28.2.13

Jogo de futsal adiado para domingo

«O próximo dia 3 de Março, domingo, fica marcado pela realização de dois importantes jogos para o Rio Ave Futebol Clube. No relvado vamos defrontar o Estoril Praia (16horas), partida a contar para a 21.ª jornada da Liga Zon Sagres, e na "quadra" medimos forças com o Sporting Clube de Braga (18horas), jogo da 19.ª jornada do Campeonato Nacional de Futsal

parece-me uma boa ideia.
veremos se o Pavilhão tem mais gente do que o habitual.
Ontem foi excelente

Manuel José sobre Hassan: «pode chegar longe»

(em A Bola de hoje)

Cabecear provocar danos cerebrais

E o que é que isto tem a ver com o Rio Ave?
Vejam aqui e já já percebem!

Ainda a derrota de ontem

Algumas notas mais:
- Além de Cardinal não estar a cem por cento (ainda em resultado da lesão?), a equipa ressentiu-se do facto de Coelho também não ter atingido o nível exibicional do início de época. A lesão foi em novembro, regressou em janeiro, mas vários jogos depois ainda não está "aquele" jogador. isso revela-se não apenas no facto de fazer poucos minutos, quando antes era dos mais utilizados, mas também por não estar a ser determinante (ontem até marcou o único golo, mas voltou a não jogar bem).
Cantemos uma grandola vila morena a este Coelho, para ver se ele... arriba!

A próxima época já começou a ser preparada?

A BOla garante que o Rio Ave segue o atacante do Belenenses, Tiago Caeiro.

(não conheço, só sei que tem marcado muitos golos; sei que tem 28 anos)

27.2.13

Futsal: derrota por 5-1 e eliminação da Taça

O sonho da Taça de Portugal ficou pelo caminho, aos pés do Sporting, que confirmou que é muito melhor equipa.
Resultado pesado, muito por 'culpa' da opção (acertada) de Raul Moreira de, com 3-0, jogar com o guarda-redes avançado. O rio Ave ainda reduziu, mas o Sporting tirou mais partido, com dois golos.
O melhor do Rio Ave foi o guarda-redes Vítor Hugo, num jogo em que Cardinal esteve uns furos abaixo e a equipa, no geral, não teve sorte em lances capitais.
Outras notas:
- a dupla de arbitragem perdoou dois penalties ao Sporting, por faltas sobre Cardinal;
- Coelho marcou o único golo; Cardinal não marca, o Rio Ave não ganha...
- voltou a haver incidentes com alguns adeptos aparentemente nossos apoiantes (e a PSP teve de proteger o banco do Sporting; o Rio Ave não é isso e incomoda-me)
- o melhor da noite: o pavilhão cheio quase só de apoiantes do nosso Clube.

Futsal: Rio Ave perde 3-0 ao intervalo

Duas falhas de Fabio Lima resultaram em dois golos do Sporting. Até ao 2-0 estava a ser um jogo equilibrado.  Mas o Rio Ave não está num dia inspirado

Futsal pavilhão cheio

Com Cardinal

Estatística 20: Oblak, rei da semana, já é 2º

Oblak foi o mais pontuado da jornada 20 e subiu ao 2º lugar trocando de posição com Edimar. O guarda-redes está agora 10 pontos atrás do líder Tarantini que leva 589.

Nos 11 melhores não mais houve mudanças.

Estatística 20: Braga só agora

Braga estreou-se apenas agora marcar golos na Liga. O nosso nº 11 leva 18 jogos nas pernas, 13 como titular, num total de 1023 minutos. Considero desapontante este pecúlio de um jogador que nos habituou a bem mais. É o 9º jogador a marcar golos em 2012/2013.

A vingança de Lord

No final do empate entre o FC Porto e o Rio Ave, do passado sábado, havia certamente uma pessoa muito frustrada: Capucho, o treinador portista, que "dispensara" Lord, depois de uma semana de treinos do ganês com a equipa portista.

Estatística 20: Marítimo à perna

Derrota nossa, vitória do Marítimo e eis que os madeirenses já só estão 1 ponto atrás de nós. Quanto aos lugares de descida, continuamos com uma vantagem de 14 pontos.

Apesar da derrota, continuamos a ser a 3ª equipa com mais pontos conquistados fora de casa, a par com o Paços que no entanto mais um jogo na condição de visitante que nós.

Meia final da Taça da Liga

Era hoje e passou...
Quando teremos uma data?
Quando conheceremos um adversário?
Jesus já disse que tanto lhe da jogar com o Rio Ave como com o FC Porto. Já da como garantido que vamos ganhar ao Setúbal?

Ganhar ao Sporting logo?

Como se disse na altura, pior mesmo só ter de ir a Lisboa jogar com o Sporting - que, reconhecem os especialistas, está a fazer um campeonato como há muito não se via.
Apesar de tudo, jogar em Vila do Conde pode ser uma vantagem - e nesse aspecto bem esteve a Direção ao tentar mobilizar muita gente para o Pavilhão.
Ganhar ao Sporting?
Conheço as duas equipas e acredito em 20% para o nosso lado. Se apanharmos um Sporting desinspirado e tudo nos correr bem faremos a festa no final.
Eu vou lá estar

Estatística 20: Novo onze em estreia

E assim, à 20ª jornada Nuno estreou mais um 11 inicial. Bebé e Braga nunca tinham jogado juntos de início. Bebé de resto foi substituído pela 5ª vez consecutiva, a 6 em 7 vezes que o jogador foi titular.

Nuno não fez a 3ª substituição pela segunda jornada seguida sendo também a 2ª vez que tal sucede.

Estatística 20: 1ª derrota da 2ª volta

A derrota do fim de semana passado foi a primeira da 2ª volta. O Rio Ave marca há 7 jogos seguidos e sofre há 6. Mantemo-nos nos 29 pontos, ou seja 48,33% dos pontos até agora disputados.

Estatística 20: Kiki

Kiki não se estreou na folha de jogo contra o Porto, mas foi convocado. Mesmo acabando por ficar na bancada, o jovem tornou-se no 28º jogador a ser convocado pelo treinador.


26.2.13

Um Lord nos juniores

Os leitores mais atentos terão estranhado a notícia de que o golo do Rio Ave no FC Porto foi marcado por um jogador ganês, chamado Lord.
O que consegui saber é que jogou na seleção sub20 do Gana e que esteve na Suécia no ano passado.

PS - além de Lord, chegaram também Eloy e Mateus (vindo do Leixões, já com 19 anos, com formação no FC Porto). (dados de Mateus)

O Marítimo em cima de nós

A vitória do Marítimo ontem em Coimbra colou os madeirenses ao Rio Ave (29 pontos  para nós, 28 para os maritimistas).
É a luta pelo quinto lugar, que permite presença na terceira pré-eliminatória da Liga Europa.
Acredito, como forma de motivar os jogadores e de os responsabilizar, mais cedo ou mais tarde, o Clube irá assumir esse objetivo.

Oblak foi o melhor da semana (Najboljši igralec je bil Oblak)

Oblak voltou a vencer. E de forma inequívoca.
O guarda-redes somou 35, contra 31 de Braga.
Seguem-se Edimar, 29, e Bebé, 28.
Filipe Augusto, com  23, foi o titular menos pontuado, ainda assim mais do que os 16 de Tope.

Futsal: equipa sem alterações

O mercado de contratações no futsal está praticamente fechado e não entrou ninguém. Nem para substituir Lipa.
Sinceramente, não me surpreende.
A equipa, tal como está, alcançou o objetivo mínimo com brilhantismo e admito que o dinheiro não chegue para mais.
Se tudo correr bem, o Rio Ave ficará em quarto lugar e jogará com o quinto no play off (Braga ou Leões de Porto Salvo).
O atual plantel será suficiente para chegar à meias finais, eliminando uma dessas equipas.
Lutar por mais?
Na quarta, frente ao Sporting, já teremos uma ideia do que somos capazes de fazer, na máxima força.

