31.8.12

Hassan só agora foi inscrito?

Do site da Liga:

-Ahmed Hassan Mohamed A. M. Mahgoub - Cedência temporária - Rio Ave Futebol Clube


Cedência temporária? Quem o cedeu? Não é o mesmo Hassan?

JPM: é o mesmo Hassan, emprestado provavelmente por uma equipa não-profissional, que nos emprestou o jogador. O Clube nada nos diz.

Renato Santos cedido ao Aves

A notícia é avançada pelo site oficial que fala numa cedência por uma época.

 A chegada de Ukra, que também joga pelas alas, tornava ainda mais reduzido o espaço do jovem Renato no plantel principal. Assim e pela terceira época consecutiva é cedido a um clube da 2ª Liga.

A frase final do texto do site quase lembra uma despedida, mais do que propriamente um "até já".

Susto...

A Liga informa que o Rio Ave registou um novo jogador:
André Filipe Alves Monteiro




(Ukra...)

1ª mão da 2ª fase Taça da Liga é fora

Em Freamunde, quarta-feira, dia 26 de Setembro às 20h30.

Corunha é o destino de Tiago Pinto?

A Bola diz que sim, que o jogador já lá se encontra para assinar por 4 anos.O Jog também confirma.

Aguarda-se confirmação e detalhes do negócio.

Da equipa juvenil de futsal

Derby regional com o Póvoa Futsal na segunda divisão distrital.

O novo reforço?

... é Tpoe (tal como está inscrito na Liga de Clubes)

O triunfo de Atsu

Sem (total) surpresa para nós, Atsu está a impor-se no FC Porto, sendo titular numa equipa de craques. Se a regra é ficarmos sempre satisfeitos com os sucessos dos nossos ex-atletas, mais ainda no caso de Atsu: foi o nosso Rei do Ave 2012 e isso não se esquece!

PS - também sem surpresa, Kelvin está a ter muito mais dificuldades.

30.8.12

Ukra satisfeito com a primeira impressão do Rio Ave

E como não há uma segunda oportunidade para deixar uma boa primeira impressão, espera-se que isso ajude o jogador a "estar apenas centrado em ajudar o Rio Ave FC a atingir os seus objectivos".

Futsal: outro reforço?

O Record de hoje garante que Formiga, ex-Modicus, é jogador do Rio Ave.
A confirmar-se, quantos jogadores tem o plantel nesta altura?

Plantel com 28

Depois da chegada de Ukra.
Mas ao contrario do que aqui escrevi, não é preciso sair ninguém por razoes de inscrição na Liga (três jovens podem entrar pela formação, e temos vários com menos de 20 anos).
Outra coisa diferente é, com Ukra, sobrarem menos oportunidades para alguns dos  que estão no plantel.
28 jogadores fará um dos planteis maiores da primeira Liga?

As duas dúvidas de Nuno

- manter o mesmo sistema táctico usado em Alvalade?
- manter os mesmos onze jogadores?
Uma coisa até pode depender da outra, mas acredito que Tomás volte ao onze titular. Del Valle até poderá continuar, mas no lugar de Esmael. A outra duvida é Braga. Fará sentido continuar a insistir?
Frente à Académica até tinha lógica volta ao 4-3-3, mas os resultados com o Marítimo não foram grande coisa.

Ukra afinal vem emprestado (e já treinou)

Ontem era dada como certa a rescisão, mas hoje, quer O Jogo quer A Bola dizem que vem emprestado para Vila do Conde. E já esteve nos Arcos esta manhã.

Luís Freitas Lobo e o jogo de segunda

Podem ler o texto na íntegra, porque vale a pena, mas ficam algumas ideias do artigo que publicou ontem em A Bola:
- mérito para Nuno na mudança táctica ;
- corrigiu erros da primeira jornada;
- este sistema não dá para muitos jogos, mas o importante é que Nuno mostrou o que Brito nos fez esquecer: que o treinador também pode ganhar jogos com o sistema táctico desenhado;
(clicar para aumentar)

Futsal feminino: afinal... (atualizada)

... vai haver. Não foi fácil chegar aqui.

Atualizo: há muito tempo que uma equipa do Rio Ave não disputava a segunda distrital, mas por algum lado tinha de se começar... A menos que ganhemos ao Póvoa Futsal!

29.8.12

Mais um reforço no futsal

Lembram-se disto, há duas semanas?
Pois o Rio Ave acaba de confirmar a contratação de Vítor Hugo.

Três notas mais pessoais:
1) Vítor Hugo vem para discutir a titularidade com super-Alex? Nesse caso, fica comprometido o percurso de João Rato, que  seria o substituto de Alex?
2) Estarei a ver mal ou, pelas contratações, o Rio Ave esta a preparar uma equipa para discutir o terceiro lugar no campeonato?
3) pessoalmente não tenho gostado da forma como os responsáveis pelo futsal do Rio Ave têm gerido esta pre-época. Mas o mais importante são os resultados no fim!

Nelson Monte, um nome a fixar?

Vilacondense, estava no Benfica e vem para os juniores do Rio Ave?

Já temos adversário na Taça da Liga

Foi o Freamunde que nos tocou em sorteio nesta segunda fase da competição, uma eliminatória a duas mãos, com jogos a 26 de Setembro e 31 de Outubro. Aparentemente o primeiro jogo é fora. Custa-me perceber um hiato de tempo tão grande entre jogos, mas haverá algum motivo que de momento me escapa.

É dia de Edimar Curitiba Fraga

Em A Bola, O Jogo e no Record, Edimar é o centro das atenções. Em A Bola vale mesmo uma página, com o jogador fotografado na caravela quinhentista
Em O Jogo conta que na noite passada "não dormiu direito"  e elogia Jorge Jesus, que no Braga o ensinou a melhorar defensivamente; finalmente no Record fala-se no que colocou no seu Facebook, mas há uma frase a reter: "quando surgiu o interesse do Rio Ave as pessoas não entenderem, mas depois de falar com o meu empresario acreditei no projeto e na qualidade do campeonato português". Ou seja, há outros empresários, neste caso António Araújo, que não Jorge Mendes, a acreditar no projecto...

Ukra já é reforço

É O Jogo que o garante na edição de hoje.
O negocio fica concluído hoje, com a desvinculação  e assinatura do contrato (falta saber o número de épocas).
"a rescisão foi a solução encontrada, valendo o forcing de Nuno que tem relações privilegiadas junto da SAD azul e branca".
O jornal também diz que  lesão de Tope (que pode ficar cerca de mês e meio fora dos relvados) "acabou por acelerar a contratação de Ukra"

Justiça (Tomás)

Perante a surpresa da vitória em Alvalade, sucedem-se as análises ao jogo. Uma das "explicações" mais comuns é atribuir a vitória por causa das mudanças no ataque. Eu, que já elogiei a opção de Nuno por dois avançados mais moveis, acho que é justo deixar isto bem claro: não foi por ter tirado Tomás que o Rio Ave ganhou. Não apenas porque a produção de Del Valle e de Esmael foi fraca (sobretudo a do segundo), mas sobretudo porque o segredo esteve na defesa - que até marcou o único golo. Ou seja, quer-me parecer que com Tomás ou sem o Rio Ave teria vencido na mesma (beneficiando de um Sporting quase de rastos...)

"Modestos" mas "simpáticos"...

... podia ser pior!

Jogar futebol sem faltas!

O número de faltas do Rio Ave tinha-me impressionado no final do jogo com o Sporting; Nuno chamou, aliás, a atenção para isso.
E agora, estes números no final das duas jornadas confirmam-no:
É caso para dizer que merece acompanhamento especial, a partir de agora.

Edimar é o Rei do Ave semanal (atualizada)

Já atualizada com todos os pontos:
O melhor jogador desta jornada foi Edimar, que somou 43 pontos.
Em segundo lugar aparece Nivaldo, com 40, e depois Marcelo com 37. Del Valle conseguiu 35.
Braga e Esmael foram os titulares menos pontuados com apenas 26 pontos.

28.8.12

"Ninguém de Vila do Conde nas bancadas"

Vai chegar Ukra?

ASC não disse quem será mas revelou no final do jogo de ontem que até sexta chegará um reforço.

A primeira lesão grave da época - ACT

Tope fez uma astroscopia e vai ficar parado varias semanas.

ACT - 6 semanas, diz o site.

A mensagem passou em Alvalade

Para recordar, 17\05\2012:

"O Rio Ave FC vai ser uma equipa que não vai especular o jogo e vai jogar em qualquer campo com ideias bem definidas e um ADN marcante."

Foi 4-3-3 ou...?

(Bem, na verdade foi 0-1!)
Durante o jogo o João Paulo alertou que mais parecia um 4-4-2.

Mais do que isso, pareceu-me fundamental  Nuno ter dotado a equipa de 3 avançados velozes e móveis, em vez de ter Tomás que depende mais do jogo que os colegas lhe possam dar. E fez todo o sentido. Esperemos para ver se no ataque vamos continuar a ter um plano A (com Tomás) e B (sem ele) de jogo.

(2j Sporting) Quando o ataque for como a defesa seremos os maiores

O Rio Ave teve sorte? Sim.
O Rio Ave merecia ter ganho o jogo pelo números de oportunidades e de posse de bola? Não.
Mas nem o Sporting foi apenas vitima de azar nem o Rio Ave passou ao lado do jogo.
Se na primeira parte estivemos muito abaixo do que seria de esperar, e só o golo alterou a monotonia do enconto, na segunda mostrámos personalidade, acerto e mesmo qualidade. E até podíamos ter feito o 0-2, o que seria muito injusto, mas...
A qualidade desta defesa é o segredo e com isso Nuno já está a marcar pontos. Do meio campo para a frente é que ainda há muita coisa para mudar e melhorar. Dois jogos, um golo marcado e por um defesa.
Por outro lado, é preciso dize-lo sem receios, o Rio Ave não terá muito mais vezes a sorte que teve ontem. Por isso tem de fazer muito mais, sobretudo nos jogos em casa. Se a defesa me entusiasma, o ataque desilude-me. Sobre o facto de ter deixado Tomás no banco: compreendo e aceito a opção de Nuno, porque imaginou o Rio Ave a jogar em contra-ataque, em velocidade, a partir da linha de meio campo. E Tomás não é esse tipo de jogador. Apesar dos jogadores em que apostou nao terem correspondido, nota 4 para Nuno.






