31.3.10

Boas notícias para Bruno Mendes

«No que diz respeito a questões clínicas, o Departamento Médico do Rio Ave Futebol Clube tem a seu cuidado Magno, Felipe Alberto e Bruno Mendes. Os três jogadores anteriormente referidos levaram a cabo treino de corrida e de piscina. O central Bruno Mendes inicia assim uma nova fase na recuperação da artroscopia a que foi submetido ao joelho esquerdo»

A vitória de Zé Gomes (ACT)

É já certo que André Vilas Boas, Tarantini e Zé Gomes vão renovar, mas destes três queria destacar Zé Gomes.
Como alguns se recordarão o seu regresso a Vila do Conde foi um pouco polémico no sentido em que o Rio Ave parecia pouco interessado em contar com ele. Zé Gomes abdicou de muito para continuar em Vila do Conde e parecia não ser aposta inicial de Brito.
Chegados a este ponto, Zé Gomes é uma das referências do plantel. Conquistou a titularidade a pulso, mostrou a qualidade que lhe reconhecemos e, dando uma lição de humildade e de profissionalismo, 'obrigou' (no melhor sentido da palavra) o Rio Ave a propor-lhe a renovação (agora, certamente, por valores mais condizentes com a sua qualidade e o seu rioavismo).
Por isso, permitam-me destacar a renovação de Zé Gomes (sem menorizar as restantes, até porque, por exemplo, a do André era mais do que obrigatória!)

ACTualizo a 1/4: o Record recupera hoje esta informação e ouve Zé Gomes: «a prioridade será sempre o Rio Ave»

Ainda a goleada...

... desta vez pelos olhos de Luís Freitas Lobo (A Bola de hoje):
«A organização de Carlos Brito sentiu a falta dos seus laterais titulares (Zé Gomes e Sílvio, castigados), fundamentais, de perfil com os centrais, para dar os pilares defensivos ao onze e, depois, permitir o desenvolvimento da outra parte do seu jogo. O onze de Jorge Costa deparou-se, assim, com contextos de um-para-um muito favoráveis nos espaços onde é mais forte a atacar: os flancos, com os perigosos Ukra e Paulo Sérgio (...)».

O meu comentário: LFL explica, no resto do texto, que não foi apenas por isto que o Rio Ave acabou goleado. Mas é forçoso reconhecer que a exibição de Wires, que tão bem tinha estado em Braga, por exemplo, deixou saudades de Zé Gomes; e que Valdir pode e sabe fazer muito melhor, mas que é normal jogar com muito receio quando se está tanto tempo parado.

Chicotada psicológica? ganhar em Alvalade!!!!

«O central Gaspar garante que a goleada sofrida frente à Olhanense está ultrapassada e o grupo encontra-se determinado "a mostrar em Alvalade que os índices de confiança não ficaram abalados com esse problema isolado. Todos compreendemos o sucedido no último encontro. Uma questão, aliás, que serviu de base para uma conversa coletiva que decorreu sem críticas, mas com objetividade e onde chegámos à conclusão que não há nada melhor do que ganhar o próximo jogo, independentemente de quem seja o adversário, para recuperar desse desaire", salientou Gaspar, assumindo o peso que o nome Sporting representa: "É uma equipa com um potencial bem diferente do Rio Ave, mas que também teve os seus problemas, até porque o período de crescimento ficou abalado com a derrota na Madeira."»

30.3.10

Fart in the wind

A derrota de domingo não passou de um fart in the wind e não é preciso sair em defesa de ninguém. Cheirou mal (custou), mas já passou.

Se não faltar ao respeito a ninguém, porque não criticar, dizer que foi mau? Eu sócio e adepto posso protestar se me apetecer. Se me apetece sair após um golo porque não? Paguei bilhete ou paguei as quotas, tenho direito de protestar dessa forma. O futebol deve ser das coisas menos prioritárias da vida de quem não depende dele para viver. É desporto, não uma ciência exacta, sei perfeitamente que posso sair descontente. E se a forma de demonstrar que estou descontente é sair, saio. Futebol também é a catarse de muita gente que durante a semana não pôde dizer o que quis ao patrão, que não pode responder como entendia a um cliente chato. No futebol destapa a panela e deixa sair todas as frustrações. Sabe que o árbitro, os treinadores e os jogadores não vão à bancada pedir satisfações. Se não faltar ao respeito a ninguém, não vejo porque não o deve fazer. E quem não estiver preparado para aceitar este fenómeno, que não ande no futebol. Analise-se a derrota, tire-se conclusões e trabalhe-se e avance-se para dias melhores.

Vamos lá colocar as coisas em perspectiva. Futebol é apenas futebol. De minha parte já fiz por esquecer o assunto, já me ri das minhas misérias e segui adiante. Gaspar que depende dele para viver pediu desculpa aos sócios.

A chicotada psicológica

Depois da goleada, o Rio Ave talvez precise de uma 'chicotada psicológica'.

Eu acho que anunciar esta semana (antes do jogo com o Sporting) a renovação com Carlos Brito só poderia funcionar muito bem!

Ainda o primeiro reforço * (ACT)

O Rio Ave não confirma oficialmente a (notícia de A Bola que dá conta da) contratação de Geraldes, mas também não a desmente. É uma séria hipótese, que não foi (ainda?) concretizada.

Uma coisa é certa: trata-se de um desconhecido (excepto na Maia), sem currículo nas selecções e que por isso surpreende. Mas não muito... [dito isto, se assinar por nós, que seja bem vindo e tenha muito sucesso, como desejamos a todos)

* o primeiro reforço é Tomás (pode é não voltar; nesse caso virão cem mil no seu lugar....)

ACTualizo a 1/4: «O Rio Ave chegou ontem, a acordo com o FC Maia Lidador, para a contratação de André Geraldes, não sendo ainda conhecido o valor da transferência»

Porquê tanto descontentamento?

Hoje, em conversa com o Paulo Vidal, ele alertava a para a necessidade de não julgarmos uma época por um jogo. Mais, mesmo que o final de época continue negativo, terá de se fazer um balanço positivo no final (manutenção na primeira liga, meias finais da Taça de Portugal, fase final da Taça da Liga, eliminados nestas duas últimas pelo FC Porto e pelo Benfica, respectivamente).
Concordo plenamente com o Paulo e, como sempre disse, o Rio Ave manter-se na primeira divisão equivale, para mim, aos grandes ganharem o campeonato.
Mas, então, como é que se explica um tão grande desagrado com a equipa, como foi visível domingo?
Há várias explicações possíveis, desde a memória curta dos adeptos (que reagem quase sempre emocionalmente) ao facto de o Rio Ave, apesar dos feitos enumerados antes, ter jogado muitas vezes mal. Sejamos claros: quantos jogos bons fez o Rio Ave esta época? Em 34 jogos, quantos ficaram na memória? O 2-0 ao Nacional? A eliminação do Braga? O Rio Ave joga quase sempre pouquinho e marca poucos golos [sobretudo em casa e então desde Tomás...]. Está a fazer uma época positiva? Sem dúvida. E isso é o mais importante, mas torna mais difícil a ligação (a comunhão) dos adeptos à equipa.

Terroso vai sair

Acaba por não ser uma grande novidade, atendendo a tudo o que foi acontecendo esta época: Brito, tanto quanto é possível apurar nesta altura (e espero estar enganado), não conta com Tiago Terroso para a próxima época. Por outras palavras, Terroso não renovará e terminará uma ligação já com vários anos.

Os meus comentários:
- trata-se de uma decisão legítima do treinador que não viu no atleta o potencial que, por exemplo, eu, entre outros, vi;
- trata-se de uma decisão legítima e, acima de tudo, clarificadora: mais vale sair e seguir a sua vida noutro clube onde possa jogar, onde possa ser opção (e penso que Brito falhou não tanto por não lhe ter dado oportunidade mas por não o ter dispensado em Janeiro);
- quem sabe se Terroso não consegue impor-se e, até, voltar ao seu clube de coração (ele que tanto gostaria de ser capitão do Rio Ave);
- dito isto, não posso deixar de dizer que lamento; ao longo dos anos tenho dito, não posso deixar de o dizer agora, que é um atleta em quem vejo um enorme potencial.

Vítor Gomes por 500 mil euros (ou menos)? (ACT)

O Record recupera hoje a notícia de A Bola sobre o alegado interesse do Sporting em Vítor Gomes.
De novo apenas isto: «Com um valor de mercado bastante acessível - 500 mil euros, mas poderá ser negociado por menos -, Vítor Gomes é um jogador apetecível para muitos clubes da Liga».

Os meus comentários:
- 500 mil euros? Ou menos? Saldos? 500 mil euros custo eu e sou um perneta!
- Jorge Mendes trabalha muito bem...

ACTualizo com as declarações de Vítor Gomes

E se de repente

Gaspar parecesse menos Rei?

29.3.10

Total de pontos vs média de pontos por jogo

Se Carlos Brito escolhesse, um 11 com base no número total de votos do prémio "Rei do Ave!", eis a equipa:
Carlos - 618
Zé Gomes - 538, 1º Gaspar - 618, 3º Faria - 583, 8º Sílvio - 483
Vilas Boas - 449, 7º Wires - 489, 6º Vitor Gomes - 494
Bruno Gama - 601, 10º Chidi 442, 11º Sidnei - 379

Se optasse por escolher um 11 com base na média pontual por jogo, colocam-se dois cenários:
Carlos: 22j - 24,6pts
Zé Gomes: 22j - 24,5pts; 2º Gaspar: 24j - 25,8pts; 3º Faria: 23j - 25,3pts; 9º Sílvio: 21j - 23pts;
Vilas Boas: 19j - 23,6pts; 8º Vitor Gomes: 21j - 23,5pts; 10º Wires: 22j - 22,2pts;
Bruno Gama: 24j - 25pts; 6º Tomás: 15j - 24,1 pts; 11º Sidnei: 18j - 21,1pts

Como Tomás já não está no plantel, Brito podia optar por um 4-4-2, entrando o 12º Ricardo Chaves: 13j - 19,5 pts. Mantendo o 4-4-3, era de novo Chidi o eleito, sendo 13º nesta tabela, com 23 jogos e uma média de 19,2 pontos

Ponto de situação 24

Resulta da 24ª jornada:

- a descida do Rio Ave à 11ª posição e a diminuição para 10 pontos de vantagem sobre o 15º lugar;
- o 10º cartão amarelo de Vilas Boas, o primeiro a chegar aos 2 dígitos;
- a subida de Carlos ao 4º lugar na tabela dos mais pontuados;
- pela primeira vez estarmos com um défice de 4 golos entre marcados e sofridos;
- a troca de Valdir por Nelson Oliveira ter sido a 100ª substituição da época, se juntarmos Taças e Liga;
- a estreia de Valdir deixar apenas Terroso como o único jogador de campo ainda no plantel sem qualquer minuto jogado na Liga. Trigueira também ainda não jogou.