25.2.13

A bandeira oficial do Rio Ave FC

Estava hasteada - e bem - no Dragão.
«Artigo 5.º [dos Estatutos] – A bandeira do clube é representada por um rectângulo listado verticalmente com as cores branca e verde, tendo ao centro o símbolo do clube»

Eusébio vai ficar no Varzim a tempo inteiro?

João Eusébio rescindiu hoje o contrato que o ligava ao Freamunde até final da temporada

Por na agenda

22ª jornada, frente ao Nacional, na Madeira.
Dia 10 de março, 16 horas.

Feliz e Igor decisivos (outra vez)

Foi assim na semana passada.
E foi assim ontem: Feliz marcou ao Boavista e Igor no empate em Ponte de Lima.

Desilusão

No sábado, no estádio, não me apercebi de que tivesse havido penalti sobre Ukra. Mas o Record de ontem falava no assunto. As imagens da televisão não são esclarecedoras e não me vou por a dizer que era penalti ou não. Mas era normal que o tribunal de O Jogo fizesse alguma referência ao lance.
Ou não?
Nem uma linha...

Com Hassan teria sido diferente?

Só Nuno saberá responder se, tendo Hassan, teria optado na mesma por um 4-4-2.
Eu arrisco dizer que sim.
Como sabe sou presidente do clube de fãs de Hassan, mas não me parece que tenha características para um jogo em que, como se antecipava, o Rio Ave teria pouca bola na área adversária. Hassan não é muito móvel, não é (ainda?) jogador para romper a partir do meio campo (falta-lhe velocidade, por exemplo).
Domingo, frente ao Estoril, estou certo de que voltará.

Futsal: antes do jogo de quarta, três golos

Os três golos de sábado, nos Olivais.
Chamo especial atenção para o segundo, de Israel. Muito bom

(A Direção está a tentar uma grande mobilização para o jogo de quarta-feira, frente ao Sporting)

Diálogos imaginários 45

VP: tu conheces este banco melhor do que eu...
NES: ... e não demora muito para o voltar a conhecer...

Opções

Será correto dizer que Nuno, ontem, não tinha no banco de suplentes as opções de que gostaria para tentar virar o jogo?
(o plantel está curto, com lesões e expulsões)

24.2.13

Ainda o empate de ontem dos juniores

Estreia de sonho para o jovem ganês Lord - marcou!
Pelo Rio Ave estreou-se também a titular o ex-varzinista Zé Diogo.
Segundo jogo, segundo empate.
Balanço positivo, até agora.
E continua tudo em aberto.

O fotogénico Mr. Augusto

Olhando para esta galeria de Catarina Morais no zerozero, um jogador se destaca pelas expressões e elasticidade.


Nuno no final do jogo do Dragão

Algumas ideias a reter:
«fico muito orgulhoso pelo que fizemos aqui, num estádio difícil. Fico contente pelo jogo ter dado na televisão, já que as pessoas puderam ver um Rio Ave a jogar futebol, com qualidade, tentando ter posse e equilíbrio, sem dar chutão para a frente»
«o primeiro golo, que é um hino ao futebol»
«Não está no nosso perfil avaliar o trabalho dos árbitros, nunca o fizemos e não o vamos fazer hoje»

(no essencial, concordância total com Nuno)

(20j FC Porto) Orgulho, sem vitórias morais

Já houve jogos que o Rio Ave ganhou a que torci o nariz e já houve jogos que perdemos, seja injustamente (Benfica ou Olhanense) ou em que, mesmo assim, fizemos um bom jogo - o de ontem no Dragão foi um deles!
Saí do Dragão orgulhoso e reparei que aqueles que no início da partida olhavam de lado para o meu cachecol, o faziam de outra forma no final. Com respeito.
O FC Porto foi melhor porque é melhor. Tem melhores jogadores, que desequilibram, que colocam a bola com mais precisão e fazem mais vezes a diferença (sejamos francos, além de Edimar - por causa das lesões no FC Porto - quantos jogadores nossos seriam titulares no FC Porto?)
Mas o Rio Ave - sem ter feito um jogo perfeito - fez um excelente jogo.
Nuno começou por surpreender - e bem - ao apostar num 4-4-2, compactando o meio campo, Se Braga e Filipe Augusto não estiveram tão bem como seria de desejar a tentar travar as iniciativas do adversário, a falha não pode ser apontada ao míster!
Onde o Rio Ave falhou - do meu ponto de vista - foi em não ter conseguido ser mais agressivo no meio campo, quando o Porto organizava o seu (previsível, diga-se) jogo - passa sempre por João Moutinho e/ou Fernando. Quando Tarantini impunha a sua agressividade, a equipa subia de rendimento e obrigava o FC Porto a perder a bola. Mas é impossível fazê-o durante 90 minutos, e aí esperava-se mais de Braga e Filipe Augusto.
A outra lacuna - estrutural - do Rio Ave, a organização do ataque apoiado, foi menos visível, porque a ideia era meter a bola nos extremos. Ainda assim, tivemos alguns sobressaltos quando tentámos sair com pequeno passe, a partir de Oblak.
A Nuno - que dou nota 4 - só aponto uma falha: a opção por Tope (a ponta de lança!) foi corajosa, mas completamente ineficaz. Eu estava à espera que lançasse Del Valle que, pelas suas características de gazua, poderia ter desequibrado. A esta hora Nuno estará provavelmente 'arrependido' mas a intenção era boa. A sua previsão, aliás, não andou muito longe...
Em resumo: derrota justa (tivemos um golo em três lances de algum perigo), numa exibição de qualidade. Arbitragem de Soares Dias sem influência no resultado (os dois penalties existem) mas, como quase sempre em casa dos grandes, inclinada (na avaliação dos livres, sobretudo). Bem no lance do golo do Rio Ave, Braga parte de situação regular.
(aqui o momento em que Filipe Augusto pisa Izmailov)
PS - confirma-se: entre os 35' e os 45' tudo nos acontece; e voltámos a sofrer um golo nos descontos da primeira parte

(20j FC Porto) Um-a-um: Oblak e Tarantini

Oblak: 4 (não teve muito trabalho, mas acabou por fazer duas ou tres boas defesas. Esteve sempre seguro; defendeu o penalti, mas neste caso foi muito demérito de Jackson...)
Lionn: 3 (como atacou pouco, deu menos nas vistas. Ao princípio teve alguma dificuldade para travar Varela, mas depois acertou; beneficiou de ter como defesa esquerdo o jovem Quinones)
Marcelo: 3 (no essencial sempre muito certo; foi ingénuo na forma como abordou o lance que deu o segundo penalti ao FC Porto. Naquele tipo de lances, os braços devem estar atrás das costas, como ainda recentemente André Vilas Boas mostrou; dos quatro remates à baliza de Helton, dois foram de Marcelo!);
Nivaldo: 2 (também genericamente bem, mas com ou dois deslizes. Um deles, fatal. A forma como deixou fugir Jackson no segundo golo é de modo a ficar em casa a rever o lance 200 vezes, de castigo..)
Edimar: 3 (tal como Lionn, também subiu pouco. Ainda assim, um pouco mais. Não foi um dia para brilhar, mas não comprometeu. Acerto defensivo).
Wires: 3 (muito recuado, mostrou-se pouco. Cumpriu)
Tarantini: 4 (os melhores períodos do Rio Ave coincidem com os momentos em que decidiu assumir a liderança do jogo, saindo rapidamente ao adversário ainda no seu meio campo. tentou marcar mas ontem não era o seu dia. Anotei três ou quatro passes errados, o que não costuma ser marca de Tarantini)
Filipe Augusto: 2 (passou ao lado do jogo. O que fez de mais significativo - além de provocar o primeiro penalti - foi tentar reter a bola. Não a conseguiu colocar com clarividência).
Braga: 3 (a nota é essencialmente pelo excelente golo; teve mais uma ou duas iniciativas, mas no essencial não se pode dizer que tenha justificado a aposta. Mas, e não é pouco, marcou!)
Ukra: 2 (não era dia de Ukra; pouco interventivo, não deixou o seu toque no jogo; raras foram as fintas que lhe saíram bem)
Bebé: 3 (foi dos elementos mais interventivos e os adeptos do FC Porto ao meu lado começaram a temê-lo, sempre que pegava na bola. Teve umas dez iniciativas, duas muito boas, três 'razoáveis' e cinco que lhe saíram muito mal; posso estar errado, mas acho que falta 'formação/escola' a este jogador, que compensa com uma técnica acima da média e uma força incrível)
Tope: 1 (são exibições como a de Tope que me dão esperanças de cumprir um sonho: jogar com a camisola do Rio Ave! Agora a sério, tudo lhe correu mal!)
Diego Lopes: 1 (não teve tempo  para mais)

Futsal: Rio Ave empate sem Cardinal

Cardinal ficou em tratamento para se apresentar na máxima forma quarta-feira e o Rio Ave empatou no Olivais (3-3).
Obviamente que todas as equipas têm dias maus e que Cardinal... é Cardinal, mas os seus colegas não saem muito bem do 'filme' (mesmo sem ter visto o jogo), porque o Olivais é uma equipa que tem demonstrado estar uns furos abaixo do Rio Ave - com ou sem Cardinal.