(2j Sporting) um-a-um: Edimar

Oblak: 3 (não foi o guarda redes das defesas impossíveis, provavelmente porque não precisou, não houve muito trabalho do lado do Sporting; até me pareceu que começou nervoso, com uma má saída dos postes e a defender mais do que uma vez em dois momentos; na parte final cumpriu)
Lionn: 3 (foi o menos bom da defesa; atacou pouco e faltou alguma inspiração )
Marcelo: 4 (onde estava este Marcelo na época passada???? Ele não é grande, ele é gigante!)
Nivaldo: 4 (se Marcelo esteve melhor no acerto dos cortes, Nivaldo compensou com o atrevimento ofensivo; que dupla!)
Edimar: 5 (pela jogada individual do golo que fez toda a diferença mas também pela qualidade e personalidade exibidas duranteboz 90 minutos)
Wires: 4 (limpou o que havia para limpar, correu quilómetros e só faltou - seria possível? - algum discernimento para rematar à baliza adversaria)
Tarantini: 3 (menos acertado do que Wires, pareceu-me em certos momentos um pouco perdido nas transições que se espera que faça)
Filipe Augusto: 2 (continua a desiludir. É certo que há uma serie de condicionantes, mas de uma forma objectiva: não fez a ligação ao ataque, não criou situações de perigo nem rematou à baliza; apenas se viu a sua combatividade no meio campo e a qualidade no domínio da bola; eu acho pouco)
Braga: 1 (o pior jogo de Braga com a camisola do Rio Ave não foi o do Marítimo há uma semana, foi este! Não deu uma para o jogo! A culpa será apenas do treinador, que o está a mudar e lutar. A verdade é que Braga tem a obrigação - até porque e titular - e fazer muito mais!)
Esmael: 1 (eu acredito que para ter jogado em França, Esmael terá um conjunto de qualidades que justificaram a sua contratação e que estão apenas a demorar a aparecer, porque ontem foi penoso vê-lo em campo. Foi um daqueles jogos em que fiquei com a sensação de que eu poderia ser titular do Rio Ave, infelizmente)
Del Valle: 2 (na primeira parte esteve quase como Esmael, desinspirado, lento, indeciso, azarado; na segunda melhorou e deu razão a Nuno na opção: velocidade e domínio de bola, para atrapalhar os adversários; de qualquer forma tem de fazer muito mais)
Vítor Gomes, Vilas Boas e Tomás: 1 (no primeiro caso, podia ter feito um pouco mais, sobretudo num lance pela esquerda; nos outros dois não tiveram tempo para mais)

Era de esperar

As coisas olham-se muitas vezes pela perspectiva que mais nos agrada e por isso não me espanta muito que Rui Patrício diga que o Sporting não venceu por culpa própria. Mas o Sporting esteve assim tão desinspirado ou não deu foi conta do Rio Ave que lhe soube bloquear o jogo?

Eu acho que o mérito é nosso!

Uma característica nova

O Rio Ave faz muito poucas faltas. Nuno assume-o de uma forma clara. http://www.record.xl.pt/Futebol/Nacional/1a_liga/rio_ave/interior.aspx?content_id=775379

27.8.12

O segredo esteve na defesa


Fantástica, disse o nosso treinador!

Em Alvalade, um a um

Oblak - 3. Começou inseguro, mas emendou-se.
Edimar - 4. Um golo e mais um punhado de boas intervenções.
Nivaldo - 4. Muito trabalho e muita qualidade.
Marcelo - 4. Acho que foi a primeira vez que o vi a fazer um jogo completo e fiquei impressionado. Tenho-o como o melhor em campo
Lionn - 3. Certinho.
Wires, Tarantini e Filipe Augusto - 3. Trigémeos: muita luta, muito trabalho, guardiões atentos do castelo.
Braga - 2. Não gostei muito, desapareceu do meu radar muitas vezes e faltou-lhe veneno;
Esmael - 2. Também um pouco escondido.
Del Valle - 3. Apesar de me parecer que às vezes ainda é quase um elemento estranho à equipa, teve o mérito da assistência e de nunca ter medo de ter a bola mesmo quando as coisas não lhe estavam a sair muito bem.

Vilas Boas, Vítor Gomes e Tomás - 1. Vieram refrescar a equipa e pouco mais.

Os primeiros 3 pontos já moram em Vila do Conde

Acreditava-se, mas sabia-se que era difícil. Mas já está! Vencemos em Alvalade!

E vamos lá ver:
- jogámos sempre sobre forte pressão adversária;
- começámos um pouco nervosos, mas com o passar do tempo melhorámos muito;
- houve, apesar desse nervosismo inicial e da pressão contrária, sempre o discernimento necessário para discutir sempre o jogo;
- notou-se que havia um plano de jogo e houve uma atitude positiva que não me recordo de ver no passado contra os chamados "grandes";
- a equipa posicionou-se sempre muito bem em campo, a defender estivemos praticamente imaculados e soubemos sair sempre com critério para o ataque;
- a falta de ligação entre sectores apenas se notou durante os primeiros 20 minutos. Para uma equipa nova e que ainda mal se conhece, foi notável a solidariedade atenta entre sectores;
- tivemos sempre ideias e nunca nos limitámos a tentar desfazer de qualquer maneira o jogo do adversário.

Se este é o primeiro sinal da mão de Nuno, então os sinais parece que apontam para um bom caminho. O treinador leva 5 de nota.

Vitoria em Alvalade!!!!!!

Valeu o golo de Edimar aos 40 minutos.
Uma segunda parte de muita classe, com muito acerto e concentração (e alguma desinspiração do Sporting...) valeram a primeira vitoria em Alvalade para o campeonato e a primeira vitoria nesta época.
Para já um elogio enorme para a nossa defesa: gigantes!!!!

Vítor Gomes e Vilas Boas já em campo

Saiu Braga e entrou o Vítor; aos 74 saiu Esmael e entrou vilas boas. O Rio Ave joga só com Del Valle no ataque

Recomeça o jogo, sem alterações noRio Ave

Rio Ave ganha ao intervalo

Muito fácil de contar esta primeira parte: estivemos muito bem a defender e quase não existimos a atacar. Ao segundo remate à baliza (e ao quarto ataque), já que Esmael tinha tido uma oportunidade minutos antes, Edimar fez a diferença. É forçoso reconhecer que o Sporting teve mais oportunidades e muito mais controlo (como seria de esperar) pelo que não se pode falar em justiça.
Espero que não nos limitemos a defender a vantagem na segunda parte

Edimar faz o primeiro golo

Contra ataque do Rio Ave e é Edimar a marcar a passe de Del Valle aos 40 minutos. Jogada individual de Edimar

Primeira meia hora

Exibição nula do Rio Ave no ataque, com apenas um remate e sem qualquer perigo. Uma falta em 30 minutos...
Del Valle e Esmael ainda não entraram em campo

Rio Ave em 4-4-2?

Parece, já que Del Valle e Esmael estão mais avançados e Braga esta na direita, mais atrasado.

PS- Pateiro foi o 19;

É Del Valle a "surpresa"

Tomas no banco!
Força Rio Ave!!!!

(acredito que não haja uma avaliação negativa do trabalho de Tomás, antes a constatação de que o Rio Ave não produz para um ponta de lança com as características do capitão )

A outra alteração é... Tomás ou Braga?

O Jogo diz que sim, que sairá Tomás para entrar Del Valle, ficando o ataque com Esmael, Del Valle e Braga.
Já A Bola aposta na saída de Braga, entrando Del Valle e mantendo-se Tomás.
Braga também é o "sacrificado" no Record, mas a solução é estranha, face ao que tem acontecido: entra Vítor Gomes para um meio campo onde continuam os três da primeira jornada. Ou seja, um inesperado 4-4-2 com Esmael e Tomás na frente.
(sobre a segunda alteração anunciada por Nuno)

Um mau presságio?

Na semana passada os três ditos "grandes" empataram; esta jornada FC Porto e Benfica já golearam. É caso para nos assustarmos com o que pode acontecer logo?

26.8.12

Vila do Conde sempre presente

O Rio Ave C ganhou ao Famalicão (Taça de Portugal). No Famalicão jogam, entre outros, Ricardo Martins, André Carvalho (filho do nosso Carvalho) e o guarda-redes Paiva.
Os vilacondenses Marcos e Jorge Humberto marcaram para o Melgacense

Sá Pinto deixou-me mais animado...

... quando disse, hoje, que o Rio Ave luta de igual para igual com qualquer adversário!

Duas alterações no onze de Alvalade

Na conferencia de imprensa de lançamento do jogo com o Sporting, Nuno revelou que fará duas alterações no onze que jogou frente ao Marítimo: uma, a estreia de Oblak, é previsível; a outra é mais imprevisível mas em face do que se foi lendo não me espantaria se passasse por isto ou por isto.

Vítor Gomes convocado

Nuno acaba de confirmar que Vítor Gomes será um dos 19 que viajará para Lisboa, daqui a pouco. O treinador explicou que na semana passada deixou o jogador de fora "por opção" mas que Vítor está a trabalhar bem e que regressa, assim, à convocatória.
Mais duas alterações: sai Rafa e entra Oblak e Jeferson estreia-se no "lugar" de Tope (lesionado).

Três jovens na baliza

A Bola de ontem abordava, penso que pela primeira vez na imprensa especializada, uma questão muito interessante e que o jornal classificava como uma aposta arriscada de Nuno: contra tudo o que é "regra" no futebol mundial, o Rio Ave tem um trio de guarda-redes inexperientes, usando como critério a idade (o mais velho, Rafa, tem 20 anos, e era na época passada o mais novo...).
O jornalista Paulo Montes colocava as coisa mais ou menos desta forma: só os resultados dirão se Nuno esta certo. E se estiver quem sabe se não é este Rio Ave a mudar o paradigma actual??

(o que A Bola não diz, mas faz sentido equacionar aqui: Nuno está numa posiçao privilegiada já que foi guarda-redes...)

Del Valle e Feliz no onze?

