda a 5ª vitória

Pedro Cunha fez alinhar: Maravalhas, André Gomes, Silvério, João Cunha, Murilo, Abalo, Rafa (Tiago Esgaio aos 64'), Ceitil, Ernest, Kevin (Bissourou aos 64') e Iuri (Fernando 79').

Notas:
- Pedro mudou a equipa, depois de quatro jornadas sem alterações, dando oportunidades a João Cunha, Rafa, Kevin e Iuri.
Ou seja, dos tais onze, jogaram apenas Maravalhas, André Gomes, Silvério, Murilo, Abalo, Ceitil e Ernest.
- Kevin marcou aos 13 e Tiago Esgaio, que acabar de entrar nesse minuto, aos 64 (para o lugar de Kevin...).
- Tiago Esgaio foi suplente pela primeira vez na época, se as contas não me falham;
- Faltam «duas vitórias de garantir matematicamente a permanência na 1ª Divisão do Campeonato Nacional».
- Sábado é na Póvoa, às 15h

9.3.14

22ª j - Académica: as pilhas só duram meio jogo.

Foi a melhor primeira parte que vi em Vila do Conde em 2013\2014. Jogámos, criámos, desperdiçámos. Entusiasmante!

Depois o jogo mudou completamente e o Rio Ave passou a ter de correr atrás da bola, a encaixar-se junto da sua área e desapareceu no ataque. Dois factores parecem ter sido fundamentais pra isto: 
1 - Diego Lopes eclipsou-se; 
2 - a Académica mexeu cedo no xadrez e passou a dominar todo o jogo. 

Nuno mais uma vez ficou a ver a banda passar. A indecisão custou-nos a iniciativa e o domínio de jogo. Além disso, esteve infeliz nas substituições. Manteve Ukra que não entrou em campo e retirou Braga. Confesso que não entendi e não gostei. 

O empate adequa-se ao que vi. Mesmo com um domínio tão evidente na primeira parte, com aquela infeliz segunda parte não podemos pedir mais.

Nuno nota 1...

Contra a Académica, um a um

Ederson - 3. O nosso guarda-redes tem algumas deficiências no jogo aéreo, mas não sendo testado nesse capítulo costuma estar bem. O jogo de sexta foi um exemplo disso.
Edimar - 3. Algumas arrancadas interessantes e depois algumas dificuldades sobretudo na segunda parte com o forte extremo academista.
Rodriguez - 4. O nosso melhor elemento. Nunca facilitou, nunca deu oportunidades aos adversários e esteve sempre a esse nível nos 90 minutos.
Marcelo - 3. Não tão bem como Rodriguez, mas a nível aceitável.
Nuno Lopes - 2. Pareceu-me sem confiança, tanto a defender como a atacar.
Filipe Augusto - 3. Parece encontrado o seu lugar no campo. Com isso acredito que venha a melhorar muito até ao fim do campeonato. Na sexta já esteve num plano muito interessante.
Tarantini - 3. O nosso número 8 é um digno sucessor da tradição "Niquinha". Nunca joga mal. Não foi um jogador que tenha feito a diferença, mas esteve incansável.
Diego Lopes - 3. É uma pena que só dure meio jogo. Que tal manda-lo para o ginásio?
Braga - 3. O elemento mais interessante do nosso ataque. Ao mesmo tempo foi o mais desperdiçador.
Hassan - 2. A equipa não sabe jogar com ele, nem pra ele.~
Ukra - 1. Dia não.
Pedro Santos, Joeano e Júlio Alves - 1.