Sábado temos um jogo muito importante para consolidar o quarto lugar, já que o Fundão se afastou ligeiramente no terceiro e nós vamos ter jogos muito difíceis proximamente.

23.2.13

Rio Ave perde 2-1 no dragao

Comentários e análise amanhã

Juniores empatam com o Porto

1-1 golo do ganes Lord,  que se estreou.  Estivemos a ganhar.

Tarantini: daqui a bocado marca outro destes!

AQUI!

(ATUAL) Esmael ama o futebol na Escócia; em Portugal não...

"It's not the same [as in Portugal]. Here the people live football. In Portugal it is not the same. I love here."

PS - vendemos Esmael no final da época? Os escoceses têm opção de compra?

(ATUALizado a 24/2: terceiro jogo sem marcar; o St. Mirren perdeu 1-0)

Atsu não defronta o Rio Ave

Lembram-se disto?
É a vingança do... ganês...

O que une Terras do Ave e Jornal Vilacondense?

O Rio Ave!
(primeira parte, Terras do Ave; segunda, Vilacondense)

Diálogos imaginários 44

- E se assinares pelo Rio Ave...
- ... não só eu, mas todos te farão festinhas...

Brito volta a falar do Rio Ave... mas pouco!

Quem conhece Brito sabe que ele nunca se alargaria nos comentários sobre o Rio Ave. Quem conhece muito bem Brito - como julgo ser o meu caso - não teria grandes expetativas. Ainda assim, seria a segunda intervenção pública do nosso ex-treinador desde que saiu do Rio Ave.
Brito não desiludiu os que dele pouco esperavam: muito cauteloso, sempre a ressalvar a sua posição, disse basicamente generalidades [o que se compreende, Brito fez o seu papel, diga-se]. Talvez o mais interessante tenha sido acreditar que o Rio Ave chegará a um lugar europeu. Disse também que o grande mérito do Rio Ave é funcionar como equipa e que defende bem.

PS - duas notas finais: serviu para recordar alguns britismos («futebol é momento») e ouvir uma nova (Martins, o defesa esquerdo que marcou nas Antas, tinha um pé direito que servia apenas para subir o elétrico...); serviu também para Brito explicar que desde que saiu do Rio Ave nunca mais voltou ao estádio, nem ao do Rio Ave nem a outro qualquer, porque essa é a sua forma de ser e estar; só vê jogos na televisão; 

22.2.13

Estatística 19: a semana de Nivaldo

Já aqui demos conta que Nivaldo foi o jogador mais pontuado da semana. Foi a primeira vitória do nosso central, que no entanto não subiu qualquer posição na tabela geral. No entanto, houve várias mexidas na classificação. Tarantini continua líder, mas Marcelo que era 2º caiu para 4º. Edimar é agora 2º e Oblak 3º. Lionn também caiu 2 posições para 8º sendo passado por Ukra e Filipe Augusto. André Costa subiu até ao 21º lugar, a maior subida da semana.

Hassan, um jogo

Finalmente!
O árbitro não foi homem para reconhecer o erro de análise ao expulsar o nosso jogador. João Ferreira é fraquinho...
Um jogo. 

Estatística 19: igualdade em golos

Hassan marcou o seu 4º golo na Liga, o 24º do Rio Ave que também sofreu 24. Tomás continua líder com 7 golos marcados.

Hassan joga há 7 jogos seguidos, 4 como titular e os seus 4 golos aconteceram nos últimos 5 jogos.
O Rio Ave já por duas vezes marcou mais que 2 golos num jogo, mas nunca teve mais que 2 marcadores diferentes na mesma partida. Tomás é o denominador comum dessas vitórias.

Nuno antes do jogo no Dragão (ATUAL)

Brito, nestas alturas, costumava dizer que somos de outro campeonato. Nuno tem outra abordagem: «Não vai ser mais difícil do que os outros, se o Rio Ave se apresentar como o tem feito, com organização. Iremos a jogo defendendo bem para poder atacar melhor»

Até podemos perder (por muitos...), mas se Nuno tiver razão só o podemos aplaudir. Se o Rio Ave entrar logo no Dragão e não se inibir (como eu acho que se inibiu contra o Braga, depois de estar a ganhar), eu fico satisfeito.

Estatística 19: sempre a melhorar

Não subimos na tabela classificativa e isso até poderia ter acontecido se tivéssemos vencido o Braga. No entanto, naquele que é o primeiro objectivo da época, garantir a manutenção, estamos melhor que nunca: a nossa vantagem sobre o 15º lugar subiu para 14 pontos. E já só há 33 em disputa.

(20j FC Porto) Nuno convoca Hassan (e Kiki)

Nuno leva 20 ao Dragão, sendo um deles Hassan e outro o jovem Kiki (expulso no jogo dos juniores frente ao Guimarães):
Guarda-redes: Rafa e Oblak
Defesas: Nivaldo, Edimar, André Dias, Lionn, André Costa e Marcelo.
Médios: Tarantini, Braga, André Vilas Boas, Filipe Augusto, Diego Lopes, Kiki e Wires
Avançados: Ukra, Hassan, Del Valle, Tope e Bebé

Notas:
- Jeferson e Rodriguez estão lesionados (o site fala só em Jeferson);
- Pateiro e E(l)derson ficam por opção;
- Hassan ainda não está castigado...
- quer no caso do Hassan quer Kiki, a convocatória é um prémio.


Estatística 19: uma, duas, três estreias.

André Costa estreou-se na Liga, Vilas Boas estreou-se a titular, Nuno estreou um novo onze inicial, o 14ª da temporada. Diego Lopes foi substituído pela 5ª vez em 5 vezes como titular.

Pela primeira vez em 2012-2013, Nuno não efectuou a 3ª substituição possível.

Curiosidade

Sabiam que já nos últimos 4 jogos antes de defrontar o Porto para a Liga, o Rio Ave teve sempre jogadores expulsos?

2010-2011 - Contra o Guimarães em casa, 3 expulsões: Saulo, Éder e V. Gomes
2011-2012 - Contra o Paços fora: Tiago Pinto expulso
2011-2012 - Contra o Paços em casa: Tarantini expulso
2012-2013 - Contra o Braga fora: Nivaldo expulso.

Não estou a questionar a justiça das expulsões, nem a insinuar nada, apenas realçar um facto curioso. Com a expulsão de Hassan são 5 vezes seguidas.

Estatística 19: ainda sem perder na 2ª volta

São 4 jogos na segunda volta, 2 vitórias e 2 empates. São também 6 jogos seguidos a marcar golos e 5 a sofrer. Somámos 8 pontos contra adversários com quem tínhamos somado 4 na primeira volta. Foi o 4º jogo em que estando empatados ao intervalo, empatámos também no final dos 90 minutos.

É reforço?

Vem de Braga e é defesa esquerdo...
(em O Jogo de hoje)
PS - será Ederson?


Castigo de Hassan não saiu?

Ou estou distraído, ou o conselho de disciplina da FPF ainda não divulgou o castigo.Hoje é sexta. Lá está, qualquer recurso seria inviável...
(a menos que haja uma surpresa e sejam dois jogos....)