Taça: FC Porto - Rio Ave uma hora mais cedo

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) comunicou, esta segunda-feira, alterações aos horários das partidas da 2ª Mão das meias-finais da Taça de Portugal, que opõem Naval 1º de Maio e Desp. Chaves, assim como FC Porto e Rio Ave (...) enquanto que a partida do Dragão terá o seu início a partir das 19h45, ao contrário das 20h45 inicialmente anunciadas.
FC Porto - Rio Ave (19h45, TVI) - 3-1 na 1ª Mão

Vítor Gomes foi o (mini) Rei do Ave

Ganhou Vítor Gomes, o que aconteceu pela segunda vez. Teve 24 pontos, a segunda vez em que o vencedor teve menos pontos (Sidnei ganhou na 7ª com 23 pontos). Curiosamente Sidnei ficou em segundo, com... 23 pontos.

Seguem-se (coisa nunca vista) 12 jogadores com pontos entre os 15 (Nélson Oliveira) e os 19 (Bruno Moraes - porquê?). Há seis com 17!

[algumas notas: Vítor Gomes também foi o menos mau da minha votação;  Fábio Faria foi o segundo pior, coisa também nunca vista; Insólito: Gaspar ficou a sete pontos do melhor! Record e Mais Futebol seguiram de muito perto as nossas votações; Valdir somou os primeiros 17 pontos]

Hoje de manhã houve treino (ACTx3)

Não houve folga. De castigo ou porque o próximo jogo é já na sexta?

ACTualizo: «Ao contrário do que costuma ser habitual, no treino desta segunda-feira do Rio Ave quem mais trabalhou foram os titulares da partida de ontem (derrota com o Olhanense por 5-1) e não quem ficou de fora desse jogo. Corrida e bastantes exercícios foram o mote do treino de Carlos Brito. No final, Henrique Maia, diretor desportivo, reuniu-se no centro do relvado com a equipa técnica e o capitão, Gaspar, estando à conversa durante longos minutos» [Gaspar, capitão? Não é Vilas Boas? *] «no final do treino, ainda ouviram palavras que certamente não foram muito amigas da parte do director desportivo, Henrique Maia»

[ACTualizo: Apontei aqui, recentemente, o facto de vários sites reproduzirem acriticamente as infomações da nossa página oficial, demitindo-se da sua função de jornalistas, de reportar o que acontece; hoje tivemos um exemplo ao contrário, um exemplo positivo, portanto. Aquilo de que falam os sites referidos neste texto sobre a conversa de Henrique Maia com o plantel não consta da informação oficial, que é muito seca. Não vou discutir se o site deve ou não referir esses pormenores, sei é que os jornalistas têm essa obrigação; hoje fizeram-no e registo! Vejam, em alternativa, como o relato de A Bola relativo ao treino desta manhã e também o do Jogo se limitam a copiar o que diz o site, omitindo portanto informação relevante, já depois do Record ter contado muito mais coisas]

ACTualizo a 30/3: só para que não fiquem dúvidas, procurei saber mais e Vilas Boas é o capitão, Mora, Evandro e Gaspar subcapitães. Gaspar não esteve na conversa na qualidade de (sub)capitão, mas como elemento do plantel, que decidiu juntar-se à conversa.

Vou de férias e venho dia 18 de Abril!

Os próximos três jogos (Sporting e FC Porto duas vezes) fazem-me temer o pior. O ideal é voltar a tempo do jogo com o Belenenses, nessa altura já despromovido (ESPERO...).

PS - podemos jogar com os veteranos?

O castigo de Mora

Com tudo isto, o castigo de Mora ficou para segundo plano.
De acordo com a Linear, Mora não gostou de não ter sido titular para a Taça e terá mostrado o seu desagrado. Por isso ficou de fora do jogo de ontem.

O meu comentário: Mora tem toda a razão para ficar aborrecido, mas isso não justifica situações de indisciplina, inadmissíveis.
(já agora, felizmente têm sido raros os casos de alegada indisciplina nesta época, tanto quanto nos é dado perceber)

Para mais tarde recordar: revista de imprensa

Diário de Notícias: «Algarvios demolidores humilham Rio Ave»;
O Jogo: «A tarde de pesadelo do Rio Ave viria ainda ser sublinhada com mais dois golos dos visitantes»
Póvoa Semanário: «Rio Ave goleado em casa pela Olhanense»
TVI24: «O Rio Ave permitiu a reacção forasteira (...) e desnorteou-se no carrossel ofensivo da equipa de Jorge Costa»
O Jogo: «(...) arrasando aquela que era, até então, uma das melhores defesas da prova»
JN: «um barco à deriva no rio»
A Bola: «Rio Ave foi fisicamente abaixo após o intervalo»
(em actualização)

Ainda a derrota de ontem; 'boquismos'!

- a única coisa boa dos 5-1 foi que, de tão mau, ninguém pensou em fretes!
- argumento para os rioavistas esta manhã: FC Porto (Arsenal), Braga e Sporting, entre outros, também levaram cinco!
- uma pergunta para dentro: vale a pena gastar dinheiro com estágios?
(Gil): eu acrescento, em nossa defesa contra as bocas, que o Varzim perdeu em casa, 0-1, com uma equipa treinada por um vilacondense; e que só está 2 pontos acima da linha de água!
- agora mais a sério (e recuperando uma ideia de ontem): se o Rio Ave tem perdido, até por cinco, por Brito ter 'partido' a equipa em busca do empate e da vitória (o chamado tudo-por-tudo), seria uma coisa; agora perder por cinco mantendo o esquema clássico (4-3-3) quase até ao fim, sem criar uma oportunidade de golo, é incompreensível;
- as duas goleadas numa semana (as duas primeiras goleadas do campeonato) são uma coisa isolada ou fazem-nos temer o pior?

1-5, o dia seguinte.

O meu pequeno-almoço foi uma dose dupla de Alka-Seltzer. Ainda pensei em tomar 5 pastilhas, mas 5 pastilhas implicavam muita água e tanta água junta faz-me mal.

Saí de casa e ainda chovia bastante. Mesmo assim enfiei uns óculos escuros que ainda mantenho pousados no nariz e nas orelhas. A gabardine de golas viradas para cima também ainda está vestida. No topo de tudo isto um chapeu. Tenho um bigode postiço e quem me vir assim ao longe ainda vai achar que o inspector Clouseau veio fazer uma investigação cá na empresa. Sim, ao longe, porque ao perto é impossível ver-me: tranquei a porta do gabinete e coloquei na maçaneta um letreiro para "NÃO INCOMODAR". Os telefones estão desligados. Tem de ser. Estou com uma cabeça tamanha que ao entrar nas portas tenho de me pôr de lado! Na primeira que tentei entrar de frente não passei.

Tenho um poster com a equipa do Rio Ave que já colei no alvo de setas que tenho na parede à minha frente. Daqui por um bocadinho tenciono tenciono massacrá-los um bocado. Vou tirar o bigode postiço e colá-lo no Carlos Brito. Gosto mais dele nos tempos da bigodaça. As derrotas desse tempo hoje já não me doem!

28.3.10

24ª jornada - Rio Ave, 1 Olhanense, 5

Mau. Triste. Pobre. Fraco. Humilhante. Desolador. Vergonhoso. Desanimador. Revoltante.

Se eu fosse ASC, no final do jogo teria convocado uma reunião com Carlos Brito para lhe perguntar algumas coisas. E depois com o plantel, para fazer o mesmo.
Já enchi a boca de açúcar para estar menos azedo, mas nem assim.
Foi cansaço por causa da Taça? Foi só um daqueles jogos? Uma equipa que tem 28 pontos, que não tem pressão, que tinha uma tarde de sol sem vento para fazer um bom jogo, que podia dar-se ao luxo de não assumir o jogo e esperar que o adversário viesse à procura do resultado e vencê-lo em contra-ataque, faz-me um jogo destes? Mas o que é que vocês têm? O que se passa? De onde vem tanto braço em baixo, tanta desmoralização? É que a coisa não é de hoje, já tem uns tempos, eu acho que os 28 pontos vos fizeram muito mal. Se não se sentem bem com o que estão a fazer, metam TODOS licença sem vencimento e joga-se com os juniores.

Brito leva nota 1. Jogo da época. Ui, se fosse por este que a fossemos definir! Era para moralizar as tropas? Experimente antes outras técnicas! Se calhar mister, é porque as suas equipas têm destas quebras em determinados momentos que não lhe é dado muito crédito fora de Vila do Conde. É que por cá acho que já estamos todos mais ou menos contentes com o que já se conseguiu. Mas com tanto ponto por conquistar, deixá-los passar assim com atitudes e exibições que roçam o desleixe podem começar a criar anticorpos na bancada. E não só. E os gestos de Rei Gaspar não irão sempre amenizar tudo.

(Olhanense): demasiado mau!

Claro que apetece não dizer nada; ou melhor, apetece (a quente) dizer várias coisas que não se podem ou devem dizer.
Tentando ser o mais frio possível:
- a equipa acusou demasiado a derrota com o FC Porto; inexplicável; física e mentalmente;
- Bruno Gama foi muitas vezes decisivo na primeira volta; neste final da segunda volta está a ser uma menos-valia e a equipa ressente-se demasiado disso;
- a arbitragem foi má mas acho que o Rio Ave não perdeu pelo árbitro (depois de ver as imagens poderei clarificar algum ponto)
- Valdir estreou-se; esteve mal, mas não mais mal do que outros;
- para Brito nota 1 (porque não há zero): aceito o seu onze inicial, mas esteve muito mal nas substituições. Preparou dois jogadores para um cenário de 1-2, mas quando entraram já estava 1-3. O Rio Ave não teve uma oportunidade flagrante de golo depois do 1-3. Manteve sempre os quatro defesas, para não ser goleado e acabou por ver mais dois golos entrarem; Ainda assim, a nota é mais pelo facto de não ter conseguido puxar pela equipa, não a ter conseguido motivar para a segunda parte;
- pela primeira vez não escolho o melhor em campo. Não houve melhor em campo. Houve Gaspar, depois dos 90 minutos...
- também eu me lembrei desse jogo em que Clayton e George, do Santa Clara, acabaram connosco!
- foi a pior derrota da época; numa semana oito golos sofridos;
- COMO É QUE SE RECUPERA A EQUIPA PARA ALVALADE?

