31.10.12

Apenas anedótico?

Depois de Del Valle ter entrado, como última substituição, Wires continuou a aquecer sózinho, atrás da baliza (na Linear até diziam que era por causa do frio...).
Alguém, a começar pelo próprio jogador, se esqueceu de que já não havia mais substituições. E o preparador físico que faz o aquecimento?
Finalmente, alguém reparou (o quarto árbitro?) e Wires regressou ao banco. Por ele ainda entrava, mas já não havia mais lugares ...

RIo Ave empata e segue para a fase de grupos

Mau jogo, em que se safa o resultado e duas ou três exibições na defesa.
Alguma falta de sorte, alguma falta de empenho (concentração?) e algum cansaço podem explicar o jogo de hoje, em que tivemos uma dezena de situações para marcar mas em que acabámos com o coração nas mãos, já que o golo do Freamunde nos levava para os penalties.
Amanhã análise mais desenvolvida ao jogo, desde já com esta esta nota: melhor em campo - André Costa, defesa direito.

Equipa titular com o Freamunde

Ederson, A. Dias, Jeferson, Marcelo, A. Costa, Soares, V. Gomes, D. Lopes, Tope, Esmael e Hassan. É um claro 4-4-3 4-3-3 (obrigado Tio Ruca)

Estreia-se Soares

Quase a começar o jogo, seremos 1, 2, 3, 4... 150? Desolador o aspecto das bancadas.

Soares vai jogar de inicio numa equipa onde há 10 mudanças face ao jogo com o Nacional. Só resiste Marcelo. Hassan vai ser titular.

João Tomás em (grande) destaque no Record de hoje

(até com chamada à primeira página!; mais)
(clicar para aumentar)

Nuno volta ao 4-3-3? (Em atualização)

O que mostra a nossa contabilidade é que Nuno tem jogado em 4-3-3 para as taças.
Se a tendência se mantiver, é isso que acontecerá logo.
Com quem?
Tomás e Ukra não estão, pelo que Tope terá finalmente a sua oportunidade a titular. Esmael também regressa? E Hassan, fará a sua estreia como titular?
É a minha aposta, confirmando o apagamento de Del Valle, desde o jogo com o Estoril e a viagem à Venezuela.


(atualização desta contagem)
dRio Ave - Marítimo: 4-3-3 (com Esmael, Tomás e Braga)
vSporting- Rio Ave: 4-4-2 (com Esmael e Del Valle)
eRio Ave - Académica: 4-4-2 (igual a Alvalade)
dBraga- Rio Ave: 4-2-3-1 (Esmael à frente de Wires, Tarantini, Braga, Diego Lopes e Filipe A.)
vFreamunde-Rio Ave: 4-3-3 (Feliz, Tomás e Ukra)
eRio Ave - FC Porto: 4-4-2 (Esmael e Tomás)
vEstoril- Rio Ave: 4-4-2 (Del Valle e Tomás)
vRio Ave - Portimonense: 4-3-3 (Tomás, Ukra e Braga)
vRio Ave - Nacional: 4-4-2 (Tomás e Ukra)
eRio Ave - Freamunde (TdL): 4-3-3 (Esmael, Hassan e Tope)
vMoreirense-Rio Ave: 4-4-2 (Tomás e Ukra)
dRio Ave - Benfica: 4-4-2 (Tomás e Ukra)
dArouca- Rio Ave (TdP) 4-3-3 (Del Valle, Esmael e Tope):
Setúbal- Rio AVe: 4-3-3 (Del Valle, Tomás e Ukra)
Rio Ave - Paços: 4-3-3 (Del Valle, Tomás e Ukra)
Beira Mar - rio Ave: 4-3-3 (Del Valle, Tomás e Ukra)
Rio Ave - Olhanense: 4-3-3 (Tope Del Valle e Ukra)
Gil Vicente - Rio Ave (4-3-3 (Tope, Del Valle e Ukra)
Rio Ave - Guimarães 4-3-3 (Bebé Del Valle e Ukra)
Marítimo- Rio Ave 4-3-3 (Bebé, Hassan e Ukra)

Em defesa de Vilas Boas

Acredito que Nuno não levará a mal este comentário, mas - em consciência - não posso deixar de o fazer.
André Vilas Boas é um dos capitães de equipa, tradicionalmente um dos líderes no balneário, um dos jogadores mais respeitados do plantel e um profissional sobre quem nunca ouvi qualquer reparo.
Ao ter sido o único excluído do jogo de hoje, sem estar lesionado e sem ter sido titular no domingo, deduzo que só pode haver algum problema (de que tipo, não sei).
Quando ficou de fora do jogo com o Nacional, estranhei mas pensei: Nuno está a guardá-lo para o jogo da Taça da Liga.
Afinal, volta a ficar de fora!
É por isso que peço a Nuno, se não há qualquer problema disciplinar envolvendo o jogador (que nos escapa), que reflita sobre o que está a acontecer/fazer a Vilas Boas.
Nenhum jogador o merece, mas muito menos Vilas Boas (que até tem sido o mais sacrificado da equipa, jogando muitas vezes fora da sua posição).

Nuno fez bem ao deixar quatro titulares de fora?

O que Nuno fez desta vez, fê-lo também na primeira mão da Taça da Liga. E na altura também o elogiei. Por isso, só posso dizer que compreendo a sua opção.
Arrisca? Sem dúvida que sim, mas isso só o valoriza.
O Rio Ave tem 27 jogadores e se jogarem sempre os mesmos alguns nunca jogarão.
Mais a mais, ou Nuno confia neles ou então é melhor não estarem no Rio Ave.
Pode correr mal?
Claro, mas uma coisa já percebemos de Nuno: não tem medo!

(Ederson, André Costa/Lionn, Marcelo, Jeferson e André Dias; Soares, Vítor Gomes e Diego Lopes; Del Valle, Tope, Hassan e Esmael?4-3-3?) 

30.10.12

Mário Almeida: «aguardo que ASC se possa candidatar»

A pedido do Reis do Ave, o presidente da AG do Rio Ave FC fala sobre a recandidatura de ASC:

«Irei marcar eleições para a 2.ª quinzena do mês de novembro, o que cumpre os Estatutos do Clube e me parece melhor servir os interesses da equipa principal. 

É sabido que a vida do Rio Ave FC nestes últimos anos tem registado grandes sucessos com a prestação das equipas sénior de futebol e futsal, bem como das camadas jovens. O momento atual é mesmo espetacular: 4.º lugar na I Liga, liderança nos campeonatos nacionais de juniores e infantis, bem como no Distrital de Juvenis, 3.º lugar no nacional de iniciados e vitórias nos benjamins, para além de excelentes resultados no futsal da 1.ª Divisão nacional.

Também em novas estruturas o êxito é evidente: novos relvados, novo e moderno autocarro, aquisição da velha Sede Social para a sua desejável reconstrução e vultuosas obras de beneficiação no Estádio dos Arcos, entre outros.

Tudo é mérito da Direção, treinadores, atletas, sócios e simpatizantes. Mas de todos emerge a figura ímpar do António da Silva Campos que tem desenvolvido um trabalho com muita qualidade para a futura sustentabilidade do Clube.

Por isso, como ele bem sabe, aguardo que possa candidatar-se a novo mandato, dando sequência ao positivo trabalho feito. Sabendo que a sua intensa vida profissional poderá ser afetada, espero que consiga ultrapassar as dificuldades para que possa continuar a assumir a presidência do Rio Ave FC no decorrer do próximo biénio»


(agradecemos a disponibilidade do presidente da AG do RAFC)

Mais das contas

Continuo a fazer uma leitura das contas do Rio Ave, aprovadas domingo, e relativas a 2011-12.
Na lista de custos, que totalizam pouco mais de 6, 7 milhões de euros, a maior fatia são os custos com o pessoal, quase três milhões de euros (1,7 milhões com o plantel, contra 1,4 previstos inicialmente).
Se no caso do plantel há um agravamento dos custos (explicado no próprio documento com o facto de o orçamento ser feito em Julho, antes do plantel estar fechado, o que só acontece no final de Agosto, o que deveria levar a repensar a data nos Estatutos), no caso do treinador isso não acontece: os 300 mil euros previstos são os 300 mil euros gastos.
Outra rubrica com diferença entre o previsto e gasto é a que diz respeito às deslocações e estágios: mais 100 por cento do que o inicialmente orçamentado! Posso adivinhar porquê?

Perguntas para ASC

Nas primeiras 24 horas recebemos seis perguntas dirigidas ao presidente do Rio Ave, todas elas assinadas e bem interessantes.
Mas podemos e vamos receber muitas mais, já que o presidente e a Linear têm tempo para uma conversa alargada.