O peso das taças nos jogos do campeonato

Nuno disse duas coisas no final do jogo que eu gostaria de relacionar (a associação é minha, não do míster, que fique claro).
Primeiro disse que «Esquecemo-nos de que é preciso pressionar para ter a bola. Não fizemos isso, não corremos, não fomos solidários para recuperar jogo, faltou-nos muita coisa. A quebra da equipa aconteceu muito cedo, não creio que tivesse sido por desgaste físico». Ou seja, não foi por desgaste físico que a equipa quebrou [boa leitura de Nuno, já agora];
Foi o quê?
Por outro lado também disse no final que «queremos vencer todos os jogos e o nosso espírito de vitória não se esgota nos encontros do campeonato» (tirado de A Bola, sublinhado meu).
Estarão as Taças a pesar muito na cabeça dos jogadores?
Porque acreditam que a manutenção vai chegar mais jornada menos jornada, há algum desinvestimento (algum desacelerar) no campeonato? Porque podem fazer historia e dar nas vistas nas Taças, puseram o campeonato para segundo lugar? Porque sabem que a presença na final da Taça de Portugal garante um lugar europeu, relaxaram o campeonato? *
Ficarmos em 8º, 10 ou 12º é irrelevante, quando se tem duas taças pela frente (uma delas, na final). Mas primeiro deveríamos garantir a manutenção. E com uma segunda parte daquelas é de ficar preocupado.

* Não sei responder. Os jogos em Guimarães e a segunda parte frente à Académica foram uma desilusão; os jogos com o Sporting e a primeira parte na sexta deram ânimo (não vi na Madeira) - sentimentos contraditórios, portanto.

"75 anos-75 fotos" (43): última de 1973-74


Ainda o empate com a Académica: positivo/negativo

Positivo:
- o relvado! Até parecia sintético (nem manchas tinha na área dos guarda-redes!)
- o placard - voltou a trabalhar (é como o relvado...)
- a exibição da primeira parte...

Negativo:
- ... a exibição da segunda parte e o balneário - há algum 'virús' que adormece a equipa???;
- mudaram a 'nova' claque de lugar ao intervalo?
-

8.3.14

Vou corrigir Nuno

Não «Faltam pontos para o futebol que praticamos»; faltam golos para o futebol que praticamos!

(22 Académica) Um-a-um: Rodriguez e Filipe Augusto

Ederson: 3 pouco trabalho; esteve seguro
Nuno Lopes: 2: alguns calafrios a defender, atacou bem melhor
Marcelo: 3 teve um lapso na segunda parte que podia ter dado chatice; desta vez não houve Bracelo, como diz o Gil
Rodriguez: 4 (impecável; e ainda apareceu na linha do meio campo uma meia duzia de vezes; para mim o melhor)
Edimar: 3 (atacou, mas não fez verdadeiramente a diferença; defendeu bem deixou de rematar à baliza?)
Filipe Augusto 4 (está a subir de forma, já remata de fora da área, já coloca na grande área)
Tarantini: 3 (estranhamente, atacou menos do que o costume; só apareceu, penso, uma vez na área e quase marcava; andou muito pela zona do trinco)
Diego Lopes: 3 (4 da primeira parte com 1 da segunda dá 3?; na primeira parte foi o melhor, na segunda não existiu - alguém explica porque é que Diego Lopes não aguenta 45 minutos?)
Braga: 3 (foi o elemento mais perigoso do ataque e o que criou mais oportunidades; saiu, estranhamente)
Hassan: 2 (voltou o Hassan 'zombie' de outros jogos; falta de dinâmica evidente; de qualquer forma, a bola não lhe chega, é um facto)
Ukra: 2 (este Ukra não é aquele Ukra que tantas vezes elogiámos; acho que nada lhe saiu bem, para além do esforço)
Pedro Santos, Julio Alves e Joeano 1 (seja por falta de tempo em jogo, como foi o caso de Joeano, seja por desacerto, Pedro Santos, não fizeram a diferença nem ajudaram a equipa)

Futsal: mais uma vitória (2-0)

Vitória no dificil pavilhão do Fundão, por 2-0 (Renato Pontes e Fábio Lima marcaram).
O Rio Ave está agora no 7º lugar, a um ponto do Fundão.
E o 5º lugar cada vez mais perto...

Juniores: e vai a QUINTA quarta vitória

Rio Ave, 2 - Beira Mar, 0

QUINTA (e não quarta, desculpem) vitória na fase final.

"75 anos-75 fotos" (42): mais uma de 1973-74


Em cima: João Vasco, Guimarães, Jorge Alves, Manuel Fangueiro, Duarte, Barbosa e Jorge.
Em baixo: Barros, Orlando, Lima Pereira, Béas, Hermógenes, Perlim, Cepeda e Ruben Garcia (jogador/treinador).
(nesta foto aparecem os nossos bem conhecidos Duarte, Barros e Hermógenes)

7.3.14

(22 Académica) Empate a zero [comentário atualizado]

Uma segunda parte muito fraca,  com o Rio Ave desinspirado e a Académica mais perto de marcar
O árbitro terminou o jogo quando Júlio Alves se preparava para rematar à baliza.  Tudo mau!