(Olhanense; um-a-um) 13 zeros

(as do Gil a verde... muito escuro!)
Carlos: 1 (porque não há zero; abaixo de zero)
Wires: 1 (porque não há zero)
Gaspar: 1 (porque não há zero) *
Fábio Faria: 1 (porque não há zero; abaixo de zero)
Valdir: 1 (porque não há zero)
André Vilas Boas: 1 (porque não há zero; abaixo de zero)
Vítor Gomes: 1
Ricardo Chaves: 1 (porque não há zero)
Bruno Gama: 1 (porque não há zero; abaixo de zero)
Bruno Moraes: 1 (porque não há zero)
Sidnei: 1 (porque não há zero)
Chidi: 1 (porque não há zero; abaixo de zero)
Tarantini: 1 (porque não há zero; abaixo de zero)
Nélson Oliveira: 1 (porque não há zero; abaixo de zero)

* quero destacar aqui a atitude de Gaspar, que não deixou a equipa regressar aos balneários sem um agradecimento ao público. Mas, tanto quanto me apercebi, foi mesmo o único que concretizou esse pedido de desculpas. Só não é nota máxima para Gaspar, porque isto aconteceu depois dos 90 minutos.

(Gil): as minhas notas são fáceis de dar. A equipa leva toda 1. Excepção para Gaspar que leva 2. Não é pela atitude que teve no fim, mas porque não me recordo de ter estado metido em nenhuma asneira. Não foi como noutros jogos, mas para mim foi de longe o melhor. E a atitude no fim não demonstra só humildade, é também a experiência de quem quis mostrar que sente muito a camisola.

27.3.10

(Olhanense; convocatória) Trigueira regressa

Brito chamou 19 para amanhã:
Guarda-redes: Carlos e Trigueira.
Defesas: Gaspar, Jeferson, Fábio Faria e Valdir.
Médios: Ricardo Chaves, Vitor Gomes, André Vilas Boas, Adriano, Wires e Tarantini.
Avançados: Evandro, Bruno Fogaça, Chidi, Sidnei, Nelson Oliveira, Bruno Gama e Bruno Moraes.

Notas:
-Trigueira regressa (não era convocado desde que Carlos regressou de Angola e não joga desde Outubro)! Valdir também;
- de fora, além dos três lesionados (Magno, Bruno Mendes e Felipe Alberto) e dos dois castigados (Sílvio e Zé Gomes), Mora, Terroso e Wesllem;

Geraldes, o primeiro reforço - defesa-direito

«Defesa-direito é a primeira aquisição para a próxima época O jovem vai assinar contrato válido até 2013 e salta dos distritais para a Liga. Geraldes vai dar um salto gigante na carreira. O jovem lateral-direito do Maia Lidador, equipa dos distritais da AF Porto, prepara-se para assinar contrato com o Rio Ave válido até 2013.  (...) Quem segue atentamente os jogos do Maia Lidador - equipa renascida do extinto Maia, que está a dar os primeiros passos na segunda divisão da Associação da Futebol do Porto - elogia as capacidades de Geraldes e acredita que o jovem, de apenas 18 anos, tem potencial para se transformar num caso sério» (Geraldes tem 18 anos [2/05/1991] e esteve nas camadas jovens jovens do FC Porto, antes de regressar à Maia)

O meu comentário: isto significa que Magno não vai continuar? É que não faz sentido ficar com três defesas-direitos no plantel, mais Wires

Parabéns aos juniores

«O conjunto vilacondense empatou, a duas bolas, com o Desportivo das Aves, resultado que viria a revelar-se suficiente para conquistar o objectivo da temporada» (e já agora também aos juvenis, da semana passada)

26.3.10

Sílvio, Bruno Gama e Vítor Gomes...

... são os três nomes do plantel que estão 'no mercado', a acreditar nas notícias.
Em comum têm (mesmo que não pareça) Jorge Mendes.

Curiosamente são três jogadores que têm contrato com o Rio Ave.

«O jogo da época»?

«Com a manutenção cada vez mais perto, Carlos Brito diz que a recepção ao Olhanense será «o jogo da época» para o Rio Ave»

Então vamos lá ganhá-lo, para não ser a derrota da época!

Quatro defesas para domingo

Brito só tem Gaspar, Faria e Jeferson para domingo, mais Valdir (Zé Gomes e Sílvio castigados, Magno e Bruno Mendes lesionados). E, claro, Wires...

PS - mister, cuidado nos treinos até lá...

Poupanças para domingo? (ACT)

Penso que Brito terá esta dúvida: repetir o onze de quarta-feira no domingo ou fazer descansar alguns dos titulares. Teoricamente o onze de quarta é o mais forte, mas se por um lado faz sentido dar minutos a outros jogadores por outro o Rio Ave dever querer ganhar o jogo (é o último jogo em casa com uma equipa do nosso campeonato - embora este conceito esteja um pouco diluído). Talvez um meio termo, o que significa fazer descansar alguns (Faria? Vítor Gomes? Chidi? Bruno Gama?) sem perder a identidade.

ACTualizo: claro que estas questões terão de ser relacionadas com as ausências, por castigo, de Zé Gomes e de Sílvio. Wires é solução óbvia para a direita, mas na esquerda tanto poderemos ter Faria, como Jeferson, como Valdir. Aguardemos

Outro Rio Ave-FC Porto...

Ainda não digerimos o 1-3 e já aí está a marcação de mais um Rio Ave - FC Porto, desta vez o da 26ª jornada. Será sábado, dia 10 de Abril, às 21h15 (com transmissão na RTP).

25.3.10

Sporting comprador em Vila do Conde?

Ou apenas especulação? A Sílvio segue-se agora Vitor Gomes como possível reforço dos leões para 2010-2011.

Legitimas ambições. Pelo preço certo, espero eu.

Brito em análise

Em conjunto, o João Paulo e eu vimos o Rio Ave 42 vezes. Os pontos que damos ao treinador vão de 1 a 3 e neste momento totalizam 78. Uma média de 1.86 por jogo.

Brito está 0.36 pontos acima da metade. Com presença na meia final da Taça de Portugal e eliminação pelo Benfica na segunda fase de grupos da Taça da Liga. Com um confortável 10º lugar na Liga. Uma leitura possível é que somos muito rigorosos nas notas ao treinador que se calhar devia roçar por cima uma média de 2 pontos. Outra é que esperamos mais do futebol do Rio Ave.

Mais e mais Gaspar

Nunca é demais realçar a estupenda época do nosso veterano GASPAR.

- jogador com mais minutos e melhores notas na Taça de Portugal;
- jogador com mais minutos na Liga e líder do Prémio 'Rei do Ave!";
- está a jogo e meio de completar 3000 minutos na temporada.

Diga 33

33º jogo da temporada, 9ª derrota, a 5ª em casa.

Sinais I

Paulo Vidal dizia ontem na Linear antes do jogo que ao escolher Carlos para a baliza, Brito dava sinal que estava a escolher os melhores para o desafio.
Quem escolhe Chidi para o onze inicial não está a escolher os melhores.
Com sinais destes, estamos conversados.

Sinais II

Se é altura de lançar sinais, com esta tranquilidade toda, tenho algumas ideias para o mister.

Há jogadores em final de contrato, outros que mesmo com contrato têm pouco tempo de jogo. É tempo de lhes dar oportunidades.

Faria vai sair, que Jeferson lhe tome o lugar. Sílvio tem 2732 minutos, Valdir o azarado nem um. Terroso tem 107 minutos, precisa de muitos mais. Wesllem 203 minutos é outro caso. Trigueira 90 minutos. Fogaça tem de ser aposta contínua, Filipe Alberto recuperando da lesão também, tal como Magno.

Ficava um 11 engraçado:
Trigueira, Magno, Gaspar, Jeferson, Valdir; Tarantini, Terroso, Vilas Boas; Filipe Alberto, Fogaça, Wesllem.

Pode ser que assim a equipa espevite. Actualmente cheira a môfo.

24.3.10

Porto - 1/2 da Taça de Portugal - Ui que fraquinho!

Não gosto da Taça e cada vez gosto menos. A imagem que deixámos hoje foi pobre. O Porto comportou-se como uma equipa pequena ao ter sempre 10 homens atrás da linha de meio-campo quando não tinha a bola e depois partia em venenosos contra-ataques. E assim fez o seu jogo todo, ganhou e podiam ter sido mais uns 2 golos contra nós.
Perdemos contra um Porto fracote, nervoso, mas que soube aproveitar o facto de não sabermos muito bem jogar contra equipas fechadas e a jogar em contra-ataque. E depois houve falta de atitude do nosso ataque e do nosso meio-campo. Perdas de bola foram em número para lá do que é razoável, as alas defensivas nunca foram bem apoiadas e quando os extremos desciam, por norma faziam asneira. Bruno Gama hoje devia ter ficado em casa.
Carlos Brito leva 1. Se o técnico ao escolher Carlos na baliza quis mostrar que ia escolher os melhores para este jogo, porque diabo escolhe Chidi para o onze inicial? Mister, temos a época feita, mas está a faltar algo ao Rio Ave. A tranquilidade está a fazer mal à equipa. Compreendo aposte em 4 avançados quando as coisas estão menos bem, mas não está a resultar.

(Taça FC Porto): uma oportunidade de golo na segunda parte?????

Tirando o remate de Bruno Moraes, o Rio Ave não teve uma oportunidade de golo na segunda parte! Que desilusão! Ou seja, o ataque do Rio Ave esteve pior quando jogaram quatro avançados (Fogaça, Moraes, Nelson e Sidnei). E  como Bruno Gama, o jogador mais decisivo do ataque do Rio Ave, não  jogou (juntando-se a Chidi), o resultado esteve à vista. Penso que se pode dizer que o pouco perigo criado pelo Rio Ave surgiu a partir dos jogadores da defesa ou  do meio campo.
Com  quatro avançados em campo, o Rio Ave perdeu o controlo do seu meio campo. Brito arriscou tudo mas as coisas correram-lhe mal. 1 para o míster.
Foi a derrota mais pesada da época e, ainda por cima, o FC Porto esteve mais perto de marcar o quarto do que nós de reduzir.