Uma AG histórica, 30 anos depois

Faz hoje precisamente 30 anos que os rioavistas aprovaram em Assembleia Geral a construção do novo Estádio.
30 de Outubro de 1982.
O Estádio viria a ser inaugurado dois anos depois.
Quem nos dera poder, 30 anos depois, aprovar um novo estádio em AG...

Ricardo Martins a marcar

Golo do nosso jogador na goleada do Famalicão ao Padroense.
André Carvalho também marcou.
E Paiva manteve a baliza famalicense invicta!

Tomás hoje em A Bola


Taça da Liga: sem Oblak, Tarantini, Tomás e Ukra. E Vilas Boas

Nuno convocou 18 para amanhã:
Guarda-redes: Rafa e Ederson
Defesas: Nivaldo, Jeferson, André Dias, Lionn e Marcelo
Médios: Vitor Gomes, Braga, Filipe Augusto, Soares e Wires
Avançados: Hassan, Del Valle, Diego Lopes, Tope, André Costa e Esmael

Notas: 
- ficam de fora (além de Feliz, Pateiro, Rodrigues e Edimar, lesionados), Oblak, Tarantini, Vilas Boas, Tomás e Ukra. Vilas Boas é surpresa, já que não foi convocado no fim de semana.
Ou seja, Nuno chamou todos os disponíveis, menos os quatro titulares e Vilas Boas. Via «site» não há indicação de que Vilas Boas esteja lesionado.
«Vamos apresentar aquela que consideramos a melhor equipa. O Freamunde é uma equipa difícil, vimos isso no primeiro jogo. Foi um adversário que se bateu bem e que, entretanto, mudou ligeiramente o seu modelo. Adivinham-se dificuldades frente a um opositor que tem legítimas aspirações de seguir em frente na prova, o que vai exigir de nós o maior respeito e aquilo que nos caracteriza: a nossa vontade de vencer para alcançarmos o objetivo de estar na fase de grupos da competição», alertou o treinador, em conferência de Imprensa»

Diálogos imaginários 38

- Encontrei, esquecido num armário, um saco teu, cheio de... sorte!
- Sacanas, tinham-mo escondido e andei a época toda sem ela...

(abro uma exceção para explicar este «diálogo», já que me chegaram ecos de que foi mal interpretado: como é evidente, não tem havido apenas sorte a ajudar a equipa, mas parece-me forçoso reconhecer que aquilo que faltou a Brito, durante quase toda a época, tem estado agora presente. Ainda no domingo 'tudo correu bem', desde o penalti defendido ao penalti marcado, ao jogador expulso e ao golo no último minuto. A sorte que Tarantini não teve em toda a época, não lhe tem faltado agora, por exemplo; Não é só sorte, nem de perto nem de longe, mas prezo-me de não ter memória curta. Em suma: o que se pretende dizer não é que é sorte o percurso de Nuno no Rio Ave, mas lembrar a sorte que faltou há alguns meses e que agora voltou. Mais a mais, trata-se de uma brincadeira...)

Os dias menos bons de Nivaldo

Sou fã de Nivaldo e tenho-o elogiado.
Mas isso não me pode impedir de dizer que esteve menos bem em três dos quatro últimos jogos.
Depois, com o FC Porto, teve uma falha que deu origem ao segundo golo portista.
No domingo voltou a falhar e o Nacional marcou o primeiro golo (as imagens não deixam dúvidas).
Deve Nuno dar lugar a outro central, neste caso a Jeferson?
Não me atrevo a responder, porque há vários fatores a ter em conta.
Mas Nivaldo tem de melhorar (e, já agora, ter um pouco mais de sorte, porque há deslizes que não dão nada e outros que resultam em golos do adversário)

O rei Tarantini volta a ganhar!

É o ano de Tarantini, mais uma vez rei semanal (o melhor jogador da semana!)
O senhor Ricardo Monteiro somou 39 pontos, mais quatro do que Ukra, o segundo.
Seguem-se Oblak, com 34, e Tomás, com 33.
Filipe Augusto e Nivaldo partilham um lugar indesejado: o de titular menos pontuado, com 25 pontos (ainda assim mais quatro do que Tope, o suplente mais cotado neste jogo).

ATUALizo: Tarantini a caminho dos 100 jogos e o golo para rever.

29.10.12

Relvado a precisar de tratamento?

Ainda não começou o inverno e os buracos são muitos.
Alguma coisa a fazer?

T-shirt - 11


Edimar: «está bem melhor o tornozelo»

"Estou fazendo tratamento à base de gelo para recuperar o quanto antes e ajudar minha equipe que está num bom momento. Foi um lance ocasional. Prendi o pé no gramado sozinho ainda no primeiro tempo. Foi uma torção, meu tornozelo ficou bastante inchado e tive que sair na segunda etapa, mas já está bem melhor o tornozelo", disse Edimar, através da sua assessoria.

Se o árbitro de sábado era de Vila do Conde (ATUAL)

... e foi o que se viu, então marquem os próximos jogos a árbitros da Póvoa, por favor!

ATUALizo: arrepiante a descrição de Pedro Cunha ontem em direto na Linear sobre o trabalho do árbitro;

Rioavistas entrevistam ASC

O presidente do Rio Ave aceitou a proposta do Reis do Ave para uma entrevista feita pelos nossos leitores, entrevista essa que será transmitida dia 8 de Novembro, a partir das 18h na Linear.
Os rioavistas interessados em questionar António Silva Campos devem enviar as perguntas via email (reisdoave@gmail.com) até dia 5 de Novembro.
Existe o compromisso da nossa parte de colocar ao nosso presidente todas as perguntas que nos cheguem devidamente assinadas.
Vamos aproveitar a oportunidade? Afinal não é todos os dias que temos essa possibilidade e só a poderemos repetir se ela fizer algum sentido e tiver eco na família rioavista.
(o Reis do Ave agradece desde já a colaboração da Linear e do Paulo Vidal e a disponibilidade de ASC)

Futsal custou 80 mil euros

De acordo com o relatório aprovado ontem, o Rio Ave gastou perto de 82 mil euros com a secção de futsal na época 2011-12. Destes 82 mil, cerca de 67 mil são honorários (aos jogadores e treinadores). Não é muito, mas se atendermos aos sete mil euros de receitas, é desanimador: um subsídio de 2500 euros e perto de cinco mil euros com bilhetes vendidos. Nem um só euro de publicidade?
Como será este ano?

Arouca-Rio Ave (taça de Portugal)

acabou a sequência de jogos em casa!
vamos a Arouca ganhar!
Jogos marcados para 18 de Novembro

Diálogos imaginários 37

- Presidente, ponha aí uma cláusula de 20 mil euros, se eu marcar seis golos na época...
- Sem problema, até ponho 100 mil euros, se quiseres; no ano passado não marcaste nenhum...

(diálogo imaginário na data de assinatura do contrato!)

Excelente leitura de Nuno

«O meu aplauso vai para atitude dos jogadores. Fico contente pelos golos do João Tomás e do Tarantini, são a imagem de um Rio Ave de caráter, personalidade e crença. A equipa é nova, que está num processo de crescimento e a cada jogo consegue pôr o seu trabalho diário em campo. Ainda há coisas que nos faltam. O jogo de hoje deixará de ser algo raro e passará a ser algo normal para nós, quando estivermos inteiros»

Para memória futura!


Atualização da conta bancária de João Tomás

Faltam três para os 100
Dois para os 50 com a camisola do Rio Ave
Sete golos nos últimos cinco jogos do Rio Ave (taças incluídas)

Tiago Pinto, convocado pela primeira vez (ATUAL.)

Ainda não se estreou, mas já faltou mais...

ATUALizo a 1/11/2012: Não sei se sou a terceira, a segunda ou a primeira opção. Quero jogar para mostrar que sou o melhor. A Taça do Rei é uma grande oportunidade para demonstrar as minhas qualidades”, começou por afirmar.

Edimar, entorse

Saiu a poucos minutos do fim, lesionado.
A entorse irá impedi-lo de jogar na próxima jornada?

28.10.12

A curiosa ciência de Tarantini

"Elas batem e entram."

7ªj Nacional- O que é nacional é de facto bom.

Porquê? Porque começámos o jogo com 4 jogadores portugueses e foram esses 4 que decidiram o jogo: porque Braga sofre o penalty que Tomás converteu em golo e porque de uma falta sobre Ukra que o mesmo cobrou em cruzamento para a área, Tarantini fez o golo da vitória com uma cabeçada certeira.

