30.6.13

Futebol de praia: Rio Ave vence torneio

Uma vitória hoje e a derrota do Varzim deram mais um título ao Rio Ave.

ATUALizo com a informação do site: agora venha o campeonato nacional

Sport Tv dá 3,2 milhões por época?? [DESMENTIDO}

Só isso quase paga o orçamento do futebol profissional!
(A Bola de hoje!)

Obviamente que o Rio Ave não pode pedir/querer menos!

ATualizado a 1/7/13: Sport Tv e Gil Vicente desmentem a notícia. É pena, mas faz sentido. Só que naõ era dia 1 de abril...

Um Rei do Ave no Varzim! (ATUAL.)

Gaspar vai jogar no Varzim na próxima época.

(E Pateiro vai jogar no Académico de Viseu, da 2ª Liga)

Fernando, 19 anos, ex-Fluminense, é reforço?

É notícia em O Jogo de hoje (aqui versão reduzida). No Brasil fala-se em «empréstimo»
Trata-se de um jovem internacional sub20 e, nestas circunstâncias, parece mais um jogador trazido por Jorge Mendes, na linha de Filipe Augusto e de Fabinho.

(Ângelo) Meneses quer ficar no plantel (ATUAL.)

Ângelo Meneses falou a O Jogo de ontem, para dizer que promete «lutar bastante para ficar no plantel». Falta assinar contrato, lembra o jornal.

(o jogador que me desculpe, mas sou contra haver um Meneses no Rio Ave;  imagino já os títulos: «Meneses deixa o Rio Ave em prigo»; «Meneses falha lance decisivo», etc, etc...]

ATUALizo: O Record de hoje diz que o jogador assina amanhã

Fabinho no Mónaco?

A concretizar-se será um salto gigantesco. Demasiado?

Rio Ave volta a defrontar a seleção concelhia?

Antes de Ofir, como no ano passado, diz A Bola de hoje.

Ainda o negócio de Ivo Pinto

O Jogo de ontem diz que o jogador foi transferido por um milhão de euros e que o FC Porto vai receber 400 mil euros (40% do passe). [depois dos cinco milhões, que passaram a três, ficamos agora em um milhão! Vêm 25% para Vila do Conde?]

Equipa B: «caso o projeto seja consumado»? (ATUAL.)

Uma "notícia" no Record de ontem, a partir desta informação, diz que como o Rio Ave «ainda não se pronunciou oficialmente» sobre a equipa B, subsistem dúvidas sobre o projeto.
Por um lado é verdade que o Clube nada disse oficialmente (mas, aí, o jornalista deveria procurar saber informação; se soube, e apurou que há dúvidas, temos notícia), mas por outro é preciso lembrar que ASC disse na tertúlia que o projeto avançará.

ATUALizo: O Record de hoje volta ao assunto para dizer que o Rio Ave pode recuar na decisão de criar uma equipa, como aconteceu com o Paços de Ferreira, se a AFPorto mantiver a exigência de admitir apenas futebolistas com contrato profissional.

29.6.13

Hassan marca mais um mas o Egito é eliminado

Koka marcou o 2-0 (boa execução técnica) mas o Egito precisava de ganhar por 3-0 à Inglaterra para continuar na prova. Hassan regressa a Vila do Conde mais valorizado. Agora só falta mudar de empresário para ter o que merece...

a partir dos 40 segundos

Rio Ave não é uma das 16 equipas com dividas!

Primeira nota prévia: da atual direção da Liga de Clubes pode  esperar-se tudo, até incompetência;
Segunda nota prévia: eu acho que, quando se diz que o Rio Ave não deve nada a ninguém, devemos dar "um desconto" à generalização. Isso é quase impossível, nos tempos que correm, mesmo para Benfica ou FC Porto. Mas o essencial é não dever ao fisco, à segurança social e não ter passivo nos bancos - e aí a direção de ASC tem sido irrepreensível.
Dito isto, e por isso, é MUITO BOM ver que o Rio Ave não está nesta lista!

Confirmado: Soares no Arouca

Sempre bem informado, o JVC acertou em cheio.
O Arouca apresentou ontem Soares, cedido pelo Rio Ave

28.6.13

Wakaso (bem) visto por Rui Malheiro

Aqui fica a opinião que Rui Malheiro nos enviou sobre Wakaso, a partir de um conjunto de quatro jogos televistos do Portimonense

«Joga habitualmente a 6. Pode ser o único médio-defensivo como pode jogar com outro médio-defensivo ao lado (o que agora se define como duplo-pivô, expressão que não aprecio muito). Isso permite-lhe aparecer mais em jogo do ponto de vista ofensivo, pois está mais protegido.
Defensivamente: combina força e disponibilidade física (não se cansa e ocupa muitos espaços); gosta muito do choque (algo excessivo, mas não tem medo de colocar o pé); boa antecipação (rápido e agressivo a atacar a bola); bom desarme (ainda assim, pode melhorar o tempo de entrada - durinho!). Pelo ar, sentiu-se confortável, mas os adversários também eram mais baixos. A nível posicional, compensações interessantes (ao centro e nas laterais) para um jogador africano. Alguma tendência por defender com referência individual (admito que fosse opção do técnico): não deixa o adversário jogar, mas se ele abre na ala, vai atrás e, em alguns lances, abria espaço ao centro (a culpa não era só dele, claro, tinha que haver uma compensação de um dos médios-centro).
Ofensivamente: gosta de assumir jogo; baixa para o pegar ou cria linha de passe - preocupa-se quando a bola sai dos centrais em colocar-se de costas e fugir do espaço de pressão para criar a tal linha. Arrisca um bocadinho no 1x1: "safa-se" bem, porque é forte, tem agilidade interessante para o físico que tem e tecnicamente é interessante (vai crescer), mas faz coisas típicas de jogador africano: tenta dribles na pequena área ou à entrada da área. Como disse, não se sai mal, mas não convém abusar na Liga. Faz ações de penetração com e sem bola entre a 2ª e a 3ª fase - movimentos interessantes: procura remates de fora da área (um bocado excitado!) ou passes de ruptura (razoável). Na 2ª fase, quando recebe a bola, óptimo passe: joga, muitas vezes, curto; mas o que gosta mais de fazer é variar para o flanco. Nem sempre acerta, mas acerta muitas vezes, o que significa que varia bem o centro de jogo e é importante a procurar dar largura ao jogo ofensivo da equipa ou a lançar transições: a primeira mais pelos laterais, a segunda mais pelos alas. é destro.
Em resumo: bom reforço. Na minha opinião, bem melhor do que o Soares e ainda com margem para progredir e para valer um belo negócio futuro. Em relação aos nossos adeptos: tem tudo para ser adorado ou detestado. depende da forma como entrar na equipa mas acredito que possa vir a ser coqueluche. Espero que tenham paciência. Atendendo à saída do Wíres, procurava mais uma solução para o lugar. É bom ter concorrência para crescer. De preferência: um jogador mais velho.
Obrigado Rui, por este retrato completíssimo de Wakaso.

Soares vai continuar no Arouca

O JVC diz que Soares vai continuar no Arouca.

Dois comentários:
- Pelos vistos ainda não vai ser agora que vamos ver Soares com a camisola do Rio Ave, para grande pena minha, que gosto muito das características do jogador. Wakaso será melhor? (Pelos vistos, sim)
- emprestar um jogador a um concorrente parece-me complicado. Vamos tornar um adversário mais forte e, esperemos que não, até nos podemos vir a arrepender disso.

Gama vai treinar a equipa B

Informação do JVC desta semana

(A confirmar-se será uma surpresa. Primeiro porque quer Pedro Cunha quer François parecem ter um perfil mais ajustado, depois porque Gama nunca treinou jovens)

27.6.13

É Meneses e é reforço?

Ângelo Meneses, defesa-central, internacional sub20, é reforço, diz O Jogo. Jogou no Famalicão, na época passada.

(jogador representado por António Araújo, o mesmo de Ivo Pinto ou Edimar)

Um reforço para equipa junior (e B?) (ATUAL.)

Tiago Abreu, 18 anos, é reforço da equipa junior, «ficando com a possibilidade de participar em treinos da equipa Senior da 1ª Liga Portuguesa»
Será o sucessor de Geraldes, tambem ex-Maia Lidador?

ATualizo a 2/7/13: Marco Ribeiro, guarda-redes, 18 anos, também

26.6.13

Miguel Lopes: só direitos de formação? (ATUAL.)