PS - este conselho de disciplina profissional, vive disto...

Por na agenda: jogo com o Estoril

Domingo, dia 3 de março, às 16 horas (21ª jornada)

Soares Dias no Dragão

Eu não gosto!

Estatística 19: a estreia de André Costa

O jovem André Costa estreou-se na Liga. Os seus primeiros minutos foram logo como titular, jogando até ao fim. Também Vilas Boas foi titular pela primeira vez, ele que somava 6 jogos como suplente utilizado e 66 minutos de jogo.

Outra estreia teve Hassan. Viu o seu primeiro cartão vermelho como sénior.

A ausência de Marcelo por castigo ditou o fim dos jogadores com todos os minutos somados na Liga. São agora 5 os jogadores com 18 jogos nas pernas, sendo Oblak e Marcelo os únicos que jogaram integralmente esses jogos.

Brito volta a falar do Rio Ave

Esta sexta-feira, a partir das 22horas, no Porto Canal
(programa Grandes Adeptos, em véspera do FC Porto - Rio Ave)

21.2.13

«O Rio Ave é uma equipa perigosíssima»

disse hoje o treinador do FC Porto.

Luis Miguel, lembram-se?

Eu não...

Está hoje na Linear:
Luís Miguel Martins, ex-jogador do Rio Ave, é o convidado de hoje do «Memórias Vivas». O antigo extremo, campeão do mundo de sub-20 em Lisboa, alinhou no Rio Ave na temporada 1990-1991 por empréstimo do FC Porto.
A equipa é esta.

Nunca marcámos nem sofremos nos descontos

Outras notas deste quadro do Record de hoje:
- o nosso melhor período na primeira parte é entre os 31 e os 45 minutos (e também o pior...);
- depois, é nos minutos seguinte ao intervalo que mais marcamos

Del Valle no Dragão?

Os jornalistas apostam na entrada de del Valle para o lugar de Hassan.
Tem alguma lógica - afinal foi Del Valle que saiu para entrar Hassan.
Só que Del Valle parece ser um jogador muito diferente de Hassan (este muito mais próximo de Tomás).
Aliás, pelo menos em dois jogos (com o Paços e com o Beira Mar) Nuno colocou Del Valle em campo, ao lado do ponta de lança - e resultou mal.
Por isso não me parece que Del valle vá fazer de Hassan. Jogará sempre de forma diferente.
Irá Nuno mudar o esquema tático (também) por causa disso?
Não era mal visto. Surpreendia o FC Porto e ganhava outra mobilidade.

SAD ou SDUQ (a opinião de Abel Maia)

Publica-se a seguir a resposta de Abel Maia, vice-presidente da AG, ao nosso desafio (sublinhados nossos):

«Considero ser bastante útil a discussão que se fez e se possa fazer sobre a exigência legal, que impõe uma de duas soluções: A opção pela SAD ou SDUQ.
Competirá aos associados tomar uma posição em Assembleia Geral e enquanto membro da mesa da assembleia do Rio Ave F.C., devo reservar a minha opinião, pois considero que não obstante eventuais opiniões diferentes, os membros dos órgãos sociais devem ponderar previamente e internamente a solução a apresentar aos sócios. Após a analise cuidada dos prós e contras, estou certo que seja qual for a solução, os sócios do clube e os seus dirigentes, devem continuar a ter absoluta preponderância na nova estrutura. Darei o meu contributo internamente nesta discussão.
Parabéns pela iniciativa, pois como disse toda a informação é essencial a uma boa decisão»
(agradecemos ao Abel Maia a disponibilidade para responder ao nosso desafio; publicaremos outras opiniões que nos chegarem)

20.2.13

O "engenheiro" André Costa

Curioso trabalho do Record de hoje com André Costa, que está inscrito no curso de Engenharia Mecânica na Universidade do Porto (e por causa de estudar saiu do Gil Vicente, onde fez a formação, para ir para Gondomar).

[Tarantini, Hassan e André Costa, três universitários no plantel do Rio Ave; não deve haver muitos casos iguais no futebol português!]

PS: «As boas relações entre o Rio Ave e o seu empresário, Jorge Mendes, fizeram a diferença na hora de escolher o seu destino»

A equipa de infantis do Rio Ave (ATUAL)

Não gosto muito de falar em competição das equipas de juniores para baixo, mas é verdade que os campeonatos existem e não devemos ignorar - sobretudo quando as coisas correm bem. Ou muito bem, como é o caso do trabalho que está a ser feito com a equipa de infantis, liderada por Paquito.
O Rio Ave lidera a série 1 da AF Porto, a par do Varzim e à frente do FC Porto.
Mais, este fim de semana, fomos ganhar a casa dos portistas!
(não demora muito e o Porto vem cá contratar a nossa equipa...)

ATUALizo: O objetivo da equipa passa por garantir um dos dois primeiros lugares, já que os dois primeiros de cada série (nesta altura Rio Ave e Varzim , na série 1 e Penafiel e Tirsense, na série 2), irão discutir a quatro o título distrital da AF Porto (o título máximo a que podem alcançar neste escalão).

Hassan vai falhar mesmo o jogo com o FC Porto

A despenalização seria uma opção possível, o problema é a falta de tempo útil. Ou seja,  quando chegara eventual despenalização já o jogo teria acontecido...

Taça da Liga: jogo com FC Porto sem data

«A Liga confirmou esta terça-feira a data do jogo entre Braga e Benfica, mas não do outro encontro das meias-finais, devido ao caso em volta do FC Porto. Em comunicado, a Liga refere que o resultado da partida da terceira fase, entre o Vitória de Setúbal e o FC Porto, que os dragões venceram por 1-0, não está ainda homologado, uma vez que se encontra pendente um recurso interposto pela Comissão de Instrução e Inquéritos daquele organismo»

Nivaldo foi o melhor jogador da semana

Nivaldo ganhou a ronda semanal do rei do Ave.
37 pontos para o defesa, mais três do que para Oblak e Tarantini.
Seguem-se Edimar, André Costa e Vilas Boas, com 33.
Ou seja, toda a defesa...
Bebé com 26 pontos foi o titular menos pontuado, apenas com mais um ponto do que o suplente Filipe Augusto.

19.2.13

Futebol também é arte (fotográfica, neste caso)


Os 25 jogos de Nuno (saldo positivo)


Vitórias
Empates
Derrotas
Totais
Campeonato
8
5
6
19
Taça de Portugal
1

1
2
Taça da Liga
2
1
1
4
TOTAIS
11
6
8
25

Wires-Filipe Augusto-André Costa

Já o disse, Nuno surpreendeu ontem com a escolha do onze (e isso aconteceu raramente esta época).
Ao deixar Filipe Augusto no banco e ao ter optado por Wires a médio mais recuado, Nuno acabou por apostar em André Costa a defesa-direito (em Setúbal tinha sido ao contrário).
Que ilações se podem tirar?
- que o treinador tem confiança muito grande no papel de Wires naquele lugar, maior provavelmente do que em Filipe Augusto para esse mesmo posto (o lugar onde mais gosto de ver Filipe Augusto, curiosamente);
-  que acredita em André Costa (estreia-se a titular, sem ter feito um minuto como suplente); e foi aposta ganha;

Ainda o jogo de ontem; Peseiro muito contestado

Basta ver isto e ler isto...
(o que é que tem a ver connosco? Como diz o Gil, acabámos por ter sorte; do nosso lado, brindemos ao ponto conseguido!)

Ainda a expulsão de Hassan - o que aconteceu

O jogador do Braga faz falta sobre Hassan e cai. Hassan desequilibra-se e não encontra onde apoiar o pé
O nosso jogador faz um esforço PARA NÃO PISAR o adversário (que nem se queixa), fazendo deslizar o pé.
As imagens não deixam margem para dúvidas.
Só João Ferreira achou outra coisa...
Espero que isto ajude a fundamentar um eventual pedido de despenalização!

18.2.13

Braga - difícil.