Quando regressava a Vila do Conde para ver o jogo desta tarde, o meu filho vinha a falar-me do jogo da época passada contra o Nacional. Lembrava-se de tudo o que era importante: da expulsão de Éder, da lesão do Huanderson e da estreia de Rafa, da cambalhota no marcador e do golo de Atsu. Hoje houve algumas semelhanças com esse jogo: penalty contra nós (desta feita não deu golo), desvantagem no marcador e cambalhota no marcador com Tomás também a marcar. As diferenças são a nosso favor: foi o Nacional que ficou com 10 e desta vez quem tinha só 10 em campo venceu.
Eu não gostei muito do Rio Ave. Esquisitice minha? Talvez, mas se é certo que há melhorias exibicionais, ainda parecemos um pouco desligados entre sectores. E estamos coxos na esquerda. Edimar faz boas incursões ofensivas, mas só isso não chega. Braga parece-me um pouco confundido com o seu lugar no campo. Joga à esquerda ou mais ao centro no apoio a Tomás?
Espremendo tudo: o Nacional não é tão mau como a tabela classificativa mostra. Tem bons jogadores a quem falta alguma confiança e isso jogou a nosso favor. O Rio Ave quis sempre ganhar, mas não fez um grande jogo. Ganhou porque teve a inteligência de não descaracterizar o seu jogo quando precisou de mudar o rumo dos acontecimentos, porque aproveitou a superioridade numérica e porque não jogou apenas com o coração.

Árbitro fraquinho, fraquinho.

Nuno ES tem nota 3.

Manuel da Costa (Nacional) parte banco de suplentes

a seguir a ser expulso.
Paga?

Contra o Nacional, um a um

Oblak - 3. Muito bem a defender o penalty. No resto, não tendo trabalho complicado, esteve sempre bem.
Edimar - 3. Continua a mostrar que é um acrescento de valor, mesmo não tendo um jogo brilhante.
Nivaldo - 2. Alguma dificuldade com os lances em velocidade e aquele deslize...
Marcelo - 3. Regular.
Lionn - 3. Bastante activo e geralmente bem.
Wires - 3. Muito preso à posição de médio defensivo. Cumpriu, mas sente-se que ali fica um pouco limitado.
Filipe Augusto - 2. Não gostei. Pouco esclarecido e complicativo.
Tarantini - 4. O talismã. Antes do golo tinha andado nas lutas de meio-campo destacando-se sobretudo pelas bolas que roubou e foram muitas. Depois o golo fez a diferença. Continua numa boa onda.
Braga - 3. Acho que Braga não sabe muito bem qual é o seu lugar no campo. Encosta à esquerda? Fica no meio? Eu achei que esteve regular, não deslumbrando. Foi o único que rematou de fora da área.
Tomás - 3. Marcou. Foi de penalty?, sim, mas não foi só isso. Tomás sabe sempre o que anda a fazer em campo. Defendeu, compensou posições e fixou dois defesas do Nacional. 37 anos.
Ukra - 3. Perto do fim do jogo acusava o cansaço de tanta correria, porque de facto andou sempre feio acordeão a encolher e a esticar do meio-campo em diante. Acho que reservou aquele lugar para o resto do campeonato.
Tope - 2. Parece um pouco trapalhão, mas fez bom uso da velocidade e força. Falhou um golo que me parecia certo.
Vítor Gomes - 2. Percebeu que a equipa precisava de um jogo rápido e fluído e entrou bem quando era preciso encostar o adversário às cordas.
André Dias - 1. Um amarelo e um belo passe a isolar Vítor Gomes que quase dava golo.

(6ªj Nacional) Com sorte e sem jogar muito bem, vitória justa!

Apenas o Rio Ave quis ganhar o jogo, a partir do momento em que o Nacional ficou com 10 (no lance do penalti que deu o empate). O Nacional pensou no empate, o Rio Ave foi com tudo para ganhar. E, sem ter feito um bom jogo, ganhou justamente.
O que faltou foi basicamente o mesmo: alguém no meio campo capaz de ligar setores e de colocar a bola no ataque; sem essa referência o Rio Ave tentava chegar ao ataque através do futebol direto, metendo sobretudo em Ukra.
Tivemos muito poucas oportunidades de golo, como consequência disso.
Na primeira parte, até deixámos que o Nacional se superiorizasse, falhando um penalti e marcando um golo (0-1 ao intervalo). Nivaldo teve uma falha comprometedora, que só não foi fatal porque na segunda parte houve garra para dar a volta ao marcador.
A Nuno dou nota 3: o onze até me pareceu bem escalado, mas demorou a reagir perante a inoperância de Filipe Augusto e de Braga. Felizmente tudo correu bem e com alguma sorte à mistura (mas justiça!) ganhámos o jogo.

PS -sem surpresa, má arbitragem de Xistra, nos amarelos, nas faltas ao contrário e no penalti que felizmente Oblak defendeu.

(6ªj Nacional) Um-a-um: Tarantini

Oblak 3 (defendeu o penalti e só isso já bastaria para lhe dar nota positiva; não teve muito mais trabalho ao longo do jogo. Melhor com as mãos do que com os pés, já que fez várias reposições defeituosas)
Lionn: 3 (começa a mostrar-se o Lionn que conhecemos. Quer a atacar quer a defender)
Marcelo 3 (grande segurança, excelente posicionamento)
Nivaldo: 2 (mais um deslize fatal, a manchar uma exibição positiva)
Edimar: 3 (a primeira parte apareceu pouco, mas na segunda atacou e bem; saiu lesionado)
Wires: 3 (com Nuno só defende. E não sobe; de resto, esteve bem)
Tarantini: 4 (o melhor em campo, quer nas tarefas que lhe são pedidas quer ainda a atacar; marcou o golo da vitória; fez muitos desarmes, tentou lançar vários ataques; um jogo quase perfeito)
Filipe Augusto: 2 (lutar, lutou muito. Mas pouco saiu bem. Crise de confiança? Foi o primeiro substituído e até devia ter saído antes)
Braga: 2 (apenas um pouquinho melhor do que nos ultimos jogos. Hoje jogou mais no seu lugar, mas não deu nas vistas)
Ukra: 3 (lutou, correu, cruzou. Não esteve brilhante mas tem nota positiva)
Tomás: 3 (além do habitual, que é marcar e desmarcar, ainda veio defender)
Tope: 2 (tentou fazer tudo bem e depressa. Mas atrapalhou-se várias vezes. Voltou a mostrar excelentes pormenores técnicos)
Vítor Gomes: 3 (pode ter agarrado o lugar; teve pouco tempo mas viu-se com VG um Rio Ave mais dinâmico, mais proximo do ataque e mais perigoso)
André Dias: 1 (apenas tempo para dois maus passes e um amarelo)

ASC continua a ponderar

Ainda não foi hoje, durante a AG, que ASC revelou que se irá recandidatar. Disse estar a ponderar e que daqui a dias dirá qual a decisão.
Mário Almeida terminou dizendo que se mantém o tabú.
Para desfazer em breve!

4ª época com contas positivas

Acabou há instantes a AG que serviu para conhecer as contas relativas à época 2011-12, contas essas que, no essencial, se revelaram uma boa surpresa.
Pelo quarto ano consecutivo (os quatro anos de ASC), o Rio Ave fecha com resultados positivos, no caso cerca de 160 mil euros.
Isto sem necessidade de ir ao banco ou de ficar a dever aos impostos ou à segurança social.
Nos próximos dias irei desenvolver com algum detalhe certos elementos deste relatório, mas o mais importante foi isto: merecido o voto de louvor proposto e aprovado por unanimidade (tal como as próprias contas).

27.10.12

Juniores empatam em Penafiel contra tudo e contra todos (ACT)

Aos 20 minutos o Rio Ave já estava jogar com nove, uma vez que o árbitro expulsara Bahia e Nini.
Mas o Rio Ave foi mais forte e Nuno Santos empatou o jogo.
1-1 final.
Pedro Cunha também foi expulso no final do jogo, quando tentava acalmar os ânimos.
O que não foi fácil, tal a revolta que ia na equipa vilacondense.
O mais divertido, se é que há alguma coisa divertida nisto, é que se o árbitro tentou proteger o FC Porto, expulsando dois titulares do Rio Ave, para o próximo jogo com os portistas, alguém se esqueceu de o avisar que o jogo da proxima jornada foi adiado (por causa das seleções). E que Nini e Bahia poderão 'limpar' os castigos dos jogos da distrital que se seguem!
Mais importante de tudo: com um percurso tão brilhante, mais cedo ou mais tarde o Rio Ave começaria a incomodar. Foi hoje. Mas ainda não foi desta que nos vergaram!
Força rapazes, vocês são uns heróis!

PS - aliás, como o Sporting ganhou ao Benfica, o Rio Ave é a unica equipa do nacional sem derrotas! CORReção: o Sporting também não perdeu.