O presidente do Sporting dá hoje uma entrevista ao Record em que diz, entre outras coisas, que caso Miguel Lopes seja vendido o FC Porto tem direito a 5 milhões de euros. Ou seja, o Sporting só receberá acima de 5 milhões!!!
Independentemente do que isto diz sobre a gestão de Godinho Lopes, fica a ideia de que o Rio Ave será o elo mais fraco deste negócio, apesar da renovação. ATUALizo: como nos lembrava um leitor, já depois deste texto publicado, ASC nunca falaria em obter uma participação na futura venda do jogador, se isso se limitasse aos direitos de formação. Voltar a ler a entrevista aqui.

Hassan vale milhões

Quando um dia jogar no Barcelona ou no Chelsea, vamos todos lembrar-nos de Hassan.
Eu, que não me canso de o ver e de o elogiar, tenho pena de não ter um pai rico: comprava o passe ao Rio Ave por 3 milhões, deixava-o em Vila do Conde duas épocas, e depois revendia-o por 20 milhões.
(alguém tem algum que me empreste????)

Hassan marca pelo Egipto - ATUAL.x2

no mundial de sub-20.

O jogo está no intervalo com 1-1 e o golo dos egípcios foi marcado de cabeça pelo nosso ponta de lança. Brilhante!

ATUALizo: com as imagens do golo: http://www.youtube.com/watch?v=4waNznGJyB0

ATUALizo- O Egipto acabou por perder 2-1 e raramente Hassan foi servido em condições. Mas o Iraque joga mais do que alguma vez os julguei capazes. E tem um prodigioso médio canhoto que alinha com o número 11, um talento enorme.

(PS - O Egito desiludiu e Hassan regressa a Vila do Conde mais cedo)

25.6.13

Wires despede-se

Via Facebook: «Queria agradecer a todos rioavistas (...) espero que o Rio seja muito feliz, que possa concretizar todos seus objetivos; vou ter sempre guardada no meu coração essa cidade de Vila do Conde que mim acolheu muito bem». Ao que parece vai para Angola.

(se o Rio Ave apresentou uma proposta de renovação, é porque estava interessado na continuidade de um super-titular; se Wires não aceitou é porque a achou muito baixa, uma vez que o jogador disse que o Rio Ave era a prioridade; talvez se possa deduzir que Nuno quer um jogador com outras características para aquele lugar, tão bom com bola como sem bola - e Wires só cumpria este segundo presssuposto).

Do mercado

- Em A Bola diz-se que Gilmar voltará a ser emprestado (tem contrato até 2015)

Ivo Pinto já assinou

Um negócio à Jorge Mendes, em que Jorge Mendes não teve qualquer intervenção - é António Araújo, o empresário.
Agora, venha daí a massa.

Formação/balanço (entrevista a Francisco Costa/7):

7) No início da época estavas com algumas reservas, porque te sentes mais um treinador (no campo) do que no gabinete; como foi a adaptação?

«Foram muitos anos no terreno, anos esses que me permitiram ver daquilo que sou feito e quais os meus sonhos. Durante esse período tive mais alegrias que tristezas, aspetos positivos e engrandecedores que fizeram de mim um pouco do que sou hoje, ou seja, um treinador mais bem preparado. Era um profissional que mesmo sendo membro da Equipa Técnica Sénior, entrava de manhã e saía à noite, isto porque adoro o que faço, para além disso faço-o no Clube do meu coração. As minhas funções mudaram este ano, o que numa primeira fase me custou bastante, já que foram muitos anos no campo (10 anos) e de um momento para o outro fiquei sem aquilo que mais gosto, aquilo que mais me preenche profissionalmente. Como sou uma pessoa muito positiva e vejo sempre um lado bom em todos os momentos da minha vida, encarei, mais uma vez, de frente este meu novo desafio. O que me permitiu crescer de uma forma sustentada, evolutiva, dando-me novas aprendizagens, novas estratégias para ultrapassar os obstáculos, novos conhecimentos, formas diferentes de ver o jogo, diferentes formas de ver os jogadores, permitindo por isso evoluísse em outras áreas que não a metodologia de treino. Hoje, sinto-me um profissional muito mais completo, com mais competências, já que domino todas as áreas ligadas ao futebol. Tenho competências na área da metodologia de treino, na análise e observação do adversário, bem como, na elaboração da metodologia em função dessa mesma análise, composição e elaboração dos vídeos de observação dos adversários, experiência (4 anos) na coordenação técnica da formação juvenil, onde existem vários níveis de competências, tais como: elaboração e implementação do modelo de jogo (o modelo atual foi elaborado ao longo destes anos de experiência), implementação e organização de uma metodologia de treino única, organização e constituição de todos os plantéis anuais (os técnicos não têm que se preocupar com mais nada a este respeito, apenas treinar). No fundo, elaborar de uma filosofia de Clube com princípios muito bem definidos e orientados, para que a "mística" do RAFC seja potencializada. Por todos estes fatores sinto-me muito mais capaz, mais preparado para o futuro. Este ano, embora não pareça, tenho a consciência de que foi de extrema importância nesta minha evolução»

(assim termina a publicação da entrevista a Francisco Costa/François, que nos permitiu ficar a conhecer um pouco mais do trabalho feito neste ano; desde já um obrigado) 

24.6.13

Rio Ave - Newcastle, dia 20 de julho

Excelente jogo em perspetiva em Vila do Conde.
(sábado, seis da tarde)

Formação/balanço (entrevista a Francisco Costa/6): A equipa B vai trazer dinheiro ao Rio Ave

6) Ontem falavas nas responsabilidades que assumiste na equipa B; isso lembrou-me que a primeira pessoa do Rio Ave a quem ouvi falar de uma equipa B foste mesmo tu, informalmente, há muitos meses; o que te parece o projeto, tal como é público? 
«Realmente fui das primeiras pessoas a pensar nessa possibilidade, já que estou dentro do processo da formação e senti a extrema importância que seria dar esse passo. Há sensivelmente dois anos fui-me apercebendo e até dando alguns feedbacks ao nosso presidente nesse sentido, para que se pudesse formar essa equipa.
Posso afirmar que neste aspeto, os dois grandes impulsionadores são o nosso Presidente António Campos e o Vice-Presidente da formação o Sr. José António que estão e fizeram tudo para que se concretizasse este projeto.
Em termos técnicos, a avaliação feita ao projeto é no sentido que a constituição da mesma irá permitir dar seguimento à evolução dos jogadores oriundos da formação, mais concretamente dos juniores. O Clube terá a oportunidade de ter mais um "espaço" onde analisar e avaliar atletas com potencialidade para a equipa Sénior e irá ficar com maior número de atletas com que poderá contar. A diferença competitiva entre o escalão júnior e o escalão sénior irá ser estreita, já que os atletas de 1º ano Sénior irão competir no futebol sénior e numa divisão com índices competitivos consideráveis.
Logicamente se tivéssemos entrado numa divisão superior, para nós, Clube, e para os atletas seria melhor, mas a realidade é esta e será o primeiro passo de um projeto que irá dar com toda a certeza alguma sustentabilidade financeira futura ao Clube».

E falta uma semana

De hoje a oito dias, por esta hora, os jogadores estarão provavelmente no Estádio, para o primeiro dia de trabalho.
Quantos jogadores estarão? fiz umas contas a cheguei a 15. Muito acontecerá ao longo desta semana? teremos o regresso de alguns emprestados?

Hassan no Mundial sub20

Não marcou mas fez a assistência para o único golo do Egito - e derrota.

PS - Hassan não estará segunda no arranque da época, imagino. Já terá tido férias?

Da 2ª jornada do torneio de futebol de praia (CORRIGIDO]

Rio Ave 5 - Leixões , 0
Rio Ave, 2 - Varzim, 2 [Como o resultado não se alterou até ao final do tempo regulamentar, houve que recorrer à marcação de pontapés de penalidade para determinar o vencedor e aí a sorte foi-nos madrasta pois apenas conseguimos converter um pontapé contra dois do nosso opositor]

Jogos realizados ontem.
Até esta altura, o Rio Ave soma duas vitórias e uma derrota (em caso de desempate, caso contrário vigora o ponto do empate).

Balanço de 2012-2013 (21) - O Rei do Ave!

A época do Rio Ave é "coroada" com a entrega do prémio ao melhor jogador. Há 4 anos que este blogue reúne as votações que são atribuídos pelos media que acompanham o clube e, tudo somado, encontra no mais pontuado o Rei do Ave da temporada. Este ano, para além dos editores deste blogue, contribuíram para a eleição Paulo Vidal da Rádio Linear, os jornais O Jogo, Record e A Bola, Correio da Manhã e o site   maisfutebol.iol.pt

O vencedor foi então Tarantini com 859 pontos acumulados. Oblak foi 2º e Edimar 3º.
Tarantini foi o mais votado em 7 jornadas da Liga e ocupou a 1ª posição geral durante 24 jornadas, da 7ª à 30ª.  Viva o Rei!