PS - retiro o que disse de Soares Dias; teve uma atitude lamentável quando não deixou Vilas Boas reentrar em campo. E não foi o unico exemplo de uma exibição que me pareceu prepotente (mas não foi por ASD que o Rio Ave perdeu).

(Taça FC Porto): da nulidade do ataque ao mérito da defesa

(Gil a verde)
Carlos: 2 - 3 - o melhor, não merecia perder. Teve defesas importantes
Zé Gomes: 3 (falhou algumas vezes, mas foi o melhor; lutador até cair) - 2 - Bons cruzamentos e algumas interessantes iniciativas ofensivas. Mas a defender com o passar do tempo foi um buraco. Mas também não teve quem o ajudasse a nada
Gaspar: 3 (quase sempre bem) - 2 - Um ou dois deslizes.
Fábio Faria: 3 - 3 - Concentrado.
Sílvio: 1 (fez alguma coisa boa?) - 1 - para esquecer.
Vilas Boas: 2 - 2 - Bom no seu espaço, mau no passe.
Vitor Gomes: 2 - 2 - Apontamentos interessantes.
Tarantini: 1 - 1 - Apagado.
Bruno Gama: 1 (um cruzamento e várias asneiras) - 1 - Eclipsado, desinspirado, desastrado.
Bruno Moraes: 2 (um golo e quase marcava outro) - 2 - Pelo golo
Chidi: 1 - 1 - Nulo.
Fogaça: 1 - 1 Sem influência.
Nelson Oliveira: 1 - 1 - Pouco visível.
Sidnei: 1 - 1 - Correu bastante.

Hermínio Loureiro renuncia à presidência da Liga

Diz A Bola. Renuncia porque o Conselho de Justiça da FPF reduziu o castigo a Hulk e Sapunaru.

Quando li esta notícia, tocava no Media Center cá de casa uma música de Mão Morta, 'Estou sujo. Roído de piolhos. Os porcos quando olham pra mim vomitam'. É 'A Porcaria'. É o futebol português?

1-0 é pouco

Uma equipa ganhadora.
Vejam lá quem esteve no banco dos andrades, o número 39.

Logo

Vi três dos nossos quatro jogos na Taça de Portugal deste ano, Esmoriz, Guimarães e Braga. Só gostei do de Braga, o único fora.
O jogo de logo não tem aquela carga Scolariana de "mata-mata", mas é preciso vencer com clareza (porque é perfeitamente possível) e jogar bem.
Rezingão eu? Não! Quero é mais do que aquilo que temos produzido nos últimos tempos.
Vamos jogar com uma equipa que perdeu 3-0 com o Benfica, que foi eliminado da Taça pelo Guimarães, que nós eliminámos. Qualquer argumento, falacioso ou não, serve de motivação!

Inspiração para daqui a pouco

Vamos lá, Rio Ave!

É o Rio Ave a pagar a factura? Não (ACTUALIZADO)

«Sabe Record que Hulk pode mesmo ser já chamado para o jogo desta noite, diante do Rio Ave. A SAD pondera acrescentar o nome do Incrível à convocatória. Uma posição a confirmar durante a tarde, mas a possibilidade é real». ACTUALIZAÇÂO: «apesar de o Conselho de Justiça da FPF ter hoje reduzido o castigo do jogador de quatro meses para três jogos, o regimento deste organismo diz que a decisão só produz efeitos no dia seguinte à notificação, explicou ao PÚBLICO fonte da federação»; «Hulk não vai poder jogar em Vila do Conde. É que a decisão do Conselho de Justiça só produz efeito a partir de amanhã, dia seguinte à notificação das partes, conforme designado no número 1 do artigo 34.º do Regimento do Conselho de Justiça»


PS - venha Hulk, venha quem vier; não é por ele que não vamos ganhar!

Estragaram-me o almoço

Que ideia a minha, a de ler o Record ao almoço.
Encontrei uma pequena notícia com o título «Moraes deu a vitória em 2004», notícia que fala de um jogo em 2003/2004, para a Taça de Portugal, que o Porto ganhou por 2-1 em Vila do Conde (11 de Fevereiro de 2004, se não estou em erro).
O texto não diz mais nada - nem precisa, esse é um dos jogos mais tristes (vergonhosos) de que me lembro. E, para que conste, para que a mémória não se perca, aqui fica a prova, vários anos depois.

Espero que esta azia passe logo à noite (e, claro, Soares Dias não é Martins dos Santos!)

(FC Porto/Taça) Convocatória: máxima força

Brito levou 19 para o mini-estágio desta tarde:
Guarda-redes: Carlos e Mora.
Defesas: Gaspar, Jeferson, Zé Gomes, Fábio Faria e Sílvio.
Médios: Ricardo Chaves, Vitor Gomes, André Vilas Boas, Wires e Tarantini.
Avançados: Evandro, Bruno Fogaça, Chidi, Sidnei, Nelson Oliveira, Bruno Gama e Bruno Moraes

Ou seja, Brito chamou aqueles com quem mais vezes conta.
De fora ficaram os três lesionados (Bruno Mendes, Magno e Felipe Alberto) e ainda Trigueira, Valdir, Terroso, Adriano e Wesllem.
O 19º será certamente um avançado; são sete!

PS - como disse, e partindo do princípio de que Vítor Gomes vai jogar com Vilas Boas e Wires, a dúvida é quem faz companhia a Bruno Gama. Eu apostaria em Bruno Moraes e Sidnei, mas não ponho nem uma unha no fogo (Fogaça e Chidi?)

Jogo com o Sporting na sexta-feira santa

O Sporting - Rio Ave da 25ª jornada é dia 2 de Abril, às 20h15 (e Sport tv).

Prémio de jogo logo

ASC diz em A Bola de hoje que haverá prémios-extra pela chegada à final e, claro, se o Rio Ave vencer no Jamor.

A sorte do Cajuda é o azar do Rio Ave...

«desde que Tomás chegou ao Al Sharjah, no início de Fevereiro, a equipa ganhou todos os jogos. "Está a correr muito bem, temos cinco vitórias seguidas e desde que ganhei só ganhamos", constata»

Do pior treinador do mundo... (elogios ao Rio Ave)

«"Mas", prossegue na sua análise, "o FC Porto vai sentir grandes dificuldades pelo facto do Rio Ave ter uma grande equipa e estar a fazer um excelente campeonato. Quer um quer outro jogo será mais ou menos equilibrado e dividido e só nos dois jogos se poderá ver quem irá passar à final", conclui António Sousa»

23.3.10

Ganhar sem desculpas

O maior orçamento de sempre do Rio Ave obriga a que amanhã a equipa entre em campo para ganhar. E significa que tem de passar de um discurso polido a acções, que tem de ser arrogante, que tem mesmo de querer, não basta dizer que gostava de ir, mas que o adversário é forte. E se for preciso que vá o presidente ao balneário gritar bem alto para os espicaçar.
Eu sei que faltam muitos pontos para o fim da Liga e que Taça não é Liga, mas eu sinto que o Rio Ave adormeceu à sombra da tranquilidade. Por isso é que amanhã é preciso mostrar mais que intenções. Emancipem-se.

Tv do estado pra quê?

A RTP, televisão que à hora de almoço anunciava uma edição especial do Trio de Ataque em directo de Newark nos EUA, falou do nosso jogo de amanhã. Mas só apresentou imagens de um treino do Porto e declarações de Miguel Lopes. Sobre o Rio Ave, nada. A televisão pública que todos nós pagamos. A tal que hoje tem uma emissão em directo da América. Ou então, o Rio Ave está em blackout e eu não sei. Ou ainda, se calhar o Porto vem a Vila do Conde treinar sozinho.

Brito e a final

«Carlos Brito não desdenha uma eventual qualificação para a final da Taça de Portugal, algo que seria um "motivo de orgulho". Temos legitimidade para pensar em seguir em frente. Seria uma grande alegria, ainda que o favoritismo seja do FC Porto. Era um prémio justo para a equipa, que tem sido digna", afirmou na conferência de imprensa de antevisão da partida, que terá lugar no Estádio dos Arcos, em Vila do Conde»

Casa cheia? (ACT)

«O presidente do Rio Ave gostaria de ter lotação esgotada. "É um jogo da Taça e numa quarta-feira à noite, mas a massa associativa do Rio Ave vai comparecer em força. Esperamos que a massa associativa do FC Porto também esteja presente e que tenhamos uma casa cheia", afirma»

Ó presidente, lotação esgotada??? Não tem acompanhado o que tem acontecido ao portismo? Nem mil azuis e brancos vamos ter em Vila do Conde!

ACTualizo a 24/3: «Mesmo não sendo esperada casa cheia, a venda dos bilhetes corre a bom ritmo em Vila do Conde. Ontem a procura dos ingressos - que custam entre 5 e 20 euros - intensificou-se, esperando-se que até à hora do jogo de hoje seja vendida mais uma fatia significativa dos 10 mil lugares do Estádio dos Arcos». Significativa?

A Taça de Tarantini

Tarantini é o segundo jogador mais usado na Taça (375 minutos, depois de Gaspar) e o melhor marcador, com três golos (os mesmos de Bruno Gama).

É opção para amanhã?

Bruno Moraes titular...

... caso tivesse ficado no Porto? (É que sem Varela, sem Farias[esteve lesionado e pareec que está de castigo], sem Rodriguéz, sem Mariano, sem Hulk, restam Falcao e Orlando Sá...)
E titular amanhã pelo Rio Ave?

(situação insólita esta de um jogador que poderia ser titular pelas duas equipas!)

Marcar primeiro (ACT)

Parece-me que nunca terá sido tão importante marcar primeiro como amanhã frente ao FC Porto. Se o Rio Ave faz um zero, os nervos portistas talvez dêem uma ajuda!

ACTualizo: «Não espero um FC Porto fragilizado. Sem dúvida que é um momento menos bom deles, fruto de algumas ausências importantes, mas isso não invalida que o FC Porto continue a ser candidato a ganhar todas as provas", afirmou o técnico do Rio Ave, sublinhando que espera um dragão "forte"»

Os dois azarados...

Partindo do pressuposto de que Brito iria manter amanhã alguma rotatitividade no plantel que tem caracterizado a presença na Taça de Portugal, há, entre os três lesionados, dois grandes azarados: Magno e Bruno Mendes. Não podem jogar, mas provavelmente seriam titulares.
Zé Gomes, por exemplo, não fez nenhum jogo da Taça; Magno foi sempre titular até se lesionar (falhou o jogo de Braga); Bruno Mendes fez os dois primeiros jogos (Gaspar fez os quatro e foi o único, em todo o plantel, que o conseguiu!). Tarantini também fez três e Adriano fez dois.
E há a questão de Mora.