Sentado na bancada pareceu-me que o Rio Ave temeu demasiado o Braga. O adversário tem melhores valores individuais e isso notou-se, mas mesmo assim o Rio Ave pareceu muito medroso, demasiado encolhido e expectante. Na construção ofensiva então fomos uma quase nulidade. Demos espaço a mais e limitámo-nos quase sempre a correr para os sítios onde o adversário colocava a bola jogada. Defensivamente fomos sendo competentes e quando não fomos o adversário não acertava. A sorte também faz parte.

O resultado não me pareceu adequado ao que vi. O Braga foi melhor e se ganhasse teria todo o mérito.
Nuno leva nota 2. O adversário é melhor que nós, mas Nuno pareceu resignado a essa circunstância. Acho, por exemplo, que devia ter mexido mais cedo na equipa, que devia ter trocado Hassan que quase nunca teve bola por um Del Valle mais irrequieto e que procura mais a bola no pé. Não deixando de ser um empate frente a um adversário que, repito, é mais forte que nós, gostava de ter visto um bocadinho mais de arrojo do treinador.

Contra o Braga, notas individuais

Braga e Bebé - 1
Wires, Diego Lopes e Ukra - 2
Oblak, Vilas Boas, Edimar, André Costa, Hassan, Filipe Augusto - 3
Tarantini e Nivaldo - 4, sendo que para mim o central foi o nosso elemento mais valioso.

Pedir a despenalização de Hassan?

Não sei como estas coisas funcionam mas eu cá não tinha dúvidas em fazer o pedido para despenalizar Hassan,  injustamente expulso.

(19ªJ Braga) Melhor o resultado do que a exibição (ATUAL)

1) Não foi um bom jogo do Rio Ave. É verdade que o Braga tem boa equipa e jogadores com qualidade, que tivemos que anular, mas estivemos cerca de 45 minutos ausentes. Só nos primeiros 10 minutos e nos últimos 20 é que o Rio Ave tentou fazer algo mais do que apenas defender;
2) A equipa voltou a evidenciar a grande lacuna de toda esta época: a construção do ataque, a partir do meio campo. Continua a faltar um jogador que sirva quer os extremos (hoje muito abandonados) quer o ponta de lança. A defender somos muito bons (mesmo sem Marcelo e Lionn - é obra!), o meio campo defende muito bem, mas a partir daí... Tarantini, hoje, fez a diferença, mais uma vez.
3) Quim não fez uma grande defesa; não quer dizer tudo, mas quer dizer alguma coisa.
4) Nuno surpreendeu com André Costa a defesa-direito e Wires no meio campo; André justificou a chamada e mostrou qualidades. Também Vilas Boas se estreou a defesa central esta época e não comprometeu, no geral; para Nuno nota 3
5) João Ferreira é um dos maus árbitros do futebol português e provou-o com a expulsão de Hassan, um grande disparate já que o nosso jogador nem falta para amarelo fez. No penalti que deu o empate aceito a sua decisão; Wires perde a posição e tenta com o braço parar o adversário ATUAL: (embora, se possam aceitar outras opiniões);
6) Resultado positivo frente a um adversário com mais qualidade individual.

(19ªj Braga) Um-a-um: Edimar (Tarantini e Nivaldo)

Oblak: 3 (aos 38 e aos 54 fez boas defesas, mas nao se pode dizer que tenha tido uma noite de muito trabalho)
André Costa: 3 (para quem se estreou nao esteve nada mal. Falhou mais nas iniciativas atacantes - ele que era extremo no Gondomar - e posicionou-se bem a defender)
Nivaldo: 4 (voltou o grande Nivaldo: concentração total e irrepreensível nos desarmes)
Vilas Boas: 3 (algumas falhas, sobretudo a que permitiu a Eder isolar-se aos 34minutos;  pareceu inferiorizado depois do amarelo - disparatado - a meio campo; compensou com muita luta)
Edimar: 4 (quase brilhante; a defender deu uma lição; a atacar - e atacou muito - faltou uma pontinha de sorte)
Wires: 3 (falhou no lance do penalti, mas de resto esteve bem: discreto como quase sempre, mas eficaz)
Tarantini: 4 (o golo nasce de uma dupla iniciativa sua, repetida mais uma ou duas vezes ao longo do jogo.A defender também esteve muito bem, só falhou no passe de ataque)
Diego Lopes: 3 (bons pormenores, alguns desequílibrios, mas pouco beneficio para a equipa; não constrói ataque)
Ukra: 3 (está no lance do golo, fez mais duas ou tr~es tentativas, mas com poucos resultados)
Hassan: 2 (marcou na única oportunidade que teve; esteve demasiado sozinho e ainda não é o tipo de jogador que sabe estar só; Tomás sabia...);
Bebé: 1 (a sua prestação em campo resume-se a três corridas e e três fintas; nada de jeito, portanto)
Filipe Augusto: 3 (agitou o meio campo, entregou-se ao jogo e ocupou o espaço; fez a diferença nos poucos minutos em que esteve em campo)
Braga: 1 (pouco tempo)

Rodríguez não está. Vilas Boas titular

Wires esta no meio campo.  André Costa estreia-se

Temos alguma coisa a aprender com o Paços de Ferreira?

A partir deste trabalho do Record de ontem,
... acredito que são muito mais as semelhanças do que as diferenças.
- o orçamento é muito próximo;
- o teto salarial não andará muito longe (Bebé recebe em pounds de Manchester...), mas ainda assim será superior em Vila do Conde;
- número de associados: a pagar, nesta altura, teremos dois mil?
- vendas: Coentrão deu mais dinheiro do que Antunes, mas a diferença também não é abismal;
- onde a diferença, acredito, se nota mais é no valor dos jogadores do atual plantel. Apesar da fonte do Record também não mostrar muitas alterações (Marcelo, 200 mil euros!), acredito que teremos melhores ativos do que o Paços no curto/médio prazo.
http://www.transfermarkt.de/de/super-liga/startseite/wettbewerb_PO1.html

Nuno e os objetivos

«Temos 28 pontos e isso sim é certo. Importante é analisarmos o que é ser candidato. Neste momento todas as equipas são candidatas a tudo pois ninguém tem nada garantido. Obviamente que após conseguir algo ninguém vai renunciar a nada. Somos sim candidatos a ir a jogo para ganhar os três pontos»

(como interpretar estas palavras? Nuno está a jogar à defesa. Não diz que quer lutar por um lugar europeu mas também não fecha a porta. Irá manter este raciocínio por muito tempo? Com 30 pontos a manutenção está garantida e a partir daí...)

Igor e Feliz decisivos

Igor marcou o único golo na vitória do Gondomar frente ao líder Mirandela e Feliz marcou o primeiro do Ribeirão em Amarante (1-2)

PS - Esmael não marca, o St. Mirren não ganha...

A única alteração que eu faria logo

Partindo do pressuposto de que Nuno colocará Wires a defesa-direito (já foi assim esta época, o que se compreende), parece haver uma unanimidade em torno do onze que o Rio Ave vai apresentar (Oblak, Wires, Marcelo, Rodriguez e Edimar; Filipe Augusto, Tarantini e Diego Lopes; Bebé, Hassan e Ukra).
Eu, contudo, faria uma alteração.
É verdade que - como tem lógica - Diego Lopes tem melhorado e está a evoluir. Mas eu gostava de ver Braga naquele lugar - que, se não estou em erro, ainda não foi testado desde que Nuno é treinador do Rio Ave.

(19ªj Braga) Rodriguez convocado

Nuno chamou 18:
Guarda-redes: Rafa e Oblak
Defesas: Nivaldo, Edimar, André Dias e Rodriguez
Médios: Tarantini, Braga, André Vilas Boas, Filipe Augusto, Diego Lopes e Wires
Avançados: Ukra, Hassan, Del Valle, Tope, Bebé e André Costa.