Quadro com os pontos jogo a jogo de cada um dos nossos jogadores.

23.6.13

Balanço de 2012-2013 (20) - a classificação

A primeira impressão que nos fica ao olhar para a imagem abaixo é que foi uma época estável, sempre longe dos lugares de descida. E foi mesmo uma época estável. Logo a partir da 7ª jornada a classificação estabilizou entre o 4º e o 8º lugar, posições que daí em diante só abandonámos por uma vez. Quanto à vantagem sobre os lugares de descida, a tendência foi sempre crescente. O primeiro objectivo sempre foi a manutenção e depois foi assumida uma candidatura aos lugares europeus. E se a manutenção foi conseguida com alguma facilidade e muito mérito, a Europa escapou-nos por muito pouco. 

clicar para aumentar

Del Valle: ficar ou sair

Del Valle deu uma entrevista a um site francês (citado ontem por O Jogo) em que diz que será «feliz» se ficar mas que pode acontecer um convite para sair e que quer jogar noutras ligas: «Je serais heureux de rester au Rio Ave. A moins qu’une offre intéressante ne vienne… J’aimerais jouer en Espagne, Allemagne, Angleterre ou retourner en France mais pour le moment je suis au Portugal et j’y suis bien
(também se fica a saber que o jogador tem mais dois anos de contrato com o Rio Ave e que o Auxerre, de onde veio, terá 30% numa futura venda)

Formação/balanço (entrevista a Francisco Costa/5): o super-coordenador.

5) Como dizias ontem, há um grande desconhecimento relativamente ao teu trabalho; fala-nos por exemplo de outras áreas em que intervenhas, além das que já referiste?

«Com essa pergunta "obrigas-me" a falar do meu trabalho, onde naturalmente sou suspeito, e gostava mais que, quem de direito, o fizesse (até porque não gosto de o fazer). Mas, como tenho a noção de que o meu trabalho não é muito visível ou muito mediático, já que é um trabalho de bastidores que não está à vista do adepto comum, será importante esta abordagem.
Para além de Coordenador Técnico, este ano acumulei a função de Coordenador Geral, que engloba tanto a parte técnica como a parte organizativa do Departamento (nesta área aproveito para agradecer todo o apoio que o Sr. Gualter Pires me dá, já que é incansável na sua ajuda; ressalvo também aqui a ajuda do Sr. Vilas Boas).
Acumulo também no Clube, a coordenação do Departamento de Scouting Sénior, onde pela primeira vez se trabalhou de uma forma organizada e focada em objetivos pré-definidos pelo Departamento Sénior. Tenho também como função estabelecer relações estreitas com a equipa técnica do plantel sénior. Atualmente, estou também à frente da organização, implementação e constituição da Equipa B.

Como podes ver, as minhas funções no Clube são extensas e repartidas em vários departamentos do mesmo» 

Ivo Pinto é o próximo? (ATUAL.)

«Segundo os jornais romenos, Ivo Pinto pode custar 3 milhões de euros. Resta saber quanto cairá nos cofres vila-condenses, uma vez que não é conhecida a percentagem do passe que é detida pelo Rio Ave»

25% de três milhões já seria excelente (caso sejam 25% e caso sejam três milhões...), muito mais para um jogador que "nunca esteve" em Vila do Conde e cujo empréstimo ao Cluj já valeu uma parte do passe de Lionn e Edimar. Quando um dia destes divulgarmos a lista dos melhores negócios do Rio Ave - em preparação - Talvez Ivo Pinto apareça

ATUALizo a 24/6/13: Já está na Croácia.

22.6.13

Balanço de 2012-2013 (19) - os golos - como aconteceram?

O que a tabela abaixo nos diz, entre outras coisas:
- que marcámos e sofremos golos obtidos sobretudo com o pé direito (22 e 26, respectivamente);
- que marcámos e sofremos mais golos de cabeça do que de pé esquerdo;
- que sofremos mais golos de bola corrida (25 - 59.5%) do que de bola parada (17 - 40.5%);
- que também marcámos mais de bola corrida (21 - 60%) que de bola parada (40%);
- que nenhum jogador adversário vindo do banco nos marcou, mas que Hassan marcou um golo na condição de suplente utilizado;
- que foram assinalados 9 penalties contra nós, tendo 7 resultado em golo;
- que as 5 penalidades máximas  a nosso favor foram todas aproveitadas;
- que Tarantini e Del Valle bisaram e que Tomás fez um hattrick. 
clicar para ver maior



Formação/balanço (entrevista a Francisco Costa/4): sempre presente, antes, durante e depois dos jogos

4) Qual é o papel do coordenador na articulação com as várias equipas técnicas (na escolha das mesmas, na definição de prioridades e na articulação jornada a jornada)?

«Em primeiro lugar, acho que ninguém verdadeiramente tem noção do trabalho que desenvolvo no Clube. Sou um profissional que entro às 8.30h e saio às 20.00h do Clube.
Relativamente e abordando o assunto da articulação que eu, como coordenador, tenho para com os técnicos, apraz-me dizer, desde já, que é um prazer "chefiar" um grupo de treinadores como este. Um grupo com o qual cada vez mais me identifico, que, cada vez mais, se identifica com a coordenação, um grupo que, de ano para ano, está mais competente e que tem vindo a demonstrar a sua competência de uma forma cúmplice com o modelo implantado, com os princípios e com a ideia de um RAFC melhor.
Temos vindo a tornar-nos mais fortes, porque tenho colegas ávidos por aprender, outros com a capacidade de transmitir as aprendizagens que ao longo do tempo foram adquirindo. Esta relação estreita de cumplicidade é um dos pontos fortes do nosso sucesso.
A escolha das equipas técnicas é, obviamente, uma articulação dinâmica entre o nosso Presidente, o Chefe do Departamento do Futebol Juvenil (este ano o Sr. José António- realço desde já o excelente trabalho realizado até esta data) e eu, que apresento as escolhas técnicas, reunindo com o objetivo de chegar a uma ideia comum. Posso acrescentar também que efetuamos várias reuniões durante o ano, onde articulamos e discutimos conteúdos relativos ao modelo de jogo, à organização e implementação do mesmo, as dificuldades e obstáculos que se nos vão deparando ao longo da época, etc...

É um processo que está constantemente em evolução. Para além disso, existem sempre pequenas reuniões antes e depois dos jogos com todos os técnicos principais dos escalões, onde são abordados assuntos técnicos, tais como: adversário, estado atual do grupo, da classificação, jogadores, evolução dos treinos da semana, dificuldades sentidas e abordagem de algumas estratégias. Tento também acompanhar de uma forma direta e presencial o maior número de jogos dos escalões, e, quer ao intervalo quer no final dos mesmos, existe um partilhar de ideias, observações estratégicas e sentimentos relativamente a esses jogos»

O míster não tem férias!

«Depois de cinco semanas passadas em Quiaios, a frequentar o curso do nível IV UEFA Pro, o técnico Nuno Espírito Santo volta a Vila do Conde na próxima quarta-feira (o curso termina na terça)». Seis dias depois começa o trabalho.

21.6.13

Novidades do futuro parque desportivo do Rio Ave (ATUAL.)

O JVC desta semana descodifica a imagem que publicámos a semana passada, agora com mais pormenores:
(clicar para aumentar e para ler a legenda)
As novidades estão na bancada nascente, que será coberta e incluirá infra-estruturas, e no edifício a construir no topo sul (residência para jogadores e restaurante panorâmico)

ATUALizo a 22/6/13: «Esta cedência determina a celebração de um protocolo entre o município e o clube que vai garantir a possibilidade de utilização do complexo desportivo pela generalidade das escolas e associações desportivas do concelho»

Do mercado:

- Marcelo não sai, diz A Bola (havendo acordo entre Jorge Mendes e ASC); mas é vendido entretanto, ficando em Vila do Conde ou o Clube tem condições de o manter uma época mais?