Depende portanto do que Brito entende: se vai continuar a promover alguma rotatividade ou vai apostar nos onze melhores (e nesse caso as únicas dúvidas estão no ataque, onde só Bruno Gama é certo)

22.3.10

Soares Dias para quarta-feira

A última deslocação de Soares Dias a Vila do Conde causou desagrado mas sem razão (foi a última vitória, frente ao Leixões) Eu gosto do seu trabalho. Soares Dias dá-me garantias...

PS - também esteve, esta época, no Rio Ave 2 - Sporting 2 e na derrota em Guimarães na 14ª jornada, essa com um penalti que ficou por marcar a nosso favor!

Mais da próxima época

No mesmo dia em que A Bola anunciava a preparação da próxima época, O Jogo trazia um trabalho mais desenvolvido sobre o mesmo assunto, e que a só hoje tive acesso.

(A lista de O jogo já inclui Gaspar, mas tira Terroso da nossa; de resto nada nada de novo, a não ser que dos 12 jogadores com contrato, todos o têm até 2011, com excepção de Wires, Bruno Gama e Felipe Alberto, 2012, e Vítor Gomes, 2013).

Reforço de última hora: Gastão está connosco!

«O defesa refere que é «importante» vencer a primeira mão, «nem que seja pela margem mínima, para criar ânimo para o segundo jogo». Gastão garantiu que «o plantel do Rio Ave está determinado em chegar à final».

Desculpa, Miguel, mas quarta...

... não podes ser feliz!.

O melhor FC Porto da época...

... para defrontar o Rio Ave? Será que este é o FC Porto ideal para chegar à final?

Brito, o conservador

Hoje, ao ouvir os elogios a Fábio Coentrão pelo trabalho no lado esquerdo da defesa, recuperei uma ideia que me parece fazer algum sentido: não estão em causa as qualidades de Brito, que gostaria de ver muitos anos em Vila do Conde, mas penso que a ousadia (ou o risco) não faz parte do seu léxico. Enquanto João Eusébio pôs um defesa-direito a jogar à esquerda e, sobretudo, um extemo direito a jogar a defesa, vendo neles qualidades para esse lugares, Brito não inventa. Pode ser muito bom, mas também tem desvantagens. Porque não testar Tarantini a ponta de lança? ou Adriano a extremo? (dois lugares em que houve muitas carências ao longo do campeonato).

O Rio Ave, há um ano...

«acho que o desempenho que o Rio Ave conseguiu no último ano é o melhor exemplo para manter bem viva a esperança", começou por dizer Zé Manuel, salientando que "o importante é ganhar jogos"»

21.3.10

Mora vai ser titular?

É um dúvida que só CB pode desfazer.
Mora fez três dos quatro jogos, ao passo que Carlos nunca jogou.
Por mim não há dúvidas!

Mais uma vitória inequívoca do nosso futsal

Sem espinhas, mais uma vez, foi como jogou o Rio Ave (8-3).
Nesta altura, penso, a prioridade deve já ser preparar muito bem a estreia o regresso (obrigado PV) à primeira divisão, para evitar que aconteça ao futsal o que aconteceu ao futebol quando se estrearam no campeonato principal. Faltam duas vitórias, se bem percebi, e no próximo fim de semana o Rio Ave joga em casa do primeiro, mas nada vai impedir a subida de divisão (atenção Direcção: preparar uma grande festa no pavilhão para esse jogo).

«12 jogadores com contrato para a próxima época»

A Bola confirma os nossos números: há 12 jogadores com contrato, mais Tomás. A Bola fala em «continuidade firmada no vínculo», o que significa que também não se compromete com a real continuidade desses 12 nomes (para mim cerca de metade pode estar - pelas mais variadas razões - em dúvida).

PS - a estes 12 há que juntar a renovação automática de Gaspar!

20.3.10

Treino ao domingo

Para matar saudades, há treino amanhã de manhã!

Se alguém me puder explicar... (ACT)

«Nos trabalhos deste sábado no Estádio dos Arcos, Carlos Brito esteve muito tempo a treinar as movimentações táticas (joga num 4x3x3), algo que não costuma fazer para os jogos de campeonato» (???)

ACT a 21/3: «Carlos Brito demonstrou estar a preparar já com extremo cuidado o próximo embate. Ao contrário do que é habitual, o técnico ensaiou nuances táticas à porta aberta. Os atletas aprimoraram as saídas ofensivas em velocidade, após um fase de contenção que privilegiava a posse de bola nas zonas da defesa e do meio-campo»

19.3.10

Bruno Gama e a Polónia (parte 2) (ACTx2)

Outra vez Bruno?
Outra vez a Polónia?
Não te metas nisso, ok?

Ai é, queres ir para a Polónia? Tomá lá!

ACTualizo a 20/3: Bruno Gama já em pleno para quarta!

Próxima época começou a ser preparada

A Bola diz hoje que estão na mesa, desde esta semana, as renovações e contratações (e dispensas?).
Vamos a isso!

Outra questão a resolver esta época (Niquinha voltou a jogar no Brasil)

Estando já a lançar a próxima época, aproveitando a tranquilidade obtida pela actual classificação, é tempo de resolver algumas questões pendentes. E uma delas passa invariavelmente por Niquinha. Tanto quanto julgo saber, a sua experiência como 'olheiro' no Brasil foi um desastre, pelo que não faz sentido continuar. E à falta de uma ideia melhor, é tempo de encerrar um ciclo. Não terminou globalmente da melhor maneira mas também não faz sentido persistir num erro.

PS - é possivel ser olheiro do Rio Ave  e, ao mesmo tempo, jogador do Francana (da A3 de São Paulo)? O jogador quis voltar a jogar e está a fazê-lo a titular! (e joga ao lado do seu irmão Marquinhos...); talves seja por isso que, tanto quanto julgo saber, repito, nunca enviou informações para Vila do Conde.

O que fazer? Futsal!

Queres bola, Gil? Tens futsal amanhã à tarde. Aparece, já que não queres contribuir para uma realidade mais verde!

O meu comentário (Gil): fiz outros planos. Caminhada até à nascente de um rio, mas que não é o nosso Ave. E já dei a minha contribuição para uma realidade mais verde: o pequeno Gil é sócio desde que nasceu!

18.3.10

Pior informados

Já repararam que mal o «site» coloca online meia duzia de linhas sobre o treino ou outra coisa qualquer surgem de imediato notícias no Record, A Bola ou no Jogo (por esta ordem de rapidez, no caso), que basicamente copiam essa informação (e nem a citam ou referem a fonte, ao contrário do que faz a maior parte dos blogues)? Qual é a importância disto? Os jornalistas deixaram de ir aos locais onde acontece «a notícia» (os treinos, por exemplo) e ficam sentados à espera da informação oficial. E nós, leitores, que antes tinhamos várias fontes, agora temos uma (a oficial). O site faz o seu trabalho, os jornalistas é que estão claramente a falhar...

Comparem os exemplos online por favor e vejam até que ponto estaremos a falar de plágios

O melhor defesa central do campeonato é?

Bruno Alves? Não! David Luís? Não! Moisés? Não!
Gaspar!
Para o Record, Gaspar é o defesa central melhor portuado (67 pontos, os mesmos de Luisão) e sétimo da lista geral da Liga.
Para nós isto não é novidade, por isso não nos cansamos de elogiar Gaspar!

PS - Fábio Faria é o 13º da geral, a três pontos de Gaspar e o Rio Ave é a única equipa com dois centrais nos 13 primeiros (o Braga também tem dois defesas, mas um é Evaldl).

Deixem o Bruno Moraes em paz!

«E não será por falta de oportunidades que aquele que foi considerado um dos mais promissores avançados, recrutado ao Santos e desviado da Juventus em 2003/04, deixará de reencontrar a equipa de Jesualdo Ferreira, adversária do Rio Ave nas meias-finais da Taça de Portugal. (...) Em Vila do Conde, o brasileiro voltou a sentir a adrenalina da alta competição, o que não acontecia desde Outubro de 2008».

deixem-no mostrar alguma coisa em campo, pf!

Miguel Lopes vs. Fábio Coentrão

São dois ex-nossos jogadores (provavelmente ambos titulares), que vamos ver com toda a atenção.

PS - qual o resultado que nos interessa, tendo em vista o jogo de quarta-feira? A vitória do FC Porto pode empolgar a equipa e ser pior para nós (mas também pode relaxá-los...); uma vitória do Benfica fará com que a Taça de Portugal seja a única competição que os azuis e brancos podem ganhar, o que também não é bom para nós. A não ser que seja uma goleada...
Mas talvez mesmo o ideal fosse terem de fazer 120 minutos, para chegarem cansadinhos a Vila do Conde três dias depois...

17.3.10

O que fazem os nossos jogadores nas horas vagas?

Se os treinos são sempre de manhã, como ocupam os jogadores do Rio Ave o resto do dia? Para quem como eu trabalha de manhã à noite, ter tanto tempo livre causa alguma estranheza. Ficam em casa, vão ao cinema, ouvem música, dedicam-se à jardinagem, à moda, cuidam da carreira, da imagem, passam o tempo na internet no HI5, Facebook, Twitter ou em blogues?

Fiz uma pesquisa pouco criteriosa sobre que vida têm os nossos jogadores na internet. Talvez por ter sido pouco criteriosa e rápida apenas encontrei dois jogadores com site oficial: Bruno Moraes (que não fala no Rio Ave) e Fogaça. Depois encontrei uma coisa parecida com isso, uma página do Sílvio (manda umas fotos tuas para lá, sempre as mesmas já cansa...). No mesmo site estão alojadas páginas de outros atletas, mas nenhuma de jogadores do Rio Ave. No site da Gestifute (empresa de Jorge Mendes) encontra-se um link para o Rio Ave e os 4 jogadores do clube que Jorge Mendes representa. Sobre Valdir (que é jogador de Mendes) descobri também algo muito curioso: é afegão.

De Gaspar encontrei duas referências na Wikipedia, uma em inglês, outra em português. A versão inglesa é mais completa. Coloca lá qualquer coisa da tua carreira em português, ó Gaspar!