Del Valle e Feliz são candidatos a um lugar no onze inicial amanhã em Alvalade, de acordo com O Jogo de hoje.
(algumas notas: embora, mais uma vez, não conheça a "cabeça" de Nuno, acho que seria uma surpresa. Por outro lado, se Del Valle pode fazer os três lugares da frente, Feliz quase só tem sido usado por Nuno como eixo do meio campo em 4-2-3-1; a confirmar-se esta noticia, teríamos uma alteração táctica no Rio Ave? E quem saíria no meio campo para entrar Feliz?)

Mais da hipótese Ukra

Hoje é A Bola que aborda o assunto, dizendo que o jogador está a estudar a melhor forma de representar o Rio Ave: por empréstimo do FC Porto ou desvinculando-se de um contrato até 2014. O jornal falou com ASC, que não confirmou nem desmentiu o cenário.

25.8.12

Futsal: derrota na apresentação

O Rio Ave mostrou-se hoje aos sócios e adeptos pela primeira vez e saiu derrotado da partida com o Sporting de Braga. 6-3.

Juniores: três vitórias, liderança isolada

Terceiro jogo, terceira vitória, desta vez frente à Académica.
O Rio Ave segue isolado no primeiro lugar, com nove pontos.
Excelente início da equipa de Pedro Cunha (e há já um jogador a destacar-se, Bahia)

Ukra, ex-FC Porto, é o próximo reforço?

O Record de hoje diz que o extremo portista Ukra poderá assinar em breve pelo Rio Ave. O jornal também diz que foi Nuno a pedir a Jorge Mendes que colocasse o jogador (que na época passada esteve em Braga, emprestado pelo FC Porto) em Vila do Conde.
"Hoje mesmo poderá haver fumo branco" diz o jornal numa noticia que me parece muito bem construída.

Algumas notas:
- Ukra é um jogador acima da média;
- vir mais um extremo é surpreendente não apenas porque o plantel parecia fechado mas sobretudo porque já há extremos em quantidade;
- para vir Ukra vai ter de sair alguém (Renato Santos?);
- A vinda de Ukra significa que Nuno faz uma avaliação menos positiva de algum dos extremos ou é apenas um negocio de ocasião que não pode ser desperdiçado?

Vítor Gomes e Tiago Pinto no mesmo plano?

A Bola de ontem trazia um texto em que colocava no mesmo plano Tiago Pinto e Vítor Gomes, dois jogadores poupados nos jogos porque estará eminente a sua saída.
O jornal terá as suas fontes e tem obrigação de estar bem informado, mas seria uma surpresa para mim se tal viesse a acontecer. Enquanto Tiago Pinto nem convocado é (portanto não é opção para o banco), Vítor Gomes foi suplente no jogo com o Valladolid e jogou no jogo de apresentação.
Por outro lado, da parte dos dirigentes do Rio Ave apenas tem havido referência à hipótese de vender TP. E no próprio jornal, apenas há notícias sobre o defesa.
Por isso...

PS- coisa diferente é uma saída, por exemplo por empréstimo, fazer muito bem ao Vítor. (isto foi publicado há dois meses)

24.8.12

Tomás será sempre titular?

Só a equipa técnica conhecerá as ideias de Nuno e só quem assiste aos treinos poderá avaliar de que forma as várias experiências resultam, pelo que nos resta ir observando as suas opções para daí deduzir o que quer que seja - no pressuposto de que alguma coisa mudará de um jogo para o outro.
Uma das dúvidas possíveis(*) é se Tomás será "sempre" titular (pelo menos na medida em que o foi com Brito).
A dúvida assenta em dois pressupostos: por um lado o ataque o Rio Ave não está a funcionar, o que poderia pedir um avançado com outras características (mais móvel); por outro, se Del Valle não joga a extremo, poderá jogar como ponta de lança, o que também se aplica a Esmael.
(só para não ficam dúvidas: para mim Tomás seria sempre titular, o que não quer dizer que não tenhamos de aceitar ou não possamos especular, como é o caso, sobre outras hipóteses, mesmo as pouco prováveis, como seria o caso desta).

PS - por falar em Tomás
(na revista Sábado de ontem)
(*)  outras: Oblak ou Ederson, a entrada de Vítor Gomes para o meio campo, Feliz no lugar de Esmael e/ou Del Valle no de Braga

Ganhar ao Sporting é possível, mas...

... como? Só com um Rio Ave muito melhor será possível!

A maldição madeirense, parte 2?

O árbitro que nos vai apitar contra o Sporting é o madeirense Marco Ferreira.

Depois da derrota com o Marítimo...

Cardinal já foi

Cardinal não volta a marcar golos pelo Rio Ave; voltou à Rússia para jogar na segunda divisão.

Os únicos 3 das 5 seguidas na Primeira

Só 3 jogadores poderão contar aos seus netos que estiveram nas primeiras 5 épocas seguidas do Rio Ave na 1ª Liga.

Vítor Gomes é prata da casa, Wires chegou com Eusébio em 2007\2008 e Tarantini chega a Vila do Conde também com Eusébio na temporada seguinte.

Vítor Gomes Wires Tarantini
Temporadas Jogos Minutos Jogos Minutos Jogos Minutos
11\12 24 1906 19 1642 22 1824
10\11 18 1067 25 2158 28 2275
09\10 23 1579 27 2035 22 1071
08\09 11 707 9 765 20 690
Total 76 5259 80 6600 92 5860

O maldisposto é o que mais minutos tem, mas Tarantini é o mais regular em número de jogos. Os 3 poderão ser o nosso trio de meio-campo em muitos jogos este ano, um trio de veteranos da Liga.

23.8.12

Tarantini e mais 10?

Teremos em Alvalade Tarantini e os outros mesmos 10 ou haverá novidades numa das alas ofensivas? Porquê os extremos? Foram os primeiros a ser substituídos.

"Velhas glórias"?

Valerá, muito sinceramente, homenagear velhas glórias do Rio Ave se essa homenagem é de tal maneira envergonhada que, no estádio, ninguém se apercebe do que está a acontecer?
Vem isto a propósito do que mais uma vez aconteceu no passado sábado ,segundo vários relatos que nos chegaram da homenagem a Alberto Soares (ex-guarda redes) e a Carvalho (nosso amigo do Praça Velha): poucos terão sido aqueles que no Estádio se aperceberam do que se estava a passar. Vale a pena, assim?

"A equipa amadora chinesa no Rio Ave"

Lembram-se disto?
(em O Jogo de ontem)

22.8.12

"Qual o evento que mais prestigia Vila do Conde?"

O jornal Vilacondense iniciou uma rubrica de inquérito regular para saber opiniões sobre determinados assuntos. Na primeira edição, que acaba de sair, pergunta "qual é o evento que mais prestigia Vila do Conde?", permitindo quatro respostas: curtas metragens, feira de artesanato, Rio Ave na primeira divisão e feira de gastronomia.
Surpreendentemente, para mim ( que votei no Rio Ave...), ganhou a FNA, as curtas metragens aparecem em segundo e só depois o Rio Ave.
Sabendo-se o impacto do futebol, a duração de um campeonato e a duração das outras opções, fico admirado pelo resultado, ainda por cima bastante expressivo. Mas respeito, como é óbvio.
(para mais detalhes, ver a edição desta semana de o Vilacondense)

Terceira jornada já marcada

O jogo Rio Ave - Académica, da terceira jornada, será dia 2 de Setembro, pelas 18h, mas quanto se sabe sem transmissao televisiva.

Juniores goleiam Leixões em casa


Ficou 4-1 e é a segunda vitória seguida dos nossos mais novos, que já marcaram 7 golos nos 2 jogos disputados. Um bom exemplo para os seniores!

Uma nota mais (jpm): se a equipa, como os seus responsáveis dizem, ainda não está fechada, então podemos estar perante um caso sério; aguardemos, mas era impossível começar melhor

A odisseia de Feliz

"Naquele que foi o seu primeiro jogo pela equipa de Vila do Conde, Feliz experimentou também uma posição nova (normalmente é extremo esquerdo mas foi testado a número dez frente aos insulares) mas garante que tudo fará para se adaptar às ideias do novo treinador, Nuno Espírito Santo.
«Não foi a estreia que esperava, porque não vencemos, mas defrontamos uma equipa muito forte, como é o Marítimo. Jogar fora da posição? O treinador entende que com as minhas características posso ser útil e ajudar a equipa naquela posição por isso só tenho de me tentar adaptar o melhor possível e mostrar que mereço a confiança do mister." (em A Bola)

O próximo negócio do Rio Ave...

... sem ser Tiago Pinto (que sairá nem que seja no dia 31 de Agosto!)... será Ivo Pinto?
Da maneira que está a jogar no Cluj, sempre titular e com bons resultados, sobretudo nas competições internacionais, não me admirava se o empréstimo passasse a definitivo rapidamente. E nesse caso, alguma coisa acabaríamos por ter direito, se uma percentagem do passe (maioritária?) é nossa.

Vandinho voltou a jogar ao mais alto nível

É no Paraná, da serie B do campeonato brasileiro.

Ainda a tal questão de "mais ambição"

Quando ouvia ontem Vítor Carvalho dizer na Linear que poderá haver (era um cenário apenas) algum tipo de estratégia de Nuno relativamente às primeiras cinco jornadas e que, nesse contexto, o campeonato do Rio Ave poderia começar à sexta, perguntei a mim mesmo se não seria também assim com Brito? Isto é, se assim fosse, faria sentido dizer que temos mais ambição nesta época?

Maldição madeirense

Alguém se lembra da última vez que o Rio Ave estando na 1ª Liga, conseguiu vencer o jogo de abertura do campeonato? Eu lembro-me porque fui com o João Paulo a Penafiel ver a nossa vitória por 0-2, com golos de Cleiton e Milhazes, era António "Parolos" Sousa o nosso treinador. E quando foi isso? Fez ontem 7 anos, 21 de Agosto de 2005, época 2005/2006. E foi a última vez que descemos da 1ª à 2ª Liga. Por isso perder, não significa campeonato atribulado. Significa que 3 pontos nos fugiram, mas que há mais 87 a conquistar. (Vilas Boas e Vítor Gomes estavam nesse plantel)

Mas se essa foi a última vitória, as derrotas só aconteceram contra equipas madeirenses. Nacional e Marítimo venceram-nos por 1-0 em nossa casa e das duas vezes os golos adversários foram marcados por defesas centrais brasileiros. Basta de coincidências!...