ACTualizo a 28/10, com reações dos jogadores: «Ainda assim não foi desta que caímos. Continuamos invictos e com fome de vitória»; «Hoje provamos que se estivermos juntos, vamos chegar muito longe. Nossa equipa é de guerreiro e mesmo contra todos, conseguimos mas uma superação»

Antecipar o onze de amanhã

Em função da convocatória, é possível antecipar o seguinte:
- se o Rio Ave jogar em 4-4-2, Tomás e Ukra serão titulares, com Diego Lopes a fazer de «10»;
- se o Rio Ave jogar em 4-3-3, Tope (Braga?) juntar-se-á a Tomás e Ukra, saindo Diego Lopes;
(outra perspetiva)

(7ªj Nacional) Sem Esmael, Del Valle e Vilas Boas

Nuno chamou 18:
Guarda-redes: Oblak e Ederson
Defesas: Nivaldo, Jeferson, Edimar, André Dias, Lionn e Marcelo
Médios: Tarantini, Vitor Gomes, Braga, Filipe Augusto e Wires
Avançados: João Tomás, Ukra, Hassan, Diego Lopes e Tope

Notas: 
- há três lesionados (Feliz, Pateiro e Rodriguez)
- ficam de fora por opção: Rafa, André Costa, André Vilas Boas, Soares, Del Valle e Esmael
(as não chamadas de Vilas Boas, Esmael e Del Valle são as mais significativas, sobretudo as dos dois últimos que foram titulares, mas já não estiveram no jogo da Taça)

26.10.12

Carlos Xistra, o segundo pior árbitro do mundo, para domingo

É um árbitro mau, quando nos beneficia ou prejudica!

«Extremamente difícil»?

E se fosse com o FC Porto ou o Benfica?
Seria como?
«Extremamente difícil»?

Diálogos imaginários 36

- Estás a ver aqui o que dizem os tipos do Reis do Ave?
- vê lá se os desmentes, com uma exibição espantosa e três golos!

Outra vez o Nacional...

Todos os jogos são importantes e todas as vitórias o são ainda mais, mas o jogo de domingo com o Nacional tem algumas características interessantes: primeiro há o facto de se procurar a primeira vitória em casa, depois é importante confirmar o bom momento com os três pontos.
Qualquer outro resultado que não a vitória irá dizer-nos que o Rio Ave não está tão bem como todos queríamos? Provavelmente, excepto se se repetir o Rio Ave-Nacional de há duas épocas (com Paixão...)!

PS - e voltamos a encontrar o incrível Machado, especialista em diminuir-nos!

Reis do Ave e JVC em sintonia por causa de Vítor Gomes

No início da semana escrevemos isto.
Esta semana podemos ler no JVC:
(o jornal suscita a questão da valorização do ativo, que é muito importante; obviamente que se temos jogadores emprestados não os vamos encostar, mas quando os valorizamos recebemos zero...)

Só para complementar

Acho que faz sentido incluir nesta lista do JVC o nome de Francisco Costa.
Uma parte do mérito também é sua!

André Costa, muito bem!

André Costa, que está no terceiro ano de engenharia mecânica, respondeu a diversas perguntas dos estudantes da Escola primária de Mindelo, em Vila do Conde: «Apesar da prioridade ser a carreira no futebol e sempre bom ter outro plano».

25.10.12

O plantel mais jovem

Estando as minhas contas certas, temos o plantel mais jovem desde a época 96/97. A diferença é aliás muito significativa: enquanto a média, agora, é de 23 anos, na época anterior era de 26. Na linha de épocas (2003-04; 2004-05) com média de 27 anos.

Mas também o menos português...

Juniores: onze titulares e dez suplentes

Impressiona também a regularidade (previsibilidade) das opções de Pedro Cunha: há onze jogadores que têm sido opções constantes, sendo que três deles falharam dois jogos.
Paulinho, Baldaia, Silvério, Ruben, Kiki, Nuno Santos e Bahia foram SEMPRE titulares.
Nini, Tiago Santos, Daniel e Miguel Costa ou falharam dois jogos ou foram suplentes.
Além destes foram usados, em maior ou menor quantidade, mais dez jogadores (Ryan, Pedrinho, Diogo Mota, Claudio, Pena, João Paulo, Kaique, Bruno Coelho, David Santos e Nelson Monte)

(uso registos tirados do «site» e dos jornais; se alguma coisa não estiver bem, agradeço correção)

PS - Confirmada a chamada de Nuno Santos, depois do estágio.

Torneio de futsal em Vila do Conde

Aproveitando a pausa competitiva de um mês (!) por causa do campeonato do mundo, Pedro Soares decidiu promover um torneio internacional de futsal no fim de semana 9 (sexta) e 10, que conta com Rio Ave, Sporting, NFK Tyumen (Rússia) e SCBraga.
Na manhã desse sábado há um  seminário “Futsal em Portugal “
Uma iniciativa que merece aplauso, sem margem para dúvidas.

Tomás ou Cardozo?

Um deles terminará este campeonato como o maior goleador em atividade (golos marcados no principal campeonato português, atualizado à 6ª jornada, a partir dos Cadernos de A Bola):
Tomás 96
Cardozo 92
Meyong 67
Paulo César 47
Lima 36
Alan 35
Lucho 35
Varela 31
Zé Pedro 31
(só Tomás e Cardozo têm condições para chegar aos 100 golos nesta e na próxima época, pelo menos, ainda assim muito longe dos 331 de Peyroteo).

(Terras do Ave desta semana)


Duas maneiras de ver a mesma coisa

«Trio indisponível para o Nacional»
ou
«Rio Ave na máxima força para o Nacional»

24.10.12

Tomás: faltam quatro para os 100

94 antes de começar esta época, mais dois desta; faltam quatro. E três para os 50 com a camisola do Rio Ave!
(Cadernos de A Bola)
E confirma-se que o Rio Ave é o clube mais marcante da carreira de Tomás.

O primeiro golo de Tomás, com passe de Ukra

Lembram-se disto?
Parece claro que no atual plantel do Rio Ave Ukra será o melhor a cruzar para Tomás.
A ponto de fazer dele o sucessor de Bruno Gama?

(depois do que vi no jogo com o Portimonense, gostava de ver um 4-3-3 com Tope, Tomás e Ukra!)

Ainda a equipa de juniores

Os resultados e a classificação da equipa de juniores são fantásticos, mas ainda o são mais se dissermos que não estamos perante um plantel de craques (no sentido de serem jogadores que possam fazer a diferença tecnicamente). São craques na garra, na concentração, no rendimento que estão a demonstrar.
Mais: a equipa até tem algumas limitações ao nível de setores, que se revelam na ausência de um ponta de lança (no fundo o Rio Ave joga com dois avançados mas nenhum fixo na área).
Isto não só não diminui o trabalho que vem sendo feito como ainda lhe dá mais valor. Da mesma forma, valoriza muito - e essa justiça não tem sido feita - o trabalho de Pedro Cunha, que está a conseguir tirar o máximo dos jogadores

(jogadores a ter debaixo de olho: Paulinho, o guarda-redes, Baldaia, o defesa-direito, Silvério, central; Rúben e Kiki, médios, Nuno Santos e Bahia, avançados)

23.10.12

Tomás: já lá vão 47 golos com a camisola do Rio Ave

Em menos de três épocas completas!!!!!

ÉPOCA LIGA TAÇA LIGA TAÇA PORTUGAL
2009-2010 6 2 1
2010-2011 16 0 0
2011-2012 11 2 3
2012-2013 7 2 3
TOTAL 40 6 7

TOTAL 53

A frase mais triste que se pode ler de um futebolista

«Nasci em Vila do Conde e comecei a jogar futebol no Varzim S.C
(Deus lhe perdoe...)

Tope ou Braga?

Se a opção é por um extremo para o lado esquerdo, Tope!
Mas -acredito - Nuno voltará ao 4-4-2 frente ao Nacional (é menos atacante do que o 4-3-3, mas tem dado melhores resultados).
Neste caso, sobra o lugar ao lado de Tomás.
Del Valle?
Ukra?

Saudades (2); E este equipamento? (CORR.x2)

Em cima da esquerda para a direita: João Festas, Mauro, Nando, Karim, José Augusto, Paulo Andrade e Madureira.
Em baixo: André, João Viana, Zé Manuel e Paulo Pires
Época: 1989/90 (a pior época dos últimos 30 anos, aquela em que descemos da 2ª à 2ª B, onde estivemos apenas uma época, a seguinte [na verdade, como lembrava o nosso amigo Renato, não descemos formalmente, embora na prática tenha sido isso que passou; o que aconteceu é não ficámos na primeira parte da tabela de onde saíram os que foram formar a Liga de Honra])
CORReção: afinal parece que não é de 89/90 mas de 1988/89. «Em 1989/90, O Madureira tinha voltado ao Salgueiros, o Festas foi para o Vianense, o Zé Manel foi para o Felgueiras. Assim sim» (obrigado Rui André).