Mas há mais curiosidades. Não sobre os jogadores em si, mas sobre homónimos. Pesquisar nomes no Google pode ser um exercício engraçado. Por exemplo:

Tarantini partilha o nome (a alcunha, mais precisamente) com um empresário italiano que organizava orgias para o primeiro-ministro de Itália. Já Nelson Oliveira também é nome de artista plástico. Já dizia o grande Gabriel Alves que o futebol é uma arte plástica. Há dúvidas?

Zé Gomes é também nome de alguém que se dedica ao comércio e ensino de cavalos. Se eu soubesse, a tua prenda tinha sido outra!

E Chidi? Bem, o avançado partilha o nome com uma cantora inglesa. Eu bem achava que era música que ele nos anda a dar há uns anos...

Mas se é só a biografia de cada um que vos interessa, talvez seja o Zerozero que dá o melhor resumo.

Goleadas? Aos juniores!

O técnico dividiu o plantel em dois grupos distintos para as duas partes. Na primeira, o resultado cifrou-se em 2-0, com golos de Bruno Moraes e Jeferson. Na segunda, Bruno Gama bisou e Sidnei fechou a contagem.

PS1 - Sim, Jeferson jogou e marcou
PS2 - Trigueira foi o guarda-redes
PS3 - Carlos, Mora e Gaspar foram poupados
PS4 - Bruno Moraes confirmou que nos treinos...
PS5(0) - Parece que já não há jogo-treino; amanhã de manhã é no parque da cidade do Porto

1 golo por cada 600 minutos (ACT)

Chidi participou em 22 dos 23 jogos da Liga (foi suplente não utilizado uma vez).
Soma quase 1200 minutos e dois golos. 1 golo em cada 600 minutos (equivalente a seis jogos e meio).
Surpreendidos?
É bem melhor do que a média anterior...

PS - os números valem sempre e apenas o que valem. Não valem muito mas também não os devemos ignorar.

ACTualizo: Chidi é 68º melhor marcador da Liga,  Bruno Gama o 50º, Wires o 34º e Tomás ainda o 11º

O que têm em comum Chaves, Chidi Vítor Gomes?

Foram substituídos nove vezes.

(Já a lista dos suplentes mais vezes utilizados continua a ser liderada por Adriano, com 15 utilizções... quase nas 15 primeiras jornadas. Nas últimas pura e simplesmente não tem sido opção. Ainda assim é o segundo jogador da Liga que mais vezes foi utilizado como suplente; Matheus, do Braga, foi 20 vezes)

Há quanto tempo o Rio Ave não marca um golo?

Há 231 minutos.

(E se Tomás jogasse uma semana por nós e outra pela equipa do Cajuda? Ajudava nos dois lados e ainda matava saudades de casa!)

Homenagear Evandro

Não sei se Evandro pretende terminar a carreira no final desta época, mas se isso acontecer faz todo o sentido que o Rio Ave o homenageie. E como o último jogo da temporada é na Luz, então temos de o fazer no último jogo em casa.

Ao cuidado da Direcção, que - depois de acertar com o jogador o fim da ligação - não deixará de se disponibilizar para essa homenagem.

16.3.10

Ainda não, Sílvio

Sim, tens capacidade para jogar num clube maior, mas ainda não estás pronto.
És um bom defesa-lateral esquerdo, se calhar o melhor em termos defensivos em Portugal, mas ainda não és um jogador excepcional. Tens de melhorar nas acções ofensivas onde ainda és pouco ousado e não demonstras grande capacidade de romper em velocidade, tens de melhorar os teus cruzamentos sobretudo com o pé esquerdo, ainda tens de melhorar o teu timing de entrega de bola aos companheiros e a qualidade dos teus passes globalmente.

Não leias o que eu não digo. És bom jogador, mas eu acho que ainda não estás preparado para sair e ser titular de caras nos clubes onde queres jogar. Não queiras dar um salto maior que as tuas pernas. E aqui em Vila do Conde estás muito bem, és apreciado pelos adeptos e só tens a ganhar se a tua paciência te aconselhar bem.

Sílvio prepara a saída

A mim parece-me inevitável. Muito mais se, como consta, Jorge Mendes está na rota...

Jogo-treino até sexta?

A generalidade das equipas que não competem este fim de semana (ou seja, todas menos o Benfica e o FC Porto) vaõ fazer jogos-treino. A Bola diz que o Rio Ave procura adversário para fazer um jogo até sexta. É que depois, na quarta, há os dragões...

Brito à Mourinho, em Braga

Ainda o jogo de Braga: Brito teve um gesto à Mourinho, colocando a mão no braço de Alan, quando a bola saiu junto ao banco de suplentes do Rio Ave. Foi a primeira vez que vi Brito fazer uma coisas destas e fiquei um pouco surpreendido (foi uma coisa instintitiva, mas que podia ter dado para o torto, até porque Alan foi deselegante, queixando-se da cara, quando o toque foi no braço). Felizmente a coisa morreu ali, excepto para meia dúzia de adeptos do Braga que não mais pouparam Brito até ao árbitro apitar... 

Bruno Moraes para o FC Porto

Bruno Moraes diz que gostava de estar no FC Porto onde, por força das lesões, poderia ter a sua oportunidade.

O meu comentário: não estão em causa as qualidades de Bruno Moraes, que certamente voltará a ser o grande jogador que já mostrou. Mas, e como as verdades são para serem ditas, a jogar assim o Bruno nem no Passarinhos da Ribeira. A minha esperança é que o mau momento passe rápido. Porque vem aí o FC Porto e nada melhor do que se mostrar contra a sua ainda ex-equipa...

Jeferson apto

Jeferson está de volta, pelo que há apenas três problemas para Brito: Felipe Alberto, Bruno Mendes e Magno.

Wires à direita, com o Olhanense

Ontem ainda tinha dúvidas, mas Magno confirmou-me hoje de manhã que não estará em condições de alinhar nas próximas semanas (houve uma 'recaída' entretanto), pelo que será mesmo Wires a jogar como defesa direito no próximo jogo em casa, enquanto Zé Gomes está de 'castigo'.

PS - até que ponto esta paragem pode prejudicar uma eventual renovação? Já o defendi, Magno deve renovar, até porque sempre que tem jogado tem cumprido.

Um penalty por marcar em Braga?

Em jogo corrido não tive opinião sobre o lance. Mas perto do final terá havido mão intencional de um jogador do Braga na sua grande área (é apenas uma hipótese que os nossos olhos de rioavistas dirão que é um facto).

A última vez que beneficiámos de um penalty foi na 17ª jornada em Setúbal. Wires disparou um míssel que no entanto foi parado pelo redes sadino. Chidi marcou de recarga. Antes disso, marcámos de penalty por Wires à Naval e na abertura do campeonato ao Leiria.

Wires que tem 4 golos, marcou os restantes 2 contra Nacional na Choupana e contra a Académica em Coimbra. Em casa, o brasileiro ou fica inibido ou está tão habituado a treinar no sentido da largura do relvado que nos jogos não sabe onde fica ao certo a baliza do adversário.

Gaspar mais líder

Gaspar é cada vez mais Rei. São 18 os pontos de vantagem sobre Bruno Gama que por sua vez tem uma vantagem de 16 sobre Fábio Faria.

De resto, só na cauda da tabela houve mexidas, com Moraes a trocar com Wesllem.

15.3.10

Gaspar volta a ganhar (na semana mais renhida)

Não me lembro de uma semana tão renhida no apuramento do Rei do Ave. Gaspar, com 30 pontos, ganhou, mas há três jogadores com 29 pontos: Carlos, Faria e Vítor Gomes*.
Tarantini aparece depois com 27 pontos.
Sidnei e Fogaça, com 19 pontos, são os titulares menos pontuados, sendo que há um suplente com mais pontos Chidi (20). Bruno Moraes somou mais 13 penosos pontos.

PS - veja-se o contraste entre os pontos da defesa e do meio campo e os do ataque. Não dá para enfiar a cabeça na areia...

* Vítor foi 'prejudicado' com os nossos 4 pontos! Gaspar, Faria e Carlos tiveram seis. Com seis, Vítor teria sido o vencedor (é uma curiosidade, como é óbvio; não damos pontuações em função de outros critérios que não sejam os jogos que cada jogador faz, mas é verdade que o Vítor foi o mais pontuado nos outros contribuintes e só não o foi pelo Reis do Ave!).

É correcto dizer...

... que dominámos a segunda parte do jogo de Braga sem criar um verdadeira oportunidade de golo?

Pequenas notas da visita a Braga

Ir de Vila do Conde a Braga é rápido, demorou meia hora a velocidade moderada e usando a A11. Estacionar e chegar ao estádio é bem diferente. Há carros estacionados por todo o lado porque os lugares de estacionamento não abundam. Estacionar ali ao lado do estádio é para esquecer. Depois há uma caminhada num relevo de sobe e desce e duas filas consideráveis em 3 barreiras no acesso ao estádio propriamente dito. O João Paulo dizia-me que é um pecado dos estádios fora das cidades e sem cobertura de transportes públicos. E numa cidade como Braga este aspecto é mesmo um problema. O estádio Axa até tem um parque de estacionamento sob o relvado, mas até esse parque cria outro problema. Quem tem de aceder como nós à bancada poente, tem de passar pelo meio do parque ao entrar e ao sair. Um caos. O estádio só tem uma entrada? Pareceu.

Espero que quem tenha a responsabilidade de projectar um novo estádio para o Rio Ave ou de reformular este, seja picuinhas ao ponto de considerar estes "pequenos" pormenores. Estes e outros. E que tal a Direcção criar um pequeno espaço de sugestões no site? E por falar em estádio, novidades?

Depois de demorar mais a sair da zona do estádio do que a chegar de Vila do Conde a Bracara Augusta, safou-nos que se come bom polvo em Braga. Ou não era polvo?

Bruno Moraes dedicado 24 horas por dia.

Não admitia outro cenário que não fosse o de Bruno Moraes ser titular em Braga mas enganei-me redondamente. Não só não foi, como até foi o último suplente a entrar. Os 15 minutos em que esteve em campo seguiram o padrão dos únicos jogos que fez. Nada de relevante. Brito explicou há algumas semanas que o jogador estava cansado, mas eu já lembrei que ele não tem jogado e que em dois meses fez 70 minutos de competição. Cansado de treinar?
O mais certo é eu estar a ser muito impaciente.