Eis o nosso registo de jogos inaugurais de campeonato desde essa vitória até à mais recente derrota:

12/13 - Rio Ave 0 Marítimo 1
11/12 - Rio Ave 0 Braga 0
10/11 - Rio Ave 0 Nacional 1
09/10 - Leiria 1 Rio Ave 1
08/09 - Rio Ave 1 Benfica 1
07/08 - Gondomar 2 Rio Ave 3 (2ª LIGA) - foi a estreia de Miguel Lopes pelo Rio Ave
06/07 - Rio Ave 0 Varzim 0 (2ª LIGA)

21.8.12

Não há repetição do 12º jogador na Linear às 11 da noite?

Bolas, Paulo... Queria ouvir que de tarde não deu...

Uma vitória que merecia mais

Assumi-o hoje no 12 jogador da Linear: a vitória dos juniores do Rio Ave na Póvoa (3-0) merecia ter tido outro destaque. Férias...

Sou contra os treinos à porta fechada

Sejamos objectivos: quantas pessoas normalmente assistem aos treinos do Rio Ave? Somando todas as que passam no estádio durante um treino, teremos 50 pessoas? Serão essas 50 pessoas que retiram concentração aos jogadores?

Fiquei satisfeito por ler no site que os dois treinos de amanhã são à porta aberta. E se continuarmos a treinar duas vezes por dia, porque não abrir um deles totalmente?

3 semanas sem internet

significa regressar 20 anos atrás no tempo e foi o que me sucedeu nestas minhas férias de Verão. Sem internet e sem poder ver o 1º jogo do campeonato. E por isso não posso opinar grande coisa sobre o que aconteceu no jogo, os resumos que vi nos canais abertos são minimalistas e estamos conversados.

Ainda assim algumas notas:

- apesar de não haver derrotas nos jogos da pré-temporada, os relatos não agoiravam grandes feitos para o primeiro jogo, ainda por cima frente a um adversário que chegou a Vila do Conde bem mais rotinado e já com jogos oficiais realizados;
- do onze inicial do primeiro jogo da temporada, só houve 2 jogadores que estiveram no último jogo de 2011-2012 (Tarantini e Tomás). É claro como a água que nos falta identidade;
- como sempre, quero ressalvar que para mim, quem sabe sempre o que é melhor para a equipa é o treinador. Mas utilizar Lionn e Edimar com tão pouco tempo de treinos com os colegas será sensato? No lugar de, por exemplo, André Dias eu ter-me-ia sentido pouco satisfeito com isso;
- eu gostei muito de ver Rafa a estrear-se na época passada com o Nacional. E ouvi-lo dizer então que não tinha ficado nervoso por tão precoce estreia porque o futebol é a vida dele, deixou-me satisfeito. Quem se arroga uma afirmação tamanha assim, demonstra imensa confiança nas suas capacidades. Rafa ainda não teve oportunidade para mostrar mais, contra o Marítimo foi o mais novo guarda-redes do plantel o escolhido.

Futsal: falar sem dizer quase nada

O departamento de futsal mandou, finalmente, publicar uma informação sobre o que se vai passando com os eventuais reforços. Ficou a saber-se que poderá vir um jogador do Benfica, Ricardo Fernandes, por empréstimo. Mais nada. Ok. A seguir lê-se em A Bola que o Rio Ave ganhou 2-0 a uma equipa russa, com um golo de Cardinal. Se está só a manter a forma, como o jornal diz, também joga? Qual o sentido de o meter num plantel se não vai ficar?

"O acerto acabará por chegar com o tempo"

Ainda do final de jogo com o Marítimo, mais uma frase de Nuno ES que gostava de comentar. Disse o nosso mister que "o acerto acabará por chegar com o tempo".
Concordo.
A dúvida é se o tempo será suficiente para dar o acerto. E se também não serão necessários acertos no onze inicial do Rio Ave.
E é no ataque, mais concretamente nos extremos, que estará o busílis da questão nesta altura. Na defesa eu não mexia, no meio campo mudava de jogadores mas aceito pacificamente as opções do mister, mas depois de ver diversos jogos de preparação e o jogo com o Marítimo, fico com a sensação de que Braga e Esmael não são aqueles jogadores que podem fazer a diferença, nesta altura, naquelas posições tão sensíveis.

Melgacense, o Rio Ave C

Já foi o Fão, na época passada era o Vianense e agora é o Melgacense.
Nesta equipa da série A da terceira divisão jogam pelo menos 15 jogadores de Vila do Conde, sendo que alguns são ex-Rio Ave (o guarda redes Emanuel Novo, Jorge Humberto, Luis Coentrão, André Serrão, etc, etc).
O treinador, como não podia deixar de ser, é de Vila do Conde (Caxinas): Sérgio (Gaio) Rodrigues (ex-Fão, ex-UD Oliveirense, chegou a colaborar com o rio Ave no tempo de João Eusébio)
(até Zé Gomes lá treinou, para se manter em forma)

Sérgio Rodrigues é o primeiro convidado do programa Concelho Desportivo, que amanhã regressa à Linear

Geraldes titular na estreia

O "nosso" Geraldes foi titular na primeira jornada do campeonato turco, ao serviço do BB Istambul.

20.8.12

Oblak e Hassan não fazem parte?

Coincidência ou nao, o reparo de Vítor Carvalho no debate da semana passada na Linear foi teve algum eco: o plante no site do Clube está atualizado mas faltam dois jogadores: Oblak e Hassan (Tiago Pinto está mas aceita-se o critério). Como não acredito que seja esquecimento, haverá certamente alguma explicação.

PS - Quer na lista do "site" quer na convocatória de sexta, Pateiro é apresentado como atacante. Embora esse seja o lugar em que Pateiro melhor jogou na sua vida (e aquele que levou Brito a pedir a sua contratação...), extremo-esquerdo, a verdade é que não me lembro de o ter visto nesse lugar com a camisola do Rio Ave, nem em nenhum dos jogos-treino desta época. Quanto a Brito, já agora, até a defesa-esquerdo o usou...

(por falar em Vítor Carvalho, recomeça amanhã o 12 jogador da Linear

Tremideira...

Não quero dar mais importância à frase de Filipe Augusto no final do jogo (sobre o facto de a equipa ter regressado do intervalo a tremer) do que aquela que ela tem, mas há uma reflexão que importa fazer: a tremideira resulta da juventude/inexperiência a equipa? Bem, apesar de tudo, havia sete "veteranos" (Lionn, Nivaldo, Edimar, Wires, Tarantini, Tomás e Braga) e só quatro inexperientes na primeira divisão (embora Esmael e mesmo Marcelo não sejam propriamente debutantes). Pelo que aumenta a dúvida em relação ao que Nuno terá dito aos jogadores ao intervalo.

Mudanças no onze?

Acredito que sim.
Por um lado porque houve jogadores que não deram a resposta que se esperava e é fundamental dar oportunidades a outros. Estou a pensar por exemplo em Esmael, mas até se poderia alargar o leque (para incluir Vítor Gomes, por exemplo?).
Por outro lado, o Rio Ave vai jogar no Sporting e talvez se justifique um esquema táctico diferente, não tão aberto.
Finalmente, há a disponibilidade de Oblak. E aqui será curioso observar o que vai fazer Nuno: assumir sem margem para duvidas que Oblak é o titular ou manter a confiança em Ederson, depois da boa exibição?

Wires é o primeiro 'rei do Ave' (CORR e ATUAL)

Wires começa o campeonato da melhor forma, vencendo a primeira jornada do Rei do Ave a equivalente a o melhor da jornada.
31 pontos para o médio, mais um do que Marcelo, talvez a grande surpresa.
Seguem-se quatro dois jogadores com 28 pontos: Lionn e Filipe Augusto e dois com 27, Ederson e Edimar.
O titular menos pontuado foi Esmael com 21 pontos, apenas mais dois do que o suplente Del Valle.

Regressa o "Rei do Ave"

Vamos divulgar hoje, pelo quarto ano consecutivo, o primeiro vencedor do nosso prémio Rei do Ave. Para os que chegaram mais recentemente ao nosso blogue, distinguimos todas as semanas o melhor jogador, somando as votações dadas por nos próprios, pelo Paulo Vidal (radio Linear), Mais Futebol, e os jornais A Bola, Record, O JOgo e Correio da Manhã.
No final da época haverá o quarto vencedor (depois de Gaspar, Tomás e Atsu).
Daqui a pouco há novidades.

PS - o primeiro vencedor já cá estava na época passada

19.8.12

A minha primeira divergência com Nuno

... aconteceu na leitura ao jogo de ontem. O nosso mister diz que "o resultado é injusto" e que "a sorte sorriu ao Marítimo". Eu acho exactamente o contrario. O resultado, na soma das duas partes, é infelizmente justo e não se pode falar em injustiça quando o adversário teve mais oportunidades de golo e nós só uma ou duas ( um remate à baliza na segunda parte, de Lionn, lembra em título o Record).
Vale o que vale (porque não mudaria de opinião por isso) mas a minha leitura é também a dos três diários desportivos que já li.

PS - a frase do jogo é de Filipe Augusto: "entrámos na segunda parte a tremer". Como disse também no final o nosso treinador "a exibição global vai merecer uma analise apurada com vista ao futuro". Ora aí está uma coisa com que concordo perfeitamente!

Não gostei nada desta observação

Há que respeitar esta observação de José Ribeiro no Record de hoje mas devo dizer que não gostei nada porque me parece preconceituosa

Não era melhor Ricardo?