(em relação a esta equipa, Festas, Nando, Madureira, André e Paulo Pires repetem)

ATUAlizo com estas informações de Fernando Soares: "Plantel 1988-89: Maravalhas; Madureira; Paulo Pires; Graça; Dias; Festas; Mauro; Celestino; Paulo Andrade; André; José Augusto Cassamá; Lourival; Carvalho; Leão; Marinho; Nando; Carlos ManuelHugo; José Manuel; Bragança; Pires; Virgilio; Álvaro Soares, João Viana; João Medeiros; João Luís; Mike Walsh e Karim. Treinadores 1988-89: Mário Reis (1ª à 12ª Jornada); Mike Walsh (13ª à 25ª Jornada) e Eurico Gomes (26ª à 34ª Jornada). Obrigado Fernando.

Vítor Gomes e/ou Diego Lopes

Algumas notas prévias:
- ainda há poucas semanas aqui falei de Soares; não é um jogador de Vila do Conde nem fez a formação no Rio Ave.
- mas é óbvio que, por cá, olhamos para especial atenção para os nossos jogadores.
Dito isto, fiquei desiludido com a opção de Nuno de não utilizar Vítor Gomes no jogo da Taça de Portugal.
E como não gosto de ser hipócrita, atirando sem deixar alternativas, penso que Nuno está a exagerar na aposta em Diego Lopes.
O jovem jogador precisa de jogar, como outros, mas não me parece que (ainda!) tenha futebol para ser titular. E tem sido titular diversas vezes. Fazer 20 minutos, meia hora, de cada vez ajudaria ao seu desenvolvimento.
Nuno poderia gerir de outra forma esta questão, balanceando as oportunidades entre um e outro.
Se o Vítor Gomes não jogar, como pode mostrar-se ao treinador?
É óbvio que apenas os treinos não chegam!

(infelizmente, esta opinião parece-me cada vez mais atual)

PS - no final Nuno não será julgado/avaliado por ter usado este ou aquele jogador, antes pelos resultados que conseguiu, mas isso não nos deve impedir de ir comentando as suas opções.

22.10.12

Nuno Santos no estágio da seleção

Ainda no sábado o elogiei!
E aqui está a boa notícia.

2+2+2= três vitórias

Dois no Estoril.
Dois em Freamunde
Dois ao Portimonense
Três vitórias do Rio Ave, assinadas por João Tomás.

Saudades. Do equipamento?

Em cima da esquerda para a direita: Paulo Pires, Dias, Mike Walsh, Madureira, Nando e João Festas. Em baixo: Carlos Manuel, Virgilio, Álvaro, André e Manuel Pires. Época 1988/1989.
Mais sobre a equipa, que falhou a subida à primeira por muito pouco, aqui

Cluj volta a tentar contratar Carlos Brito

É um namoro antigo, que agora volta a ser aceso!
(agora não haverá Mário Almeida para convencer, embora Brito me tenha dito que também houve razões familiares que o levaram a recusar; financeiras é que não, que os romenos pagavam três ou quatro vezes mais)

PS - já repararam que o Cluj é, dos clubes estrangeiros, o mais próximo do Rio Ave?

Continuar a acompanhar Igor

(O Gondomar foi derrotado por 2-0 pelo Gil Vicente; dos cinco emprestado pelo Rio Ave, jogaram também Tiago Graça e Júlio)

Esta equipa merece um grande aplauso!

(clicar para ver melhor; fonte JVC desta semana)

21.10.12

Incidentes no final do jogo (ATUAL.)

Segundo testemunhas contaram ao Reis do Ave, o treinador do Portimonense ter-se-á pegado com alguns adeptos rioavistas à entrada para o autocarro e houve alguma confusão.

(não sei mais do que isto e provavelmente não merece mais atenção do que isto; mas estranho, porque o jogo foi correto - as expulsões foram justas - e tenho Lázaro Oliveira na conta de um treinador calmo)

ATUALizo a 22/10, via Record: «Lázaro Oliveira terá feito um gesto menos próprio para um casal de adeptos do Rio Ave, no decorrer do jogo. No final, a suposta visada esperou pelo técnico e tentou agredi-lo. Valeu a pronta intervenção de Tarantini e de Vilas Boas, sendo que a polícia assistiu ao incidente e identificou a senhora».

(TdP Portimonense) Sem garra, resta Tomás

Primeiro: Nuno não facilitou no onze; só Jeferson nunca tinha jogado para o campeonato;
Segundo: o Rio Ave até entrou bem e marcou. Mas o Portimonense rapidamente equilibrou o jogo e até empatou. Na segunda parte, connosco adormecidos, quase que os visitantes faziam o segundo golo. Depois Tomás voltou a desequilibrar;
Terceiro: o que se viu hoje foi isto - o Rio Ave sem Tomás jogou mais ou menos a mesma coisa do que o Portimonense (nota-se que os nossos jogadores são melhores, mas faltou garra)
Quarto: o Portimonense marca o seu golo naquilo que me pareceu ter sido uma clara falha do Rio Ave. Quem tinha de marcar o central (e melhor jogador/marcador do Portimonense)?
Quinto: sem ter tido um ascendente claro nem ter mostrado muito mais qualidades, o Rio Ave acabou por ser um pouquinho melhor. Mas atenção que o Portimonense acabou com nove e jogou uma grande parte do último tempo com 10.
Sexto: ainda assim, o Portimonense talvez tivesse justificado o prolongamento.
Sétimo: boa arbitragem de um árbitro fraco (João Ferreira), mal auxiliado em dois ou três fora de jogo, erradamente assinalados ao Rio Ave.
PS - a pior assistência de que me lembro (por causa dos cinco euros do bilhete?)

(TdP Portimonense) Um-a-um: Tomás e mais nenhum (e Tope...)

Ederson 3: tarde um pouco inglória - quase não teve trabalho e ainda sofreu um golo (sem responsabilidades); fez uma ou duas defesas, só isso;
Lionn 2: na primeira parte quase não atacou, na segunda viu-se mais; no essencial passou ao lado do jogo
Marcelo 3: quase sempre impecável, um ou dois passes menos corretos
Jeferson: 3: identico ao parceiro do lado, mas um pouco mais trapalhão na primeira parte
Edimar 4: dos melhores; a ataca e a defender. À Edimar; só faltou o golo;
Filipe Augusto 3: hoje a trinco, fez um bom jogo. É dele a desmarcação soberba para Ukra, que dará o primeiro golo; sem brilhar, o melhor jogo em Vila do Conde
Tarantini: 3 tentou marcar para manter a média, mas hoje não teve a sorte ou a inspiração de outros jogos. No essencial (sobretudo a defender) bem
Diego Lopes: 2 (não está em causa as qualidades que se vê que tem, mas sim aquilo em que realmente contribui para a equipa. E aí, sinceramente, acho que contribuiu pouco. Algumas arrancadas, um ou outro passe e pouco mais)
Ukra: 3 (não foi um grande jogo de Ukra, mas foi um jogo positivo. Esteve sempre presente, faz o cruzamento do primeiro golo e rematou à baliza; terá conquistado a titularidade?)
Tomás: 4 (marcou o primeiro, 'ganhou' o penalti do segundo - que marcou - e teve mais um ou dois lances; dois golos! É preciso dizer mais?)
Braga: 1 (o 'calvário' de Braga continua, hoje a extremo esquerdo. Quase sempre mal. Foi o primeiro a sair)
Tope: 3 (até começou nervoso, mas depois mostrou qualidades que não lhe conhecíamos: velocidade estonteante e uma qualidade tecnica notável no um-para-um; quero ver mas!)
Hassan: 2 (não teve tempo para mais a não ser para pormenores técnicos. E não desiludiu)
Vilas Boas: 1 (sem tempo)

Iniciados vencem Varzim

2-1, segundo o zerozero.

«Promessa cumprida com o melhor onze»

Não é muito cedo para se afirmar isso?
Para já temos certo que quatro titulares não vão jogar.
Logo veremos o resto.
(para que fique claro sou favorável a que sejam dadas oportunidades a outros jogadores, de modo a poderem mostrar o seu valor)

Um mural bonito

Parede exterior do campo de treinos
(ou como os grafitis podem ser elogiados)

20.10.12

Juniores: a vantagem

Nesta altura nada está conquistado, mas parece claro que o Rio Ave vai lutar até ao fim por um lugar nos primeiros quatro classificados, de modo a poder disputar a fase final, nacional.
E nesta altura o que mais impressiona é a vantagem já conseguida: dos 25 pontos do Rio Ave para os 11 do 5º classificado já vão 14 pontos.
É muita fruta! (ainda que nem a primeira volta esteja completa!)