Formação/balanço (entrevista a Francisco Costa/3): filosofia de vitória em todos os escalões

3) O que te preocupa mais, os resultados ou a formação de jovens valores que possam trazer retorno ao Clube?
«Na minha perspetiva, o ideal, é conseguirmos aliar os dois fatores, ou seja, formar a ganhar.
O principal objetivo é, obviamente, a formação de jovens jogadores para a equipa sénior, mas é de todo importante, que seja incutido aos jogadores um espírito de vitória.
Quando assumi as funções de coordenador técnico da formação do RAFC, senti e observei que faltava incutir a filosofia de vitória em todos os escalões, que perder não pode e não deve ser algo normal no nosso Clube. Assim sendo, juntamente com os meus colegas de trabalho, ou seja, com a ajuda de todos os treinadores, temos vindo a modificar essa de forma de sentir e de reagir perante a derrota (tristeza/ superação), bem como a reação à vitória (equilíbrio).
Posso até realçar um exemplo prático desta mudança, há uns anos, perder com o FCP por dois a três zero, não era mau (era esse o sentimento estabelecido nos plantéis ), hoje em dia ao empatar com o FCP, temos jogadores a chorar no balneário.
Respondendo mais diretamente à pergunta, a fusão destes dois fatores, torna-se na minha ideologia essencial para todo o processo da formação. Com princípios, valores e objetivos, quando bem delineados e sustentados em todos os escalões, teremos com toda a certeza um RAFC melhor!
Sendo assim, estou perfeitamente convicto de que, em função do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido por todos nós na formação, teremos futuramente jogadores com capacidade para integrar o plantel sénior do Clube, consequentemente, dando retorno financeiro ao mesmo.
Para isso, realço o trabalho não só dos técnicos, como também de toda a Direção do RAFC (tanto o Departamento Juvenil, como também o Departamento Sénior), dos funcionários, do Departamento Médico, não podendo deixar de enfatizar o trabalho desenvolvido pelo nosso Presidente António Campos»


Para refletir

Os dirigentes do Rio Ave são certamente os primeiros a reconhecer que nem tudo com a divulgação da contratação de Wakaso correu bem. Houve a história da foto que (inexplicavelmente?) apareceu partilhada por centenas de pessoas no Facebook mas houve também a notícia publicada no Gana, uma dúzia de horas antes do site revelar, com pormenores que revelam que quem passou as informações sabia o que dizia.
Não está - nem pode estar - em causa o trabalho dos jornalistas, que vivem das notícias que publicam, mas o Clube deve controlar melhor os fluxos informativos.

(para que não fiquem dúvidas: noticiámos 'em primeira mão' apenas porque era público, o que tentamos fazer sempre em idênticas circunstâncias. O que queremos mesmo é que seja o Clube, via site, a dar em primeira mão as notícias)

Futsal: do plantel da próxima época

O Módicus contratou ao Freixieiro um jogador que eu gostaria que voltasse ao Rio Ave, o internacional Ricardinho. Sempre me pareceu um jogador acima da média e com grande potencial (até por ser muito jovem).

O outro jogador que o Módicus foi buscar ao Freixieiro foi Mário Moreira, o melhor marcador da equipa, com 24 golos (20 no campeonato e quatro na Taça de Portugal). Lembram-se de Márcio Moreira?

Estou convencido, com base no que nos tem sido dito, que a equipa da próxima época será baseada no plantel da época passada, e isso será excelente. Mas terá de haver um ou outro reforço (além do caxineiro Marafona, claro).

Balanço de 2012-2013 (18) - os golos por intervalos de tempo

Marcámos mais golos mas também sofremos mais golos nas segundas partes dos jogos. Na divisão temporal apresentada,  nos 12 períodos levamos vantagem em 5, marcámos mais do que sofremos nos períodos entre os minutos 11 e 20 (3 para 2), 31 e 40 (6 para 2), 46-55 (4 para 2), 56 e 65 (6 para 4) e finalmente após o minuto 90 (1 para 0). 
Períodos mais concretizadores: 31-40 e 56-65 minutos com 6 golos marcados. 
Período mais penalizador: 76-85 minutos com 8 golos sofridos.

clicar para ver maior

20.6.13

Wakaso é reforço (oficial)

Confirmado.

Ficam por saber os contornos do acordo com o Portimonense - se pagámos os direitos de formação, se o Portimonense libertou o jogador a troco de uma percentagem no futuro ou se ainda há outro cenário.


Do mercado:

- Além de Wakaso, fala-se apenas de Mendes (A Bola), dizendo que pode fazer, pelo menos, a pré-época com Nuno. Não ia para Moreira de Cónegos?   A confirmar-se será o sétimo reforço!!!!

Formação/balanço (entrevista a Francisco Costa/2): só jovens de Vila do Conde

2 – O que é que pensas sobre o tema da formação com apenas jovens de Vila do Conde?
«Claro que gostaria, mas atenção, dependendo dos objetivos delineados inicialmente para o projeto. Ou seja, isso se me pedirem para potencializar jovens com o objetivo de serem Seniores e com qualidade, e que para, além disso, os resultados na formação não são importantes e consequentemente o estar nos Nacionais do escalão não tem importância. Então, deixaremos o trabalho de prospeção que temos vindo a usar com o único objetivo de termos qualidade, para começarmos a ficar com os nossos jovens, mesmo que estes não tenham a qualidade desejada. Acham que isto faz sentido? No meu entender, claramente que não! Faz sentido, sim, trabalharmos muito bem na base, nos escalões mais baixos e investir aí com uma formação com competência e rigorosa. Assim, tenho a certeza que as nossas crianças (de Vila do Conde), e que são a grande percentagem nesses escalões, irão ser melhor formados, a sua qualidade vai ser superior e irão ser mais competentes quando chegarem às idades de decisão (Juniores). É esse trabalho que está a ser feito, embora, por vezes, não agrade a algumas pessoas que têm os seus filhos na nossa formação e que são de Vila do Conde e que não conseguem entender que nem todos podem vir a ser “Fábios Coentrões” e desta forma entenderem que os seus filhos terão que rumar por outros caminhos que não o Futebol. É difícil fazer entender isto a muitos pais e claramente os pais são um problema nesta área. Será importante também dizer que o Rio Ave tem um papel social a desempenhar e temos algumas crianças no nosso departamento que na realidade não teriam condições para permanecer no nosso Clube, mas por razões ditas sociais fazemos questão que os mesmos fiquem connosco e, assim, poderão ter uma orientação desportiva com os nossos princípios e valores, retirando a possibilidades dessas mesmas crianças seguirem outros caminhos.
Sendo assim, na minha perspetiva, claramente o caminho a seguir é de facto formar bem e com rigor. Se conseguirmos aliar as nossas crianças de Vila do Conde à qualidade no processo de formação, então bem melhor. Temos que nos convencer que o Rio Ave é um clube formador e consequentemente vendedor, em consequência desses fatores a qualidade terá que estar inerente a todo este processo e, por isso, sermos realistas e objetivos na avaliação é prioritário»


«Wakaso, sexto reforço»

(do Jogo de hoje; quem são os outros cinco, que a gente não sabe? Tiago Pinto, Renato Santos, Soares, Esmael e Feliz!)

Wakaso e a fuga (ATUALx2)

No Zerozero pode ler-se que Wakaso virá a custo zero, mas o Record fala em direitos de formação, uma vez que não terá havido acordo com o Portimonense.

(Nota importante: o Rio Ave não confirma a contratação e devemos seguir o 'site' como fonte de informação)

ATUALizo, depois de ter lido O Jogo: «Wakaso assinou ontem um contrato válido com o Rio Ave para as próximas duas épocas» [a ser assim, já temos notícia!]
ATUALizo novamente: A Bola diz que o acordo será divulgado nas próximas horas e do Gana afirmam («em exclusivo») que assinou por três anos, depois de testes médicos feitos na segunda-feira.

Balanço de 2012-2013 (17) - os golos - a quem, a que minutos, com que intervalos

De forma sucinta:
- maior intervalo entre golos marcados: 214 minutos. Em casa: 337 minutos; fora: 174;
- maior intervalo entre golos sofridos: 227 minutos. Em casa: 207 minutos; fora: 157;

-menor intervalo entre golos marcados: 2 minutos (duas vezes). Em casa: 7 minutos; fora: 2 minutos;
-menor intervalo entre golos sofridos: 4 minutos (3 vezes). Em casa: 6 minutos; fora: 4 minutos;

- equipa a quem marcámos mais golos: Setúbal, 7 golos
- equipa que mais golos nos marcou: Benfica, 7 golos

Sofremos golos de todas as equipas, mas não conseguimos marcar ao Olhanense.

Clicar para ver maior

19.6.13

Balanço de 2012-2013 (16)- os golos - marcadores e sofredores

Do lado dos golos sofridos, foram 42. Oblak sofreu 40 em 28 presenças e 2520 minutos jogados. Significa isto que em média sofreu 1.4 golos por jogo e que a cada 63 minutos viu a bola no fundo da sua baliza.




A tabela ao lado mostra os golos marcados.