(no Correio da Manhã de hoje)

(1j Marítimo) Marcelo e mais quatro (Ederson, Nivaldo, Wires e Tarantini)

Analise individual:
Ederson 3 (tentou evitar o golo e conseguiu-o com três boas exibições. No golo nada podia fazer).
Lionn 2 (foi um dos que caiu na segunda parte, mas não foi dos piores)
Marcelo 4 (um gigante!)
Nivaldo 3 (pareceu-me um pouco mais aflito na segunda parte, mas exibição positiva)
Edimar 2 (o mesmo que Lionn)
Wires 4 ( só lhe faltou um pouco mais de ousadia no ataque, mas se calhar seria pedir de mais. A defender esteve notável)
Tarantini 3 (a diferença relativamente a Wires é que deveria ter atacado mais e isso quase nao se viu. De resto esteve bem)
Filipe Augusto 2 (só pela primeira parte, já que na segunda...)
Esmael 1 (uma desilusão. Quer fazer tudo bem mas acaba por fazer quase tudo mal. Outro que nao existiu na segunda parte)
Tomas 2 (teve as melhores oportunidades mas também nao regressou do intervalo)
Braga 1 (provavelmente um dos piores jogos de Braga em Vila do Conde)
Del Valle, Tope e Feliz 1 (embora os dois primeiros tenham tido um pouco mais de tempo, a verdade é que nada trouxeram à equipa. Por isso os dois primeiros ainda conseguiram desiludir)

(1j Marítimo) Fraco

Agora menos a quente: sinceramente pensei,  depois do que vi na primeira parte, que o Rio Ave pudesse ganhar o jogo. É verdade que o empate, no fim dos 45 minutos, não era um resultado injusto, mas tivemos varias oportunidades de golo, viu-se algum dinamismo no meio campo e como escrevi nao escandalizaria se fossemos para o intervalo a ganhar ( as duas de Tomás no primeiro quarto de hora).
Depois nao sei o que se passou. Apenas quebra física? Do meu ponto de vista não demos uma para a caixa na segunda parte e estive a rever as minas notas e nao encontro uma oportunidade de golo. Parecia um dos jogos de preparação. Na segunda parte houve, isso sim, excelentes intervenções da nossa defesa mas o golo adivinhava-se. Aos 83' e aos 86' Marcelo e Tarantini evitam o que podia ter sido o golo dos madeirenses, que apareceu logo a seguir.
A equipa nao voltou do intervalo e parece-me pouco credível que seja apenas quebra física. Há jogadores que pura e simplesmente nao existiram. Se foi quebra física, talvez isso deva fazer reflectir a equipa técnica, porque nao se percebe como é que ao fim de um mês um plantel profissional consegue jogar apenas 45 minutos.
Para Nuno dou nota 1. O melhor em campo foi Marcelo.

18.8.12

Derrota justa - péssima exibição na segunda parte

O intervalo foi desastroso para o Rio Ave, que regressou do balneário amorfo, desinspirado e cansado. O Marítimo dominou a segunda parte e teve varias oportunidades. O Rio Ave nao teve uma, que me lembre. Por muito que custe dizer, na segunda parte nao jogámos nada!
Nuno demorou a mexer (e pareceu-me muito cauteloso, quando se percebia que o marítimo estava melhor) e nao teve sorte nas substituiçoes - del Vallle e Tope nao trouxeram nada ao jogo.
Uma exibição para reflectir e não me convence o argumento de que o adversário tem mais andamento. A nossa segunda parte foi muito fraca do meio campo para a frente.

Rio Ave - Marítimo: empate ao intervalo

Um onze sem surpresas e a nossa equipa a mostrar-se bem melhor do que nos jogos de preparação.empate mas o rio Ave pode dia estar a ganhar

Juniores: Rio Ave ganha na Póvoa

3-0 (segundo a Linear)

Gama, treinador principal

Pelos vistos é mais fácil Portugal sair da crise em 2013 do que a FPF abrir cursos de IV nível para treinadores.
Por isso temos coisas como esta, tirada do «site» da Liga de Clubes:
(esta informação pelos vistos não estava correta, foi um nível intermédio)

(H)A confiança na equipa!

O 'barómetro' é o concurso de palpites do Terras do Ave.
Oito apostam na vitória frente ao Marítimo, três palpitam num empate e só um antecipa a derrota.
Não é nada mau.
(clicar para aumentar)
Logo já veremos quem começa a época a pontuar!

PS - boa iniciativa do Terras do Ave, ano após ano.

17.8.12

Os treinos à porta fechada

Nuno explicou esta manhã porque treina à porta fechada: se assim consegue mais intensidade de treino, mais disponibilidade e atenção dos atletas (os três argumentos que usou) então que continue!.

Rio Ave reage a Lopes de Castro

Depois do despropositado ataque de Lopes de Castro a Mário de Almeida, o Rio Ave FC fez o que tinha a fazer: manifestar solidariedade ao presidente da AG, respondendo com elevação e com factos!

O primeiro árbitro

Hugo Miguel, um árbitro de quem não temos boas recordações.

A equipa melhorou? (perguntas para Nuno)

Não, a equipa dos primeiros para os últimos jogos não melhorou substancialmente (se o padrão de análise for a exibição global). Claro que há coisas que melhoraram, como o entrosamento na defesa, mas até nesse setor foram vários os jogadores que entraram e saíram. Mas a consistência defensiva, nesta fase, é evidente.
Todos gostaríamos de ter visto melhores jogos, maior dinâmica ofensiva, mais criatividade no meio campo, mas temos de dar tempo ao tempo.
Eu estou otimista.

(1ªj Marítimo) Convocados

Nuno chamou 18 para o jogo de amanhã:
Guarda-redes: Rafa e Ederson
Defesas: Nivaldo, Edimar, André Dias, Lionn e Marcelo
Médios: Tarantini, Braga, André Vilas Boas, Filipe Augusto e Wires
Avançados: Pateiro, João Tomás, Del Valle, Tope, Feliz e Esmael

Notas:
Nuno tinha 26 para chamar [sem Tiago Pinto e Oblak], o que significa que tinha de deixar oito de fora:
Rodriguez, André Costa, Jeferson, Soares, Diego Lopes, Vítor Gomes, Renato Santos e Hassan

(algumas notas: Rodriguez não é surpresa, vai precisar de muito tempo; Soares esteve lesionado; Hassan, André Costa, Diego Lopes e Renato Santos são os mais jovens; sobram Jeferson e Vítor Gomes. Sobre Jeferson: Nuno chamou apenas dois centrais, em cinco defesas; sobre Vítor Gomes: aqui a explicação já não é tão óbvia, deduzindo-se que há uma avaliação menos positiva do treinador face ao jogador, o que de alguma forma já se percebeu no jogo com o Valladolid)
- há oito da época passada nos 18, cinco deles no meio campo! 

Vamos ter Lionn e Edimar? SIM (ATUAL!)

(as últimas informações apontavam para algum atraso na chegada dos certificados internacionais, a enviar pela federação romena, o que, aliás, acontece sempre que há um jogador quem vem daqueles lados)
Eu estou confiante!

Estão convocados!

Júlio Alves no Sporting B

O que o jogador mais precisa é de desaparecer da ribalta, começar quase do zero e jogar! Caso contrário daqui a dois anos nem no Chipre!

Futsal: já há jogos-treino?

Tanto quanto se vai sabendo (que é pouco ou nada), a equipa realizou ontem um jogo com o Freixieiro. E hoje joga com uma equipa russa que está a estagiar em Portugal (à porta fechada).

PS - Cardinal fica? Vitor Hugo não se confirma?

«Estou super motivado e preparado»

Nuno, antes do primeiro jogo.

«Será o jogo com o Marítimo, uma partida com um rival direto? O Marítimo é uma equipa que assumiu bem os seus objetivos, que são o acesso às competições europeias. O Rio Ave vai, em primeiro lugar e acima de tudo, procurar assegurar a manutenção. A partir daí vamos ver o que podemos conseguir. São duas equipas diferentes, portanto» (também em A Bola).

Campeonato nacional de juniores arranca na Póvoa

Varzim- Rio Ave (17h), já este sábado
(ou seja, o jogo acaba quando estiver a decorrer o encontro com o Marítimo)
Espero que os nossos jovens sejam recebidos com respeito na Póvoa.

Filipe... Augusto por causa do avô

O jornal O Jogo dedica uma página, ontem, a Filipe Sousa que agora se chama Augusto. Fica a saber-se que é uma homenagem ao avô.

PS - «Posso chegar um dia à seleção do Brasil», diz o jogador.

16.8.12

Empresários: notas finais

Somando isto com isto, eis algumas notas (e mais uma vez: pode haver uma ou outra falha):
- António Teixeira tem tantos jogadores na primeira equipa como Jorge Mendes;
- Teixeira perdeu Éder, Saulo, Huanderson, Jorginho e até Trigueira;
- António Araújo tem dois;
- ao todo serão 10 (no máximo 12) os jogadores de Mendes no Rio Ave; muito? não acho;
- Não dá sequer metade do plantel, como se poderia pensar e como eu próprio disse no debate da Linear;


Ainda os empresários: o resto da equipa

Em complemento a isto, mais algumas informações:
Gestifute:
Rodriguez, Vitor Gomes, Diego Lopes, André Costa, André Dias, Renato Santos, Feliz (mais os três indicados antes)
Promosport/António Teixeira:
Soares (mais os três indicados antes)
FGSM:
Del Valle
Nélson Almeida/InternationalFoot:
Jeferson (além de Tomás)
Kafute?:
Pateiro

Dúvidas:
André Vilas Boas (deixou de constar na página da Promosport), Rafa, Tope, Hassan [o primeiro empresário associado ao jogador foi Rui Silva, filho de Manuel José]

Balanço da pré-época: análise ao treinador (4ª parte).

O que dizer de Nuno, nestas semanas de preparação?
Pelos jogos realizados não terá muitas razões para estar satisfeito, mas isto é apenas preparação para o que aí vem; sabe que tem um bom (e extenso) plantel, sabe que tem jogadores que podem fazer a diferença e tem de confiar na qualidade do seu trabalho e na sua equipa técnica. Nem tudo correrá bem? Provavelmente não. Haverá erros que têm de ser corrigidos? Sem dúvida.
Eu, apesar de tudo, estou otimista.

O que dizem os outros

Desta vez é o Record, na sua antevisão diária das equipas do principal campeonato.
Rodriguez no onze-base? Esperemos que seja um Rodriguez ao melhor nível.
«Nivaldo dificilmente terá a mesma fiabilidade daquele que um dia o Belenenses transferiu para Espanha»? Pois é, está ainda melhor!