Juniores vencem 4-2 o Guimarães

Ainda não foi desta que o Rio Ave perdeu um jogo!
Esteve a perder frente ao Guimarães (por duas vezes, 0-1 e 1-2), mas dois penalties e um autogolo vimaranense fitaram mais uma vitória, por 4-2.
Um jogo em que os de fora pareceram ter mais argumentos técnicos mas em que houve mais garra dos nossos.
E isso foi determinante. Porque virámos duas vezes o resultado.
Garra não falta e disfarça outras lacunas.
Melhor em campo: Nuno Santos, também mas não só pelo golo que marcou (Kiki, com duas penalidades bem marcadas, também se distinguiu).
Boa arbitragem num jogo com tres penalties (um contra nós) bem assinalados.
Parabéns equipa júnior do Rio Ave

Convocados para o Portimonense: sem Oblak, Nivaldo, Wires, Del Valle e Esmael

Nuno chamou 18 para o jogo de amanhã:
Guarda-redes: Rafa e Ederson
Defesas: Jeferson, Edimar, André Dias, Lionn e Marcelo
Médios: Tarantini, Vitor Gomes, Braga, André Vilas Boas, Filipe Augusto e Soares
Avançados: João Tomás, Ukra, Hassan, Diego Lopes e Tope

Notas:
- Feliz, Pateiro e Rodriguez estão fora por lesão;
- Oblak, André Costa, Nivaldo, Wires, Del Valle e Esmael estão ausentes por opção de Nuno
(Esmael é talvez a única surpresa, já que, tendo deixado de ser titular no campeonato teria uma boa opção para se  mostrar no jogo da Taça; mas só podem estar 18, por isso..)

Amanhã a primeira vitória em casa esta época?

Para a Taça também conta!

Sétimo jogo da Taça seguido...

... em Vila do Conde.
É no mínimo curioso. E da falta de sorte no sorteio realmente não nos podemos queixar!

Poupar energia?

Ontem, cerca das 19h

«A melhor equipa» no jogo da Taça

Nuno diz que «frente à formação algarvia, [vai apresentar] "a melhor equipa" que tem nesta altura».
Isto quer dizer que, amanhã, vai repetir aqueles jogadores que têm tido mais oportunidades (Oblak, Lionn, Marcelo, Nivaldo, Edimar, Wires, Tarantini e Felipe Augusto)?
Não acredito.
Nuno vai mexer no onze e apresentar novos jogadores.
Jeferson, por exemplo; Vilas Boas ou Vítor Gomes também podem ser titulares.
Tal como Ukra.
E na baliza?

19.10.12

Rodriguez no Perú?

Em face disto, é o mais normal.

Normal já não é dizer-se isto: «Adensa-se assim o estranho caso que envolve o jogador recrutado esta temporada pela equipa vilacondense, ainda não utilizado pelo treinador» (jogou 11 minutos em Braga e foi titular, 45 minutos, em Freamunde)

O sonho da Taça e ambição do Rio Ave

«Esta prova permite que todas as equipa sonhem com uma presença na final. Ainda estamos muito longe mas, com a ambição que nos caracteriza, podemos lá chega

(Caro Nuno: veja por favor os dois videos dos dois jogos da Taça de Portugal do ano passado; duas vergonhas! E veja-os para se não repetir o que então aconteceu. Se não confia no que lhe digo, recordo estas palavras! E olhe que o seu antecessor também sonhava chegar à final!)

Meliantes... rioavistas!

Há umas semanas houve uma série de assaltos a carros estacionados na rua (sei bem, porque o meu também...).
Agora a polícia apanhou os meliantes.
E não é que, pela foto divulgada pela PSP, se percebe que pelo menos um deles é do Rio Ave?
De de outra forma não se compreenderia o interesse nas camisolas do Clube!

18.10.12

AG a 28 de Outubro para aprovar

o orçamento 2011-12. Será este ou muito diferente?

Fabinho chamado à equipa principal?

A Marca diz que Fabinho é hipotese para substituir este fim de semana os lesionados Marcelo e Arbeloa.
Para já, e durante a falta de tantos internacionais nas seleções, tem treinado com Mourinho.

PS - que o Real Madrid exerça a opção sobre o jogador são os nossos votos!

Franco estreia-se como treinador

É o novo treinador do Leça (jogou lá durante cinco épocas)

PS - joga no Leça um jogador de Vila do Conde, Cerejo.

Lembrando Abel Braga (ATUAL e CORR)

O atual treinador do Fluminense, que se prepara para ser campeão brasileiro, foi nosso treinador na época 85/86. Já lá vão quase 30 anos!
Abel Braga era então um jovem (foi o seu primeiro ano como treinador), agora tem 60 anos. O Rio Ave estava na 2ª. Subida de divisão e regresso à 1ª. (obrigado PV)

ATUALizo e CORRijo: como lembrava o nosso amigo Sérgio, na época 1985/86 fomos campeões da 2ª divisão (a 2ª B ainda não existia, ao contrário do que escrevi) sem derrotas, o treinador de tal feito foi o Mário Reis. Ou seja há erro no Zerozero (na wikipedia também). A dúvida é em que época Abel Braga treinou o Rio Ave? EM 94/95, segundo o foradejogo,net (Brito estava na equipa).

Próximo jogo de futsal: ou missa ou Pavilhão...

Será, penso, a primeira vez que veremos um jogo de futsal em Vila do Conde (equipa sénior) às 11h15. Está marcado para domingo, 25 de Novembro, frente ao Benfica, com transmissão na RTP 1.
Se o jogo de futebol em Setúbal não for alterado, é sair de Vila do Conde e ir para o Bonfim a grande velocidade!

Pateiro operado ao joelho esquerdo

«Bem, lá vou para o bloco operatório pela sexta vez na minha carreira: muitos são aqueles que pensam que já estou acabado , mas enganam-se; vou vir ainda mais forte e motivado para terminar o meu percurso. É bom saber que, mais uma vez, aqueles que mais amo nesta vida estão novamente a meu lado; por eles, para eles e porque ainda quero chegar aos 100 jogos na liga, vou ultrapassar mais este obstáculo. DEUS é enorme... esperem por mim em breve no relvado»

(operações ao joelho são sempre, parece-me, coisas complicadas; mas milhares de jogadores já recuperaram de situações bem piores. Daqui a alguns meses teremos Pateiro a treinar sem limitações. E ainda a tempo de poder ser útil. Acabado aos 32 anos é que não!)

17.10.12

Rio Ave - Varzim, domingo (iniciados)

O Rio Ave está em 7º, o Varzim em último.
É domingo às 11 da manhã.

Rodriguez lesiona-se no Paraguai

Foi titular mas saiu aos 16 minutos. Lesão na perna esquerda.
«Alberto Rodríguez se ha convertido en un jugador de cristal. Tan delicado que si lo tocan en forma tosca, se rompe. Pero ya nos tiene acostumbrado a sus lesiones continuas. No es novedad»
Parece óbvio que falhará o jogo da Taça.
É pena. Ninguém estará mais desiludido do que o próprio jogador.

Vítor Gomes recuperado

Depois do susto de sábado passado, Vítor está recuperado.
Aposto nele para titular, domingo, frente ao Portimonense.

Del Valle e a seleção da Venezuela

A última vez que Del Valle foi chamado à seleção da Venezuela foi em junho. Desde que assinou pelo Rio Ave que deixou de ser convocado (embora antes também não fosse um indiscutível).

Ainda o jogo de veteranos de sábado

António Barros escreve hoje um interessante texto no Vilacondense, que publica a foto da equipa que jogou sábado.
(para ler tudo... comprar o jornal, pf)

16.10.12

Três guarda-redes, três competições?

Das duas, uma:
- ou Nuno faz os três guarda-redes rodar pelas três competições (e Ederson foi o titular na Taça da Liga) e nesse caso teremos Rafa domingo, frente ao Portimonense;
- ou a rotação apenas se faz entre Oblak e Ederson, o que deixaria Rafa de fora.
Aguardemos

Rio Ave pede despenalização de Cardinal

Em A Bola pode ler-se que terá havido equivoco do árbitro quanto a uma suposta agressão (Na Linear Raul Moreira também isso mesmo, que o Cardinal chocou com o guarda-redes sem querer).

André Costa ainda à procura da primeira internacionalização

Não se estreou ontem pelos sub21.

15.10.12

Futsal: agora só a 24 de Novembro!

Vem aí o campeonato mundial e o campeonato pára mais de um mês!

(em contrapartida regressa o nacional de juniores, com a receção ao Guimarães, quarto classificado, uma prova de fogo para equipa de Pedro Cunha, sábado, 15h)

Recandidatura de ASC dependente de «salto qualitativo»

O Record volta ao assunto da recandidatura para trazer um elemento novo: «aproximar o Clube dos candidatos à Europa é o desafio provável do 3º mandato», falando o jornal num «salto qualitativo que dê sentido a todo o trabalho que tem vindo a ser realizado».