[aliás, não me enganei apenas relativamente a Moraes; um jornalista meu amigo, que estava a preparar para sábado uma página sobre o Rio Ave, caiu no erro de me pedir informalmente uma opinião; disse-lhe que me parecia que Brito apostaria em Chaves, Wires e Vítor Gomes, porque a alternativa Gomes, Wires e Tarantini (mais provável) era muito ousada; que Chidi seria mais provavél do que Sidnei (Chidi tem sido aposta e Sidnei vinha de não convocado) e que estava na hora de Moraes aparecer no lugar que tem sido de Fogaça; três tiros ao lado!!!!]

Cinco jogos em casa, três fora (32 pontos?)

Felizmente a questão da manutenção na primeira divisão já não se coloca (e a derrota do Leixões ajudou a cavar o fosso). Além disso, estou convencido de que vamos terminar o campeonato com 32 pontos (é um palpite), mas já que se fala do jogo com o Olhanense  é importante dizer que é - dos quatro que temos em casa até final - aquele em que temos mais obrigação de ganhar.
São quatro jogos em casa (Olhanense, FC Porto, Marítimo e Guimarães) e três fora (Sporting, Belenenses e Benfica)

Wires à direita

Gostei muito de ver Wires na direita da defesa na segunda parte de Braga. O centro e a direita da defesa parecem-me os nossos pontos mais fortes. Zé Gomes tem estado muito bem, é o quarto mais pontuado do plantel e Magno tem cumprido sempre que é chamado. Wires mostrou-se apto ao lugar e para aquele lado Brito pode dormir descansado.

Já quanto ao centro, Gaspar e Faria são máquinas de eficiência, mas as lesões de Jeferson e Bruno Mendes são uma núvem no horizonte.

O que fazer

nestes 9 dias, 216 horas, 12960 minutos, 777600 segundos sem futebol do nosso Rio Ave?

Manda-se os cromos às escolas promover a caderneta?

Sem Zé Gomes e sem Sílvio.

Partindo do pressuposto de que não haverá lesões, há duas alterações certas face ao jogo de Braga: Zé Gomes e Sílvio viram amarelos e vão cumprir um jogo de paragem frente ao Olhanense.
No lado direito é provável que Magno ainda não esteja a cem por cento, mas Wires está em grande nesse lugar (e como Vilas Boas regressa...); do lado esquerdo a dúvida é maior: irá Valdir ter a sua oportunidade finalmente? Ou Faria descai e entra Jeferson (se já estiver em condições)?
Ou seja, várias dúvidas para ir esclarecendo, em função das próprias lesões.

14.3.10

1, 2, 3

3 portugueses no onze inicial do Braga, 3 estrangeiros no onze inicial do Rio Ave.

Brito, a Naval e o Braga

Frente à Naval, Brito disse que se pudesse substituía oito ou nove jogadores; ontem deu «os parabéns» a todos os seus jogadores. Concordo com Brito, se aceitarmos que os que estiveram abaixo fizeram o máximo que podem e/ou sabem.

Braga - 23ªj - sim, perder num pormenor

Sim, foi um detalhe importante que nos fez perder ontem. Gostei muito do Rio Ave que começou por abanar a trave do Braga e todo aquele magnífico estádio tremeu com um arrepio. Mas o futebol é dinâmico, faz-se de desequilíbrios e com menos um homem que estava a ser assistido, sofremos um golo. Estou convencido que a 11 não seria assim.
Após golo não estivemos bem. Faltavam ideias e havia jogadores claramente mal no jogo: Wires está uma nódoa no centro do terreno e Tarantini depois da cabeçada que levou a bola à trave andou a correr sem destino. Com isto Vítor Gomes estava abanadonado. Sidnei também estava desafinado como um velho piano. A Fogaça não chegava jogo mais uma vez.
Com o intervalo e as alterações, cheguei a pensar que ia dar-se o mesmo desastre táctico já visto com a Naval, mas isso foi apenas verdade durante 10 minutos talvez. O Rio Ave ganhou muitos metros no terreno, o Braga encolheu-se com um ouriço-cacheiro e lá aguentou a vitória. Wires parecia um novo jogador quando passou para lateral-direito, Tarantini voltou a reaparecer, Chidi estancou o flanco direito do Braga, mas como diz bem o João Paulo, faltou-nos poder de fogo.

O Braga tremeu e temeu, mas só isso. Foi pena, pela boa atitude merecíamos algo mais.

2 a Brito porque faltou pontuar.

(Braga) Perder no único deslize e com uma oportunidade de golo

Penso que é um sentimento comum a todos os rioavistas que viram este jogo: a sensação de que faltou pouco para conseguir muito mais. De que faltou ataque para marcar golos. Apenas isso. Embora não seja pouco...
No final do jogo eu dizia ao Gil que o Rio Ave (e estas generalizações nunca são rigorosas...) é a equipa do quase... Ontem quase empatávamos. Quase fizemos uma boa exibição. E depois fomos jantar e já não falámos mais do jogo; porquê? porque é o tal padrão que se repete ao longo do campeonato, sobretudo quando jogamos com equipas mais fortes.
O Rio Ave é uma equipa que merece elogios, que nunca perde por muitos (pudera, com centrais assim!), mas a que lhe alguma coisa. Brito diz que faltou ataque. E não foi por não tentar. Jogou muitos minutos em 4-2-4, o que é sempre notável. E o Braga terminou encostado à sua baliza. Mas oportunidades de golo, tirando o cabeceamento de Tarantini...
Por falar em Brito: nota 3. Surpreendeu tudo e todos com o onze (é ousado aparecer em Braga com um meio campo com Wires, Vítor Gomes e Tarantini, deixando Chaves no banco)e meteu os trunfos que podia. Como é óbvio, acredito que se pudesse teria metido Moraes mais cedo em campo, mas como se viu de pouco adiantaria. (só uma nota menos positiva: pareceu-me que o meio campo que começou o jogo esteve um pouco desenquadrado tacticamente e que melhorou bastante quando ficaram dois... Impressão minha, apenas?)
Volta Tomás, por favor.
O melhor em campo foi Gaspar. Destaques ainda para Carlos e Faria.
(a poucos minutos do fim há um lance na área do Braga em que alguns jogadores do Rio Ave reclamam penalti. No estádio não vi, mas Brito apontou o braço para o juiz de linha. Bola na mão?) Não foi pela arbitragem que perdemos. Perdemos porque sofremos um golo quando Zé Gomes estava a reentrar em campo, depois de assistido e não houve compensação, e perdemos sobretudo porque não temos ataque.
Quase...

(Braga; um a um) A defesa muito bem, o ataque muito mal

Carlos: 3 (mais uma vez, grandes defesas; nada a fazer no golo) 3
Zé Gomes: 2 (não é fácil levar com Alan, mas teve registo positivo; mais atacante do que noutros jogos; nem sempre os cruzamentos funcionaram) 2
Gaspar: 3 (senhor Gaspar, por favor, uma exibição brutal! não há nota 4?) 3, o melhor
Fábio Faria: 3 (não tão brilhante como Gaspar, mas quase sempre muito bem) 3
Sílvio: 2 (um jogo com altos e baixos, e mais uma vez Alan a complicar; várias vezes demorou dois segundos mais a meter a bola e perdeu-a com isso, mas também esteve muito interventivo no ataque) 2
Vítor Gomes: 2 (penso não se adaptou bem ao lugar de AVB, mas melhorou bastante na segunda parte; chutou menos do que nos últimos jogos, mas esteve muito mais em campo quando só havia dois médios) 2
Wires: 2 (2 apenas pela segunda parte, desde que foi para defesa direito; no meio campo o seu trabalho foi uma decepção); 2
Tarantini: 2 (um pouco como Wires: globalmente não fez a diferença e seria 1, mas o único lance de verdadeiro perigo foi num cabeceamento seu e isso no Rio Ave é uma espécie de tesouro) 2
Bruno Gama: 2 (parece que se confirma que não estará no seu melhor momento; cansado não é; corre como poucos; e não sabe jogar mal!) 2
Fogaça: 1 (está a perder a oportunidade; as suas melhores intervenções foram na defesa) 1
Sidnei: 1 (fez alguma coisa bem feita?) 1
Nélson Oliveira: 1 (outro jogador que não está a confirmar os créditos) 1
Chidi: 1 (de cada vez que jogar para trás o mister devia tirar-lhe cem euros...) 2
Bruno Moraes 1 (este é o Bruno Moraes que se conheceu? será o seu avatar?) 1

12.3.10

Bruno Moraes vai ser titular amanhã?

Não admito outro cenário que não seja o de Bruno Moraes ser titular amanhã em Braga.
Será a sua estreia como titular, depois de dois jogos passados no banco.

(Braga) Valdir, Adriano e Sidnei de regresso

Brito leva a 20 Braga:
Guarda-redes: Carlos Fernandes e Mora;

Defesas: Gaspar, Fábio Faria, Zé Gomes, Sílvio e Valdir;
Médios: Ricardo Chaves, Vitor Gomes, Adriano, Wires e Tarantini;
Avançados: Evandro, Wesllem, Sidnei, Bruno Fogaça, Chidi, Bruno Moraes, Nelson Oliveira e Bruno Gama.

Notas:
Valdir, Adriano e Sidnei são regressos. É a segunda convocatória de Valdir na Liga (curiosamente a primeira vez foi num jogo em que Vilas Boas também estava castigado). Penso que Brito o faz como prémio ao jogador.
- Felipe Alberto, pelos vistos, está lesionado, e junta-se a Magno, Jeferson e Bruno Mendes (como se disse, Vilas Boas está fora de jogo);
- Ficam em Vila do Conde Trigueira e Terroso;

Brito ainda não esqueceu o jogo com a Naval

Para pontuar na cidade dos Arcebispos, Carlos Brito diz que a sua equipa «terá de fazer muito melhor» em relação ao que produziu frente à Naval (0-0), recuperando o que de «muito bom» fez na última deslocação, que ditou triunfo (1-0) em Coimbra

Pergunta: com os mesmos ou com os substitutos?

Próximo jogo da Liga em casa é domingo às quatro

Recebemos a Olhanense no domingo dia 28 (16h).

(o futebol só volta à tarde de domingo um mês depois)

Lembrar o jogo da primeira volta

Numa altura em que os jornalistas lembram que o Rio Ave foi a primeira equipa a tirar pontos ao Braga, quero lembrar que acabámos beneficiados nesse jogo, com o golo de Tomás (eu próprio corrigi, depois de ver as imagens, as primeiras impressões do jogo).
Fomos diversas vezes prejudicados neste campeonato, mas as queixas só têm credibilidade se soubermos reconhecer o outro lado.

Carlos continua?