Atualizo com comentário mais desenvolvido:
Como é que uma equipa que faz uma primeira parte tão boa, desaparece do jogo na segunda?
Não acredito que tenha sido por mérito da Académica, que basicamente jogou sempre da mesma forma - o que fez, na segunda, foi aproveitar-se da nossa ausência.
Alguns jogadores caíram incrivelmente de produção,  a começar por Diego Lopes, que pura e simplesmente nao foi o mesmo da primeira parte. Muito tardia a sua substituição.
Ukra não esteve em grande na primeira, mas na segunda não existiu. E quem sai foi Braga, o único que estava a rema(ta)r contra a maré??? Pela primeira vez em muito tempo, mandei uma boca da bancada para Nuno, por causa desta substituição!
O Rio Ave perdeu força e, parece, ânimo no regresso do intervalo.
Como se explica? A cabeça dos jogadores está nas Taças? Então e a primeira parte, de grande qualidade??
Não é fácil...
Nuno esteve mal nas substituições - que seriam o seu trunfo para virar os acontecimentos - e não teve sorte com quem entrou: Pedro Santos, Julio Alves e Joeano (este, poucos minutos) não contribuiram. Nota 1 para Nuno
[O que é feito de Renato Santos, que entrou tão bem no ultimo jogo que fez e depois desapareceu?]
Não sei que diga mais.
Que o principal lance de perigo da segunda parte foi da Académica (bola na barra) e que estes estiveram sempre mais perto de marcar no segundo tempo? O empate acaba por ser justo, mas a nossa segunda parte foi mesmo uma desilusão.

(22 Académica) O nosso melhor jogo

0-0 ao intervalo mas um resultado mentiroso. Grande jogo do Rio Ave com várias oportunidades de golo. Hassan muito so na área não tem conseguido marcar.  A jogar assim vamos ganhar

Nuno bem

Os jornalistas aproveitaram a conferência de imprensa do Rio Ave, de ontem, para perguntar ao nosso treinador o que pensa do FC Porto.
O que fez Nuno?
Mandou-os, com respeito, dar uma volta.
Nuno bem!

Nuno impopular no Record

Tanto quanto julgo saber, o Record é o único jornal que pontua os treinadores.
E nessa tabela Nuno está francamente mal: não aparece nos 10 primeiros e está atrás de treinadores que já deixaram de pontuar, como Jesualdo (que não se vê que tenha feito em Braga melhor do que Nuno está a fazer em Vila do Conde). Até Paulo Fonseca tem mais pontos do que Nuno.
Com todo o respeito pelas opiniões dos jornalistas do Record, só pode haver algum erro!

«Precisamos de pontos»

«A tabela diz-nos que temos necessidade de conquistar pontos e vamos procurá-los de forma incessante amanhã [sexta-feira]», afiançou.

"75 anos-75 fotos" (41): 1973-74

(passámos  72/73, por não haver nenhuma foto disponível)

Ganhar à Académica

O Rio Ave não ganha um jogo para o campeonato desde a vitória sobre o Belenenses, na primeira jornada da segunda volta.
Ganhar logo mais à Académica é, por isso, fundamental.

Nuno diz: «Entraremos determinados para conquistar pontos». Três, portanto.

6.3.14

(Académica) Velikonja regressa aos convocados; Roderick de fora

Nuno chamou 19 para amanhã:
Guarda-redes: Ventura e Ederson;
Defesas: Rodriguez, André Vilas Boas, Tiago Pinto, Nuno Lopes, Edimar e Marcelo;
Médios: Luís Gustavo, Filipe Augusto, Tarantini, Diego e Júlio Alves;
Avançados: Hassan, Braga, Ukra, Velikonja, Pedro Santos e Joeano.