Bruno Paixão, semana após semana a bater recordes

Na semana passada expulsou os apanha-bolas, este fim de semana transformou uma falta a favor do Leixões numa expulsão de um jogador de Matosinhos
(atenção que a crónica do jogo é escrita pelo correspondente nos Açores)
Quem viu o trabalho de Bruno Paixão percebe que só ele não entende por que não tem classificação para ser internacional.

Juvenis estão a cumprir com brilhantismo

Depois da desilusão que foi a descida de divisão, a equipa de juvenis do Rio Ave leva cinco jogos na 1ª divisão da AFPorto, com cinco vitórias.
(podem acompanhar aqui a carreira da equipa, com direito a videos e outra informação)

14.10.12

Ainda o jogo de ontem

Finalmente foi possivel, via Record, encontrar a equipa do Rio Ave que ganhou ontem em Oliveira de Azemeis.
Algumas notas:
- duas equipas diferentes, com o junior Baldaia a defesa direito.
- Vilas Boas outra vez a central;
- Tope regressou e até foi dos que fez mais minutos (por força da ausencia de Vítor Gomes)
- Del Valle não está, além dos selecionáveis e dos lesionados (Pateiro, Feliz e Vítor)
ATUALizado a 15/10: via site (noticia com data de 13, mas publicada nas últimas horas) ficamos a saber que foi Diego Lopes quem fez o jogo todo, o que tem mais lógica, já que Tope vem de uma lesão prolongada.

Eu vi o Ricardo Nascimento jogar (3)

... e não apenas o Ricardo Nascimento!
Dos que jogaram na primeira equipa (e que eu me lembre...), estavam lá Alfredo (o jantar foi na churrasqueira...), Mozer ou Hugo Veloso (90/91).
O mister é António Barros.

Gil Vicente ganhou 700 mil euros com a Taça da Liga (ATUAL)

Os números surgem em A Bola de ontem e surpreendem: depois de pagos os impostos e os prémios aos jogadores, o Gil Vicente ficou com 700 mil euros da presença na Taça da Liga (chegou à final).
Quem pode recusar uma verba destas?

ATUALIzo: e já não vai poder repetir o feito esta época; foi eliminado hoje pela Naval!

Eu vi o Ricardo Nascimento jogar (2)

Foi ontem num jogo de veteranos.
Não é o mesmo Ricardo Nascimento que idolatrámos, mas o perfume ainda lá está
E é sempre um prazer ver um jogador com tanta classe com a nossa camisola

Ian Cathro entrevistado na Escócia

Três ideias a reter, a partir desta entrevista:
- a surpresa de só 1800 pessoas verem os jogos («I think that while Portugal is a strong football country, it’s not as deep into the culture as it is here. It doesn’t quite mean as much as it does here and I didn’t really respect that enough until I saw the other side. But instead of questioning things constantly, let’s just all get behind it and do it.”)

- na atual equipa técnica ninguém conhecia ninguém; Nuno identificou características e necessidades e juntou as partes (“None of us knew each other but basically Nuno [Espirito Santo Porto’s former Champions League winning goalkeeper and current Rio Ave head coach] identified what attributes he has, what was still required and then found the best guy for each of the other things and put us all together.”)

- Outros jogadores podem estar de saída, além de Fabinho («At Rio we have 1,800 people who come to the games but we have lost a player to Real Madrid and there will be others who could move on to that level. The football is good»)

13.10.12

Eu vi o Ricardo Nascimento jogar!

amanhã mais desenvolvimentos do encontro imediato de hoje!

Futsal: Vitória em Braga (4-3)

Depois do 1-2 ao intervalo, o Rio Ave ainda fez mais dois, por Cardinal e Paulo Leite. Cardinal foi expulso e falha o proximo jogo com o Benfica, em Vila do Conde.
Seis jogos, cinco vitórias e uma derrota

Futsal: Rio Ave ganha 2-1 em Braga ao intervalo

Formiga e Israel marcaram pelo Rio Ave

Rio Ave vence em Oliveira de Azemeis

Hassan marcou o primeiro e Braga fez mais dois.
Vitor Gomes lesionou-se?

Soares não é fixe?

O Gil chamava a atenção esta semana que apenas há um jogador que nunca foi convocado.
Nem mais nem menos do que aquele sobre o qual escrevi que «pode vir a ser revelação; não tem medo de vir buscar a bola e joga raramente para trás; gosta de colocar a bola na frente, nos extremos».
Enganei-me?
Provavelmente sim, não seria a primeira nem última vez.
Mas espero para ver melhor antes de dizer que Soares foi uma contratação falhada.
Para já está a ser uma das desilusões, mas só isso. Ainda vai ter muitas oportunidades para mostrar o seu valor. Esta época.

Rodriguez não esteve no empate

do Peru na Bolivia.
Fará o segundo jogo, na terça?

12.10.12

As (grandes) diferenças entre 'casa' e 'fora'

Merecem uma análise mais cuidada, estes dois quadros do Record de hoje

Notícias do Bacalhau

A última vez que ouvimos falar de Hugo Bacalhau foi quando se disse que tinha sido convidado a colaborar com as camadas jovens do Rio Ave.
Afinal, Bacalhau está a jogar, na Apúlia, que disputa a terceira divisão.
Com ele mais dois jovens dos juniores do Rio Ave da época passada, que não soubemos, pudemos ou quisemos aproveitar: Cláudio e André Lopes (além de Zé Miguel, também da nossa formação).

Terroso regressa a Portugal para um 'grande'?

Ouvi há instantes o pai de Tiago Terroso dizer na TSF que o jogador tem pelo menos uma hipótese de voltar a Portugal, para jogar num dos 'grandes' já em Janeiro.
Não tenho acompanhado ao pormenor a carreira do Tiago no Odessa, mas sei que tem jogado.
E sei do seu valor.
Espero é que regresse ao Rio Ave!

Fábio Faria recuperou

Passou-me na altura mas num dos últimos JVC podia ler-se que houve desenvolvimentos positivos no problema de saúde de Fábio Faria, que permitiriam voltar a jogar futebol mais cedo do que se admitia.
São excelentes notícias.

Efeméride 2

Amanhã passam 16 anos sobre uma das maiores vergonhas do futebol português em que o Rio Ave foi envolvido - o jogo em Faro. Jorge Coroado foi o árbitro, para que ninguém se esqueça.

Efeméride 1 (estádio)

Passam amanhã 28 anos sobre a inauguração do nosso Estádio.
Numa altura em que se pede um novo mandato de ASC e em que é natural fazer um balanço, é forçoso reconhecer que é no Estádio que está uma das notas menos positivas destes quatro anos.
Até era uma das prioridades, mas a conjuntura económica não permitiu fazer o que se desejava.
Ainda assim talvez tivesse sido possível aproveitar este tempo para estudar a melhor solução - imaginando que, mais cedo ou mais tarde, alguma coisa terá de ser feita, sob pena do Estádio passar a ser muito mais um problema do que uma mais-valia.
Assim, quando fosse possível já teríamos algum trabalho de casa feito.

11.10.12

Colombo & Zappa - 53

ASC e a recandidatura: a ponderar

Na sequência disto, A Bola de ontem falou com ASC.
O que diz o presidente é que se sente cansado, que os compromissos empresariais não lhe deixam muito tempo e que até gostava de ter mais tempo para o Rio Ave. «Estou a ponderar um novo mandato, não é fácil... Ainda não decidi, mas não descarto essa possibilidade. Vou pensar bem e depois decido».

Ramada, lembram-se?

O Benfica está a disputar por estes dias a Ronda de Elite da UEFA futsal Cup. Um dos adversários é o Raba ETO Györ (da Hungria), onde joga um nosso ex-jogador Ramada (à direita). (3-3 no jogo entre as duas equipas)
Até á chegada desta leva de excelentes jogadores, nesta época, Hugo Ramada foi (juntamente com o Alex) o melhor jogador que jogou com a nossa camisola.
Diz que só volta a Portugal para jogar no Benfica ou no Sporting. É pena...

O peso do Brasil

A estatística diz-nos que havia mais jogadores brasileiros no plantel da época passada, mas para já os números mostram que somos a equipa em que o Brasil mais pesa.

(Bom? Mau? Penso que todos gostaríamos de mais jogadores portugueses, e se possível de Vila do Conde, mas esse não é o nosso objetivo principal: ganhar e ficar na primeira metade da tabela é que são os grandes objetivos)

Filipe Augusto já deixou a sua marca no Rio Ave?