Notas:
- Jeferson é o único lesionado; Marcelo e Lionn estão castigados;

SAD ou SDUQ (a opinião de Miguel Paiva)

Publica-se a seguir a opinião do nosso sócio Miguel Paiva (sublinhados nossos):


«Enquanto sócio do Rio Ave, e depois da informação que pude obter quanto aos dois modelos possíveis, bem como do conhecimento que tenho da “cultura” do nosso Clube, considero que há algumas conclusões que se podem tirar:
Em primeiro lugar, considero que a autonomização da actividade do futebol profissional num modelo de gestão profissional é um passo positivo para a afirmação do Rio Ave. Negar essa realidade é negar a forma como o futebol actual funciona e é querermos competir em situação de menoridade com os nossos adversários. Creio, aliás, que mesmo antes desta imposição legal, a actual direcção já estava a seguir esse caminho com a contratação de um Director Geral, por exemplo, implementando um modelo de gestão que se tem visto ser bem sucedido.
Em segundo lugar, e considerando a obrigação legal de criar uma sociedade comercial num dos modelos SAD ou SDUQ considero que, neste momento, deveremos optar pela criação de uma SDUQ. Defendo esse modelo por várias razões:
. É difícil garantir investidores que assegurem a realização de capital necessária a garantir uma operação bem sucedida;
. A tradição do Rio Ave enquanto Clube, em que há uma forte intervenção dos corpos sociais na gestão, precisa de tempo para se adaptar a este modelo de gestão profissional, pelo que é aconselhável que vá sendo feita de forma gradativa;
. O regime da SDUQ permite que, a qualquer momento, quando se entender útil e vantajoso, se possa evoluir para a criação de uma SAD, com grande facilidade.
Em último lugar considero que o Rio Ave deve aproveitar o bom momento que atravessa e os bons resultados que tem alcançado ao nível desportivo, mas principalmente ao nível economico-financeiro, para reforçar os seus capitais e robustecer a sua capacidade de enfrentar as dificuldades que se sentem no mercado do futebol em geral. Acredito que os clubes que o conseguirem terão condições de disputar sempre os lugares cimeiros. No nosso caso, com a capacidade de recrutamento de talentos que existe em Vila do Conde, acredito que é possível manter um modelo que aposte na formação de jogadores “da casa” que integrem a equipa principal e que, todos os anos, garantam algumas transacções de direitos desportivos que permitam realizar uma parte do orçamento anual do clube»

(agradecemos ao Miguel Paiva a disponibilidade para responder ao nosso desafio; publicaremos outras opiniões que nos chegarem)





17.2.13

Oblak jogará no Benfica na próxima época?

Várias notícias nos últimos dias garantem que sim; esta é apenas a última.

(É jogador para ser titular no Benfica? Antes de responder, duas notas: não é por estar emprestado que a minha opinião não é tão entusiasmada [veja-se Atsu, a quem vaticinei várias vezes um futuro brilhante] e espero sempre mudar de opinião, sobretudo a favor do Rio Ave! Mas sinceramente, mesmo atendendo à idade, não me parece. O Benfica precisa de um guarda-redes que faça defesas 'impossíveis', que garanta pontos regularmente. Que jogos recordamos de Oblak, esta época? Essencialmente dois, em Moreira de Cónegos e frente ao Benfica. Eu quero ver mais de Oblak. O melhor guarda-redes do Rio Ave nestes últimos dez anos? O "maluco" do Carlos! O melhor desde Marco Aurélio e desde Tó Luís. Mas é apenas a minha opinião...)

Veteranos do Rio Ave no Facebook

Boa iniciativa, esta:
«"EU" fui Atleta do Rio Ave!veteranos.rioave@groups.facebook.com
Todos os que já foram atletas nas Décadas de 70 80 90 00.
São bem vindos os profissionais e os não profissionais, desde que tenha passado pelas camadas jovens.
Objetivo: Reunir antigos jogadores das camadas jovens, e seniores, para partilhar mensagens, fotos, e organizar o reencontro tão desejado bem como momentos de confraternização»
Que tenha muitos contributos!
(um abraço ao Gualter, que mesmo longe não deixa esmorecer o seu rioavismo!)

Dois jogos com o FC Porto no mesmo dia, três jogos fora

Sábado que vem: os juniores jogam no Olival, os "grandes" no Dragão. Espaçados por quatro horas. No mesmo dia, e nesse mesmo período de tempo, o futsal está em Lisboa (Olivais).

O jogo da vida do Braga?

Depois disto e agora disto, é o que parece!
(por via das dúvidas, será melhor reforçar a segurança...)

16.2.13

Futsal: ganhámos 3-0

Perante um adversário que se prepara para regressar à segunda divisão, e em face do que tem acontecido nos últimos jogos em casa, esperava-se mais (0-0 ao intervalo...).
Mas os três pontos é que contam - e esses já cá cantam!

Juniores começam com empate (ATUAL.)

1-1. O Rio Ave marcou primeiro por Pena mas o Guimarães empatou aos 91 com um autogolo de Nelson Monte. Pelo meio ainda há um penalti falhado do nosso lado e a expulsão de Kiki por acumulação de amarelos. Sem ter sido negativo não foi o melhor arranque.

Algumas notas mais:
- dos três reforços varzinistas, Pedro Cunha só chamou um, Zé Diogo (suplente, que entrou aos 88 minutos);
- Eloy também foi suplente e não jogou;
- Baldaia não recuperou e está em dúvida para o resto do campeonato; David foi o defesa direito; Nini esteve  no banco;
- João Paulo reapareceu (mas não jogou);. 
- Nuno Santos falhou vários lances de golos;

O que une o JVC e o Terras do Ave?

O Rio Ave!
(primeiro excerto do Terras do Ave, o segundo do JVC, ambos desta semana)

Boa notícia: Rodrigues recuperado

Totalmente, diz o Record.

Objetivos europeus: duas ideias?

Depois do que disseram Nuno, Ukra e Tarantini, eis Del Valle: «Atualmente, o meu sonho é jogar nas competições europeias pelo Rio Ave na próxima temporada. Mas para isso temos de vencer o Sporting de Braga e ultrapassá-lo na luta pelos lugares europeus»

ATUALizo a 17/2: há um patamar dos 28 pontos?

15.2.13

Dois jogos à mesma hora (Guimarães...)

Amanhã às 16horas, o futsal vai a Guimarães (Piratas) e os juniores iniciam a fase final... frente ao Guimarães!
A qual deles se vai?

PS - Cardinal estará a cem por cento, depois dos dois jogos em Itália?

"Vingar" o pior jogo

O jogo do Rio Ave em Braga terá sido o pior de Nuno no Rio Ave.
Foi a derrota mais expressiva e foi também o jogo deste campeonato com menos remates (um, segundo a estatística oficial, dois pelas minhas contas) *.
Entre o dia 23 de setembro e a próxima segunda-feira não passaram apenas cinco meses. Passou toda uma evolução da equipa, que fará com que a repetição de um jogo como aquele e consequentemente de um resultado de 4-1 sejam quase impossíveis.
Mas nenhum de nós pensa em perder por poucos com o Braga.
Uma vitória será a melhor forma de «vingar» o desastre da Pedreira...

* e foi o jogo de regresso de Bruno Paixão, mal mas sem influência no resultado...

O pior ataque em casa

«Os vila-condenses são, a par do Marítimo, o ataque menos concretizador em casa, com apenas sete golos em nove jogos»

Rui Rodrigues explica o 4-2-3-1

Na sequência disto, o comentador da Linear Rui Rodrigues enviou-nos esta explicação:

«Penso que actualmente o Rio Ave joga preferencialmente com dois médios paralelos, Wires e Tarantini, e um pivot ofensivo, Diego Lopes, buscando um equilíbrio agressivo em organização defensiva, uma boa ocupação dos espaços e, ao mesmo tempo, uma pressão mais alta sobre os primeiros momentos de construção do adversário.
Eu vejo largura em primeira fase onde Lionn e Edimar estão abertos e incorporam-se nas dinâmicas ofensivas. A espaços este Rio Ave interpreta duas estruturas, 4-2-3-1 e 4-3-3, numa só. Ambas têm amplitudes e posicionamentos diferentes, mas em muitos momentos do jogo os princípios coincidem.
Acho também que as formas de criar dinâmicas deste 4-2-3-1 têm muito a ver com que adversário está a jogar; fora de casa os adversários assumem mais o risco e o controlo do jogo e este posicionamento estrutural ocupa melhor os espaços e aumenta o número de recuperações de bola, os dois pivots complementam-se bem nas ações, Wires mais posicional, Tarantini mais móvel e Diego lopes a verticalizar os passes e a potencializar amplitude máxima para situações de 1x1 onde Ukra e Bébé desequilibram e servem Hassan para momentos de finalização.
Vejo que em muitos momentos do seu jogo os dois pivots dão superioridade no meio campo e ao mesmo tempo libertam a criatividade de Diego Lopes e desenvolvem e desdobram a equipa para momentos de transições rápidas.
Com estes princípios bem definidos o Rio Ave nunca se desorganiza e dificilmente é surpreendido em contra-transições por parte dos adversários. Esta estrutura melhorou o jogo posicional da equipa e potencializou o colectivo e encaixa melhor nas características e evidencia melhor os pontos fortes dos atletas na sua organização colectiva»
(obrigado Rui)

4-3-3 ou 4-2-3-1?