Hassan foi o melhor marcador de 2012-2013 com 8 golos, mais 1 que Tomás e mais 2 que Tarantini (apesar de na tabela constarem 7 golos, o golo em que Tarantini participa frente ao Sporting em casa foi considerado pela Liga autogolo, o mesmo sucedendo com o golo também aqui atribuído a Ukra, igualmente em casa contra o Sporting). Mesmo marcando "apenas" 6 golos, Tarantini foi uma agradável surpresa e marcou o melhor golo da temporada (que nunca é demais recordar...)

O que a tabela também nos mostra é que Tomás foi o jogador que, em média,  mais marcou por presença em campo e o que tem o menor intervalo de minutos entre cada golo marcado. Mesmo só jogando meia temporada com as nossas cores, o recordista de golos do Rio Ave na 1ª Liga deixou a sua marca bem vincada.

Wakaso, defesa/médio, ex-Portimonense, o primeiro reforço?

Constava que já se comprometera há vários dias, mas a notícia aguardava confirmação oficial. (e ainda aguarda, diga-se, o que significa que não a podemos tomar como definitiva).
Só que agora surgiu esta foto do jogador com ASC no Facebook, foto que já foi partilhada por muita gente - um deles fez-nos chegar a imagem:
Wakaso faz 22 anos, dentro de dias, e é defesa e médio. Em Portugal jogou sempre no Portimonense.

Sobre o jogador: «Chegou a Portugal com 17 anos, proveniente da equipa ganesa do Eagles, da II Divisão, onde algumas exibições acima da média lhe arranjaram um agente, que decidiu que o Portimonense era o melhor local para crescer como futebolista. Veio para os juniores alvinegros, onde depressa começou a encher o olho ao treinador da altura, Litos, que regularmente o chamava para treinar com a equipa principal. Quando começou a nova época, foi o jogador da formação escolhido para ser inscrito na Liga. "Viram que tinha crescido como jogador e decidiram dar-me um contrato. Não pensei duas vezes. Fiquei muito contente com a confiança que depositaram em mim", afirmou o jovem médio a O JOGO.»; «O Portimonense celebrou um contrato de formação com o jovem ganês que ao abrigo da legislação dos mesmos, segundo a FPF, salvaguarda a posição do clube formador face ao assédio de que poderá ser alvo o médio - defensivo» [será necessário um acordo com o Portimonense?]

Do mercado...

Continua a não haver notícias ou sequer 'meias-notícias'...
O único que traz alguma informação é O Jogo, que recupera as informações aqui deixadas sobre a ida de Ivo Pinto para o Cluj para dizer que será um valor bem abaixo do que se falou.

Formação/balanço (entrevista a Francisco Costa/1): Uma Academia Rio Ave (a nível internacional)

A época na área da formação está basicamente concluída e, por isso, lançámos um desafio ao coordenador, Francisco Costa, para nos fazer um balanço, respondendo a algumas perguntas, que vamos publicando ao longo dos próximos dias.

1) O que mudou, a partir desta época, na organização das equipas de formação?
«Em primeiro lugar, eu não entrei como coordenador da formação apenas este ano, já exerço desde de a época 2008/2009, mais concretamente há 5 anos. Consequente a este fator, nada mudou. É sim, um trabalho que irá ter os seus frutos a médio/longo prazo. Para se compreender bem toda a dinâmica deste projeto, em que no fundo, sou a cara do mesmo, é importante dar a perceber toda a sua organização. Quando assumi o departamento técnico da formação, analisei e observei que algo de errado se passava, ou seja, tínhamos muitas equipas nos escalões mais altos (consequentemente mais jogadores nesses escalões) e poucas equipas nos escalões de base. Mudar este cenário foi o meu primeiro passo. Em função dessa análise, juntamente com a direção do Rio Ave, criamos até hoje mais quatro equipas nos escalões com menor idade (Sub-10, Sub-11 A e B, Sub-12), no próximo ano vou querer mais uma equipa de sub-12 (já falei com o nosso Presidente e com o Vice-Presidente da formação José António) para que quando o Futebol 7 terminar exista aí um leque maior de seleção para o futebol de 11. 
Depois, o nosso trabalho incide em preparar plantéis desde os 9 anos, onde um grande número de atletas transitam de ano para ano até chegarem ao escalão júnior com 9,10,11 anos de formação dada pelo Rio Ave, o que só por si é meio caminho andado para o sucesso. Acredito convictamente nesta forma de pensar e organizar a nossa formação. Em função da anterior organização técnica, neste momento, temos de constituir planteis quase do zero, já que a qualidade desejada não é a melhor. Este trabalho, a médio prazo, irá permitir que a maior parte do trabalho que hoje faço, desapareça, já que iremos ter plantéis mais equilibrados e com bastante mais qualidade, o que nos levará a mexer nos mesmos de uma forma esporádica, muito mais específica e objetiva.
Não posso deixar passar a oportunidade de agradecer ao nosso Presidente António Campos por acreditar na minha visão, comungando da mesma, pois nunca colocou qualquer entrave às minhas ideias e os resultados estão à vista. Acreditar esse que possibilitou que este projeto tivesse e tenha pernas para ir longe e tornar o Rio Ave um clube melhor.
Posso adiantar desde já, que queremos mais e melhor, queremos mais competência, mais qualidade e obrigatoriamente mais responsabilidade, trabalhando de uma forma diferente. Dinamizando e potencializando uma Academia Rio Ave. Se hoje, o Rio Ave é respeitado e procurado na formação a nível Nacional, com este projeto que pretendemos implementar irá ser a nível internacional. O objeto principal do projeto é obviamente o atleta, mas num processo de otimização e potencialização especifica do mesmo. Terão notícias em breve»

(amanhã teremos mais uma resposta)

«O Rio Ave está a gerir com tranquilidade a sua intervenção no mercado»

É o Record que o garante.

Caro Cathro, agora é preciso vender o Esmael ao Celtic...

Para já são os elogios do nosso adjunto a Baldé, ex-Guimarães.

18.6.13

Do encerramento da brilhante época da equipa de futsal

Divulgo as fotos que me chegaram ontem do jantar
 
(foi a despedida de Alex e de Cardinal; e de mais alguém?)


Do mercado

- Tiago Pinto vai regressar (diz A Bola).
- Tiago Silva continuará no Ribeirão, aponta A Bola. [insisto nesta questão, que já expus várias vezes relativamente a outros jogadores nas mesmas circunstãncias: se Tiago Silva não faz sequer a pré-época com a equipa principal, se, portanto, não é opção e se não conseguiu 'mercado' para poder vir a ser um ativo, fará sentido continuar ligado ao Rio Ave? ]
- Vários jornais garantem que Edimar não volta (a notícia do Record de ontem);

O defesa-esquerdo que eu gostava de ver no Rio Ave...

... é Miguelito!
Segundo sei, está ou estava livre.
E é um jogador à Rio Ave!

Futsal feminino: não deu para ser campeão de Vila do Conde!

Sendo eu de Mindelo, não posso deixar de registar esta vitória da equipa local de futsal feminino. Pena é que tenha sido frente ao Rio Ave! Parabéns ao Mindelo, portanto.

Balanço de 2012-2013 (15) - os golos - de onde aconteceram

clicar e aumentar
Dos 42 golos sofridos, apenas 3 foram obtidos de fora da nossa grande área. É evidente a concentração de golos sofridos bem no centro da defesa e junto da linha de pequena área. Vulnerabilidade pelo ar? Tendo em conta que dos 42 encaixados apenas 9 foram marcados de cabeça, a resposta é não. Parece-me factual é que os adversários ficaram muitas vezes à vontade para marcarem dessa zona do terreno.
Já os nossos golos marcados, apresentam uma maior dispersão. Ainda assim, há uma ligeira tendência para acontecerem mais "inclinados" sobre o lado direito do nosso ataque.

Futsal: o sobe-e-desce (e o Fabril...)

Teremos dentro de algumas semanas uma assembleia geral para aprovar o orçamento relativo á época 2013-14. Uma das dúvidas que será esclarecida é quanto o futsal terá para se governar - em quanto, para além dos patrocínios que arranjarem, o Rio Ave está disponível para investir no futsal.
Dessa decisão depende tudo - ter ou não ter uma equipa competitiva (que lute pelos oito primeiros ou que lute para não descer, o que me parece muito pouco).
Lembram-se de aqui ter falado no Fabril? Pois desceu mesmo!
Acredito, mas não tenho obviamente a certeza,  que 20 ou 30 mil euros podem fazer toda a diferença - com 80 mil euros podemos estar a lutar para não descer, com pouco mais de 100 mil estaremos nos oito primeiros.

17.6.13

Cluj faz cinco milhões com Ivo Pinto? (ATUAL.)