«Filipe Augusto não precisou de grandes adaptações para deixar desde já a sua marca em Vila do Conde. Com apenas 19 anos, o médio brasileiro foi titular em todos os jogos da Liga e mostra grande ambição para voar mais alto num futuro próximo»

Pois eu acho que ele ainda vai mostrar muito mais e que o vimos é pouquinho.

Afinal, Rodriguez está na seleçao do Peru

Esta informação é apenas para actualizar esta.

ATUALizo, do JVC de hoje:

Nuno e os treinos de conjunto

Já repararam que nunca mais tivemos notícia dos jogos da equipa principal com a formação junior? Com Brito era um clássico, quase todas as semanas lá se lia no «site» que os grandes ganharam aos miudos por 7-1, 8-0, etc.
A explicação parece ser o desinteresse de Nuno pelos treinos de conjunto.
Para o nosso treinador, não faz sentido estar a treinar com uma equipa (por exemplo, dividir 11 contra 11) que vai jogar de forma muito diferente do próximo adversário.
Nuno prefere os treinos específicos, treinando por setores, em função das características do adversário.
Mas, se virmos bem, também não costumamos ouvir falar de treinos entre a equipa principal do FC Porto ou do Benfica e os juniores. Ou mesmo com a equipa B.

10.10.12

Mais sobre a questão da equipa de futsal feminino

O presidente do Canidelo voltou a contactar-nos para expor mais algumas opiniões e factos, que republicamos na íntegra, como sempre, aqui.

Rei Tomás, notável

Se na semana passada Tarantini somou uns impressionantes 47 pontos em 49 possíveis, esta semana também Tomás impressiona, porque dos 39 que era possível somar atingiu 37.

Com isto Tomás não conseguiu subir na tabela, mas aproximou-se do 11º lugar de Esmael. O líder continua a ser Edimar com 198 pontos.

Venham mais golos, por favor

Sim, porque com eles se conseguem as vitórias (pelo menos se marcarmos mais que os adversários...) e também porque ainda temos um balanço negativo entre marcados e sofridos na Liga, 7 contra 8.

Tarantini é o herói do momento, o melhor marcador, mas Tomás já picou o ponto, finalmente. No que toca ao local de onde marcámos os nossos golos, aproximámo-nos imenso da baliza adversária e desta vez 2 dos que enfiámos na baliza do Estoril aconteceram dentro da pequena área.

Tarantini merece destaque ainda porque é o jogador que mais aparece na construções dos golos, 3 vezes: 1 assistência e duas iniciativas individuais que deram golo. Lionn também merece um destaque. Não pelo autogolo do fim de semana, mas porque por 2 vezes apareceu ligado à construção de golos nossos. Fez uma assistência no domingo, mas já em Braga foi sobre ele que aconteceu a falta de onde resultou o livre do nosso golo.

5º ou 7º?

Por uma questão de coerência, apresento o Rio Ave em 7º. Coerência porque sempre usei as tabelas disponibilizadas pelo zerozero. Apesar de a Liga nos colocar em 5º, não vai ser por esse motivo exclusivamente que vou agora mudar. Na minha irrelevante opinião, estamos a discutir o sexo dos anjos. Alguém se lembrará disto no final da Liga?

Seja como for, demos o maior salto de todos na tabela e subimos para 3 os pontos de vantagem sobre o 15º lugar. Igualamos o melhor que tínhamos conseguido esta temporada.

ATUALIZO (JPM) a 11/10/2012: pelos regulamentos, estamos 5º. Se houvesse apenas duas equipas com 8 pontos, nós e o Marítimo, eles estariam à nossa frente, porque venceram em Vila do Conde. Mas há três equipas com os mesmo pontos, pelo que esse fator de desempate é anulado e substituído pelo goal average entre os três. E nesse caso, o 5º lugar é nosso (obrigado MR)

Continuam os ensaios ofensivos

Nuno ES apresentou com o Estoril o 5º onze diferente na Liga. Manteve-se a estrutura defensiva e o meio-campo, mas no ataque ainda não está encontrada uma fórmula estável. Del Valle e Tomás nunca tinham sido titulares ao mesmo tempo. Falta ainda perceber se o ataque vai mudar amiúde em função do adversário ou  se Nuno ainda não está satisfeito com as combinações até agora tentadas.

Por outro lado, Wires vai no 4º jogo seguido a ser substituído, 5 vezes no total. Em 4 dessas 5 foi o último a ser trocado por um colega. Já Ukra que só foi inscrito para a 3ª jornada, tem sido sempre o primeiro substituto a entrar, 3 vezes em 3 possíveis. Vítor Gomes, o suplente habitual mais vezes utilizado, das 4 vezes em que jogou entrou sempre para o lugar de Braga ou Filipe Augusto. Em 3 vezes foi o 2º a entrar.
Contra o Estoril, apesar de estarmos a vencer por 2-0 quando a 1ª substituição aconteceu, foi o jogo em que mais cedo Nuno ES mexeu na equipa, minuto 56.

Dos nossos 6 jogos na Liga (corrigido):

- 3º jogo consecutivo a marcar e a sofrer;
- somámos nos últimos 3 jogos os mesmos 4 pontos dos 3 primeiros;
- 6 pontos em casa fora, 2 fora em casa; (obrigado Paulo)
- nesta última série de 3 jogos marcámos 6 golos, mas sofremos 7, 4 golos marcados fora e 2 em casa e 5 sofridos fora e 2 em casa;
- sempre que chegamos ao intervalo a vencer, vencemos os jogos;
- conquistámos 44% dos pontos em disputa.

O Rio Ave não faz faltas

Outra das ideias de Nuno que faz toda a diferença fase à época passada tem a ver com o facto de o Rio Ave não fazer faltas. Ou de fazer muito poucas.
Nestas primeiras seis jornadas, o Rio Ave cometeu apenas 79 faltas, apenas mais uma do o Braga e mais 18 do que o FC Porto, recordista.
O Rio Ave é portanto o terceiro clube menos faltoso, o que dá razão a Nuno.
(Curiosamente, também, o terceiro que menos sofre, depois do Sporting e do Benfica)

The Magnificent 8

Os que estiveram nos 6 jogos disputados na Liga e sempre a titular: Edimar, Nivaldo, Marcelo, Lionn, Wires, Tarantini, Filipe Augusto e Braga. Destes só Edimar, Marcelo, Lionn e Tarantini são totalistas de minutos. Hassan estreou-se nas convocatórias, mas ainda não foi ao banco. Dos 27 do plantel já só falta convocar Soares.

9.10.12

Top Stars...


Tomás a três ou a quatro golos dos 100

Para o JN faltam apenas três golos, mas O Jogo diz que são quatro. Se alguém puder esclarecer...
(Seja como for é o maior goleador do atual campeonato)

A equipa com menos remates à baliza

Aqui está um dado que reforça aquilo que Nuno tem dito sobre a construção do jogo atacante: apesar do quinto lugar ( sétimo?) e dos oito pontos, o Rio Ave tem o total mais baixo de remates à baliza, em todo o campeonato: apenas 45, os mesmos do Estoril e menos dois do que Gil Vicente e Olhanense. Só por curiosidade, o FC Porto tem 111 empates em seis jogos. O Moreirense tem 72.
É uma questão de eficácia, mas não só
(Dados de A Bola)

Quinto lugar à sexta jornada (atual. e Corr.)

Ainda é muito cedo para se falar nos lugares europeus, mas é sem margem para dúvidas um excelente lugar e, mais importante, uma boa pontuação.
É o que queremos, todos os rioavistas, um campeonato longe dos lugares de descida e a lutar (realmente....) pelos três pontos em todos os jogos.


Actualizo: na classificação de A Bola estamos em quinto lugar. E no site da Liga, que é o oficial, também. Quinto lugar portanto. A que está em cima é do Record. Mal...

Tomás volta a ser REI!

Já tínhamos saudades de Tomás voltar ser o Rei, ele que é único jogador do plantel que já o foi (há duas épocas) .
Ganhou esta semana e deixou Tarantini a seis pontos (37-31).
A um ponto de Tarantini aparece Braga, com 30.
Depois, dois jogadores com 27, Wires e o suplente Del Valle.
Significa isto que vários titulares ficaram atrás do venezuelano, a começar por Lionn, que teve 22 (Ukra 23).

8.10.12

As últimas de Bruno Paixão

Ontem, no Oliveirense-Feirense, 'expulsou' os apanha-bolas, segundo A Bola!

Futsal: Juvenis entram a ganhar

Primeiro jogo (segunda jornada), primeira vitória.
4-0 ao Arcozelo.
Jogo no Pavilhão da Escola de Macieira
(fotos do nosso leitor e sócio Luís Soares, a quem agradecemos e solicitamos toda a colaboração)