Apenas dois ou três de Jorge Mendes no onze inicial? CORR

Um dos assuntos discutidos ontem no debate foi o peso dos jogadores de Jorge Mendes no plantel e se isso poderia provocar problemas internos com os não-Jorge Mendes.
No debate avancei com este número, que concretizo melhor: se o onze das primeiras jornadas for aquele que penso haverá apenas dois ou três jogadores da Gestifute em campo:
[castigado] Oblak (Berater)/Ederson (Gestifute)
Lionn (Berater?/CCA? António Araújo?)
Marcelo (CORR: Antonio Teixeira)
Nivaldo (Jorge Gama)
Edimar (António Araújo?)
Wires (Teixeira)
Tarantini (SportisUlisses Santos)
Filipe Augusto (Gestifute)
Esmael (ISM?Gestifute? CORR)
Tomás (Baidek?/International Foot?)
Braga (Teixeira)

O que mostra isto?
Uma coisa muito simples, mas que nem sempre é evidente: que Nuno vai escolher os melhores jogadores em cada momento, independentemente de terem este ou aquele empresário. O que Nuno quer é ganhar os jogos e isso não vai acontecer com empresários.

(PS - não é nada fácil, para quem está de fora, ter uma ideia definitiva sobre 'quem é quem' neste campo dos empresários; não só porque não há informação oficial, também porque os sites nem sempre estão atualizados [Marcelo e Filipe Augusto não constam no da Gestifute, por exemplo) e depois porque há volatilidade (Tomás aparece referenciado em dois, mas uma das fontes é o Transfermarket): o jogador muda com muita facilidade de empresário; finalmente, porque há associações internacionais entre empresários, o que pode indicar que têm mais do que um, para diferentes mercados; mas penso que, com um ou outro erro que aceito e assumo, a situação é perfeitamente clara)

CORRigido: depois de publicado este texto, chegaram-me vários contributos, que muito agradeço. Tinha a noção perfeita de que haveria erros, pelas razões expostas, mas o essencial está reforçado: Jorge Mendes tem três jogadores no onze inicial do Rio Ave, tantos como António Teixeira!

Logo, 18h na Linear

Os dois comentadores residentes da Linear (Duarte Sá e Rui Rodrigues), um dos dois '12º jogador' (Vitor Carvalho) e eu próprio (como adepto e não como comentador) perspetivamos a nova época do Rio Ave, num debate de hora e meia moderado pelo Paulo Vidal.
Embora em causa própria, aconselho porque são abordadas questões importantes (a presença de jogadores de Vila do Conde na equipa, a ligação a Jorge Mendes; o trabalho Nuno Espírito Santo) ou interessantes (a comparação do plantel com o da época passada, os jogadores que podem dar melhor resposta; um plantel com 27 elementos; o esquema tático preferencial), mas sempre com o Rio Ave no centro da discussão.
Repete amanhã a partir das 13h

15.8.12

Gondomar: afinal são apenas cinco?

Os Rioavistas puderam ler que o nosso Clube fez um acordo com o Gondomar para emprestar sete jogadores a este emblema da segunda divisão; os nomes vieram a público sem margem para dúvidas.
Agora vai-se a ver e são apenas cinco (Tiago Graça, Gil Santos, Julio, Edu e Igor)?

(sobre este caso, que tem uma certa dimensão [qual é o clube que empresta cinco ou sete jogadores a outro em Portugal?], o Rio Ave não disse uma linha aos seus adeptos. Incompreensível, até porque, pelos vistos, o que veio nos jornais está pelo menos incompleto; não é desmentir os jornais, é informar os Rioavistas)

Balanço da pré-época: análise individual do ataque (3ª parte).

Depois da baliza/defesa e do meio campo, o ataque:
Esmael = (pelo que vi não justifica nota positiva, mas como não estive no jogo de Moreira de Cónegos, dou com todo o prazer o benefício da dúvida; força tem, técnica também, mas ainda não se viu nada de especial; muitas iniciativas individuais e força de vontade não chegaram, na minha opinião, para conquistar a titularidade)
Del Valle = (está, percebe-se, a adaptar-se ao que quer Nuno; tanto jogou a extremo como a ponta de lança; bons sinais a requerem confirmação; seria titular comigo)
Feliz + (apesar das poucas oportunidades, teve sempre uma prestação positiva; o pior é colocarem-no a médio...)
Renato Santos - (não confirmou o que dele se esperava)
Tope - (não confirmou, nos últimos jogos, o que mostrou nos primeiros; pelo meio uma pequena lesão prejudicou a integração)
Braga = (marcou vários golos e acabou por ser decisivo; mas não acho que esteja a render como extremo; sou um fã de Braga mas também por isso 'exijo' dele o máximo)
Hassan = (foi o último a chegar e jogou 10 minutos; não teve tempo para mostrar)
Tomás + (basta dizer isto: é o Tomás das duas últimas épocas)

(algumas desilusões, vários a pedir confirmação e Tomás!)

[amanhã: análise ao treinador]

Caso Júlio Alves ainda não está fechado?

Depois do tal acordo pensei que o assunto estava esclarecido.
Afinal, percebe-se, vai continuar no tribunal: «o Varzim pediu 70 mil euros pela formação do Júlio Alves, independentemente de exigirmos 260 mil euros do acordo que entendemos ter sido celebrado entre os clubes. Claro que se essa verba maior nos for atribuída, só queremos receber a diferença. (...). Agora vamos ver o que a justiça diz do resto.»

PS - a ser assim, justifica-se ter havido acordo?

Lopes de Castro (Varzim) 'atira-se' a Mário Almeida

Excerto de uma entrevista de Lopes de Castro ao Record: « durante esta crise devido ao Júlio Alves, o presidente da Câmara e também da Assembleia Geral do Rio Ave disse ao presidente da direção que não pagava um euro ao Varzim. Que se este quisesse, que pagasse do bolso dele. Quem pode, pode. Tiro-lhe o chapéu. Tenho pena porque pensei que fosse um interlocutor que pudesse esclarecer as coisas, sentando os dois presidentes dos clubes» (...)  Mário de Almeida defende de maneira fundamentalista o Rio Ave e, quanto pior estiver o Varzim, melhor para o seu clube»

Alguns comentários:
- o que eu penso sobre Lopes de Castro (e não é nada positivo...) já o disse aqui;
- nesta entrevista Lopes de Castro critica Macedo Vieira por não apoiar o Varzim; apenas lembro isto, que não vi desmentido: «nos últimos anos, a Câmara Municipal "deu ao clube mais de 10 milhões de euros»
- Mário Almeida disse na AG de Julho exatamente o contrário do que Lopes de Castro aqui insinua (e que foi mais ou menos isto: que como Rioavista gosta muito de ganhar ao Varzim, mas dentro do campo; que esta situação extra-desportiva não deixaria os rioavistas satisfeitos; eu, que tinha manifestado a mesma opinião, concordei)
- «o balanço que faço dos 30 anos de [ligação de] Mário Almeida [ao Rio Ave] resume-se a uma palavra: Varzim! Nestes 30 anos, o Rio Ave subiu e o Varzim desceu (em resultados, património e prestígio)»; por isso, de alguma forma compreende-se a frustração de Lopes de Castro; pena que não saiba reconhecer o que merece ser reconhecido; e com isto vai tentando distrair os varzinistas;

14.8.12

Hoje houve treino de porta aberta

(se tivesse sabido antes até tinha metido folga no trabalho...)

Novos reforços no futsal?

O zerozero (que é uma fonte credível) continua a dar no Rio Ave três novos jogadores: Ricardo Fernandes, internacional contratado pelo Benfica ao Freixieiro, Cardinal e o guarda redes, também do Benfica, Vítor Hugo.
De Cardinal já se falou, de Ricardo Fernandes sabe-se que pode ser reforço, mas de Vítor Hugo nada foi dito.
Os Rioavistas agradeciam algum tipo de esclarecimento, até porque passou mais de uma semana. Nem que seja pequenino...

«O melhor lugar possível»

... diz Edimar, quando lhe falam na Europa.
Vai ser titular no sábado!

Balanço da pré-época: análise individual do meio campo (2ª parte)

Depois da baliza e defesa:
Wires + (está ao nível daquilo que se lhe conhece)
Soares = (a lesão complicou, mas gostei muito do pouco que vi; espero para confirmar)
André Vilas Boas (ver defesa)
Tarantini = (já expliquei várias vezes que não tenho qualquer dúvida de que Tarantini dá o máximo e sei que é um profissional muito admirado no balneário; eu, que já lhe chamei o jogador-do-quase, continuo a pensar que falta qualquer coisa, sobretudo na construção da iniciativa atacante; fez uma pré-época regular, sem brilho mas sem nunca comprometer; quase positivo)
Vítor Gomes - (não foi dos mais usados, mas não mostrou o que sabe)
Pateiro = (ficar foi surpresa e acabou por ter um protagonismo inesperado; não é jogador que faça a diferença, sobretudo como médio interior; não joga mal mas...)
Felipe Augusto + (faço um balanço positivo, mas mesmo assim fica alguma sensação de 'saber a pouco'; penso que pode e vai fazer muito melhor)
Feliz = (jogou sobretudo a meio campo, onde não consegue mostrar aquilo que pode e sabe; quando foi extremo deu mais à equipa; não teve muitas oportunidades)
Diego Lopes - (é muito jovem e inexperiente e por isso devemos descontar na análise; mas viu-se muito pouco)

(só dois jogadores com 'nota' positiva, o que reforça a ideia de que é no meio campo que está o problema maior do Rio Ave nesta altura)

[amanhã: o ataque]

13.8.12

Excesso de elementos a meio campo? (perguntas para Nuno)

Com 27 elementos, o plantel está bastante equilibrado em vários setores. Mesmo no ataque, onde há três elementos para um lugar, temos de ver que há vários jovens que vão crescer (Feliz, Renato Santos, Hassan, por exemplo).
A grande dúvida é o meio campo, onde me parece que há gente a mais.
São nove elementos, o que vale por dizer que jogarão três, mais três estarão no banco e três ficarão de fora (isto num cenário, improvável, de não haver castigos nem lesões).
Mesmo assim parece-me excesso de contingente, que poderá originar algum tipo de descontentamento. Wires, Soares e Vilas Boas: só haverá, em cada jogo, lugar para um; Tarantini, Vítor Gomes e Pateiro: a mesma coisa; finalmente, Felipe Augusto, Feliz e Diego Lopes (embora, estes sejam jovens a precisar de evoluir, sobretudo o último).
Manter os jogadores sintonizados com as suas ideias e prioridades e afastar qualquer sinal excessivo de descontentamento é fundamental para Nuno e para nós.