Informações recolhidas por A Bola: «Apesar de o Rio Ave ter anunciado a cedência do defensor ao Cluj no início da época agora finda - o contrato com o emblema de Vila do Conde estendia-se, pelo menos, até 2014 -, a Imprensa desportiva da Roménia dá conta de um negócio muito proveitoso... para a formação da Transilvânia. A transação do jovem internacional português permitirá, alegadamente, um encaixe de cinco milhões de euros ao clube romeno, que até já encontrou alternativa (o espanhol Javier Velayos, do Brasov) para o lado direito da defesa».

Uma nota: como quase sempre nestes casos, sabe-se pouco, mas sabe-se que o Rio Ave receberá uma parte se Ivo Pinto sair do Cluj. Acredito que entre Cluj e empresário, o Rio Ave terá menos de 50% do passe? Mas ASC incluiu o jogador na lista de ativos com os quais o Rio Ave conta fazer os dois milhões e 25% de 5 milhões... é um milhão!.
O empresário de Ivo Pinto vendeu Soudani (Guimarães) para o mesmo clube croata. Também é o empresário de Edimar.

ATUALizo a 18/6: o nosso leitor Luis Santos, via Facebook,. deixou-nos esta indicação: «tanto quanto sei é uma notícia mal traduzida... os 5M de que falam aí é por outro jogador: Sime Vrsaljko que deve sair do Dinamo Zagreb por esse valor. Eles pagaram perto de 1M pelo soudani, diria que deve rondar esse valor o que eles estão dispostos a pagar pelo Ivo Pinto. Ainda assim, se chegar 25% disso aos cofres do Rio Ave já é uma boa ajuda»

Do mercado

- André Dias pode ir para Granada (Espanha), emprestado ou vendido, A Bola não diz;
- A renovação de Wires continua a alimentar o folhetim da pré-época; O Jogo diz que o jogador está hesitante em aceitar a proposta de renovação e quer ir para o estrangeiro;

Futebol de praia, de regresso à clandestinidade (ATUAL)

Começou este fim de semana um torneio de futebol de praia, organizado pela Associação de Futebol do Porto.
O Rio Ave ganhou 3-1 ao Valadares (obrigado PV), mas os Rioavistas nada sabem sobre isto... ATUALizo: O Rio Ave informa.

O Futebol de Praia volta ao areal de Matosinhos no próximo domingo, dia 23 de junho, com o encontro Leixões SC x Rio Ave FC marcado para as 15h00.

Balanço de 2012-2013 (14) - os golos - quem fez as assistências

(clicar para aumentar)
Ukra foi o jogador que mais vezes fez o passe final antes da marcação de um golo, destacando-se claramente nesse aspecto. Já quanto aos jogadores que participaram naquilo a que chamámos de "Assistências Indirectas", Hassan, Braga e Tarantini com 3 assistências foram os que mais contribuíram para a obtenção de golos.

Edimar nao vai regressar

A notícia é do Record de ontem. «Fora de hipotese». Mas a maior surpresa é que não ficará no Rio Ave mas jogará noutra equipa do campeonato português. Surpresa porque o jogador tinha dito que queria ficar mo Rio Ave.
Veremos para que clube vai (Europa...) e se o Rio Ave ganha algum (porque uma parte do passe será  nossa): se é uma venda ou mais um empréstimo.

(Tiago Pinto relança a carreira em Vila do Conde?)

16.6.13

Rafa abandona o Rio Ave (ATUAL.)

Depois de várias notícias em contradição com aquilo que aqui se avançou, vários jornais de hoje dão a noticia de que Rafa não continuará no Rio Ave.
A mim não me surpreende.
(desejo a Rafa que possa mostrar noutra equipa o seu valor)

E com isto resta Ederson na baliza, se se confirmar que tem contrato ou que renovou (o que não consegui). Contrato até 2016

Cardinal vai para Espanha

para o Inter Movistar (uma das melhores equipas espanholas), jogar ao lado de Ricardinho. (fonte JN)

Balanço de 2012-2013 (13) - os cartões

(clicar para aumentar)
20 jogadores amarelados, com Wires a ser o único a passar da dezena. O pódio amarelo fecha com Marcelo e Filipe Augusto empatados a 9. Parece-me natural que os mais amarelados sejam os jogadores com características mais defensivas, mas o este ano goleador e REI DO AVE Tarantini surge com 7 admoestações e no top 5 dos cartões amarelos.

(clicar para aumentar)

 Entre os jogadores expulsos, Hassan lidera com duas expulsões. Dos 6 expulsos 3 aconteceram por duplo amarelo. Vilas Boas foi expulso do banco.


(click!)

15.6.13

Balanço de 2012-2013 (12) - Fora dos eleitos




(clicar para aumentar)
(clicar para aumentar)
 3 motivos para falhar uma convocatória: lesão, castigo, opção do treinador.
Pateiro que foi o rei dos não convocados, esteve lesionado em 16 jornadas e as outras 11 vezes que falhou uma convocatória esteve de fora por opção de Nuno. Jeferson também esteve muito tempo lesionado e Rodriguez apesar da alcunha de "Homem de Cristal" só constou dos boletins clínicos em 5 jornadas.
Quanto aos castigados, foram 11 os jogadores a falharem jogos por motivos disciplinares. Filipe Augusto foi o mais visado pelos castigos, falhando 3 jogos. Dos 7 castigados em 2 jogos, Oblak já trazia 1 castigo da época anterior ao serviço do U. Leiria. Amanhã vamos analisar os cartões.
(clicar para... vocês sabem!)

De realçar que Braga foi o único jogador que tendo estado toda a época em Vila do Conde, nunca falhou uma convocatória. O nosso n.º 11 só conta 28 presenças, mas isso deve-se a opção do treinador, uma vez por ter sido suplente não utilizado e outra por ter sido o "19º jogador".

O único clube sem contratações

O Record de hoje foi em busca de respostas para uma questão que coloca ao longo de quase uma página: o Rio Ave é o único Clube da 1ª Liga que não assegurou qualquer reforço.
Sem conseguir novidades, o Record consegue 'uma lança em África': Miguel Ribeiro estreia-se num trabalho jornalístico desenvolvido e faz o ponto da situação da pré-época, sendo designado pelo Record como «o estratega dos bastidores vilacondenses».
Fica a saber-se que há outro nível de exigência na contratação de jogadores («futebolistas de um patamar superior»); que a expetativa é fazer «uma equipa forte» e que Esmael «pode ser mesmo o maior ativo do Rio Ave».

(uma nota apenas: saúda-se o aparecimento mediático de Miguel Ribeiro, num Clube que comunica ao nível da Coreia do Norte...; esperemos que seja para continuar)

Renato Santos indefinido

«Já conversei com os responsáveis do clube, mas não me deram qualquer tipo de confirmação», adianta o atleta, que nas últimas épocas esteve cedido a Aves e Moreirense. E na próxima? «O desejo é ficar e afirmar-me no Rio Ave, mas está tudo em aberto», revela, ele que esteve recentemente em Inglaterra, onde é desejado pelo QPR»

O que se deduz? Que Renato Santos não é uma prioridade para Nuno; que o Rio Ave gostaria de fazer 200 ou 300 mil com o jogador e que se isso não acontecer poderá fazer a pré-temporada?

14.6.13

Balanço de 2012-2013 (11) - O 19º jogador







"19º jogador" é ou são os atletas que entrando na convocatória ficam foram dos 18 eleitos da ficha de jogo. 10 atletas conheceram essa situação, numa tabela liderada por André Dias, 4 vezes excluído da lista final.

A grande montra para Hassan

Os olhos dos Rioavistas estarão postos na seleção do Egito, a partir do final da próxima semana.
Hassan deverá ser o titular do ataque e esperam-se grandes golos.

Do mercado

(não há qualquer notícia nova hoje nos jornais; todos falam da hipótese de Esmael ir para o Celtic, que demos ontem aqui)
Não é vida fácil a dos jornalistas...

Câmara aprova por unanimidade terrenos para relvados do Rio Ave

A Câmara de Vila do Conde aprovou ontem por unanimidade a cedência de terrenos municipais ao Rio Ave, na zona do Estádio, para ali serem construídos um relvado natural e dois sintéticos.
O relvado principal ficará no topo norte do atual relvado, como mostra a imagem.
(se bem conheço ASC, e mesmo com o aperto financeiro evidente, a obra deve começar em breve! Para ficar pronta também em breve; aguardemos pormenores)

E que tal aproveitar a ocasião para levantar uma parede no topo norte, por causa do vento? Já alguém pensou quantos jogos nos foram adversos por causa da nortada? Não haverá uma solução baratinha?