Já o disse, não acredito que Carlos continue - não acredito porque mostrou que é um grande guarda-redes e, assim, não faltarão clubes interessados. Mas Carlos dá a entender que já não aceita qualquer convite e que se sente bem em Vila do Conde. Muito mais agora que se prepara para ser vilacondense! Bem vindo à nossa terra! Aumenta um pouquinho a minha esperança, mas não muito...


[Lembro-me de, com Paiva, ter escrito que nos fazia falta um guarda-redes que valesse pontos, que segurasse alguns resultados; Carlos é esse guarda-redes; o melhor desde Marco Aurélio? Já lá vão 14 anos...]

Gaspar, Carlos e Faria, os melhores da época?

Esse balanço ainda é cedo para se fazer, mas estes três nomes estão no topo.
Na lista dos 'mais valiosos' de A Bola estes três jogadores estão em 18º (Carlos), 19º (Gaspar) e 21º (Faria). Carlos é aliás o quatro melhor guarda-redes da Liga e o Gaspar o 5º melhor defesa.

Curiosamente a nossa própria tabela não confirma integralmente essas notas, porque Bruno Gama está em segundo lugar e Zé Gomes tem mais pontos do que Carlos (que esteve várias semanas fora).

11.3.10

Jorge Sousa em Braga

Gosto deste árbitro.

Magno cumpre a promessa!

«O defesa brasileiro Magno, que procura debelar lesão no adutor da perna esquerda, subiu esta manhã ao relvado no treino do Rio Ave»; está na hora!

(a próxima época) Em resumo, as certezas e as dúvidas (ACT)

Eis o ponto da situação:

Há jogadores que têm contrato e que vão certamente continuar:
Ricardo Chaves,  Wires, Vítor Gomes,  Tomás (?), Chidi, Wesllem (?) e Felipe Alberto

Há jogadores que têm contrato mas podem estar em dúvida (por várias razões):
Valdir, Sidnei, Terroso, Trigueira, Bruno Gama e Sílvio;

Há jogadores que têm contrato mas que vão sair:
Fábio Faria;

Há jogadores sem contrato mas que podem (nalguns casos, devem!) renovar:
Gaspar (renovação automática!), Vilas Boas, Magno, Zé Gomes, Jeferson, Tarantini;

Há jogadores sem contrato e que não devem renovar (também por razões diferente):
Adriano, Evandro, Mora, Carlos, Bruno Mendes, Bruno Moraes, Nélson Oliveira, Fogaça (?), Terroso.

[com este exercício assumidamente especulativo e opinativo termina a primeira parte de balanço desta época e projecção já da próxima; sei que os responsáveis da nossa equipa já começaram a preparar essa próxima época e fazem bem, estamos no momento certo. Por isso é que estes textos aparecem agora; uma nota final: o futebol, como a vida em geral, está cheio de imponderáveis e aquilo que parece certo hoje, amanhã...; por isso este exercício é feito com redobradas cautelas]

(a próxima época) Quase tudo em aberto no ataque

Depois da baliza, da defesa e do meio campo, agora o ataque:
Evandro: não tem contrato e não vai continuar (penso);
Bruno Gama: tem mas talvez não continue...
Tomás: tem contrato, é o pimeiro reforço para a próxima época; regressará?
Chidi: tem contrato e é opção para Brito
Sidnei: tem contrato, mas a sua continuidade é uma incógnita
Wesllem: tem contrato; é provável que continue, mas ponho uma interrogação, devido ao facto de não ter sido opção regular;
Bruno Fogaça: penso que fez contrato só por um ano; irá renovar?
Filipe Alberto: tem contrato e vai continuar, certamente;
Nélson Oliveira: deve regressar à Luz mas não acredito que tenha lugar no plantel da próxima época encarnada;
Bruno Moraes: acaba o contrato com o FC Porto e vai sair.

Curioso: são dez nomes, mas só dois me parecem certos, Chidi e Felipe Alberto! Depois há gente com contrato que pode ou não continuar (Wesllem, Sidnei, Bruno Gama e Tomás). Finalmente há a saída mais (Evandro, Bruno Moraes, Nelson Oliveira) ou menos (Fogaça) certa dos restantes nomes. Ou seja, temos de nos preparar para várias contratações. Duas? Quatro? Especulando com o cenário mais previsível: Bruno Gama e Wesllem para a direita; Felipe Alberto e Sidnei para a esquerda; Tomás e Chidi no centro. Se for assim, faltam dois avançados para a posição central.

Sérgio China preso

Sérgio China preso? O nosso Sérgio China?

600 novos sócios (somos quase 3 mil?)

Terão entrado, até agora mais de 600 novos sócios, de acordo com esta informação (recente?), número que, genericamente, já tinha sido avançado em Fevereiro (em Novembro eram 420).
Ou seja, seremos cerca de 3000, mas falta também saber quantos desistiram, seja por isto ou por isto). Ainda assim, é preciso dizê-lo, é uma iniciativa positiva e que está a correr bem.

10.3.10

O Rio Ave é grande, mas não é preciso exagerar

«A Campanha de Sócios “Mais Mil” continua a causar impacto junto dos adeptos do futebol nacional»

(a próxima época) O trunfo do meio campo (apenas uma mudança?) (ACT)

Depois da baliza e da defesa, o meio campo:

Vilas Boas: acaba contrato, mas é para mim óbvio que lhe vai ser feita uma proposta de renovação (e por 3 anos!);
Chaves: tem contrato por mais uma época (vai certamente continuar, apesar de...);
Wires: tem contrato e é indiscutível (até pelas diferentes posições que faz no terreno; além disso é o nosso segundo melhor avançado!!!!);
Vítor Gomes: tem contrato (pelo menos, se não estou enganado, por mais dois anos);
Tarantini: não tem contrato, mas pela avaliação que Brito faz do seu trabalho não admira se renovar:
Adriano: tanto quanto julgo saber, não tem contrato e penso que vai sair;
Terroso: Brito vai ter de decidir se vai apostar ou não; tal como as coisas estão, o mais provável é sair
(André Serrão não voltará, penso)

Em resumo: o meio campo não vai ser uma dor de cabeça; aqueles que têm contado para Brito vão continuar. Mas é por demais óbvio que falta um criativo no meio campo, alguém que venha buscar jogo à defesa e leve a bola para o ataque. Um pivô (alguém que possa espevitar o próprio Vítor).
Portanto, é provável que dos actuais sete saiam dois e entre pelo menos um.

[ACT: algumas reflexões mais desenvolvidas: Brito joga sempre com três médios, pelo que não vale a pena pensar em médios-ala (até por aí Terroso terá menos hipóteses); um dos médios será sempre a chamada posição 6; Vilas Boas é óbvio, mas há alternativas em Wires, Ricardo Chaves ou mesmo Vítor Gomes. Depois, em função do próprio adversário, pode haver um médio mais ousado ou mais fechado, um segundo trinco (e as alternativas anteriores são igualmente válidas; tem sido Wires). Finalmente, o médio avançado. É Vítor Gomes, mas também tem sido Tarantini. Sinceramente, acho que falta a Tarantini qualquer coisa para poder fazer esse lugar. Acho, aliás, que Brito devia apostar em Tarantini no ataque. Com a previsível saída de Adriano, falta o tal lugar, o antigo camisola 10, vago desde Ricardo Nascimento]

27 550 já viram o Rio Ave este ano

De acordo com uma tabela do Record, o Rio Ave é o 13º do campeonato em número de espectadores. Atrás de nós Nacional, Paços de Ferreira e Naval. À frente apenas uma surpresa, o Leiria.
São 27550 pessoas, com uma média de 2500 pessoas por jogo.

Só para nos chatear...

Depois da abada em Londres, se no dia 21 o FC Porto perder a Taça da Liga com o Benfica, resta-lhe a Taça de Portugal três dias depois em Vila do Conde...

9.3.10

Um mistério que se desfaz

Brito, durante os jogos, vai explicando para o lado o que correu mal e como deveria ter sido feito (quando alguém do Rio Ave não faz as coisas tão bem).
O que não se sabia é para quem é que Brito dava as explicações.
Agora que o banco de suplentes é transparente...















...o mistério acabou: não é para ninguém em particular, é para todos os suplentes, para que eles aprendam; Evandro, por exemplo, esta época já deve ter um curso de segundo nível...

(a próxima época) Dores de cabeça na defesa (quatro reforços?)

Depois da baliza, a defesa:
- Magno não tem contrato, mas pode renovar (acho eu...)
- Zé Gomes também não mas faz sentido que renove;
- Gaspar também termina contrato, mas se não estou enganado havia uma cláusula de opção que está automaticamente activada!
- Faria vai sair;
- Bruno Mendes acaba contrato e não acredito que renove;
- Jeferson também não tem contrato, mas é para continuar;
- Sílvio tem contrato, mas acho que vai sair;
- Valdir tem contrato com o Rio Ave;
Ou seja, em oito, há três com contrato, mas só um deve continuar (Valdir); dos que não têm contrato, parece certo que pelo menos Jeferson, Gaspar e Zé Gomes vão continuar em Vila do Conde, o que significa várias dores de cabeça para resolver: dois centrais, um defesa esquerdo e talvez um defesa-direito (se Magno não continuar)

(a próxima época) Revolução nas balizas

(Iniciamos hoje, como prometido, uma antevisão - que é também um balanço desta - da próxima época; para já por sectores)

Carlos: não tem contrato para a próxima época e mesmo que tivesse... Será um milagre se continuar em Vila do Conde, onde 10 mil euros por mês é um super-ordenado, mas pouco, comparado com o que Marítimo, Guimarães ou Braga lhe podem (querem?) pagar (para falar só de clubes portugueses).
Mora: acaba contrato e não deve renovar; a minha opinião está aqui.
Trigueira: é o único que tem contrato mas Brito não conta com ele. Não me admira (mas não tenho qualquer dado nesse sentido) se o treinador pedir a sua dispensa (sei, isso sim, que Brito está muito desiludido com Trigueira).

Ou seja, não se admirem se vierem três guarda-redes novos. Mas, curiosamente, a melhor notícia seria a continuação de Carlos.

8.3.10

Gama mais longe de Gaspar

O Rei Gaspar consolidou o seu primeiro lugar aumentando para 14 pontos a vantagem sobre o segundo, Bruno Gama.

No resto da classificação, Tarantini passou Ricardo Chaves e Fogaça passou Jeferson e Bruno Mendes. Carlos ganhou 11 pontos a Zé Gomes, mas está ainda a uns distantes 19 pontos do 4º lugar do lateral direito.