2ª jornada, dia 27/8, segunda feira

Jogo em Alvalade; 20h15

Balanço da pré-época: baliza e defesa (1ª parte)

Terminou a chamada pré-época; o campeonato começa daqui a cinco dias.
Oportunidade para se fazer algum tipo de balanço, neste caso individual (+, - e =)
Oblak + (não teve muitas oportunidades, porque os adversários não deram muito trabalho, mas correspondeu sempre bem)
Ederson = (alternou boas intervenções com alguns lances menos conseguidos)
Rafa - (no sexto jogo comprometeu; no resto passou discreto, também porque houve pouco trabalho)
André Costa + (uma das revelações deste período, se pensarmos que era extremo esquerdo! Foi chamado para um lugar difícil e mostrou qualidades; tem muito para aprender, mas foi dos que gostei mais)
Lionn + (só fez um jogo, mas confirmou que é aquele Lionn de que tanto gostámos)
Marcelo ++ (a maior revelação? provavelmente sim; onde é que este Marcelo estava na época passada?)
Nivaldo ++ (nesta altura o melhor jogador do Rio Ave!)
Jeferson = (esteve bastante tempo lesionado e teve poucas oportunidades; esteve bem em Barcelos)
Rodriguez = (que dizer quando fez menos de 10 minutos, em Barcelos?)
Vilas Boas + (foi quase sempre central e não esteve nada mal)
André Dias + (começou menos bem, mas melhorou na parte final)
Edimar = (apenas porque se viu pouco tempo, porque parece ser muito bom!)

(fazendo uma média, mesmo a olho, percebe-se que o nível é muito elevado; e por isso já disse que esta é a melhor defesa dos últimos 20 anos! Veremos se estou enganado, para cima ou para baixo)

(amanhã: o meio campo)

Falta um médio criativo?

A aposta de Nuno é em Filipe Augusto, que se percebe ter características que o diferenciam da generalidade; boa visão de jogo, excelente capacidade física, um toque de bola de muita qualidade;
será suficiente para ser  nº 10 (8?) que o Rio Ave precisa, aquele médio que joga entre o ponta de lança e a dupla mais recuada (no caso Wires e Tarantini) e assume o comando (o novo Ricardo Nascimento, Dibo ou Sérgio China)?
Neste momento tenho muitas dúvidas.
É evidente que o jogador precisa de tempo para se adaptar e que, acredito sinceramente, só pode melhorar.
A dúvida é se outro não faria nesta altura melhor.
Como (infelizmente...) se viu na época passada muitos dos problemas do Rio Ave passaram por não ter um «cérebro» naquele lugar.
Para fazermos melhor do que na época passada precisamos sobretudo de mudar duas coisas (e excluo desta lista o guarda redes, que era bom na época passada, e o ataque, porque acabou por ser o melhor setor): melhorar a defesa (e isso está completamente alcançado!) e mexer no meio campo, introduzindo mais qualidade de passe e visão estratégica (e isso está por fazer); 

Comentário a jogo de ontem: da melhor defesa ao pior ataque...

Então o Rio Ave ganhou o jogo aos espanhóis e jogou assim tão mal? Mais: o Rio Ave termina esta fase de preparação sem qualquer derrota e as críticas neste blogue são sempre negativas???
Parece impossível, mas é verdade!
Ontem ganhámos sem ter uma oportunidade de golo (medida pelo número de intervenções do guarda-redes adversário), sem criarmos duas jogadas de verdadeiro perigo e apenas em resultado de um livre direto e de um autogolo.
Aliás, se a sorte que o Rio Ave teve nesta pré-época se mantiver, vamos claramente para a primeira metade da tabela!
Por partes:
- Ederson defendeu e conjugou três boas defesas com um ou dois lances em que hesitou ou pelo menos em que abordou mal a bola; relativamente ao golo sofrido, gostava de ver o lance outra vez para afirmar se podia ou não ter feito melhor; provavelmente não.
- A defesa do Rio Ave é, neste momento, o melhor setor; mais: como já tive oportunidade de escrever, esta não só é a melhor dupla de centrais da última década, como o quarteto com Lionn, Marcelo, Nivaldo e Edimar será, depois dos 'três grandes', a  melhor defesa do campeonato português. Assim tenham a sorte que sempre é necessária! Nivaldo é um gigante (aos 7' fez um corte absolutamente genial, de frente para a baliza), Marcelo teve um lapso em 90 minutos de muito trabalho, Lionn é o Lionn que conhecemos e Edimar tem pinta de grande jogador; não será pela defesa.... [André Dias fez um bom jogo, ainda por cima];
- o meio campo fez o melhor jogo de todos os que vi (sete): Wires e Tarantini bastante dinâmicos, Filipe Augusto a querer tomar conta dos acontecimentos no sentido de lançar o ataque; mesmo assim, correu bem? Não, do meu ponto de vista. Seja porque os jogadores ainda não estão em forma seja, sobretudo, pelas suas próprias características (o que é diferente de qualidade), a verdade é que o meio campo defendeu quase sempre bem e atacou quase sempre mal; será possível fazer melhor com os mesmos jogadores? Eis o grande desafio para Nuno. [surpresa, penso, no substituto de Filipe Augusto: Pateiro e não Vítor Gomes];
- o ataque esteve absolutamente desinspirado; Ismael, que jogou 90 minutos, não mereceu a titularidade (del Valle esteve melhor, embora a ponta de lança), tantas as vezes em que perdeu a bola, em que tentou fazer tudo sozinho e em que decidiu sempre da pior maneira; Tope também passou ao lado e é a desilusão da pré-época; Braga marcou de livre, mas ainda não fez um jogo para me convencer e ao nível do que pode e sabe; e só Tomás continua igual a si próprio: interventivo, dinâmico, mas sem que a bola lhe chegue (o primeiro cruzamento que recebeu aconteceu aos 31').
Em resumo: estou apreensivo? sim! Pode melhorar? Só pode melhorar!
Mas a análise que fiz no início da época mantém-se quase um mês depois: temos (muito) bons jogadores, só ainda não temos uma equipa!
Agora é a vez de Nuno!

Linear dá o pontapé de saída

É só para colocarem na agenda, se puderem: a Linear transmite esta quinta-feira um grande debate com vários convidados, em que se faz o lançamento da nova época futebolística do Rio Ave.
Oportunamente darei mais pormenores (sim, sou um dos convidados).

12.8.12

Notas do jogo de hoje

- Temos de nos habituar: o Rio Ave poderá jogar com menos portugueses do que aquilo a que estamos habituados; hoje, na segunda parte, Tarantini foi o único português, a que devemos acrescentar Ismael
- Tiago Pinto voltou a estar na bancada
- Yazalde visitou os seus antigos companheiros e foi muito saudado por aqueles que estavam no banco
- bancadas limpas, desta vez;
(amanhã: comentário ao jogo e análise individual)

Rio Ave vence por 2-1

O Rio Ave venceu o Valladolid por 2-1 depois de um autogolo dos espanhóis (completamente caricato, diga-se). Uma segunda parte quase tão fraca como a primeira, em que não obrigámos o guarda redes adversário a fazer uma defesa. Isso quer dizer muito.
O Rio Ave terminou com Ederson, Lionn, Marcelo, Nivaldo e Edimar (no lugar de André Dias aos 65'); Wires, Tarantini e Pateiro (no de Filipe Augusto aos 85'); Ismael, del Valle (no de Tomás aos 65') e Tope (no de Braga aos 65').

Valladolid: recomeça a segunda parte

O Rio Ave com os mesmos onze jogadores. Haverá substituições daqui a pouco, já que Tope, Del Valle e Edimar estão já a aquecer

Jogo com o Valladolid 1-0 ao intervalo

Onze inicial (sem surpresas):
Ederson, Lionn,Nivaldo, Marcelo e André Dias; Wires, tarantini e Filipe Augusto; Ismael, Tomás e Braga.

O Rio Ave termina a primeira parte a ganhar por 1-0, golo de Braga de livre direto.
Mais um jogo em que a equipa demonstrou muitas dificuldades na construção do jogo atacante e em que os extremos estiveram particularmente desinspirados. Na defesa em contrapartida estamos muito bem. Andre dias está a fazer uma boa exibição. Do meio campo, o costume: poucas iniciativas atacantes, muito futebol para trás e falta de soluções a começar por Filipe Augusto
( o Valladolid, a jogar assim, nem precisa de começar o campeonato espanhol da primeira divisão...)

Futebol de praia: balanço negativo

Dois jogos, duas derrotas, uma mais ou menos natural, a outra... desconheço (mas por números muito claros, 5-2 com o Arrentela).
Não sei que balanço os responsáveis fazem, mas será necessariamente negativo, se pensarmos que o Rio Ave perdeu com clubes que... não existem!
Independentemente das questões organizativas, das fragilidades deste "campeonato nacional" e de tudo o mais, a verdade é que saímos da prova com zero pontos e sem direito a jogo de consolação...

PS - nada disto invalida isto.

Oblak na seleção eslovena

Soares não será o único ausente do jogo de logo.
Oblak está na seleção da Eslovénia, o que acontecerá muitas vezes, durante a época (esperemos, porque seria sinal de que tudo lhe corria bem no Rio Ave).
Oportunidade portanto para Ederson, que também será titular na primeira jornada, e de quem continuo a ter as melhores referências quanto ao seu valor.

11.8.12

Quatro emprestados (ATUAL)

Mais do 'balanço': dos 27, há (que se saiba) quatro emprestados. Os dois do Benfica (Oblak e Diego Costa) e os dois Cluj (Lionn e Edimar).
Ou seja, a ser assim, são 23 jogadores do Rio Ave, o que é muito bom, mesmo que relativamente a alguns tenhamos pequenas percentagens do passe.

ATUAlizo: temos dois do Cluj em Vila do Conde e um do Rio Ave em Cluj (Ivo Pinto). Mais um em Madrid (Fabinho).

Nuno satisfeito (ATUAL.)