Quem quer jogar na equipa B?

Já lemos que um dos objetivos da equipa B é diminuir o número de emprestados, mas nem todos os jogadores emprestados - mesmo ex-juniores -estarão 'disponíveis' para jogar na equipa B.
Veja-se o caso de Igor, que jogou esta época no Gondomar. Estará interessado em jogar agora no distrital, mesmo sendo um campeonato especial? E o próprio Rio Ave tem interesse em colocar um jogador a quem reconhece potencial num patamar menos exposto e exigente?
A equipa B vai ser, sobretudo, boa para jovens, acabados de sair dos juniores, que podem dar uma ajuda à equipa principal (e não me admirava se Kiki ou Ruben jogassem pela B esta época).

13.6.13

Paulo Gonçalves, lembram-se?

Da Arábia Saudita para o Libolo. Paulo Gonçalves com João Tomás.

Um relvado natural e dois sintéticos

É obra!
(JVC de hoje)

Do mercado

- Miguel Lopes sai por três milhões; a imprensa fala apenas em direitos de formação para o Rio Ave!
- ingleses do Crystal Palace querem Ukra?
- Lionn vai continuar, diz o Record
- Esmael só sai bem vendido (Celtic?); nada de empréstimos, diz ASC à imprensa escocesa

Balanço de 2012-2013 (10) - As substituições no tempo e os seus resultados

Nuno não esgotou as 90 substituições que podia fazer na Liga. Por 4 vezes não efectuou a 3ª substituição. Venceu 1 desses encontros, empatou 1 e perdeu os restantes 2.

A reter:
- minuto padrão das substituições: 1ª aos 61', 2ª aos 74', 3ª aos 84'.
- intervalo médio entre substituições: 1ª-2ª: 14.43 minutos, 2ª-3ª: 11.08 minutos e 1ª-3ª: 25 minutos;

- quanto pior o resultado mais cedo aconteciam as substituições;
- 28 substituições aconteceram quando ganhávamos, 29 foram com empates, registando-se também 29 quando perdíamos;
- pela comparação entre o resultado no momento das substituições e o resultado final, vemos que em 62 vezes o resultado final foi o mesmo, 13 vezes foi pior e 11 vezes foi melhor. 

clicar para ver maior

Futsal: Alex deixa o Rio Ave e vai para o Boavista

Aquele que foi o melhor jogador do Rio Ave até chegar Cardinal (ou até esta época) vai deixar-nos, para jogar no Boavista.

A Alex digo apenas isto: Obrigado!

(uma nota mais pessoal: para além das questões afetivas, que são importantes, já que Alex jogou muitos anos no Boavista, acredito que da saída de guarda-redes se possam tirar outras ilações: é que com Vítor Hugo e João 'Rato' no plantel, Alex continuaria a não ser a principal opção; A continuidade de Vítor Hugo será uma excelente notícia!)

A próxima época de Lord

Lord falhou a convocatória do Gana para o mundial que na próxima semana começa na Turquia, muito por culpa da lesão que sofreu no final da época.
Há, portanto, que esperar.
Na próxima época, na equipa B, terá um bom palco para se mostrar.

12.6.13

Vítor Pimenta e Luís Lourenço no Varzim (ATUAL.)

A anterior equipa médica do Rio Ave transita de Vila do Conde para a Póvoa.
Sendo Vítor Pimenta quem é, mesmo tratando-se do Varzim, só podemos desejar todas as felicidades.
O Varzim fica a ganhar. E todos nós sabemos que mais cedo ou mais tarde o Pimenta vai voltar.

(Entretanto continuamos sem médico para chefiar o departamento, depois das duas saídas - fisioterapeuta parece já haver. Como se recordam, Nuno quer alguém a tempo inteiro, mas não será nada fácil encontrar quem tenha essa disponibilidade quase total para o Clube).

ATUALizo a 13/6/13, tirado do site do Varzim: « foi um orgulho enorme e um prazer imenso ter representado o Rio Ave F.C. onde tive muitas alegrias durante 7 anos»

Os 50% de Miguel Lopes

Volto a Miguel Lopes, porque são cada vez mais intensas as notícias sobre a saída do defesa para o Bétis.
O Jogo diz hoje que o Sporting pede dois milhões pelo jogador e que pagará metade ao FC Porto, que deterá a outra metade.
Só pode ser engano!
Não sei quanto é que o Rio Ave tem do passe de Miguel Lopes, mas julgo não estar errado se disser que pelo menos 25 por cento são garantidos. Meio milhão de euros seriam muito bem vindos!

Ainda a época de Ukra

Quando aqui deixei algumas reservas à época de Ukra (e à falta de golos...), o Gil saiu em defesa do jogador.
Agora que o campeonato terminou recupero números gerais da Liga que dão razão aos argumentos que valorizam o jogador: foi o maior criador de golos da equipa (11), mais três do que Braga e mais sete do que Tarantini. Em todo o campeonato nacional, Ukra está nos 15 principais criadores de golos (Mossoró, com 21, foi o mais).

(ainda assim, gostaria que Ukra tivesse sido mais determinante; teria sido bom para nós, que teríamos ganho mais uns jogos, e para ele, que a esta altura, provavelmente, já não estaria à espera)

Não acredito!

É verdade que o Rio Ave é das equipas mais 'paradas' nesta pré-época, mas não acredito que isso se deva à ausência de Nuno no curso. Primeiro, porque existem telefones, segundo, porque Quiaios é já ali e depois porque até deu para Paulo Fonseca assinar pelo FC Porto...

(o 'parado' deve-se, imagino, mais a outros fatores: por um lado à incapacidade de comunicar decisões que estão tomadas e que se poderiam saber, por outro - imagino - ao facto de Jorge Mendes andar ocupado com outras prioridades; finalmente, quando se trata de empréstimos, é natural ter de esperar, porque não dependemos apenas de nós)

Balanço de 2012-2013 (9) - quem substituiu quem







11.6.13

Balanço de 2012-2013 (8) - Suplentes, utilizados ou não

(clicar para aumentar)
(clicar para aumentar)
 Sem surpresas encontramos um guarda-redes como o jogador que mais vezes foi convocado sem ser utilizado. Ederson esteve nessa condição 20 jogos. Entre os jogadores de campo, destaco Vilas Boas. O capitão esteve mais de meia-época, 16 jogos, sentado no banco sem ser utilizado. Com mais de uma dezena de presenças no banco sem jogar temos ainda André Dias, Tope e André Costa.

Entre os atletas que jogaram tendo começado os jogos a partir do banco, é líder Diego Lopes que foi 13 vezes suplente utilizado. O jovem que jogou em Vila do Conde emprestado pelo Benfica somou 21 presenças, o que significa que quase 2\3 das vezes em que jogou saltou do banco para o relvado. Del Valle é um caso quase semelhante, uma vez que foi suplente utilizado em 12 vezes das suas 22 presenças em campo. Tope é o 3º jogador com mais de 10 presenças como suplente utilizado. Os "canteranos" Vítor Gomes e Vilas Boas seguem-se-lhes (9 e 8 vezes cada um respectivamente).

Do mercado:

- Além de Lionn, também Edimar pode voltar. A novidade de O Jogo é que o Rio Ave admite ficar com o passe dos dois jogadores, dependendo das condições postas pelo Cluj;
- Wires tem proposta do Rio Ave para renovar, diz A Bola
- Agora é o Aberdeen que olha para Esmael (mas o St.Mirren ainda espera mais um empréstimo)
- Yazalde renova com o Braga e fica no plantel (pelo menos na pré-epoca), dizem os jornais de ontem;

O fim da ligação de Renato Santos ao Rio Ave?

É o que parece deduzir-se desta notícia: «Vamos por partes. Renato Santos tem mais dois anos de contrato com o Rio Ave. Depois de duas épocas a rodar, uma em Moreira de Cónegos e outra nas Aves, o extremo, de 21 anos, contava ser opção para Nuno Espírito Santo em 2013/14. Essa esperança ainda existe, mas a chamada do treinador tarda em chegar»

10.6.13

Balanço de 2012-2013 (7) - Titulares, substituídos ou não

(clicar para aumentar)
 As duas tabelas apresentadas mostram-nos a relação entre ser titular e ser substituído. Braga lidera a tabela dos titulares que foram substituídos, seguido por Bebé. Foram os únicos atletas a serem trocados mais de 10 vezes.
Pela proximidade entre titularidades e substituições destacam-se ainda Del Valle, Diego Lopes e Esmael.
(clicar para aumentar)



No quadro abaixo mostram-se todos os jogadores participantes nos 30 jogos e as 25 combinações inicias diferentes que Nuno Espírito Santo apresentou. 
no topo, a vermelho as derrotas, a amarelo os empates e a verde as vitórias


Futsal: olhar para trás, para o lado e para a frente

Há cerca de um ano o Rio Ave estava a disputar o título de campeão nacional da 2ª divisão de futsal com o Fabril, do Barreiro (título só conseguido mesmo no limite...)
Um ano depois o Fabril está a um jogo de voltar à segunda divisão e o Rio Ave acaba de se classificar em 3º lugar no mesmo campeonato.
Está tudo dito - independentemente do investimento e das capacidades das duas equipas.
Das declarações dos responsáveis pelo Rio Ave no final do jogo da Luz fica a promessa de termos um Rio Ave, na próxima época, na mesma linha do que fez esta história em 2012/13. E nem Cardinal está completamente descartado - embora eu não acredite, até porque se fala na ida para o campeonato espanhol.