NOtas:
- destaque para o regresso de Velikonja,
-Roderick sai da lista (ficam seis defesas);
- Ao defesa/médio, juntam-se Lionn, ainda a recuperar, Kriutchuk e Ronny (lesionados)  e ainda Ruben Ribeiro, Renato Santos e Sandro Lima..

Por na agenda: os dois próximos jogos



Gil Vicente - Rio Ave, sábado, dia 15, às 18 horas
Rio Ave - Braga, sexta-feira, dia 21, às 20 horas
(na semana seguinte vamos a Braga para a meia final da Taça de Portugal)

Agora estamos melhor em casa?

«Os últimos meses contrariaram a tendência demonstrada pelo Rio Ave para obter melhores resultados fora de portas do que no seu reduto. Os vila-condenses apenas venceram um encontro longe do seu estádio, durante este ano civil, precisamente diante do Sp. Covilhã, numa partida a contar para a Taça da Liga»

"75 anos-75 fotos" (40): agora 1971-72

Em cima: Graça, Barbosa, Gomes, Jaime, Arouca e João Morais (jogador/treinador)
Em baixo: Perlim, Lázaro, Manuel Fangueiro, Vasco e Cardoso.

Uma época estranha

Tem sido uma época muito estranha. Em certos aspetos bipolar.
Como é possível que o Rio Ave tenha a pior defesa em casa e a melhor fora? São os mesmos jogadores!
Além disso, Nuno diz que a equipa só tem uma identidade tática, o que significa que joga mais ou menos da mesma forma em casa ou fora.
É muito estranho!

5.3.14

A jornada de Hassan

Todos esperávamos mais de Hassan esta temporada, mas as coisas não têm sorrido ao nosso jovem avançado. Que tenha sido o ponto de viragem para Hassan!  Na Madeira marcou o nosso golo e acabou por ser o jogador mais pontuado pela imprensa que assistiu ao jogo.

Foi a 1ª vitória semanal do jogador esta época. A última vez que tinha sido o mais pontuado foi em 2012\2013, 29º jornada quando recebemos e batemos o Gil Vicente por 2-1 com Hassan a assinar o golo da vitória. Hassan é 7º na tabela geral, a mais de 80 pontos do 6º, Diego Lopes.

Entre os 11 com mais pontos, destaque-se a troca no 3º lugar com Edimar a tirar Braga do pódio. Ukra continua líder e Tarantini é 2º numa luta renhida pela liderança, com apenas 4 pontos a separa-los.

"75 anos-75 fotos" (39): ainda 1970-71

(a primeira foto a cores)

O melhor e o pior

O Rio Ave mantém a sua 11ª posição na tabela. A diferença para os lugares europeus continua em 11 pontos e a vantagem para os lugares de despromoção aumentou para 7.

Olhando para a tabela classificativa detalhadamente, não se pode deixar de reparar que somos a pior defesa em casa e a melhor fora. A marcar golos é que nos ficamos sempre pelos lugares do fundo, fora e em casa.

Olá Sr. Hassan!

Há quanto tempo Hassan não marcava um golo? Se calhar nem ele se lembra. O último que marcou para a Liga foi na 2ª jornada na recepção ao Setúbal. Hassan tem agora 9 jornadas para nos fazer esquecer a seca que a época tem sido. E por falar em seca, o egípcio terminou com o maior período da temporada sem marcar golos fora.

Quem o assistiu foi Ukra que assim chegou às 4 assistências e igualou Edimar.


E Nuno lá sacou mais um coelho da cartola

O mesmo é dizer que criou mais um 11 inicial diferente nesta época. Já vamos em 17. Nuno Lopes, Filipe Augusto e Ukra nunca tinham estado juntos de início na equipa.

A pior sequência defensiva

O Rio Ave vai na sua pior sequência de jogos sempre a sofrer golos. São já 5 jogos seguidos. Isto coincide também com a maior sequência da época sem vitórias, também 5 jogos sem somar 3 pontos.
Pelo lado positivo, estamos a 1 jogo de igualar a melhor série de jogos seguidos a marcar. O número é mais modesto, podem vir a ser 3, igualando o que fizemos entre as jornadas 11 e 13. 


Marcelo a um jogo de cumprir castigo

O jogo com o Nacional trouxe 4 amarelos para jogadores nossos. O de Marcelo foi o 8º da época e deixa-o a 1 de cumprir castigo.