Para mim, o Rio Ave joga naquilo que imagino seja um clássico 4-3-3, já que nem Bebé nem Ukra são médios ou se posicionam como tal. O triângulo do meio campo ora tem duas pontas mais proximas da defesa (Wires e Tarantini/Filipe Augusto) ou duas mais proximas do ataque (Diego/Filipe/Tarantini).
Mas há quem pense que o Rio Ave joga afinal em 4-2-3-1. Rui Rodrigues, o comentador da Linear, é um deles.
Um dos jornalistas que esteve no Académica-Rio Ave também pôs o Rio Ave nesse sistema tático.
Alguém pode ajudar?

14.2.13

ASC entrevistado no JVC

Algumas notas:
- Miguel Lopes renovou por cinco anos (JVC contesta o Rio Ave nada ter recebido).
- Tomás saiu porque a sua continuidade «iria causar mal estar na equipa»;
- ASC espera que Vítor Gomes regresse «ao seu clube do coração no início da próxima temporada»;
- O Rio Ave ficou com direitos sobre os três jovens que vieram do Varzim, via Jorge Mendes;

Gabriel, lembram-se?

É hoje o entrevistado - e que entrevista! - do Memórias Vivas, da Linear (às 18h).
Gabriel fala de tudo, incluindo das situações complicadas que viveu - e quem se lembra, sabe do que estou a falar.
Podem recordá-lo aqui [a época de Abel Braga no Rio Ave] e aqui.

SAD ou SDUQ (A opinião de Duarte Sá)

Publicamos a opinião do nosso Capitão Duarte Sá sobre o tema do momento (sublinhados meus):

«Para que se crie uma SAD são precisas, pelo menos, duas coisas:
1-Investidores interessados;
2-Vontade do Clube (leia-se associados).
Ora, neste momento, que eu saiba, não existe nem uma coisa nem outra.
Se a situação se mantiver, e eu creio que se vai manter, a opção pela SDUQ é uma inevitabilidade, para além de ser a opção preferível para o clube (leia-se associados), por razões evidentes.
A preocupação, nesta altura, não deverá ser já a de saber se vamos pela SAD ou pela SDUQ, mas sim como vamos pela SDUQ.

Importantes parecem-me, nesta medida, as questões de saber o que passa do clube para a SDUQ e como vão ficar as relações no triângulo constituído por Clube, associados, SDUQ

(agradecemos ao Duarte a disponibilidade para responder ao nosso desafio; publicaremos outras opiniões que nos chegarem)

Rio Ave multado (ATUAL)

2530 euros, pela «presença de pessoas não autorizadas em zona proibida do seu estádio» (Record).

ATUalizo: afinal o jornal está errado e não foi por isso que o Rio Ave foi multado em 2225 euros, mas sim por comportamento incorreto do público. A sério? É que não há qualquer registo de incidentes. E a Académica foi multada no mesmo valor pelas mesmas razões.

Taça da Liga: jogo de dia 27 adiado?

O Setúbal vai recorrer  para o plenário do Conselho de Disciplina da FPF, o que, segundo os jornais de hoje, levará a um adiamento do jogo (até porque, a seguir, o Setúbal ainda pode recorrer para o Conselho de Justiça).

Cardinal marca três frente à Italia

Um no primeiro jogo e dois ontem, naquela que foi a primeira vitória frente aos italianos.
Ver aqui

PS - por falar em futsal e em seleção, dois jovens do Caxinas foram chamados para um estágio sub20 da seleção nacional, Fábio Marafona e Tiago Cruz. Esperamos vê-lo na próxima época no Rio Ave!

Ainda o jogo de Coimbra... (ATUAL)

... e a arbitragem.
Não estive lá, não posso dizer se foi assim, mas a imagem que fica não é boa. (de qualquer forma, este texto de Joaquim Campos não foi escrito com base numa observação direta - não esteve lá - mas lendo outras opiniões).

ATUALizo: Paulo Vidal leu este texto do Record e não gostou! Por isso enviou-nos a sua opinião, que publicamos com todo o gosto: «Não me parece correto que se atribua a Carlos Xistra qualquer influência no resultado. O árbitro exagerou nos cartões amarelos (sete para o Rio Ave) e expulsou Haliche por protestos exagerados, mas não teve influência no resultado. No lance da suposta grande penalidade contra o Rio Ave, fica a ideiade que a bola vai ao peito de André Vilas Boas. No entanto, a haver bola na mão é casual e muito à queima, por isso Carlos Xistra terá ajuizado bem, uma vez que estava muito perto do lance.»)

ATUALizo novamente, apenas para registar a opinião do JVC sobre o jogo de Coimbra: «excelente exibição, evidenciando a sua [Rio Ave] já indiscutível categoria»

Eles querem ser mais que nós!

De Braga na segunda-feira podem chegar 4 mil adeptos para ver o Rio Ave.

"O clube minhoto vai oferecer 4 000 bilhetes aos seus sócios para a deslocação à Vila do Conde, na próxima segunda-feira, referente à 19.ª jornada do campeonato."

Como em Portugal costumam ser as equipas a motivar os adeptos e não o contrário, os meus votos é que cheguem mudos e saiam calados.

Ainda as SAD, antes da AG

Será convocada uma assembleia geral extraordinária (maio?), mas antes ainda há algum caminho para fazer.
Seria importante, acredito, ouvir os elementos do Conselho Geral e depois dar nota disso publicamente, para todos termos mais dados.
E, penso, promover um debate público sobre o assunto, ainda antes da AG.

Futsal: os três últimos golos

Vimos o sexto, depois os quatro primeiros, depois o quinto e faltam os três últimos (obtidos numa fase em que o Rio Ave ganhava por 6-2 e o adversário recorreu ao guarda-redes avançado para tentar desequilibrar. Correu mal para eles...)
Depois de amanhã há mais, em Creixomil, no centro Guimarães (16 horas, no Pavilhão da Escola EB 2,3 D. Afonso Henriques, em Guimarães)


13.2.13

Estatística 18: Ukra-rei

Ukra foi o jogador mais pontuado da jornada, como já vimos. É a 2ª vitória do extremo que já tinha vencido a pontuação da jornada 11. A classificação continua a ser liderada por Tarantini que fruto do castigo que cumpriu com a Académica viu Marcelo aproximar-se. Agora que Marcelo vai falhar o jogo com o Braga, volta a ter oportunidade para se distanciar do central. Edimar fecha o pódio.

Entre os 11 melhores, Nivaldo que voltou a ser titular subiu ao 9º lugar, trocando de posição com Braga.

Estatística 18: Solid as a rock!

O Rio Ave consolidou o seu 5º lugar na tabela classificativa, tendo agora 6 pontos de vantagem sobre Marítimo e Estoril que têm 22 pontos. Quanto aos lugares de descida, temos agora 13 pontos de margem. Não sendo matematicamente possível afirmar que já garantimos a manutenção, as coisas estão muito bem encaminhadas. O Rio Ave tem esta época à 18ª jornada os mesmos 28 pontos que conseguiu em 30 jornadas de 2011-2012.

Estatística 18: golos em igualdade

A segunda vitória seguida por 2-1, fez com que tenhamos agora o mesmo número de golos marcados e sofridos, 23.