Do mercado:

- Fábio Espinho, o tal '10' que o Rio Ave queria, vai jogar no campeão da Bulgária (O Jogo de ontem);
- por falar em '10', Miguel Rosa mais perto do Belenenses;
- Arouca, Gil Vicente e Rio Ave disputam Yazalde (afinal continua por cá, diz O Jogo)

Quem tem meio milhão por Esmael?

Pelos vistos é o preço fixado - e bem - pelo Rio Ave.
(A Bola de ontem diz que não faltam clubes das ilhas britânicas interessados no jogador)

9.6.13

Balanço de 2012-2013 (6) - Tempo médio de cada utilização por jogador

(clicar para aumentar)

Depois das presenças e do total de minutos que cada jogador somou, analisamos a média de minutos por cada utilização.
Desde logo destaca-se o facto de haver 4 jogadores que nunca foram substituídos quando jogaram. Desses 4, há 2 guarda-redes, posição que, de tão especifica, por norma nos jogos só por lesão ou expulsão sofre alterações. Dos jogadores de campo Jeferson só jogou 1 vez. Sobra Marcelo. O jovem central sempre que disponível foi sempre titular (às vezes até fora da sua posição original) e jogou o tempo todo.

Para além destes, há 9 jogadores que quando jogaram estiveram mais de 75 minutos em campo.
Destaco o baixo tempo de utilização por jogo de Del Valle e Diego Lopes, ambos com mais de 20 presenças. Destaque-se ainda a pouca utilização de Vítor Gomes que nas suas 10 presenças não jogou em média mais de 24 minutos e meio.

Jeferson, Feliz e Mendes no Moreirense

O Jogo de ontem avança que o Rio Ave irá emprestar três jogadores ao Moreirense (2ª Liga): Jefersom, Feliz e Mendes.

Algumas notas:
- Sobre Feliz. É sabido que sou um fã das características do jogador (à Rio Ave). Não só teria sido mais útil do que Tope como teria sido mais regular do que... Bebé! Se Nuno o dispensa pelo segundo ano é porque não vê nele - ainda? - o potencial para jogar na nossa equipa. Que faça uma grande época e desminta Nuno, é o que o treinador certamente mais deseja!
- sobre Mendes: tem pelos vistos mais um ano de contrato. Pouco jogou no Rio Ave, mas também não teve sorte no Portimonense. Se fizer uma grande época, com apenas mais um ano de contrato, sairá livre; se fizer uma época fraca, sai na mesma, mas em qualquer cenário o Rio Ave nada ganha - ou estarei a ver mal?
- sobre Jeferson, para mim, a surpresa desta notícia. Tem mais um ano de contrato e Nuno não conta com ele. A única vantagem  que vejo nesta situação, até porque já disse que quer voltar ao Brasil em 2014, é, se necessário, poder ajudar a equipa em janeiro, regressando ao Rio Ave. Falta dizer que Jeferson foi dos jogadores em quem vi mais potencial nestes últimos anos, não confirmado na última época, nomeadamente.

«Novo relvado é prioridade»

Do JN de ontem: «Um campo de treinos relvado, na parte norte do Estádio, é um projeto que tem sido sucessivamente adiado, mas que, desta vez, poderá ser uma realidade para a época 2013-14. Tudo dependerá do encaixe financeiro que a venda de alguns ativos possa proporcionar»

Futsal: se...

Agora já acabou e - insisto - o Benfica foi melhor nos dois jogos.
Isso não me impede de dizer que continuo convencido de que o Rio Ave - no seu melhor - teria vencido pelo menos um dos jogos.
Um Rio Ave no seu melhor significa ter dois jogadores que não teve: Fábio Lima e Coelho. O Benfica tem um plantel de 15 jogadores em que quase todos podem ser titulares. O Rio Ave não. Pelo contrário. Por alguma razão, Israel e Formiga fizeram quase os 40 minutos.
Quando digo no Rio Ave 'no seu melhor' não digo todos os jogadores a 100 por cento, a render o máximo e e fazerem exibições brilhantes. Cardinal, por exemplo, não está ainda a cem por cento mas já fez a diferença. Digo ter todos disponíveis e em condições de jogar. Sem Fábio Lima e sem Coelho era impossível fazer mais e melhor.

PS - insisto neste ideia, que não vi suficientemente promovida: foi a primeira vez, em quase 75 anos de história, que o Rio Ave se viu envolvido na disputa do título do principal campeonato nacional. Também por isso, uma época histórica.

8.6.13

Balanço de 2012-2013 (5) - Minutos de utilização dos jogadores

(clicar para aumentar)
Ontem tivemos oportunidade de olhar para o total de presenças dos jogadores. Hoje vemos os minutos somados por cada um deles. E mais uma vez encontramos Tarantini no topo da tabela. Marcelo e Oblak seguem o médio com menos 5 minutos de utilização. Estes foram os únicos atletas a somar mais de 2500 minutos dos 2700 possíveis.
Ainda acima de 2000 minutos temos Edimar, Wires, Ukra e Lionn. Destes 7 jogadores 4 chegaram a Vila do Conde em 2012-2013 e Marcelo ainda que tenha estado no plantel do ano passado, foi emprestado a 31 de Agosto ao Leixões sem somar qualquer minuto de jogo.

Entre os 18 com mais minutos de jogo, 12 não estavam connosco em 2011-2012. O 18º desta lista é Esmael, ele que só teve 6 presenças e que emprestado a um clube escocês conheceu mais sucesso que em Vila do Conde.

Entre os 12 jogadores com 20 ou mais presenças que ontem vimos, 1 teria de ficar fora do 11 dos mais utilizados. No entanto, desses 12 atletas há 2 que não estão entre os 11 com mais minutos. Trata-se de Del Valle (22 presenças) e Diego Lopes (chamado a 21 jogos). De resto, foram ultrapassados por Bebé, Rodriguez e Hassan, sendo este último o que mais minutos soma de todos.



Com base nos minutos jogados, o 11 inicial do Rio Ave é:

(clicar para aumentar)

Cardinal de partida

Cardinal não confirmou à RTP que vá para a liga espanhola. Mas terá sido o jogo de despedida. Raul Moreira falou em negociações com o jogador, mas não fechou a porta à continuidade.

Futsal: Benfica vence por 6-3

O Rio Ave despediu-se hoje do campeonato nacional de futsal com uma derrota na Luz por 6-3. O últimos dois golos do Benfica foram obtidos com o guarda-redes avançado (duas iniciativas de Israel mal sucedidas).
A segunda parte foi mais fraca e o Rio Ave sentiu mais dificuldades - cansaço? Israel e Formiga fizeram quase todo o jogo. Cardinal fez a diferença e Coelho não 'esteve' na Luz. Vítor Hugo, muito bem na primeira parte, mas menos bem na segunda.
O Benfica foi e é melhor e o Rio Ave não se superou. Não foi o melhor jogo do Rio Ave neste campeonato, mas a equipa não esteve globalmente mal. Pena é que não tenha conseguido repetir a primeira parte, mas era quase impossível.

Futsal: Rio Ave empata na Luz ao intervalo

2-2 ao intervalo. Renato Pontes e Cardinal marcaram para o Rio Ave mas um golo do Benfica a quatro segundos do fim ditou o empate. O Rio Ave está a jogar bem, com concentração e beneficiando de um Benfica hoje mais desinspirado. Vítor Hugo já fez uma meia dúzia de boas defesas.

Do mercado:

- Oblak vai fazer a pré-época com Jorge Jesus (Record)
- Ukra tem dois clubes ingleses interessados (é o último ano de contrato com o Porto, última hipotese de os portistas 'fazerem' algum com o jogador) (A Bola)
- Ainda não há acordo com Fábio Espinho, relativamente aos valores do contrato (Record)