Noutro capítulo, Tarantini passou a ser o jogador com mais minutos jogados, somando agora 1754. O médio passou Braga que tem menos 2. Marcelo continua a ser o 3º jogador mais utilizado.

4.3.14

Jogo com a Académica é sexta às 20h

Juniores: quarto jogo, quarta vitória

2-1 à Académica.
O Rio Ave FC: Maravalhas, André Gomes, Silvério, Monte, Murilo; Abalo, Tiago Esgaio, André Ceitil, Ernest, Bissourou Touré e Bruno Sousa.
(o mesmo onze nestes quatro jogos).

"75 anos-75 fotos" (38): estamos em 1970-71

(foto cedida por Aníbal Costa Silva/Tanoeiro)

Mão de Marcelo na área?

Voltou a haver mão de Marcelo na área adversária?
Segundo o Record, foi aos 44 minutos mas o «não pareceu intencional»

Hassan volta a ser o faraó!

O golo do empate na Madeira valeu a vitória semanal ao avançado.
Hassan conseguiu 28 pontos, mais um do que Ederson.
Seguem-se Filipe Augusto (27), Edimar e Tarantini (26).
Braga foi o titular menos pontuado (apenas 22, mais dois do que o suplente Pedro Santos)

3.3.14

Carnaval..

Este sócio escolheu esta opção para desfilar no Carnaval da escola.
Sócio que é sócio...

Futsal: ainda a vitória de sábado frente ao Modicus

Se não foram os reforços que fizeram a diferença (Eskerda, que até marcou o primeiro, pareceu-me nervoso, com muitos passes falhados, e Daniel teve pouco tempo na quadra [Jander não esteve]), como se explica a vitória? Já o disse, o Modicus tem pior equipa e parece atravessar uma crise de confiança. De qualquer forma, esta época, crises de confiança é o que não tem faltado em Vila do Conde, onde já perdemos com equipas piores do que nós.
Ou seja, talvez esta vitória seja sinal de uma reviravolta.
Veremos nas duas próximas jornadas se isto faz sentido.

PS - Há, agora, cinco pontos do 9º (Modicus e Cascais) para o 8º (Rio Ave). Vamos ao 5º lugar (para apanhar os Leoes de Porto Salvo no playoff)?

"75 anos-75 fotos" (37): 1967-68

Inauguração do campo do Atlético de Vilar em dezembro de 1967 (jornal Renovação)

Nuno: «este resultado foi justo»

«Saímos da Madeira com a sensação que estamos orgulhosos do que fizemos e vamos prosseguir o nosso caminho com inspiração e motivação e sabendo, claramente, que o sucesso está no futuro. Este resultado é justo, foi um bom jogo e acaba por se aceitar bem».

2.3.14

Empate a um golo na Madeira

Golo de Hassan.

JUniores: terceira vitória

Na segunda fase do nacional de juniores, o Rio Ave soma três vitórias em três jogos.
Ontem foi a Oliveira de Azeméis vencer.
Pedro Cunha fez alinhar o seguinte onze titular: Maravalhas, André Gomes, Silvério, Monte, Murilo, Abalo, Tiago Esgaio, André Ceitil, Ernest, Bissourou e Bruno Sousa (o mesmo onze das duas jornadas anteriores). Jogaram ainda João Cunha, Iuri e Kevin. Marcaram Bruno Sousa e Tiago Esgaio.

Terça, às 15h, há mais, em Vila do Conde, frente à Académica.

(21j Nacional) Vilas Boas foi o 19º

Rio Ave com: Ederson; Nuno Lopes, Marcelo, Rodriguez e Edimar; Filipe Augusto, Tarantini, e Diego Lopes; Ukra, Hassan e Braga. (Suplentes: Ventura, Luís Gustavo, Tiago Pinto, Júlio Alves, Pedro Santos, Roderick e Joeano).

"75 anos-75 fotos" (36): Chegámos a 1966-67

Em cima: Sardinha, Carvalhido, Zé Domingos, Moreda, Costa, Gerardo e Orlando.
Em baixo: Mendonça, Isaac, Torcato, Reis e Marafona.