Bebé estreou-se a marcar na Liga enquanto Hassan fez o seu 3º golo. A tabela continua a ser liderada por João Tomás com 7 golos. 

Pelo lado dos golos sofridos, foi mais um que aconteceu no interior da nossa pequena área.

Rio Ave defronta o FC Porto na Taça da Liga

A mim o que me importa é ganhar dentro das quatro linhas, mas não posso deixar de anotar que os regulamentos não são iguais para todos...

Vamos ter dois jogos seguidos com o FC Porto.
A propósito, o jogo de futsal com o Sporting mantém-se para a mesma data?
ATUALizo: Sim, jogo com o Sporting, dia 27 às 21h no nosso Pavilhão.

Defesa com Vilas Boas e Wires?

Sem Marcelo, castigado, e sem Rodriguez, a recuperar, avança Vilas Boas (Jeferson também está fora)?
Nuno também vai ter de mexer no lado direito da defesa: Lionn também não jogará por castigo. Wires ou André Costa?
Se Wires recuar (como parece mais provável), teremos novamente Filipe Augusto e Tarantini com Diego Lopes à frente no meio campo.

Estatística 18: séries igualadas, séries melhoradas

Com o jogo de Coimbra, o Rio Ave

- igualou a melhor série de jogos seguidos a marcar, 5;
- igualou a maior série de jogos seguidos a sofrer golos, 4;
- comparativamente à 1ª volta, melhorou a pontuação obtida com os 3 adversários que já defrontou na 2ª volta;
- os 3 jogos já disputados da 2ª volta que constituem mais 1/10 da época, representam o 1/10 mais produtivo de 2012-2013, mas não a melhor série de resultados;
- a melhor série continua a ser a das 3 vitórias seguidas entre as jornadas 6 e 8 e estamos a uma vitória de a igualar.

Estatística 18: menos um, menos dois.

Tarantini falhou o seu primeiro jogo da época em Coimbra e perdeu o estatuto de totalista de jogos. Após Coimbra, mais dois jogadores vão perder esse estatuto por terem visto o 5º amarelo na Liga, Marcelo e Lionn. Marcelo era até domingo o único verdadeiro totalista do Rio Ave, o único jogador que somava todos os minutos da época.

Hassan é Koka desde pequeno

O Record de hoje (edição papel) lembra o apelido de Hassan, Koka (e diz que é assim que é tratado no balneário).
O jogador já me explicou que é tratado assim desde pequeno, quando jogava à bola na rua, e que não é portanto por esta razão.
Já agora...

Futsal: o melhor golo

O quinto golo do Rio Ave, sábado passado, frente aos Leões de Porto Salvo terá sido dos melhores que vi na nossa equipa (e não só...). Marcou: Cardinal.
Aqui ficam as imagens (recomendo ver em tamanho maior possível, para se perceber a técnica brilhante de Cardinal).

12.2.13

Estatística 18: 13 combinações diferentes

já usou Nuno até agora.
A ausência de Tarantini em Coimbra deu origem a mais uma combinação inédita de jogadores a iniciar os nossos jogos.
Os castigos de Marcelo e Lionn vão obrigar a mais uma alteração contra o Braga.

Futsal: os quatro primeiros golos de sábado

Como prometido, estamos a mostrar os golos da goleada frente aos Leões de Porto Salvo.
Já vimos a excelente jogada de Julinho, vemos agora os quatro primeiros, por Israel, Coelho, Formiga e Cardinal.
Chamo a atenção para a notável iniciativa de Vítor Hugo que desequilibrou por completo a equipa adversária no terceiro golo.
No primeiro, a jogada parte de Israel, passa por Israel e termina em Israel!
(amanhã vamos ver o quinto golo, uma jogada genial)

Ukra: «Permanência ainda é a meta»

«Desde o início da época, o nosso grande objetivo é a manutenção e essa ainda é a nossa meta», disse Ukra no final do jogo de Coimbra.

Chegou a vez de Ukra ser o melhor

Foi o jogador mais pontuado esta semana.
Ukra somou 32 pontos, apenas mais um do que Bebé.
Seguem-se Hassan, com 28, e Wires e Marcelo, com 27.
Diego Lopes, com 24, foi o titular menos pontuado, ainda assim cinco pontos mais do que o seu substituto Braga.

11.2.13

Futsal: excelente jogada de Julinho deu golo!

Vamos apresentar ao longo desta semana os nove golos do Rio Ave, frente aos Leões de Porto Salvo.
Para abrir o apetite, aqui fica o sexto, depois de uma excelente jogada de Julinho.
(clicar para ver no youtube, já que o ecrã fica maior)

(esta é um daqueles conteúdos que nos faz perder muito tempo, mas cujo gozo é superior!)

A chamada realidade virtual...


Vítor Gomes (finalmente) apresentado no Videoton

Esclarecidas algumas dúvidas, o Vítor é oficialmente jogador do Videoton

Já lá vão 25...

Com os cinco de sábado, Cardinal soma 25!
Seis de vantagem sobre o segundo.

10.2.13

Nuno ainda não fala em novos objetivos

«Europa? Não faz sentido perspetivar prematuramente um futuro que poderá ser incerto. Temos a certeza do que queremos, que é assegurar a manutenção e consolidar uma equipa com muitos jovens. Se o clube achar necessário anunciar outro objetivo, fá-lo-á publicamente. Neste momento, ainda não»

O faraó!


(18j Académica) A sexta vitória!

Hassan e Bebé marcaram e o Rio Ave ganhou 2-1.
O Rio Ave soma 28 pontos e garantiu (matematicamente) a manutenção - tendo em vista o que aconteceu nas últimas épocas.
Agora é tempo de pensar em novos objetivos?

PS - Marcelo e Lionn vão falhar o jogo de segunda, com o Braga.

E ao quarto jogo, Esmael não marcou!

0-0 com o Aberdeen. Mas esteve quase...

PS - o treinador do St Mirren diz que não está surpreendido com a performance de ESmael. Será dos poucos, imagino. E o que dirá o treinador do St Johnstone???

A minha fé para logo

(mas se não for com ele, que seja com outros!)

Futsal; nunca perdemos com Cardinal

As quatro derrotas do Rio Ave aconteceram sem Cardinal, seja porque ainda não estava pronto para jogar (Porto Salvo) seja porque estava castigado (Fundão, Benfica e Sporting).
Pode ser coincidência. Ou não. Ou um pouco das duas.
Mas Cardinal faz toda a diferença.
(esta foto remete-nos para uma excelente jogada de Julinho, que deu origem a golo de Cardinal. Julinho parecia... Cardinal!)
(É possível pensar numa renovação????)
Por falar em renovação e, portanto, na próxima época: há nesta altura 15 pontos para o primeiro que está fora da fase final. Mas há 30 pontos em disputa, até à 28ª jornada.
Por isso, matematicamente ainda tudo pode acontecer. No entanto, o apuramento parece mais ou menos certo. Curioso será observar como a equipa irá render no período crítico, entre a 20ª e a 23ª jornada, com deslocações ao Benfica, Sporting e receção ao Fundão.
Por aquilo que se tem visto,  o Rio Ave nunca entrará derrotado (ou para perder por poucos) e devemos contar com uma equipa que irá discutir o resultado.
Para já, sábado, é em Guimarães.

(18j Académica) Rodriguez de fora

Nuno leva 18 para Coimbra:
Guarda-redes: Rafa e Oblak
Defesas: Nivaldo, Edimar, Lionn, André Dias e Marcelo
Médios: Braga, André Vilas Boas, Filipe Augusto, Diego Lopes e Wires
Avançados: Ukra, Hassan, Del Valle, Tope, Bebé e André Costa

Notas:
Tarantini fica de fora por castigo; Jeferson por lesão.
A grande ausência é a do titular Rodriguez; «O central contraiu um traumatismo no joelho ao serviço da Seleção de Futebol do Perú e por isso está em repouso e sob tratamento»  (site)
André Costa regressa, para reforçar as opções na defesa, onde só há dois centrais (mais Vilas Boas).
Ederson continua sem ser convocado; primeiro foi a lesão, agora talvez a rotatividade aplicada por Nuno.
Pateiro completa a lista.