Da primeira conferência de imprensa de Nuno Espírito Santo, algumas ideias soltas:
- satisfeito com a forma como a época está a evoluir;
- considera que os jogadores estão ainda numa fase de aprendizagem;
- é necessário mais tempo para estar no nível desejado;
- Braga será extremo por ver nele características adequadas;
- Hassan chegou tarde, tem valor, mas precisa de tempo para se integrar;
- já tem um onze para o primeiro jogo (?);
- a ligação a Jorge Mendes é uma falsa questão; Nuno já era amigo de JM antes de vir para o Rio Ave e o Rio Ave já tinha uma ligação ao empresário antes de Nuno vir para o Clube; além disso há jogadores que são da Gestifute e outros tantos que não;
- «É bastante cedo para falar dos objetivos. é preciso dar tempo a esta equipa. Temos 17 novos jogadores e mantivemos 10. É preciso dar tempo para os processos de consolidação e para a equipa crescer», disse.
ATUALizo a 12/8: «Apesar de o presidente do emblema da foz do Ave, António Silva Campos, ter colocado os primeiros oito lugares da Liga como um dos objetivos a atingir pela equipa, o treinador prefere uma abordagem mais cautelosa. "O clube precisa de crescer como estrutura de I Divisão. Já o conseguiu nos últimos anos e esse é o maior desafio. A manutenção é a primeira meta e, depois, tentaremos mais qualquer coisa», analisou Nuno Espírito Santo"

Raul Moreira, o homem de quem se fala...

Independentemente do que vier a acontecer no futebol de praia, nunca é de mais destacar o trabalho de Raul Moreira. No futsal do Rio Ave, no futebol de praia e também no notável trabalho que vem sendo feito no Caxinas (não é Rio Ave, mas não podemos ter palas nos olhos).
Este é um caso, parece-me, em que a competência profissional se suplanta a tudo o resto e Raul Moreira será, necessariamente, uma das figuras de Vila do Conde e do Rio Ave em 2012.

PS - talvez dê para ser, finalmente, o treinador do ano em 2013? Ou 2014...

Edimar: treina hoje e joga amanhã?

Está confirmada esta informação.
A dúvida é se o vamos ver amanhã, uma vez que terá feito um treino com a equipa. Por outro lado, Nuno quer de certeza observá-lo, sobretudo se estiver a pensar em utilizá-lo no sábado.

(com Edimar em Vila do Conde, Nuno tem os 27; talvez Soares ainda não esteja a cem por cento, caso contrário teria - pela primeira vez - todo o plantel à disposição para convocar e observar frente ao Valladolid [que foi goleado pelo Paços de Ferreira; atenção a este Paços, que está a fazer uma pré-época fortíssima])

4-3-3 ou 4-2-3-1? (perguntas para Nuno)

Do que vi (e do que julgo ter visto...) o 4-3-3 foi maioritário; Nuno ensaiou algumas vezes o 4-2-3-1 nos jogos de preparação, mas julgo que nunca o fez num encontro completo.
Isso leva-me a concluir que esta equipa está mais preparada para um 4-3-3, embora - e veremos se estou a ver bem - as diferenças entre os dois sistemas não sejam muito óbvias.
A minha dúvida é em que casos Nuno optará de início pelo 4-2-3-1 e se os mesmos jogadores podem fazer os dois sistemas táticos? Melhor dizendo: os três elementos do meio campo em 4-3-3 poderão jogar também em 4-2-3-1, sendo Filipe Augusto, em qualquer dos casos, a ponta do triângulo?

10.8.12

Futebol de praia: derrota

O Rio Ave perdeu por 4-3 com o Sótão, talvez a equipa mais forte. Amanhã há mais.

Nuno fala amanhã pela primeira vez

... desde isto.
Antes do treino da manhã, e a uma semana do campeonato começar, Nuno dá a primeira conferência de imprensa.
(Agora só falta perder a cabeça e abrir o treino aos sócios!)

[mais a sério: estou a meter-me com o míster; já escrevi que, goste-se ou não da opção, ele tem todo o direito de impor a sua metodologia; é pelos resultados que será julgado e não por ser muito ou pouco falador!]

A primeira jornada

O arranque é de amanhã a oito dias. 18h15
Confirma-se.

Quem vai colocar a bola na cabeça de Tomás (perguntas para Nuno)

Como vimos na época passada (e não era preciso ter essa 'prova', conhecidas que são as características do jogador),  João Tomás rende - como verdadeiro ponta de lança - quando mais a bola lhe chega (à cabeça ou aos pés).
Na época passada Tomás teve muito menos bola, razão pela qual marcou menos golos e em vários jogos andou fora da área à sua procura.
Atsu (mais na primeira volta do que na segunda) e sobretudo Yazalde não cruzavam (quer em quantidade quer em qualidade) e Tomás teve saudades de Bruno Gama.
Na nova época, quem vai passar a bola a Tomás?
Braga?
Ismael?
Sinceramente, do que vi até agora não me parece que sejam flanqueadores para servir Tomás, mas (como sempre) espero estar muito enganado! Talvez del Valle e Feliz sejam mais 'homens' para isso!

A equipa em busca de um troféu (ATUAL)

É a equipa do Rio Ave que vai a caminho do sul, para conquistar o campeonato nacional de futebol de praia
Da esquerda para a direita, em baixo: Feiteira, Nandinho, Jonas, Dennis, Henrique, Rafa e Tiaguinho; 
Em cima:  Ricardo, Fábio, Bruno Novo (fisioterapeuta), Raul Moreira, Pedro Soares, Tiago Castro, Salvador e Bruno.
Vamos a eles!

Edimar "já cá canta"

Depois de ler isto [basicamente diz que o Cluj se arrependeu de emprestar Edimar] e de ter isto presente, temi o pior - que o jogador não viesse (e o processo de aquisição de um defesa esquerdo voltasse ao princípio).
Mas pelos vistos está tudo bem e Edimar virá mesmo.

(nestas coisas dos negócios da bola, só mais tarde é que se pode fazer um balanço, mas tanto quanto julgo perceber, foi um dos melhores dos últimos anos: 50% do passe dos dois jogadores sem qualquer investimento é notável)

PS - Lionn e Edimar já têm números


Lassina... (l)assinou?

Pelos vistos não.
Apesar do que se dizia, o jogador marfinense não ficou.

(não estando em causa o eventual valor do jogador, há uma coisa que não podemos perder de vista: a quantidade de jogadores emprestados; esta época, além dos sete de Gondomar, serão ainda Mendes, Ricardo Martins, Tiago Silva e Gilmar, se não me está a escapar nada; o que penso sobre o assunto)

9.8.12

A Bola TV transmite os jogos da fase final do futebol de praia

(diz A Bola de hoje)
Ver aqui os horários.

O onze do Rio Ave

Com base no que tem sido possível observar, eis aquele que me parece ser o primeiro onze do Rio Ave:
Oblak [Ederson, por castigo], Lionn, Nivaldo, Marcelo e Edimar; Wires, Tarantini e Filipe Augusto; Esmael, Tomás e Braga.

Há várias diferenças face a esta previsão, há quase três semanas:
- André Costa: chegou Lionn e Lionn é excelente; André irá aproveitar para aprender e evoluir;
- André Dias: não me deslumbrou nesta pré-época (ao contrário da anterior; deve dar lugar a Edimar);
- Soares: a lesão não ajudou;
- Braga será provavelmente titular, mas a extremo; Tarantini é opção para Nuno;
- Del Valle irá esperar?
- Tope: não confirmou, entretanto, as primeiras (e boas) indicações. precisa de mais tempo para se adaptar
(mas é no ataque que tenho as maiores dúvidas, entre os dois extremos)

Cardinal (e não só)

Eis a explicação para isto.
A Bola, ontem, dá Cardinal mais o internacional ex-Freixieiro Ricardo Fernandes no Rio Ave (Ricardo assinou pelo Benfica, mas por razões familiares foi autorizado a permanecer no Norte). A Bola fala, por isso, em equipa sensação.
Mas O Record e o JN hoje explicam melhor o que se passa: ambos estão a treinar com o Rio Ave, mas enquanto «Ricardo fernandes» pode ser reforço (tem princípio de acordo), Cardinal (ex-Sporting, até agora no CSKA de Moscovo) treina para manter a forma, enquanto não aparecer nada melhor. Se não aparecer até pode ficar em Vila do Conde.

Jogo de Barcelos: análise individual

Ederson só teve um lapso; Oblak esteve mais seguro, com tres boas defesas;
Baldaia percebeu certamente as diferenças de andamento/responsabilidade entre os juniores e os «grandes» mas fez os 90 minutos; Jeferson esteve muito melhor na segunda parte do que na primeira (em que teve algum desacerto) e Vilas Boas esteve regular em todo o jogo (embora melhor a central, na primeira, do que a trinco, depois de Rodriguez entrar; bem a intervir quando não tem bola, menos bem quando tem de construir com ela); André Dias pareceu um pouco nervoso e não fez um bom jogo. Não é que tenha estado mal, mas não deu a razões a Nuno para colocar Edimar no banco; Quanto a Rodriguez, fez 15 minutos tranquilos, mas nunca deixou de ir ao choque (apoiou-se muito em Jeferson, que limpava tudo)
Pateiro funcionou com médio mais recuado, ao lado de Vítor Gomes, e não comprometeu, sem ter feito a diferença; certinho, mas talvez «certinho a mais». Vítor Gomes melhorou na segunda parte mas continua a estar longe daquele Vítor Gomes de que somos fãs! Já Diego Lopes continua muito abaixo daquilo que terá justificado a sua contratação; apenas um problema de adaptação? Finalmente Feliz, que começou a segunda parte como médio e acabou a extremo; é voluntarioso, determinado e dá tudo, características que o ajudam; mas pouco lhe saiu bem;
O ataque foi o setor mais fraco: Tope não «apareceu»; Renato Santos teve várias iniciativas, mas quase sempre mal; Del Valle tentou fazer sózinho mas além do lance do penalti, também pouco lhe correu bem; Hassan estreou-se e teve 10 minutos. Tocou duas ou três vezes na bola e não terá muito para se recordar
Escolher o melhor em campo? Francamente é difícil, já que ninguém se destacou. Oblak merece nota bastante positiva; Vilas Boas também sai com aprovação mas não há muito mais.